INFORMAÇÃO COMPLETA 94 - CULTURARTEEN 131

7.385 visualizações

Publicada em

Parte integrante do CULTURARTEEN 131 - edição de março de 2014.
8 março dia internacional da mulher: você acha justo comemorar a mulher em apenas um dia?

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.296
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

INFORMAÇÃO COMPLETA 94 - CULTURARTEEN 131

  1. 1. Parte integrante do Informativo CulturarTEEN. SAÚDE, VIDA, CULTURA e LAZER P ORGÃO INFORMATIVO DE MARICÁ – ANO 08 – NÚMERO 94 – MARÇO 2014 – jornalismopr@hotmail.com - www.culturarteen.com 8 DE MARÇO Rose Oliveira Professora, Administradora e Orientadora Pedagógica, com curso de especialização em Marketing Político e Modas MARIA SEM VERGONHA DE SER MULHER J Já são tantas. Milhares... Milhões!!! Uma verdadeira rama, florescendo por todo o planeta. Lilás. São Maria-sem-vergonha de ser mulher. Não são florzinhas. São mulheres se agrupando, misturando cores, gritando encantos, exibindo suas verdades. São domésticas, bailarinas, médicas, estudantes, bancárias, professoras, escritoras, garis, brancas, negras, índias, meninas... agricultoras... São sem-vergonha de lutar, acreditar, denunciar, exigir, reivindicar, sonhar... São Maria-sem-vergonha de dizer que ainda falta trabalho, salário digno, respeito... que ainda são vítimas da violência física, da porrada, do assédio, do estupro, do aborto, da prostituição, da falta de assistência... São Maria-sem-vergonha de se indignar diante do preconceito, da escravidão, da injustiça, da discriminação de seus cabelos pixaim e à sua pele negra. São Maria-sem-vergonha de brigar por creches, educação, saúde, moradia, terra, comida, meio ambiente... São Maria-sem-vergonha de ficar bonita, pintar a boca e da sua boca soltar um beijo que não vem da boca, mas do seu ser inteiro, indivisível, solidário. São Maria-sem-vergonha de dizer NÃO, de buscar alegria, prazer... Sem vergonha de se cuidar, de usar camisinha e de se apaixonar. ATREVIDAS. Maria sem vergonha de decidir, fazer política, escolher e ser escolhida. São essas sem vergonha que a cada tempo mudam a história. Conquistam direitos. Dão a vida. Geram outras vidas. Insistentemente, desavergonhadamente vão tecendo de cor e beleza, o desbotado das relações humanas. Sem medo, sem disfarce, sem vergonha de ser feliz vão parindo com dores e delícias um novo mundo prá mulheres e homens. Um novo mundo prá “comunidade dos seres” humanos, plantas e animais. MULHER, sem vergonha de ser MARIA Uma singela homenagem do CULTURARTEEN e da PR Produções para todas essas maravilhosas mulheres que dão luz às nossas vidas! (5) DIA INTERNACIONAL DA MULHER É justo comemorar a mulher num único dia? F Fala sério! Tem data mais machista do que essa? Por que comemorar a mulher apenas num dia? As mulheres tem que ser comemoradas a cada dia, a cada hora, a cada minuto, a cada segundo! O que seria da humanidade sem Ela? Elas brincam de ser Deus. Elas dão vida! Elas dão A VIDA! Elas são A VIDA! E vem o homem comemorar a mulher em apenas um dia!?! Mulheres, parabéns por todos os dias! E por favor: MUDEM O MUNDO! (Pery Salgado) História do 8 de março N No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU. Objetivo da Data Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história. Conquistas das Mulheres Brasileiras Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo. Ana Luiza Werneck (19). Estudante universitária, modelo escolhida para representar a beleza da mulher brasileira em nossa homenagem.
  2. 2. C 02 ANO 10 - Março 2014 (6) CARNAVAL EM MARICÁ O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com Oferecimento: Pousada Vovó Bellina, resgatando a História de Maricá Uma escola com nome engraçado, do bairro Jardim Nova Metrópole (Rola Cansada) cresceu e virou Tradição de Maricá, a super campeã. Era imbatível, até a chegada a Inocentes de Maricá, que veio com estrutura e um novo conceito de carnaval, profissionalizando a festa. Éramos felizes e não davamos o devido valor. Maricá já teve carnavais fantásticos, que movimentavam várias agremiações carnavalescas, com festividades o ano todos gerando recursos para o momento mágico do Carnaval. A partir de setembro (normalmente) estas escolas começavam a contratar serralheiros para fazer a montagem de carros e estruturas, aderecistas, costureiras, pintores, arrematadores, ... enfim, uma grande festa. Gerava-se empregos, muitos empregos e quando tudo estava pronto, vivia-se o momento mágico dos desfiles. Fantasias bem elaboradas, algumas até luxuosas para nossos padrões, carros alegóricos, tripés e samba no pé, principalmente e muito samba no pé. As famílias se reuniam na Rua Abreu Rangel, no quarteirão onde existe o colégio Elisiário Matta, se alojavam nas arquibancadas