Membrana Plasmática

1.639 visualizações

Publicada em

Aula sobre Membrana plasmática, dentro da área Citologia.

Publicada em: Educação
2 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Membrana Plasmática

  1. 1. BIOLOGIABIOLOGIA Aula: 010 Área: CITOLOGIA Assunto: MEMBRANA PLASMÁTICA Prof. Carlos MagnoProf. Carlos Magno
  2. 2. Membrana plasmática
  3. 3. 1. Conceito Membrana plasmática (Plasmalema)
  4. 4. 1.1) É uma película ativa, porosa e maleável.
  5. 5. M.E.M.E.M.O.M.O. 1.2) De espessura muito fina e vista apenas ao microscópio eletrônico.
  6. 6. 2. Composição química Modelo do mosaico fluido de Singer e Nicholson
  7. 7. Lipídios
  8. 8. 1) Fosfolipídios:1) Fosfolipídios: componentes mais abundantes da membrana, formando a matriz lipídica.
  9. 9. Arranjos: Micela, lipossomo e bicamada
  10. 10. 2) Esteróides2) Esteróides: colesterol que age como regulador de fluidez. Presente nas células animais.
  11. 11. Os lipídios possuem afinidade por compostos pequenos e sem carga elétrica.
  12. 12. Proteínas Integrais ou transmembranas Periféricas
  13. 13. Tipos de proteínas e funções: - De adesão intercelular; - Que facilitam intercâmbio de substâncias entre as células; - Envolvidas em transporte de substâncias; - Receptoras de membrana; - De ação enzimática; - De ancoragem para o citoesqueleto.
  14. 14. Sinapse
  15. 15. Citoesqueleto
  16. 16. Proteínas integrais facilitam o transporte de substancias através da membrana: 1) proteínas de canais 2) proteínas carreadoras
  17. 17. Aquaporinas:Aquaporinas: proteínas de canais para água.
  18. 18. Carboidratos Encontram-se na face extracelular. Lipídios → GlicolipídiosGlicolipídios Proteínas → GlicoproteínasGlicoproteínas GlicocálixGlicocálix
  19. 19. Nos animais, os carboidratos formam um envoltório na parte externa, proveniente do complexo Golgiense: Glicocálix. Funções: 1)Proteção 2) Adesão 3) Reconhecimento celular 4) Recepção de sinais 5) Histocompatibilidade
  20. 20. O glicocálice das hemácias determina os grupos sanguíneos (A, B, AB ou O). Esses glicídios funcionam como marcadores de determinados tipos de célula.
  21. 21. 2. Funções da membrana plasmática 2.1) Possui permeabilidade seletiva (semipermeável)
  22. 22. O isolamento da membrana não é absoluto. Ex. água, gases, alimentoEx. água, gases, alimento
  23. 23. Exemplos de permeabilidade seletiva: - A membrana é permeável à água e gases; - As substâncias lipossolúveis atravessam com facilidade; - Moléculas permeiam com maior facilidade que íons; - Quanto menor a molécula maior facilidade de permeio.
  24. 24. 2.2) Envolve o material celular, protege e separa o meio interno do meio extracelular.
  25. 25. 2.3) Participa da adesão e da comunicação intercelular
  26. 26. 2.4) Funciona como sítio de receptação de sinais externos (sinalização química)
  27. 27. Propriedades da membrana plasmática 1) Apresenta baixa tensão superficial
  28. 28. 2) Alta resistência elétrica
  29. 29. 3) Elasticidade e plasticidade
  30. 30. Diferenciações da membrana 1. Microvilosidades Dobras que aumentam a superfície de contato com o meio, facilitando a absorção Ex. Células do intestino delgado
  31. 31. VILOSIDADES MICROVILOSIDADES
  32. 32. 2. Desmossomos: aumentam a coesão intercelular Ex. Células epiteliais
  33. 33. 3. Interdigitações São encaixes intercelulares, ampliam a superfície de contato entre as células que as realizam Ex. Células epiteliais
  34. 34. Células entram em contato umas com as outras, funcionando de modo coordenado e harmônico. Esses canais permitem o movimento de moléculas e íons.   4. Junções Gap ou comunicantes
  35. 35. Parede celular Membrana esquelética que reforça a membrana plasmática
  36. 36. Células jovens: pouca celulose mais flexível Células adultas: rica em celulose menos flexível Formação da parede celular Nos vegetais a parede origina-se da Lamela média
  37. 37. Canais de comunicação (poros) entre células vegetais vizinhas, locais onde não há celulose. Plasmodesmos
