"Gestão de Estoque: uma Obrigação ou uma Necessidade?"

722 visualizações

Publicada em

Conteúdo da Palestra apresentada pela Cardinalis Consultoria no 18o. Congresso Nacional e Latino-Americano de Revendedores de Combustíveis, em Gramado-RS, em 25 de Setembro de 2015.

Publicada em: Varejo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
722
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

"Gestão de Estoque: uma Obrigação ou uma Necessidade?"

  1. 1. GESTÃO DE ESTOQUE: OBRIGAÇÃO OU NECESSIDADE? Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  2. 2. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Quantos produtos comercializamos nas bombas de abastecimento em nossa pista?
  3. 3. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis E Quantos produtos comercializamos na Loja de Conveniências?
  4. 4. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Por fim, Quantos produtos comercializamos nas Unidades de Troca de Óleo?
  5. 5. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Bombas de Abastecimento Lojas de Conveniência Unidade de Troca de Óleo 800 SKUs, em média. 6 SKUs, no máximo… 1.500 SKUs, em média. Variedade do MIX de Produtos em Estoque (Sortimento)
  6. 6. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Bombas de Abastecimento Lojas de Conveniência Unidade de Troca de Óleo Esforço e Tempo dedicado a Gestão do Estoque:
  7. 7. Pista (Combustíveis Líquidos) Loja de Conveniência Troca de Óleo e Serviços Automotivos Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Receita Bruta (Faturamento) Margem de Contribuição Líquida Margem de Contribuição média das 3 principais Unidades de Negócio presentes no Posto de Serviços 8% 35% 60% Faturamento
  8. 8. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Será que você está dedicando Tempo e Esforço para os Produtos Corretos? Aqueles que proporcionam MAIORES MARGENS DE CONTRIBUIÇÃO para o seu negócio?
  9. 9. Em foco: o Tamanho dos Estoques Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  10. 10. O Investimento em Estoque Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis O Estoque, em um Posto de Serviços, costuma ser a rúbrica que mais pesa nos Custos. Entretanto, como sabemos, “Custo” é absolutamente diferente de “Despesa”. O CUSTO traz um retorno financeiro e pertence à atividade fim do negócio. Com o Estoque, esperamos obter lucros futuros. Entretanto, é fundamental avaliarmos o QUANTO e COMO vamos investir em nossos estoques. Se avaliarmos mal, ou superficialmente, corremos o risco de empatar Capital de Giro em demasia na formação de estoques desnecessariamente grandes. Ou mesmo, em produtos que não possuem o giro esperado, ou são muito sujeitos à perdas.
  11. 11. Em uma Amostra de 15 unidades de Troca de Óleo em Porto Alegre, encontramos a seguinte média de estoque, em relação a venda mensal da unidade: Em uma Amostra de 40 Lojas de Conveniência em Porto Alegre, encontramos a seguinte média de estoque, em relação a venda mensal da unidade: Estoques equivalentes a 8 MESES de venda mensal. Estoques equivalentes a 25 DIAS da venda mensal. O PIOR resultado foi de 26 MESES da venda mensal. O PIOR resultado foi de quase 2 MESES da venda mensal. O MELHOR resultado foi de 3 MESES E MEIO da venda mensal. O MELHOR resultado foi de 13 DIAS de venda. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  12. 12. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Em Lojas de Conveniência, o ideal é ter em estoque o equivalente a entre 10 a 15 dias de Venda. Este é o volume ideal de Estoque, visto que a média de visitação e entrega de produtos dos fornecedores é semanal. O Dimensionamento de Estoque
  13. 13. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Em Lojas de Conveniência, o ideal é ter em estoque o equivalente a entre 10 a 15 dias de Venda. Este é o volume ideal de Estoque, visto que a média de visitação e entrega de produtos dos fornecedores é semanal. Raros produtos devem exceder a esta regra. Apenas aqueles cuja entrega é mais demorada, como importados, ou produtos alvo de promoção planejada ou sazonalidade. O Dimensionamento de Estoque
  14. 14. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Em Lojas de Conveniência, o ideal é ter em estoque o equivalente a entre 10 a 15 dias de Venda. Este é o volume ideal de Estoque, visto que a média de visitação e entrega de produtos dos fornecedores é semanal. Raros produtos devem exceder a esta regra. Apenas aqueles cuja entrega é mais demorada, como importados, ou produtos alvo de promoção planejada ou sazonalidade. Também são raras as vezes em que Promoções de Preço, por parte do fornecedor compensam uma compra acima da necessidade média de estoque. Geralmente são para “desovar” estoques estourando a validade, ou cumprir sua meta de “mix”. O Dimensionamento de Estoque