e passavam a noite toda e um bom pedaço da madrugada de domingo vendo as escolas do grupo especial e na segunda vendo as escolas do grupo de acesso. E O último título do carnaval de Maricá é justamente da Inocentes, que disputou ponto a ponto com a Tradição que tentava o seu sétimo título seguido. Bons tempos!!! Eram oito agremiações, quatro do grupo especial e quatro do grupo de acesso, fora os blocos. E os blocos tem histórias também. Os mais tradicionais Peladeiros (comemorou este ano 40 anos de existência) e Carvão sempre fizeram a festa, até que um assassinato pois fim ao Bloco do Carvão, proibido pela justiça de sair, pois mesmo com muita alegria, causava muitos transtornos e sujeira em Maricá. Hoje nosso carnaval se resume aos blocos, que ainda teimam em fazer (ou tentar) fazer nosso carnaval feliz. na verdade éramos felizes e não demos valor!!!! Jacintho Caethano, um dos homens mais progressistas de Maricá era um dos que apoiava bastante o carnaval de nossa terra. Isso mesmo, Jacintho também prestigiava o Carnaval de Maricá, patrocinando os animados “Bloco Tira Teima”, que desfilava com lindos cavalos, com celas bem decoradas em amarelo e branco e o “Bloco do Jacaré”, com bonitos carros alegóricos enfeitados de verde e branco. Rua Marajó 460, São José do Imbassaí - Maricá (entrada pela RJ 106, km 22 ao lado do Posto Shell) Na década de 70, o Antiga Amizade e os Esferinhas eram as escolas mais queridas e tradicionais de Maricá. Os desfiles cresciam, traziam turistas que realmente gastavam nas noites de carnaval de maricá. Até mesmo a Escola de Samba do Engenho do Roçado (de São Gonçalo) vinha participar dos desfiles maricaenses. Nas décadas de 90 e início dos anos 2000, a LIESA, Liga Independente das Escolas de Samba chegou a informar que Maricá tinha o melhor Mas essa história na verdade começou há carnaval do interior do estado com suas escolas de samba. muitas décadas. Informativo CULTURARTEEN ano 10 nº 131 - Março/2014 - Propriedade PR PRODUÇÕES. Diagramação e Fotos: José Pery Salgado e Rosemery Oliveira. Edição: Rosemery Oliveira Jornalista Responsável: Pery Salgado (R.P. 34659/RJ) Colaboradores: Paula Chagas, Rosy Oliveira, Kito e Daiane Machado. Impressão: Editora Esquema. Distribuição Gratuita e Dirigida ao público jovem e a família de Maricá. CULTURARTE, Culturateen, Culturartween e CulturartKids são marcas de propriedade da PR Produções. Edição mensal. As matérias assinadas são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Contatos: (21) 99281-4037 jornalismopr@hotmail.com INFORMATIVO ESPÍRITA, CULTURARTE, CULTURARTEEN, BARÃO DE INOHAN, JORNAL DA MICROLINS, INFORMATIVO FRK, INFORMAÇÃO COMPLETA e INFORMATIVO PRofissionalizar, HÁ-NIMAL, SER!, UNIversitariUSS, MAIS UM e informativo NET FOX são criações do Eng. José Pery Salgado. Luz Sonora e ECOLOUCOS são produzidos e editados pela PR Produções. Tiragem 5000 exemplares Matérias e anúncios são de inteira responsabilidade de seus autores e não nos responsabilizamos pelo seu conteúdo.
  3. 3. O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com ANO 10 - Março 2014 (3) C 03 (3) DESTAQUES DO CARNAVAL 2014 EM MARICÁ A Aconteceu na noite de sábado - 15 de fevereiro, a eleição para o Rei Momo, Rainha e Princesa do carnaval de Maricá. Cinco candidatas participaram da escolha da Rainha e apenas dois foram os candidatos ao trono de Mômo, confirmando João Bomfim Lima como Sua Magestade Carnavalesca pelo oitava vez seguida. Já o título de Rainha ficou por direito com Duda Jantorno (42) que foi a que melhor mandou no pé e na simpatia, além do corpo escultural, esculpido pela galera da academia Forma Fitness. No ano passado, num concurso marcado por escândalos, favorecimentos e irregularidades, Duda ficou como princesa e a rainha foi a cunhada do secretário de Turismo de Maricá. Neste ano, a princesa foi Helen Caroliny Mendonça. Participaram do concurso além de Duda e Helen, Rosana Barbosa (Musa do carnaval de Maricá em 2005, Princesa em 2006 e Rainha em 2008), Thayza Cassuce (Beleza Negra 2013 e Miss Fotogenia Maricá 2013) e Roberta Righetti (vice campeã do Miss Maricá Plus Size 2013). UFC FEZ A FESTA EM UBATIBA F Formado apenas por mulheres (de todas as idades), o UFC União, Força e Coragem, é um bloco do bairro de Ubatiba que na verdade, se reúne todos os sábados para que suas integrantes troquem figurinhas, joguem conversa fora sempre regadas a cervejas, churrasquinhos ou sopinhas (quando está frio). O bloco se concentrou na tarde da segunda feira 03 de março no campo do Ubatiba e fizeram a festa com muita brincadeira, música, samba, confraternização e é claro, cerveja e churrasquinho, sem a presença de homens. Quem quiser procurá-las é só chegar em Ubatiba ao lado do posto de Saúde nas tardes de sábado.