  38. 38. Reino Plantae: Celulose
  39. 39. Reino Fungi: Quitina
  40. 40. Reino Protista (algas): Sílica ou celulose
  41. 41. Reino Monera: Peptoglicano
  42. 42. Difusão simples Difusão facilitada Osmose Fisiologia da Membrana Plasmática Transportes através da membrana Transportes passivos  Transporte ativo  Transporte em bloco Bomba de Sódio e Potássio Fagocitose Pinocitose
  43. 43. Certas substâncias atravessam a membrana sem gasto de energia: TRANSPORTE PASSIVO Pode também absorver ou expulsar substancias, bombeando para dentro ou para fora, gastando energia: TRANSPORTE ATIVO
  44. 44. ATP
  45. 45. Ocorrem sem consumo de energia da célula (ATP) e a favor do gradiente de concentração. Transportes passivos É a passagem de solutos e/ou solventes Difusão simples: Compostos passam através da matriz lipídica Difusão facilitada: Compostos passam através de proteínas da membrana 1) Difusão
  46. 46. 1.1) Difusão simples Ocorre da região com partículas mais concentradas para a de menor concentração Tendência à homogeneidade 2 condições: - Permeabilidade à substancia; - Diferença de concentração dentro e fora da célula.
  47. 47. As moléculas de gás O2 se difundem através da bicamada lipídica: RESPIRAÇÃO CELULAR
  48. 48. 1.2) Difusão facilitada As células são banhadas com líquido isotônico com gases e nutrientes A glicose precisa das PERMEASES para entrar na célula Permeases são específicas para cada substância Não há gasto de energia, obedecem ao gradiente de concentração
  49. 49. Difusão facilitada O íon sódio é mais concentrado no meio extracelular, através das proteínas carreadoras o sódio passa para o meio intracelular. O potássio é mais concentrado dentro da célula e através de proteínas carreadoras se difunde para o meio externo da célula.
  50. 50. A água se difunde através da membrana semipermeável celular para o meio mais concentrado (+ soluto) O citoplasma é uma solução aquosa: água (solvente) e as moléculas dissolvidas: proteínas, glicídios (solutos) 1.3) Osmose
  51. 51. Classificação das soluções Solução =Solução = soluto + solventesoluto + solvente
  52. 52. Comparando, as soluções podem ser: ISOtônica: Concentrações iguais
  53. 53. HIPERtônica: Solução mais concentrada
  54. 54. HIPOtônica: Solução menos concentrada
  55. 55. Soro fisiológico Meio isotônico NaCl = 0,9% Equilíbrio osmótico Osmose na célula animal
  56. 56. Água do mar Meio hipertônico NaCl > 0,9% A célula perde água Fica flácida Pode sofrer crenação
  57. 57. Água destilada Meio hipotônico NaCl < 0,9% A célula ganha água Fica túrgida Pode sofrer hemólise
  58. 58. Na célula vegetal deve-se considerar a presença da parede celular e do vacúolo ao se estudar a osmose. Osmose na célula vegetal
  59. 59. Meio hipotônico A célula ganha água Ocorre turgescência
  60. 60. Meio hipertônico A célula perde água A célula fica plasmolisada A reversão da plasmólise é conhecida como deplasmólise H2O
  61. 61. MAIS CONCENTRADO MENOS CONCENTRADO Na + K + Cl - Difusão facilitada O2 CO2 N2 Difusão simples Glicose Aminoácidos Difusão facilitada Canal iônico Permease
  62. 62. Ocorre com gasto de energia da célula (ATP) Contra o gradiente de concentração Ex: Bomba iônica Transporte ativo
  63. 63. Proteína integral da membrana plasmática que transporta íons contra o gradiente de concentração utilizando ATP. Bomba iônica Na+ e K+
  64. 64. Nos neurônios e fibras cardíacas relaciona-se com a geração e propagação do impulso elétrico.
  65. 65. ATPase [Na+] [ Na+ ] [ K+ ][ k+ ] Extracelular Intracelular
  66. 66. Transporte de macromoléculas por englobamento. Ex.: Endocitose Fagocitose Pinocitose Transporte em bloco
  67. 67. Englobamento de sólidos Formação de pseudópodos Ex.: Fagócitos do sistema imune Fagocitose (Fagos = comer)
  68. 68. Englobamento de líquidos Ocorrem invaginações Pinocitose (Pinos = beber)
  69. 69. No organismo humano é através desse processo que as células do intestino delgado capturam gotículas de lipídios resultantes da digestão.
