SEMINÁRIO
          SESBEM - 11/09/2010




MEDIUNIDADE
       Teoria & Prática
             FACILITADOR
         Carlos G...
Módulo-1
MENTE E PENSAMENTO

  O que nós somos?
  Casa mental
  Pensamento e irradiações
  Correntes mentais
  Ligações in...
O que nós somos?
               “O princípio inteligente do
               Universo” (LE, questão n°
               23).
 ...
Os Espíritos têm forma de-
terminada, limitada e constante?

      Para vós, não; para nós, sim.
O Espírito é, se quiserde...
Essa chama ou centelha tem cor?

  Tem uma coloração que, para vós,
vai do colorido escuro e opaco a uma
cor brilhante, qu...
A Casa Mental
Afirmação de Rhine
                 Pai da
                 Parapsicologia.
                 Minuciosa pesquisa
          ...
Correspondência Mente-Cérebro
“Assombrado, notei, pela primeira vez, que
as irradiações emitidas pelo cérebro continham
diferenças essenciais. Cada cent...
“(...) o cérebro é o
instrumento que traduz
a mente, manancial de
nossos pensamentos.
Através    dele,  pois,
unimo-nos à ...
O CASTELO DE TRÊS ANDARES

F
U                     Casa das            Indica as         O Ideal e a
T
       SUPER-      ...
Mente, pensamento e irradiações

“(...) cada um é um centro
 que irradia para diversos
         lados (...)”.
         LE,...
“Temo-lo, dessa maneira, por viajante do Cosmo, respirando
num vastíssimo império de ondas que se comportam como
massa ou ...
Comentário-I
TEMPO DE ESFORÇO PESSOAL NA
                           CONSTRUÇÃO DO DESTINO




y
                                       ...
Comentário-III
Algumas definições...
                   PENSAMENTO
        Radiação emitida ou recebida pela Mente

                   ON...
Ligações invisíveis

   Os encontros, que costumam dar-se, de
algumas pessoas e que comumente se
atribuem ao acaso, não se...
Técnica-1
Fechar os olhos.
Relaxar o corpo.
Respirar tranquilamente.
Tentar deixar a mente livre e aberta.
[...]
Módulo-2
FACULDADE MEDIÚNICA

  Definição e tipologia
  Mediunidade e Religiões
  Mecanismos de funcionamento
  A questão ...
Definição e tipologia da Mediunidade
     “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por
ess...
Para Chico Xavier mediunidade...



   “(...) Na essência, é afinidade, é sintonia,
estabelecendo a possibilidade de inter...
Encaixe parapsicológico


              EFEITOS FÍSICOS
                 (PSI-KAPPA)
MEDIUNIDADE


              EFEITOS I...
A Lei do Campo Mental
  “(...) rege a moradia energética do Espírito,
segundo a qual a criatura consciente, seja onde for
...
Mecanismo de funcionamento
                                               CORRENTES MENTAIS

                             ...
A questão do animismo

●   Origem do termo
●   O que significa?
●   Onde começa e termina respectivamente o
    pensamento...
Mediunidade e Religiões
Módulo-3
MEDIUNIDADE:
COMPROMISSO COM O MAIS ALTO
  Planejamento encarnatório
  Identificação da mediunidade
  Educação me...
Planejamento encarnatório

   Quando na erraticidade, antes de começar
nova existência corporal, tem o Espírito
consciênci...
Centro de Mensageiros
    Não suponha se encontre aqui localizado o serviço de correio,
simplesmente. O Centro prepara ent...
Somos todos médiuns!
  Influem os Espíritos
em nossos pensamen-
tos e em nossos atos?
  Muito mais do que
imaginais. Influ...
Identificação e sintomatologia da
mediunidade

“Os sintomas podem ser
variados, de acordo com
o tipo de mediunidade.
Irrit...
Educação Mediúnica
Teoria e prática;
Estudo constante;
Dúvidas e hesitações;
Melhoria pessoal;
Consolidação da faculdade;
...
Uma metáfora de Emmanuel
Quadrinhas...