  4. 4. C 04 ANO 10 - Março 2014 (6) O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com UNIÃO ESTÁVEL MOTORISTAS PODERÃO PARCELAR EM 12 VEZES MULTAS ATRASADAS Na nova configuração familiar, na qual os casais optam por apenas “unir as escovas de dentes” surgem questões burocráticas que exigem mais do que a simples vontade de morar sob o mesmo teto. Para facilitar a vida dos brasileiros, existe a união estável – documento que garante aos casais os mesmos direitos de quem casou “de papel passado”. Dados do último Censo brasileiro realizado em 2010 nostram que houve um crescimento de 7,8% no número de uniões consensuais – os chamados casamentos informais. Karla Carvalho (28) e Leandro Mathias (36) decidiram morar juntos há nove anos. Tudo ia bem até que, em 2009, o novo emprego de Leandro só estenderia o benefício para a mulher de fossem casados, mesmo com duas filhas. Assustados, eles pensaram que teriam que se casar às pressas. Foi um amigo do Leandro que falou para o casal sobre a união estável. Foi bem simples. Fomos a um cartório com nossas identidades, CPFs e certidões de nascimento das meninas, e acompanhados de duas testemunhas. Já saímos do cartório com a escritura de união estável em mãos. “No início, ficávamos em dúvida sobre o estado civil” , conta Karla. “Lá na empresa, brincamos que estávamos sendo ‘obrigados’ a casar. Foi rápido e é uma solução bem mais em conta que um casamento. Só ficamos um pouco constrangidos quando nos perguntam nosso estado civil e respondemos ‘solteiro’”, completou Leandro. A dúvida é pertinente e deve ser esclarecida: o estado civil de quem tem uma união estável é solteiro. A advogada Fernanda de Tolla Souza Ramos, presidente da Comissão de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Niterói, explica que para haver uma união estável é necessário que se comprove a intenção de formar uma família, o que não significa que o casal tenha que morar na mesma casa, por exemplo. São indicativos de entidade familiar, contas conjuntas, contratos de locação e, sobretudo, filhos. A lei não específica um tempo mínimo de relacionamento para que seja feito o contrato de união estável. Fernanda acrescenta que não há diferença de direitos entre o csamento e a união estável enquanto os parceiros forem vivos. A situação pode complicar em caso de morte. “Em caso de morte de uma das partes e necessidade de habilitação em pensão por morte e herança, os órgãos, principalmente os públicos, exigem uma ação declaratória da união estável que irá tramitar na Justiça. Isto significa que a parte que sobreviveu terá que validar em juízo a união estável e provar que a mesma perdurou até a morte de seu companheiro”, esclareceu a advogada. A própria Fernanda transformou sua união estável em casamento. Ela conheceu o marido, o coronel-aviador Eduardo Souza Ramos (69), no condomínio onde moravam e a amizade virou amor. Após três anos de namoro, assinaram a união estável e, no ano passado decidiram se casarão perceberem que não havia nenhum impedimento legal – ela era divorciada e ele viúvo. “A idéia surgir de uma brincadeira e decidimos fazer uma surpresa para a família. Nos casamos em segredo e convidei todos os familiares para um almoço. Quando eles chegaram, receberam um envelope com a nossa certidão de casamento e uma foto da cerimônia. Foi desta maneira que demos a notícia”, conta Eduardo. O objetivo é combater a inadiplência, que impede vistoria anual N COMUNHÃO PARCIAL DE BENS Fernanda Pimentel, professora da Universidade Federal Fluminense (UFF), explica que existem três possibilidades para a constituição de uma união estável: a situação de fato, que é a forma mais comum quando o casal já está junto e faz um contrato que reconhece a união a partir de sua assinatura: um contrato que reconheça o tempo anterior a sua assinatura e, por último , em casos de separação, no qual uma das partes deseja o reconhecimento da união para partilha de bens. “Como no casamento, a união estável estabelece a comunhão parcial de bens – aqueles adquiridos após a união. Entretanto, o contrato também pode definir separação total de bens ou comunhão universal.”, concluiu Fernanda. O O governador Sérgio Cabral sancionou a lei 6.323, que autoriza o pagamento de multas de trãnsito devidas em até 12 parcelas. Segundo o deputado Dionísio Lins (PP), autor do projeto, o objetivo é regularizar a situação de milhares de motoristas que estão inadimplentes devido ao não pagamento de multas, não podendo por isso, também, fazer a vistoria anual de seus veículos. O projeto de lei foi aprovado na ALERJ, por unanimidade no dia 30 de agosto passado. O objetivo segundo o deputado não é dar nenhum tipo de anistia ou isenção, mas sim, manter em dia o pagamento das multas. A ideia é não deixar profissionais como taxistas, motoristas de ônibus e caminhoneiros corram o risco de não poder trabalhar, deixando de ganhar o sustento das suas famílias. Ainda segundo o deputado Dionísio Lins, com o parcelamento das multas, todos serão beneficiados, pois o estado não deixará de arrecadar para os cofres públicos e as pessoas ficarão novamente em dia com o Detran. De acordo com a lei, no caso de o proprietário do veículo não efetuar o pagamento de uma das parcelas, o acordo será anulado. Ele arcará com os juros devidos e não poderá mais fazer o parcelamento da multa. CONCURSO “MINHA MÃE É UMA GATA” V Você tem uma mãe gatona? Então inscreva ela no concurso “MINHA MÃE É UMA GATA”. Para participar a mamãe terá que ter no mínimo 35 anos e filhos de no mínimo 10 anos. A mamãe vencedora receberá presentes e um belíssimo ensaio fotográfico de ROSY