  15. 15. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Lembre-se que a elasticidade de vendas de uma Loja de Convenência não é alta (como a de um Supermercado). Além disso, os locais físicos para armazenagem são pequenos e acomodam mal os produtos, favorecendo Perdas. Em Lojas de Conveniência, o ideal é ter em estoque o equivalente a entre 10 a 15 dias de Venda. Este é o volume ideal de Estoque, visto que a média de visitação e entrega de produtos dos fornecedores é semanal. Raros produtos devem exceder a esta regra. Apenas aqueles cuja entrega é mais demorada, como importados, ou produtos alvo de promoção planejada ou sazonalidade. Também são raras as vezes em que Promoções de Preço, por parte do fornecedor compensam uma compra acima da necessidade média de estoque. Geralmente são para “desovar” estoques estourando a validade, ou cumprir sua meta de “mix”. O Dimensionamento de Estoque
  16. 16. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Lembre-se que a elasticidade de vendas de uma Loja de Convenência não é alta (como a de um Supermercado). Além disso, os locais físicos para armazenagem são pequenos e acomodam mal os produtos, favorecendo Perdas. Em Lojas de Conveniência, o ideal é ter em estoque o equivalente a entre 10 a 15 dias de Venda. Este é o volume ideal de Estoque, visto que a média de visitação e entrega de produtos dos fornecedores é semanal. Raros produtos devem exceder a esta regra. Apenas aqueles cuja entrega é mais demorada, como importados, ou produtos alvo de promoção planejada ou sazonalidade. Também são raras as vezes em que Promoções de Preço, por parte do fornecedor compensam uma compra acima da necessidade média de estoque. Geralmente são para “desovar” estoques estourando a validade, ou cumprir sua meta de “mix”. O Dimensionamento de Estoque OBS: As regras não são diferentes para os produtos da Troca de Óleo. Apenas no caso dos Lubrificantes, pode-se ter estoque para um mês de vendas, uma vez que a logística de entrega é mais delicada.
  17. 17. Em foco: A Gestão e Prevenção de Perdas Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  18. 18. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis “Se o índice de perdas do comércio brasileiro fosse similar ao da América do Norte, os lojistas teriam deixado de perder R$ 10 bilhões em um ano”. Segundo cálculos de Cláudio Felisoni, presidente do PROVAR (Programa de Varejo) - da USP (Universidade de São Paulo), e do IBEVAR (Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo).
  19. 19. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis “É tão importante para uma loja reduzir perdas quanto aumentar o faturamento. Se uma peça que gera 10% de lucro líquido é furtada, o varejista precisa comercializar dez outras peças equivalentes para cobrir o prejuízo”. Gustavo Carrer – Consultor Especializado em Varejo do SEBRAE.
  20. 20. 5o O Brasil apresenta o 5o maior índice de perdas do Mundo. No setor de Supermercados as lojas perdem, em média, 2,52% das mercadorias. Isto é MAIOR do que o LUCRO LÍQUIDO do negócio* !! * Média do Setor. Perdas Lucro 2,52% 1,9% % de Perdas conforme o Porte da empresa 3 ,5% 2 ,4% 2 ,8% Supermercado com área de até 300m2 Supermercado com área superior a 300m2 Hipermercado Os Pequenos Varejistas, ou seja, os negócios menores – “de bairro” são os maiores prejudicados. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  21. 21. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Pequenos Varejstas perdem mais porque nem sempre monitoram suas mercadorias. Este descontrole aumenta o índice de perdas, que, não raro, supera a margem de lucro. O prejuízo é repassado ao preço final, e o negócio fica menos competitivo.
  22. 22. “Em 2013, o índice de perdas em relação à Receita Líquida dos mercados foi o MAIOR JÁ REGISTRADO nos últimos De acordo com a Pesquisa Anual de Perdas da Abras. 61% dos Varejistas adotaram Programas de Prevenção de Perdas em 2013.   Em 2012 o índice era de apenas 28%! 10 anos.”   E um Programa de Prevenção de Perdas COMEÇA com a prática de INVENTÁRIOS! Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  23. 23. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Fazer inventários periodicamente não é a solução para as Perdas. É apenas o COMEÇO do trabalho. É como “medir a Febre”. É preciso “tomar o remédio”. Ou seja, alterar PROCESSOS de GESTÃO.