A faculdade mediúnica        O desenvolvimento mediúnico
É um dom inato e natural     Não pode nem deve ser...
Processos obsessivos

Definição:
  “(...) domínio que alguns Espíritos logram
  adquirir sobre certas pessoas”. (LM, p.306...
Honrar os compromissos assumidos!!!
      — Que me diz? — interroguei, surpreso. — Segundo seus informes, os trabalhos de
...
O Futuro da Humanidade
“A perda dos entes que nos são caros não constitui para nós legítima
causa de dor, tanto mais legít...
A Mediunidade de Manuela
Segunda-feira, fim de tarde,   Desde muito cedo,
Acalmando suas emoções,        Ainda na infância...
Manuela logo se acostuma      Funcionava como medianeira
Com a nova companhia,         Entre os homens e os Espíritos,
Que...
Técnica-2
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Seminário   mediunidade - teoria e prática-pdf
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário mediunidade - teoria e prática-pdf

3.244 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
104
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
165
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário mediunidade - teoria e prática-pdf

  1. 1. SEMINÁRIO SESBEM - 11/09/2010 MEDIUNIDADE Teoria & Prática FACILITADOR Carlos G. Steigleder http://carlossteigleder.blogspot.com
  2. 2. Módulo-1 MENTE E PENSAMENTO O que nós somos? Casa mental Pensamento e irradiações Correntes mentais Ligações invisíveis Prática-1 Horário 17h30min-18h
  3. 3. O que nós somos? “O princípio inteligente do Universo” (LE, questão n° 23). “(...) sistemas de forças e focos de pensamentos, impressionam-se reciprocamente e podem comunicar-se a todas as distâncias.” (Léon Denis, OPSDD, p.97). “Energia pensante” (Joanna de Ângelis, OHI, p.81).
  4. 4. Os Espíritos têm forma de- terminada, limitada e constante? Para vós, não; para nós, sim. O Espírito é, se quiserdes, uma chama, um clarão, ou uma centelha etérea. LE, questão n° 88
  5. 5. Essa chama ou centelha tem cor? Tem uma coloração que, para vós, vai do colorido escuro e opaco a uma cor brilhante, qual a do rubi, conforme o Espírito é mais ou menos puro. LE, questão n° 88 a)
  6. 6. A Casa Mental
  7. 7. Afirmação de Rhine Pai da Parapsicologia. Minuciosa pesquisa no campo da ESP ou PES. Resultado das suas pesquisas: “A mente não é física!”
  8. 8. Correspondência Mente-Cérebro
  9. 9. “Assombrado, notei, pela primeira vez, que as irradiações emitidas pelo cérebro continham diferenças essenciais. Cada centro motor assinalava-se com peculiaridades diversas, através das forças radiantes. Descobri, surpreso, que toda a província cerebral, pelos sinais luminosos, se dividia em três regiões distintas. Nos lobos frontais, as zonas de associação eram quase brilhantes. Do córtex motor, até a extremidade da medula espinhal, a claridade diminuía, para tornar-se ainda mais fraca nos gânglios basais.” No Mundo Maior, cap. 3, p.43-44
  10. 10. “(...) o cérebro é o instrumento que traduz a mente, manancial de nossos pensamentos. Através dele, pois, unimo-nos à luz ou à treva, ao bem ou ao mal.” No Mundo Maior, cap. 3, p.49
  11. 11. O CASTELO DE TRÊS ANDARES F U Casa das Indica as O Ideal e a T SUPER- noções eminências que Meta U R CONSCIENTE nos cumpre atingir. Superior O superiores P R Onde se erguem e E S Domicílio das se consolidam as O Esforço e CONSCIENTE E N conquistas qualidades nobres a Vontade que estamos T E atuais edificando. P A Residência Simboliza o S S SUBCONSCIENTE de nossos sumário vivo dos Hábito e A impulsos serviços Automatismo realizados. D O automáticos
  12. 12. Mente, pensamento e irradiações “(...) cada um é um centro que irradia para diversos lados (...)”. LE, questão n° 92 “O Espírito não se acha encerrado no corpo como numa caixa; irradia por todos os lados (...)”. LE, questão n° 420