FOTOGRAFIAS. O concurso será por votação pela internet no período de 15 a 25 de abril. As inscrições poderão ser feitas até o dia 12 de abril nas lojas A N T E N A D A , AFRODITE, THE SECRET e XIKIDIDUÊ ou pelo telefone (21) 99281-4037 (PR Produções). VISTORIAS JÁ PODEM COMEÇAR A SER AGENDADAS O IPVA já está sendo pago pela maioria dos proprietários de veículos e as vistorias já podem ser agendadas. Confia o calendário: ANDADOR PODE SER PROIBIDO D Dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) revelam que, em 2012, 850 crianças de 7 a 15 meses receberam atendimento médico emergencial devido a acidentes em andadores, sendo 60% com lesão na cabeça. E, em 2013, houve pelo menos três relatos de MORTE por conta do uso desse acessório que “auxilia” o bebê a andar. Por esse motivo, em dezembro, a Justiça do Rio Grande do Sul decidiu, liminarmente, suspender a comercialização desse produto em todo o país. A ação civil pública foi elaborada pela SBP, mas ainda cabe recurso. O fato é que, ao usarem esse acessório, as crianças ficam expostas a situações de risco, como se aproximar de fogões e produtos tóxicos, cair em piscinas ou rolar por escadas. Além disso, os andadores dão mobilidade inadequada a essa etapa da vida, já que o bebê ainda não tem a musculatura preparada para ficar de pé. E isso, em vez de ajudar, pode acabar atrapalhando o desenvolvimento da marcha. Enquanto a proibição não é definitiva, os pais devem evitar esse acessório. E aqueles que insistem em oferecê-lo a seus filhos devem exercer uma vigilância dobrada enquanto o bebê estiver no andador. > Aluguel de Roupas: - casamento ATENDIMENTO COM - formaturas HORA MARCADA e - social INDIVIDUALIZADO - teens - acessórios Promoção de final de ano: VESTIDOS A PARTIR DE > Maquiagem R$ 80,00 > Penteados > Fotografia e Filmagens Tudo em um só lugar 3731-1767 99184-5871 (Claro) 98740-5318 (Oi) maricamixnegocios.blogspot.com e-mail:mmixnegocios@hotmail.com
  5. 5. O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com MULHERES COM MAIS DE 70 TÊM ‘O MELHOR SEXO DE SUAS VIDAS’ Pesquisadora americana conclui que mulheres mais velhas são mais aventureiras e confiantes na sua sexualidade que as jovens. S Segundo a crença popular, o desejo e a atividade sexual diminuem com a idade, especialmente nas mulheres. Mas uma acadêmica da American University, de Washington, sugere que mulheres com mais de 70, 80 ou até 90 desfrutam a melhor atividade sexual de suas vidas. Iris Krasnow, professora de Jornalismo e Estudos Femininos, entrevistou 150 mulheres entre 20 e 90 anos sobre os seus segredos mais íntimos e teve conversas surpreendentes e reveladoras - que acabada de publicar no livro Sex After...: Women Share How Intimacy Changes as Life Changes (‘Sexo depois dos...: Mulheres compartilham como a intimidade muda com as mudanças da vida’, em tradução livre). Krasnow abordou o assunto de vários ângulos, indagando sobre a atividade sexual em diferentes fases da vida: depois da faculdade, da maternidade, da menopausa e da viuvez. Descobriu que as mulheres mais velhas eram mais aventureiras e mais confiantes na sua sexualidade que as jovens que estão em fase de ‘envolvimento’ ou namoro. ‘A era da senhora’, diz. ‘FRÁGIL, ENRUGADA E SECA’ Suas entrevistadas eram de diferentes idades, classes sociais, raças, culturas e religiões. Mas o fator comum é que relatos de sexo bom estavam sempre ligados ao desenvolvimento de intimidade e conexão emocional. ‘As pessoas pensam sobre o sexo até o momento em que morrem’, disse Iris Krasnow, em entrevista à BBC Mundo (serviço espanhol). E, de acordo com o que dizem, não estão só pensando, mas também praticando e se divertindo. ‘A era da mulher de 78 anos, frágil, enrugada e seca é coisa do passado’, disse a autora. Ela acrescentou que as mulheres entre 80 e 90 anos estão na faixa etária que mais cresce dentro da população idosa, em muitos países ocidentais. O que estamos vendo agora é não só um aumento na longevidade, mas o aumento da atividade sexual neste setor da sociedade. Este crescimento da expectativa de vida vem com melhores remédios, mais vigor, mais exercício, melhor dieta e saúde - o que resulta numa população de terceira idade mais sexual e saudável do que antes. Igualmente arcaico, indica Krasnow, é o mito de que as mudanças fisiológicas, como a menopausa, cirurgias de câncer ou histerectomia (retirada do útero), não permitem o desenvolvimento da atividade sexual saudável. ‘Uma das minhas entrevistadas fez uma histerectomia aos 30 e, depois disso, melhorou sua vida sexual’, deu como exemplo. ‘Também inclui no livro as histórias de mulheres de 90 que estão iniciando relacionamentos’, destacou. Segundo a especialista em Estudos Femininos, a alegada incapacidade das mulheres permanecerem sexualmente ativas na velhice é um mito perpetuado por homens mais velhos que querem firmar sua juventude e, com a ajuda de Viagra, buscam relacionamentos com mulheres mais novas. Embora não seja necessariamente defensora do uso de medicamentos, que podem ter efeitos colaterais graves, a acadêmica argumenta que hoje há acesso a uma gama de opções de tratamentos, desde os hormonais e lubrificantes aos antidepressivos, que podem devolver o entusiasmo e a capacidade de desfrutar do sexo. SAÚDE E APARÊNCIA Iris Krasnow divide as mulheres que se reencontram com sua sexualidade após os 65 anos em duas categorias: A primeira é a do ‘ninho vazio’ - aquela mulher que terminou de criar os filhos, adolescentes e estudantes universitários, e estes já saíram de casa. Se antes estavam sobrecarregadas pela agitação doméstica, ocupadas em levar as crianças para