Maias - corrida no hipodromo

4.166 visualizações

Publicada em

Os Maias,

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maias - corrida no hipodromo

  1. 1. Os Maias Corrida no
  2. 2. Este episódio é importante para a ação principal, uma vez que mostra que Carlos está de tal modo, interessado em Maria Eduarda que começa a frequentar determinados sítios que antes não frequentava, só na tentativa de a encontrar.
  3. 3. Indícios trágicos: - “Sorte no jogo, azar no amor”; - “Ordinariamente é mau”;
  4. 4. - Carlos: personagem formosa, alta, bem feita e com olhos irresistíveis. Durante o episódio toma uma atitude crítica e irónica em relação à sociedade portuguesa. - Ega: usava um monóculo, usava bigode e tinha um nariz encurvado. Autêntico retrato de Eça Queirós. Tal como Carlos, assume uma atitude critica em relação à sociedade portuguesa tornando-se sarcástico e provocador levando a que outros personagens se escandalizarem.
  5. 5. - Condessa de Gouvarinho: personagem-tipo que representa as figuras femininas burguesas que casaram para adquirir poder na sociedade. Esta personagem-tipo é utilizada como caricatura, de forma a criticar a sociedade burguesa, que vivia bastante das aparências. - Craft: personagem de origem inglesa que, tal como Carlos, ostenta uma altivez critica que lhe permite observar de forma distanciada o ambiente ridículo que o rodeia.
  6. 6. A focalização seguida pelo narrador, nesta parte da ação, é a focalização interna que nos mostra o espaço pela perspetiva de Carlos. O autor serve-se de Carlos para avaliar os costumes da Lisboa burguesa.
  7. 7. Discurso Direto: “ – Deixa ver os nomes desses cavalos, Alencar… Senta-te aí, anda, faz companhia.” Discurso Indireto: “Alencar […] confessou que aquilo tinha realmente um certo ar de elegância, um perfume de corte…” Discurso Indireto Livre: “Não se tinham encontrado havia um ano, em Madrid, num jantar, em casa de Pancho Calderon?”
  8. 8. É criticado/a: - Desejo de imitar o Estrangeiro; - Falsidade e Artificialidade do cosmopolitismo da sociedade burguesa; - Mentalidade atrasada e provinciana da sociedade lisboeta;

×