  13. 13. “Temo-lo, dessa maneira, por viajante do Cosmo, respirando num vastíssimo império de ondas que se comportam como massa ou vice-versa, condicionado, nas suas percepções, à escala do progresso que já alcançou, progresso esse que se mostra sempre acrescentado pelo patrimônio de experiência em que se gradua, no campo mental que lhe é característico, em cujas dimensões revela o que a vida já lhe deu, ou tempo de evolução, e aquilo que ele próprio já deu à vida, ou tempo de esforço pessoal na construção do destino. Para a valorização e enriquecimento do caminho que lhe compete percorrer, recebe dessa mesma vida, que o acalenta e a que deve servir, o tesouro do cérebro, por intermédio do qual exterioriza as ondas que lhe marcam a individualidade, no concerto das forças universais, e absorve aquelas com as quais pode entrar em sintonia, ampliando, os recursos do seu cabedal de conhecimento, e das quais se deve aproveitar, no aprimoramento intensivo de si mesmo, no trabalho da própria sublimação.” Mecanismos da Mediunidade, p.23-24.
  14. 14. Comentário-I
  15. 15. TEMPO DE ESFORÇO PESSOAL NA CONSTRUÇÃO DO DESTINO y Comentário-II TEMPO DE EVOLUÇÃO x
  16. 16. Comentário-III
  17. 17. Algumas definições... PENSAMENTO Radiação emitida ou recebida pela Mente ONDA MENTAL O fluxo contínuo dos pensamentos que nos caracterizam formam a onda mental que nos é própria. CORRENTE MENTAL Nossa onda mental, nascida das profundezas da mente, “(...) é pensamento contínuo, fluxo energético incessante, revestido de poder criador inimaginável” (MM, p.82), o que configura a nossa corrente mental.
  18. 18. Ligações invisíveis Os encontros, que costumam dar-se, de algumas pessoas e que comumente se atribuem ao acaso, não serão efeito de uma certa relação de simpatia? Entre os seres pensantes há ligação que ainda não conheceis. O magnetismo é o piloto desta ciência, que mais tarde compreendereis melhor. LE, questão n° 388
  19. 19. Técnica-1 Fechar os olhos. Relaxar o corpo. Respirar tranquilamente. Tentar deixar a mente livre e aberta. [...]
  20. 20. Módulo-2 FACULDADE MEDIÚNICA Definição e tipologia Mediunidade e Religiões Mecanismos de funcionamento A questão do animismo Horário 18h-18h30
  21. 21. Definição e tipologia da Mediunidade “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos. Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. Todavia, usualmente, assim só se qualificam aqueles em quem a faculdade mediúnica se mostra bem caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que então depende de uma organização mais ou menos sensitiva. E de notar-se, além disso, que essa faculdade não se revela, da mesma maneira, em todos. Geralmente, os médiuns têm uma aptidão especial para os fenômenos desta, ou daquela ordem, donde resulta que formam tantas variedades, quantas são as espécies de manifestações. As principais são: a dos médiuns de efeitos físicos; a dos médiuns sensitivos, ou impressionáveis; a dos audientes; a dos videntes; a dos sonambúlicos; a dos curadores; a dos pneumatógrafos; a dos escreventes, ou psicógrafos.” O Livro dos Médiuns, Item 159, p.203-204.
  22. 22. Para Chico Xavier mediunidade... “(...) Na essência, é afinidade, é sintonia, estabelecendo a possibilidade de intercâm- bio espiritual entre as criaturas, que se identifiquem na mesma faixa de emoção e pensamento”.
  23. 23. Encaixe parapsicológico EFEITOS FÍSICOS (PSI-KAPPA) MEDIUNIDADE EFEITOS INTELECTUAIS (PSI-GAMMA)
  24. 24. A Lei do Campo Mental “(...) rege a moradia energética do Espírito, segundo a qual a criatura consciente, seja onde for no Universo, apenas assimilará as influências a que se afeiçoe. Cada mente é como se fora um mundo de per si, respirando nas ondas criativas que despede — ou na psicosfera em que gravita para esse ou aquele objetivo sentimental, conforme os próprios desejos —, sem o que a lei de responsabilidade não subsistiria. Mecanismos da Mediunidade, p.125-126.