lá e para cá ou preocupadas com que alguma delas a surpreendesse fazendo amor com seu parceiro, agora estão comemorando as possibilidades oferecidas por esta última fase da vida. Essas mulheres e seus parceiros estão geralmente aposentados, mas ativos e conectados com o mundo exterior por meio de dispositivos modernos e redes de comunicação. Mas, principalmente, eles estão relaxados. ‘Uma mulher me disse que, pela primeira vez, fez sexo na cozinha e estava experimentando um vibrador’, disse Krasnow. A outra categoria é a viúva. A mulher que foi casada por 55 anos e cuja vida sexual passou de ardente a aborrecida e, finalmente, inexistente. A que cuidou de seu marido doente por dez anos e o viu morrer. ‘Agora essa viúva conhece outro viúvo - jogando golfe ou cartas - e os dois começam a praticar carícias de formas que nunca fizeram. Isso torna-se o melhor sexo de suas vidas’, disse ela. Um aspecto importante é a boa saúde, conseguida através de atividade e dieta adequadas. As pessoas que vivem um estilo de vida sedentário e comendo demais não só se sentem mal, como não gostam como se vêem, afirma Krasnow. ‘Alguém com sobrepeso geralmente têm outros problemas, come para preencher um buraco em sua alma’, disse ela. ‘Se você estiver com sobrepeso, certamente não tem boa circulação e não há irrigação para os órgãos genitais. Sexo é a irrigação’, observa. ‘100% das mulheres em seus 70 e 80 anos que disseram que estavam tendo um bom sexo estão em excelente condição física’, contou. Sexo, por sua vez, prolonga a vida, assegura a pesquisadora. ‘Fisiologicamente, mantém o coração andando, as entranhas andando, o corpo andando, a vida andando’. INTIMIDADE Mas o mais importante no desenvolvimento de uma boa prática sexual é a conexão emocional. O sexo é melhor quando há uma emoção igualmente profunda. Krasnow chegou a essa conclusão depois de entrevistar milhares de casais ao longo de mais de três décadas. ‘A pessoa que diz que só quer sexo sem amor mente. Todo mundo quer amar e ser amado. Isso é uma sensação primária que todos buscamos, sentir-se único nos olhos do amante’, diz. ‘Tudo parte de uma química sexual, explica, e, se essa química converte-se em compromisso e amor, o casal tem uma boa chance de sucesso e uma vida longa juntos. E se os dois estão de acordo com a evolução sexual de ambos, tudo fluirá bem’, nota. ‘Se você escolhe um parceiro desejado e sua mente pode se adaptar a um corpo envelhecido, sexualmente qualquer coisa é possível’, acrescenta. Nem tudo tem que ser sexo na cozinha ou de alta intensidade, Krasnow explica. Pode ser uma boa sessão de amasso ou uma massagem lenta e concentrada. ‘O que pode ser melhor que isso? Sexo é o vínculo que temos com a nossa juventude. Nos mantém feliz, jovens e vivos’. ANO 10 - Março 2014 (11) C 05 BEIJAR É BOM, MAS VÁ COM CALMA: VEJA 5 DOENÇAS TRANSMITIDAS PELA TROCA DE SALIVA T Troca de saliva possibilita que vírus e bactérias migrem de um para o outro e transmita doenças como gripe e hepatite A Os batimentos cardíacos chegam a 150 por minuto, cerca de 29 músculos são movimentados e, em média, 12 calorias são perdidas em um beijo caprichado. Mas nem só de benefícios para o corpo é feito esse encontro entre os lábios. Em época de Carnaval, em que o clima de paquera é mais intenso, Mariana Volpe Arnoni, infectologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, de São Paulo, alerta para o problema. “Temos, pelo menos, cinco doenças relevantes que podem ser transmitidas pelo beijo.” No entanto, de acordo com a especialista, não é o beijo em específico o responsável pela transmissão. “Quando as pessoas se beijam, acontece uma troca de salivas, o que permite o contato com a doença”, explica. O vírus ou a bactéria, presentes na saliva e na secreção respiratória da pessoa infectada, entra então em contato com quem está saudável, contaminando seu organismo. “A própria tosse com gotículas de saliva do doente também pode contaminar.” Para evitar problemas, a médica orienta os foliões. “É importante que as pessoas se alimentem da forma correta, ingerindo as vitaminas adequadas para que o corpo esteja prevenido e resista a possíveis infecções.” Caso alguém note alguma alteração no corpo, como febre, dor de garganta e a presença de gânglios no pescoço, entre outras características típicas de doenças virais e bacterianas, a recomendação é procurar atendimento médico para fazer o tratamento adequado. Conheça cinco doenças que podem ser transmitidas pelo beijo: Mononucleose – popularmente chamada de “a doença do beijo”, ela tem como vírus responsável o Epstein-Barr, da família Herpesviridae. Os sintomas são febre, dor de garganta, gânglios no pescoço e até alterações no fígado e no baço. Herpes simples – os vírus de tipo 1 (oral) e 2 (genital) provocam lesões bolhosas em pele e mucosas, que podem reativar periodicamente; Meningites – ocorre quando, por alguma razão em específico, bactérias e vírus vencem as defesas do organismo e atingem as meninges, membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Causa febre alta, mal-estar, vômitos, dor forte de cabeça e no pescoço; Hepatite A – causada pelo vírus VHA, a doença tem como sintomas: febre, dores musculares, cansaço, mal-estar, inapetência, náuseas, urina escura e vômito. Além da via oral-fecal, pode ser transmitida por meio de alimentos ou água contaminados; Gripes e resfriados – a gripe ocorre quando organismo é infectado pelo vírus influenza, enquanto o resfriado pode ser causado por vários tipos de vírus, como o rinovírus ou coronavírus. Provocam febre, dores de cabeça e no corpo, tosse, coriza, malestar e fraqueza.