  70. 70. O caminho inverso também pode ser percorrido por determinadas substâncias que devem ser eliminadas da célula, em organismos unicelulares. Este processo garante a eliminação de resíduos celulares não digeridos. Exocitose: Clasmocitose
  71. 71. A bolsa de resíduos são levados até a membrana onde se fundem a ela, eliminando seu conteúdo para o exterior da célula, em um processo inverso da fagocitose.
  72. 72. 1) Os envoltórios contendo quitina, sílica e celulose encontrados, respectivamente, nas paredes celulares de fungos, diatomáceas e células vegetais a) impedem a osmose quando a célula se encontra em meio hipotônico. b) controlam a saída de água quando as células se encontram em meio hipertônico. c) selecionam as partículas minerais que devem ser absorvidas em meio hipertônico. d) impedem a lise osmótica quando a célula se encontra em meio hipotônico. e) mantêm o equilíbrio osmótico e o volume da célula em meio hipertônico. RESP.: .LETRA D
  73. 73. 2) Na mucosa intestinal, as células apresentam grande capacidade de absorção devido à presença de: a) desmossomas; b) vesículas fagocitárias; c) microvilosidades; d) flagelos; e) cílios. RESP.: .LETRA C
  74. 74. 3) A incorporação de gotículas no citoplasma, por invaginação da membrana plasmática, formando vesículas, denomina-se: a) fagocitose; b) clasmocitose; c) endocitose; d) pinocitose; e) plasmólise. RESP.: .LETRA D
  75. 75. 4) “O oxigênio penetra nas células porque sua concentração é maior fora delas do que no seu interior. A célula utiliza oxigênio na respiração, processo que libera gás carbônico. Com isso a concentração do gás carbônico aumenta dentro da célula e ele passa para fora. À medida que o oxigênio vai sendo consumido na respiração, sua concentração dentro da célula diminui, havendo novamente entrada de oxigênio”. Dentre os processos de troca de substâncias entre o meio extra e o intracelular, o texto acima se refere a: a)Transporte ativo b)Difusão c)Osmose d)Difusão facilitada e)Bomba de sódio e potássio RESP.: .LETRA B
  76. 76. 5) Em relação aos envoltórios celulares, podemos afirmar que: a) todas as células dos seres vivos têm parede celular. b) somente as células vegetais têm membrana celular. c) somente as células animais têm parede celular. d) todas as células dos seres vivos têm membrana celular. e) os fungos e bactérias não têm parede celular. RESP.: .LETRA D
  77. 77. 6) Que processo, provavelmente, estaria ocorrendo em grande extensão, em células cuja membrana celular apresentasse microvilosidades? a) Detoxificação de drogas. b) Secreção de esteróides. c) Síntese de proteínas. d) Catabolismo. e) Absorção. RESP.: .LETRA E
  78. 78. 7) Hemácias foram colocadas em uma solução de concentração desconhecida, tendo, após certo tempo, sofrido hemólise. Em função deste resultado, foi possível dizer que a solução em questão apresenta-se: a) atônica em relação às hemácias. b) com alta concentração de sais. c) hipotônica em relação às hemácias. d) isotônica em relação às hemácias. e) hipertônica em relação às hemácias. RESP.: .LETRA C
  79. 79. 8) As moléculas de glicose atravessam a membrana celular das células intestinais, combinadas com moléculas de proteínas transportadoras denominadas permeases. Esse processo é denominado: a) transporte de massa; b) difusão facilitada; c) endocitose; d) transporte ativo; e) osmose. RESP.: .LETRA B
  80. 80. 9) A respeito da plasmalema podemos afirmar, corretamente, que nas células vegetais: a) a presença de colesterol é tão abundante quanto nas células animais; b) tanto elas quanto as células bacterianas possuem reforço mecânico denominado parede celular; c) a citocinese é centrípeta, ao contrário das células animais, onde é centrífuga; d) a estrutura de mosaico fluido é inconsistente em virtude da rigidez imposta pela presença da celulose na sua constituição. e) É formada por uma camada dupla de glicoproteínas, com várias moléculas de lipídios encrustadas. RESP.: .LETRA B

×