  25. 25. Mecanismo de funcionamento CORRENTES MENTAIS MENSAGEM IMAGENS, IDEIAS, CONCEITOS... IMAGENS, IDEIAS, CONCEITOS... PENSAMENTO X LINGUAGEM EMISSOR RECEPTOR DECODIFICAÇÃO CODIFICAÇÃO CONJUGAÇÃO DE ONDAS SINTONIA PENSAMENTO CONSTANTE DE ACEITAÇÃO OU ADESÃO ESPÍRITO ESPÍRITO DESENCARNADO ENCARNADO MÉDIUM
  26. 26. A questão do animismo ● Origem do termo ● O que significa? ● Onde começa e termina respectivamente o pensamento do médium e o do Espírito comunicante durante o intercâmbio mediúnico? ● O Livro dos Médiuns, cap. XIX, Do papel dos médiuns nas comunicações espíritas.
  27. 27. Mediunidade e Religiões
  28. 28. Módulo-3 MEDIUNIDADE: COMPROMISSO COM O MAIS ALTO Planejamento encarnatório Identificação da mediunidade Educação mediúnica Processos obsessivos Compromissos assumidos Mediumato Prática-2 Horário 18h40min-19h30mim
  29. 29. Planejamento encarnatório Quando na erraticidade, antes de começar nova existência corporal, tem o Espírito consciência e previsão do que lhe sucederá no curso da vida terrena? Ele próprio escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisso consiste o seu livre- arbítrio. O Livro dos Espíritos Questão n° 258
  30. 30. Centro de Mensageiros Não suponha se encontre aqui localizado o serviço de correio, simplesmente. O Centro prepara entidades a fim de que se transformem em cartas vivas de socorro e auxílio aos que sofrem no Umbral, na Crosta e nas Trevas. Acreditaria, por ventura, que tanto trabalho se destinasse apenas à mera movimentação de noticiário? Amplie suas vistas. Este serviço é a cópia de quantos se vêm fazendo nas mais diversas cidades espirituais dos planos superiores. Preparam-se aqui numerosos companheiros para a difusão de esperanças e consolos, instruções e avisos, nos diversos setores da evolução planetária. Não me refiro tão só a emissários invisíveis. Organizamos turmas compactas de aprendizes para a reencarnação. Médiuns e doutrinadores saem daqui às centenas, anualmente. Tarefeiros do conforto espiritual encaminham-se para os círculos carnais, em quantidade considerável, habilitados pelo nosso Centro de Mensageiros. Os Mensageiros, cap. 3, p.22.
  31. 31. Somos todos médiuns! Influem os Espíritos em nossos pensamen- tos e em nossos atos? Muito mais do que imaginais. Influem a tal ponto, que, de ordinário, são eles que vos diri- gem. O Livro dos Espíritos Questão 459
  32. 32. Identificação e sintomatologia da mediunidade “Os sintomas podem ser variados, de acordo com o tipo de mediunidade. Irritabilidade, sonolência sem motivo, dores sem diagnóstico definido, mau humor e choro inexplicável podem indicar necessidade de esclarecimento e estudo”.
  33. 33. Educação Mediúnica Teoria e prática; Estudo constante; Dúvidas e hesitações; Melhoria pessoal; Consolidação da faculdade; Aprendizagem e aperfeiçoamento contínuos; Oração; Idealismo superior.
  34. 34. Uma metáfora de Emmanuel
  35. 35. Quadrinhas... A faculdade mediúnica O desenvolvimento mediúnico É um dom inato e natural Não pode nem deve ser forçado Conectando o indivíduo Pois abrirá um árduo caminho Com o Mundo Espiritual! Para o qual não se está preparado! Se, por acaso, tu desejas Mediunidade desprezada, Educar tua mediunidade, Que não se vive praticando, Deves ter muita paciência, É enxada abandonada Disciplina e tenacidade! Que acaba enferrujando! A Espiritualidade em Quadras, p.128 e 130.
  36. 36. Processos obsessivos Definição: “(...) domínio que alguns Espíritos logram adquirir sobre certas pessoas”. (LM, p.306) Classificação: Obsessão simples; Fascinação; Subjugação.