  6. 6. C 06 ANO 10 - Março 2014 (6) O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com ANDRESSA BOMFIM, MUSA DE MARICÁ 2014 A NOITE DE MUITAS MUSAS Aconteceu na noite do domingo 02 de fevereiro no Restaurante Bambino D’Oro em São José do Imbassai (Rod. Amaral Peixoto km 23 sentido Niterói) a final do concurso MUSA DE MARICÁ 2014. Lindas meninas lutaram bravamente durante duas semanas para a conquista do título. O concurso teve duas etapas: A primeira com votação pela internet com o seguinte resultado: Nathalia Bolsanello em primeiro com 2367 votos dos 4874 recebidos na votação. Em segundo Rayane Costa com 1781 votos. Em terceiro Karolline Jesus com 335 votos Em quarto Jéssica Oliveira com 238 votos Em quinto Karollyne Viana com 54 votos e em sexto Andressa Bomfim com 31 votos. Acontece que Nathalia Bolsanello por conhecer e frequentar Araruama com assiduidade, foi convidada pela PR Produções para ser a representante deste belo município da região dos lagos, portanto seus votos perderam a validade. Karolline Jesus, foi uma convidade especial da PR Produções no Musa de Maricá. Grávida de 4 meses, não poderia concorrer ao Musa da Barra pela sua condição, e ganhou o título de Musa de Maricá 2014 - Revelação. Com isso, seus votos também não foram computados para o concurso. Karollyne Viana também por conhecer e frequentar com assiduidade a cidade de Iguaba Grande, foi convidada pela produção para ser a representante deste município na final do Musa da Barra Rio no dia 15 de fevereiro no Tijuca Tenis Clube. Com isso, seus votos também não foram computados. E o novo resultado final foi o seguinte: RAYANE COSTA com 1781 votos ficou em primeiro JÉSSICA OLIVEIRA com 238 votos ficou em segundo ANDRESSA BOMFIM com 31 votos ficou em terceiro. Com isso, Rayane levou 10 pontos para a final, Jéssica levou 8 pontos e Andressa 7 pontos. R Receberam também suas faixas de representantes dos seus municípios e estiveram representando a PR Produções na final do MUSA DA BARRA RIO as seguintes jovens: MUSA DE NITERÓI - NATÁLIA WEELING MUSA DE TANGUÁ - NYCOLLI MAYARA MUSA DE SAQUAREMA - ISABELLE MACEDO MUSA DE ARARUAMA - NATHÁLIA BOLSANELLO MUSA DE IGUABA GRANDE - KAROLLYNE VIANA MUSA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES - ELEINNE JUSTINO Eleinne na manhã de 02 de fevereiro passou por um problema pessoal muito grande, mas já superado, e não pode ir na festa onde receberia sua faixa. GRANDE FINAL Ciro Fontoura coloca a faixa de Musa de Maricá 2014 em Andressa Bomfim, que também é a Gata Verão 2013 Participaram as seguintes finalistas: ANDRESSA BOMFIM, JÉSSICA OLIVEIRA, RAYANE COSTA, THAYZA CASSUCE e YASMIM MOTA. Os jurados deram, notas para simpatia, beleza e para cada entrada que elas fizeram: a primeira com roupas da ANTENADA e a segunda com trajes de banho da PERTH. E a grande final aconteceu no domingo 02 de fevereiro no Restaurante BAMBINO D’ORO (localizado na RJ 106 km 23, sentido Niterói) da Familia Reis que abriu as portas de sua casa para nos receber com enorme carinho e excelente atendimento, sem falar nos deliciosos petiscos. Estiveram no júri: BETTO DIAS (presidente), diretor do Clube da Moda, YVES SERPA -artista plástico consagrado internacionalmente, ANDREA RANGEL - proprietária da loja ANTENADA, CIRO FONTOURA empresário e DJ, e KARINA REQUENA - proprietária da ESTÉTIKÁ, Clínica de Estética. E depois de duas horas de evento o resultado foi o seguinte: ANDRESSA BOMFIM - MUSA DE MARICÁ 2014 com 213,5 pontos RAYANE COSTA - Vice campeã do Musa de Maricá 2014 com 193,5 pontos e Musa de Maricá Web 2014 com 1781 votos. THAYZA CASSUCE - terceira colocada com 187,5 pontos JÉSSICA OLIVEIRA - quarta colocada com 184 pontos YASMIM MOTA - quinta colocada com 166,5 pontos. APOIADORES E PATROCINADORES FOTOS E FILMAGEM 3731-1767 99184-5871 Karina Requena - esteticista e dançarina da Banda Tátudoemcasa, Andressa Bomfim - Musa de Maricá 2014, Ciro Fontoura - empresário e Pery Salgado - produtor do evento.
  7. 7. O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com ANO 10 - Março 2014 (11) C 07 MUSA DA BARRA 2014 - ERIKA AVLIS É A CAMPEÃ A EVENTO COMEMOROU OS 30 ANOS DO CLUBE DA MODA Aconteceu na noite do sábado 15 de fevereiro a EXPO MODELS 2014, no Tijuca Tenis Clube. Organizado pelo CLUBE DA MODA (Betto Diaz e Rayane Yanelli) que comemorou 30 anos de existência, o evento contou com a presença do DJ Portugues animando a festa, da atriz, coreografa e cantora Luciana Bessa que deu literalmente um show com sua apresentação, além da apresentação de jovens do concurso Top Sarada 2014, lançado neste sábado pelo Clube da Moda. O evento contou também com a coroação de duas lindas misses Plus Size: Bruna Brederode coroada Miss Madureira Plus Size 2014 e Carol Cavalcante coroada Miss Tijuca Plus Size 2014. E o ponto alto da noite foi a final do concurso MUSA DA BARRA 2014, vencido por Erika Avlis que superou outras 19 candidatas. Fizeram parte do juri: Ayres Filho, apresentador e produtor do programa SHOW MIX da Rede Bandeirantes Dominique Farias, Mus da Barra 2013 Neri Paula, diretor executivo da Revista Barra Legal Vitor Lucas, ator Barbara Maciel, Miss Miscegenação Brasil 2013 juvenil Luciana Bessa, cantora, atriz e coreografa Laury Pereira Barcellos, consultor da Merco Shipping Marítima Jorge Naum, advogado José Isaac, empresário Juvenal Mendes, empresário Eliane Mendes, empresária proprietária da Gel Fight José Carlos Mendes, empresário proprietário da Gel Fight HOMENAGENS TATIANA MUNIZ (São João do Meriti) - vice campeã com 109 pontos, ao centro ERIKA AVLIS (Rio de Janeiro) Musa da Barra 2014 com 111 pontos e ANNA SALABERT (Rio de Janeiro) - terceira colocada com 108 pontos MUSA DA BARRA CONSAGRA ERIKA AVLIS D Izabella Abreu - Miss