  24. 24. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis -R$20.000 R$0 R$20.000 R$40.000 R$60.000 R$80.000 R$100.000 R$120.000 R$140.000 R$160.000VALOR MESES Faturamento (R$) Margem líquida (R$) Perdas (R$) Exemplo de Progressão de Resultados 1 2 3 4 5 7 86 9 10 11 12 -R$20.000 R$0 R$20.000 R$40.000 R$60.000 R$80.000 R$100.000 R$120.000 R$140.000 R$160.000 VALOR MESES Faturamento (R$) Margem líquida (R$) Perdas (R$) MESES
  25. 25. Em foco: O mix Correto dos Estoques Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  26. 26. %deDemanda % Quantidade de Produtos A CURVA ABC DE VENDAS Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  27. 27. Os Produtos podem ser classificados como: PRODUTOS DE CLASSE A: de maior importância, valor ou quantidade. Geralmente, correspondem a 20% do total de itens, porém podem representar de 65% a 80% da demanda (ou das vendas, ou dos lucros) num determinado período; PRODUTOS DE CLASSE B: com importância, quantidade ou valor intermediário. Correspondendo a 30% do total de itens, porém apresentam uma demanda de 15% a 25% num determinado período); PRODUTOS DE CLASSE C: de menor importância, valor ou quantidade. Refletem 50% do total de itens da Loja, entretanto apresentam uma demanda de 5% a 10% num determinado período). Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis A CURVA ABC DE VENDAS A B C
  28. 28. Controle de Estoques Seleção de Fornece- dores Negociação de Preços Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis A CURVA ABC DE VENDAS CURVA ABC
  29. 29. Em foco: Avaliação de Performance Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  30. 30. O Gerenciamento da Produtividade dos Ativos Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Tradicionalmente, o Varejo utiliza-se de alguns índices de performance para medir o desempenho de uma Loja e avaliar se o Varejista está obtendo toda a rentabilidade possível de seu negócio. Citaremos dois destes índices: G.M.R.O.I. G.M.R.O.S. Gross Margin Return on Inventory   Gross Margin Return on Surface   Retorno de Margem Bruta Sobre Estoque Retorno de Margem Bruta Sobre Área de Loja
  31. 31. GMROI = MARGEM BRUTA / INVENTÁRIO (ESTOQUE) A produtividade dos estoques mede margens relacionadas ao custo dos estoques – daí a definição como “retorno da margem bruta sobre estoque” (GMROI – gross margin return on inventory). A ligação entre ambos é o valor do estoque. Em resumo, este indicador mostra quanto o negócio está gerando de margem bruta para cada $ 1,0 unidade monetária investida em estoque. O Gerenciamento da Produtividade dos Ativos Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis G.M.R.O.I.
  32. 32. GMROS GMROS = MARGEM BRUTA / ESPAÇO (M2) A produtividade do espaço, por sua vez, reflete as margens relacionadas ao uso do espaço – conhecido como margem bruta por metro quadrado (GMROF – gross margin return on feet) ou margem bruta sobre área da loja (GMROS – gross margin return on surface). A relação entre a margem bruta de vendas e a margem bruta por metro quadrado é a venda por metro quadrado, uma medição tradicional no varejo. O Gerenciamento da Produtividade dos Ativos Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis G.M.R.O.S.
  33. 33. muito bem, o que vimos então? Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  34. 34. A realização de Inventários e a Gestão das Perdas da Loja “trata” e torna transparente o Estoque Igualando o estoque Físico com o Virtual (do sistema de gestão da Loja) Um sistema “redondo” fornece Relatórios valiosos sobre a Venda e o Giro de Estoques.(Curva ABC) Com base nestas informações, o Gestor poderá realizar as compras corretas para seu PDV: ü Os produtos (SKUs) que trazem o melhor resultado; ü Giram mais rapidamente; ü Na quantidade correta; ü Melhor GMROI e GMROS Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis COMO MANTER UM ESTOQUE SAUDÁVEL?
  35. 35. Visite também: www.cardinalis.com.br www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Obrigado! Estamos à disposição. Entre em contato! (51) 8133 3400 – Frederico Amorim (51) 9971 4069– Marcelo Louzada (51) 8105 3278 – Vladimir dos Passos (51) 3239 9554- Escritório contato@cardinalis.com.br Cardinalis Consultoria LTDA. ● Setembro 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis

×