  37. 37. Honrar os compromissos assumidos!!! — Que me diz? — interroguei, surpreso. — Segundo seus informes, os trabalhos de esclarecimento espiritual devem estar muitíssimo adiantados no mundo!... Fixou Tobias expressão singular, sorriu tranqüilamente e explicou: — Você não ponderou, todavia, meu caro André, que essa preparação não constitui, ainda, a realização propriamente dita. Saem milhares de mensageiros aptos para o serviço, mas são muito raros os que triunfam. Alguns conseguem execução parcial da tarefa, outros muitos fracassam de todo. O serviço legítimo não é fantasia. É esforço sem o qual a obra não pode aparecer nem prevalecer. Longas fileiras de médiuns e doutrinadores para o mundo carnal partem daqui, com as necessárias instruções, porque os benfeitores da Espiritualidade Superior, para intensificarem a redenção humana, precisam de renúncia e de altruísmo. Quando os mensageiros se esquecem do espírito missionário e da dedicação aos semelhantes, costumam transformar-se em instrumentos inúteis. Há médiuns e mediunidade, doutrinadores e doutrina, como existem a enxada e os trabalhadores. Pode a enxada ser excelente, mas, se falta espírito de serviço no cultivador, o ganho da enxada será inevitavelmente a ferrugem. Assim acontece com as faculdades psíquicas e com os grandes conhecimentos. A expressão mediúnica pode ser riquíssima; entretanto, se o dono não consegue olhar além dos interesses próprios, fracassará fatalmente na tarefa que lhe foi conferida. Acredite, meu caro, que todo trabalho construtivo tem as batalhas que lhe dizem respeito. São muito escassos os servidores que toleram as dificuldades e reveses das linhas de frente. Esmagadora percentagem permanece à distância do fogo forte. Trabalhadores sem conta recuam quando a tarefa abre oportunidades mais valiosas. Os Mensageiros, cap.3, p.22-23.
  38. 38. O Futuro da Humanidade “A perda dos entes que nos são caros não constitui para nós legítima causa de dor, tanto mais legítima quanto é irreparável e independente da nossa vontade? Essa causa de dor atinge o rico, como o pobre: representa uma prova, ou expiação, e comum é a lei. Tendes, porém, uma consolação em poderdes comunicar-vos com os vossos amigos pelos meios que vos estão ao alcance, enquanto não dispondes de outros mais diretos e mais acessíveis aos vossos sentidos.” (O Livro dos Espíritos, questão 934). “Todos os homens têm o seu grau de mediunidade, nas mais variadas posições evolutivas, e esse atributo do espírito representa, ainda, a alvorada de novas percepções para o homem do futuro, quando, pelo avanço da mentalidade do mundo, as criaturas humanas verão alargar- se a janela acanhada dos seus cinco sentidos”. (O Consolador, questão 383). “A mente humana abre-se, cada vez mais, para o contacto com as expressões invisíveis, dentro das quais funciona e se movimenta. Isto é uma fatalidade evolutiva.” (Os Mensageiros, cap.5).
  39. 39. A Mediunidade de Manuela Segunda-feira, fim de tarde, Desde muito cedo, Acalmando suas emoções, Ainda na infância, Discretamente, sem alarde, Com receio e medo, Manuela realizava orações. Enxerga Constância! Era assim que se preparava Avó materna de Manuela, Para as sessões semanais, Há alguns anos falecida, Mediante as quais educava Agora aparecia para ela Suas faculdades espirituais. Do jeito que era em vida.
  40. 40. Manuela logo se acostuma Funcionava como medianeira Com a nova companhia, Entre os homens e os Espíritos, Que se tornou ininterrupta, Trabalhando sem canseira Dia e noite, noite e dia. Em prol de todos os aflitos. Constância fora designada, E, naquela tarde de segunda, Pelo Mundo Espiritual, Quando se aprontava pra sair, Como protetora extremada Sentiu uma solidão profunda, Daquela menina especial. E vontade enorme de desistir. Nem atingira a maturidade, Então, reaparece Constância, E já estava no serviço, Cheia de amor, carinho e luz, Exercitando a mediunidade, Chamando-lhe a observância Elevado compromisso! Da mediunidade com Jesus!
  41. 41. Técnica-2

×