Saquarema Plus Size 2013 Carol Cavalcante - Miss Tijuca Plus Size 2014 Pery Salgado (PR Produções) Bruna Brederode - Miss Madureira Plus Size 2014 recebendo o troféu Clube da Moda pelo reconhecimento dos trabalhos da PR PRODUÇÕES em 2013 e pelas conquistas das jovens misses Na noite, o Clube da Moda fez diversas homenagens a modelos e apoiadores e a PR Produções, como produtora destaque de 2013, pelos trabalhos realizados. Pery Salgado e suas modelos e misses presentes receberam o troféu Clube da Moda. Foram agraciadas: Halana Magalhães, Miss Maricá Latina 2012/2013. Patricia Olegario, Miss Maricá Plus Size 2013 Izabella Abreu, Miss Saquarema Plus Size 2013 Paula Figueiredo, Miss Araruama Plus Size 2013 Bruna Brederode, Miss Madureira Plus Size 2014 Carol Cavalcante, Miss Tijuca Plus Size 2014 Andressa Bomfim, Musa de Maricá 2014, Gata Verão 2013 e vicecampeã do Garota Maricá 2013. Dezoito lindas candidatas participaram da final estadual do MUSA DA BARRA 2014. Vindas de diversos municípios e da capital do estado, elas desfilaram com lindos biquinis, se apresentando para os jurados e para o bom público presente ao salão nobre do Tijuca Tenis Clube. Ao final do desfile o resultado foi o seguinte: ERIKA AVLIS (Rio de Janeiro) - Musa da Barra 2014 com 111 pontos TATIANA MUNIZ (São João do Meriti) - vice campeã com 109 pontos ANNA SALABERT (Rio de Janeiro) - terceira colocada com 108 pontos NYCOLLI MAYARA (Tanguá) - quarta colocada com 96 pontos (PR Produções) JANNY PEREIRA e PAULA FERNANDES - quinta colocação com 90 pontos KAROLYNNE VIANA (Iguaba Grande - PR Produções) e SARA MAGALHÃES - sétima colocação com 85 pontos KEROLYN SOARES - oitava colocação com 84 pontos RAYANE COSTA (Maricá - PR Produções) e THAMIRES SILVA nona colocação com 78 pontos ANDRESSA GOMES (Maricá - PR Produções) décima primeira colocação com 77 pontos NATHÁLIA BOLSANELLO (Araruama - PR Produções) décima segunda colocada com 76 pontos ISABELLE MACEDO (Saquarema - PR Produções) décima terceira colocada com 75 pontos YASMIM MOTTA (Maricá - PR Produções) décima quarta colocada com 70 pontos EVELLYN ARAÚJO (Nova Iguaçu) - décima quinta colocada com 69 pontos NATÁLIA WILKENS décima sexta colocada com 68 pontos ELEINNE JUSTINO (Campos dos Goytacazes - PR Produções) décima sétima colocada com 64 pontos As três primeiras colocadas além de assinarem contrato de um ano com o CLUBE DA MODA, receberam vários presentes dos apoiadores do evento. Foi um belíssimo evento realizado pelo CLUBE DA MODA que completou 30 anos de belíssimos trabalhos. Betto Diaz (Clube da Moda), Pery Salgado (PR Produções), Rayanna Yanelli (Clube da Moda), Andressa Bomfim (Musa de Maricá 2014), Halana Magalhães (Miss Maricá Latina 2012/2013), Patricia Olegario (Miss Maricá Plus Size 2013) e Paula Figueiredo (Miss Araruama Plus Size 2013) recebendo o troféu Clube da Moda
  8. 8. C 08 ANO 10 - Março 2014 (8) DAIANE Machado Professora e Historiadora O INFORMATIVO OFICIAL DA FAMÍLIA DE MARICÁ www.culturarteen.com Mais de cinco milhões de SAÚDE DE MARICÁ VAI VACINAR MENINAS CONTRA O HPV A meninas vão tomar vacina PARTIR DO DIA 10 DE MARÇO contra HPV pelo SUS Além dos postos de saúde, equipes de vacinação visitarão todas as escolas públicas C DIREITOS DA MULHER Todos sabem que o preconceito é um marco presente na vida da humanidade e a mulher não ficou de fora, em razão dele sofreu grandes perdas. Ao longo da história, as mulheres estiveram sempre subjugadas às vontades dos homens, a trabalhar como serviçais, sem receber nada pelo seu trabalho ou então ganhavam um salário injusto, que não dava para sustentar sua família. Em razão desses e tantos outros modos de discriminação, as mulheres se uniram para buscar maior respeito aos seus direitos, ao seu trabalho e à sua vida. A discriminação era tão grande e séria que chegou ao ponto de operárias de uma fábrica têxtil serem queimadas vivas, presas à fábrica em que trabalhavam (em Nova Iorque) após uma manifestação onde reivindicavam melhores condições de trabalho, diminuição da carga horária de 16 para 10 horas diárias, salários iguais aos dos homens – que chegavam a ganhar três vezes mais no exercício da mesma função. Porém, em 8 de março de 1910, aconteceu na Dinamarca uma conferência internacional feminina, onde assuntos de interesse das mulheres foram discutidos, além de decidirem que a data seria uma homenagem àquelas mortas carbonizadas. No governo do presidente Getúlio Vargas as coisas no Brasil tomaram outro rumo. Com a reforma da constituição, acontecida em 1932, as mulheres brasileiras ganharam os mesmos direitos trabalhistas que os homens, conquistaram o direito ao voto e a cargos políticos do executivo e do legislativo. T Ainda em nosso país, há poucos anos, foi aprovada a Lei Maria da Penha, como resultado da grande luta pelos direitos da mulher, garantindo bons tratos dentro de casa, para que não sejam mais espancadas por seus companheiros ou que sirvam como escravas sexuais deles. Mas a mulher não desiste de lutar pelo seu crescimento, o dia 8 de março não é apenas marcado como uma data comemorativa, mas um dia para se firmarem discussões que visem à diminuição do preconceito, onde são discutidos assuntos que tratam da importância do papel da mulher diante da sociedade, trazendo sua importância para uma vida mais justa em todo o mundo. C Com o objetivo de reforçar as atuais ações de prevenção do câncer do colo do útero, a secretaria de Saúde de Maricá amplia o Calendário Nacional de Vacinação e disponibilizará, pela primeira vez no Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV) em todas as unidades de Saúde num total de 24. A vacinação começa no dia 10 de março (dia D da campanha) até o dia 10 de abril para a aplicação da primeira dose. Para garantir proteção completa, a imunização ocorrerá de forma estendida, em três doses. A segunda aplicação deve ser feita seis meses depois da primeira e a terceira, cinco anos depois. A meta preconizada pela Organização Mundial da Saúde é de vacinar 80% do público-alvo, o que representa em Maricá, um público de 3.122 adolescentes do sexo feminino de 11 anos a 13 anos 11 meses e 29 dias, segundo a estimativa populacional do IBGE e o preconizado pelo Governo do Estado. A secretaria de Saúde de Maricá montou uma estratégia diferenciada para atingir a população alvo em parceria com a secretaria municipal de Educação para aplicação da vacina em todas as escolas municipais, estaduais e as particulares que tiverem interesse. Os técnicos de enfermagem já participaram de cursos de capacitação e, no dia 14/02, aconteceu uma reunião entre a equipe da secretaria de Saúde com os orientadores pedagógicos e educacionais para explicar a importância da vacina e definir o calendário de vacinação nas escolas. Para ser vacinada na escola, a menina precisará da autorização da família e apresentar o cartão de vacinação ou um documento de identificação. Caso o pai ou responsável não autorize a vacinação da adolescente, orienta-se que assine e encaminhe à escola o “Termo de Recusa de Vacinação contra HPV”. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Fernanda Spitz, não é um incentivo a sexualidade. “Temos que esclarecer a população que essa vacina é acima de tudo mais uma forma de prevenção ao câncer de colo de útero. Antes da introdução dela no calendário de vacinação foram realizadas diversas análises técnicas, pautada em critérios imunológicos, epidemiológicos e tecnológicos, que garantem os benefícios à saúde da mulher”, destacou, acrescentando que até maio de 2013, a vacina HPV já havia sido introduzida em 51 países como estratégia de saúde pública, como, por exemplo, Estados Unidos , Canadá, Suíca, dentre outros. Cerca de 270 mil mulheres morreram de câncer de colo do útero nos últimos anos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos e cerca de 4.800 óbitos, só em 2014. A principal causa? 70% dos casos estão diretamente relacionados à contaminação pelos tipos 16 e 18 do vírus HPV. De olho nisso, o SUS vai oferecer, a partir do dia 10 de março, vacinas a meninas de 11 a 13 anos. Essa será a primeira vez em que a população terá acesso gratuito a uma vacina que protege contra o câncer. A faixa etária se justifica pelo fato de a vacina ter eficácia comprovada quando tomada por quem ainda não teve nenhum contato com o vírus, ou seja, nenhuma relação sexual. Daí a importância da atenção dos pais em relação à iniciativa. As doses estarão disponíveis em 36 mil postos da rede pública durante o ano todo e pretende atingir 80% do público-alvo, cerca de 5,2 milhões de meninas. Para recebê-la, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. Porém, a garantia da proteção se dá somente após três etapas. Isso significa que uma segunda dose deve ser tomada seis meses depois, e uma terceira, cinco anos após a primeira. Mas vale ressaltar que a prevenção não pode parar por aí, já que o câncer do colo de útero tem a terceira maior taxa de incidência entre os cânceres que atingem as mulheres, ficando atrás apenas do de mama e do de cólon e reto. Tomar a vacina não elimina a necessidade do uso de preservativos e também da realização periódica do Papanicolau, exame que ajuda na prevenção de qualquer câncer ginecológico, e indicado para mulheres que tenham entre 25 e 64 anos. Ele é capaz de detectar alterações precoces de infecções causadas pelos mais de 100 tipos de HPV existentes que, na sua maioria, não levam a um diagnóstico mais grave, mas dão origem a feridas e verrugas de tamanhos variáveis nas regiões genitais, que precisam ser tratadas para evitar transmissão do vírus. Enquanto a campanha não atinge uma gama maior de mulheres, é possível encontrar a vacina em laboratórios particulares com preços Importância da vacinação que variam de R$ 450 a R$ 900,00. Ao todo, há mais de cem tipos de HPV, vírus transmitido principalmente por meio de relação sexual, pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas. A vacina que será aplicada no Brasil é a quadrivalente que protege contra os quatro tipos mais recorrentes de HPV: 6, 11, 16 e 18 – os dois primeiros ligados a 90% das verrugas genitais e os dois últimos, a 70% dos casos de câncer de colo do útero. A vacina contra HPV deve ser administrada exclusivamente por via intramuscular (injetável). No mundo, se constitui como a segunda causa de morte por câncer entre mulheres. No Brasil, o câncer do colo do útero é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, após o câncer de mama, com alta mortalidade. Estimativas mundiais apontam aproximadamente 530 mil casos novos e 275 mil mortes por câncer do colo do útero ao ano, sendo 88% desses óbitos em países em desenvolvimento. Segundo dados a Organização Mundial da Saúde (OMS), 290 milhões de mulheres no mundo têm HPV. O câncer de colo do útero manifesta-se a partir da faixa etária de 25 a 29 anos, aumentando seu risco até atingir o pico na faixa etária de 50 a 60 anos. Embora tenha alta incidência, este câncer apresenta forte potencial de prevenção e cura quando diagnosticado precocemente, seja por meio de consultas regulares ao ginecologista seja pela realização regular dos exames recomendados a partir dos 25 anos de idade, como, por exemplo, o Papanicolau. Entre as estratégias de prevenção mais utilizadas, além da detecção precoce, está a vacinação, o uso de preservativo e ações educativas. A vacinação, conjuntamente com as atuais ações para o rastreamento do câncer do colo do útero, possibilitará, nas próximas décadas, prevenir essa doença. Essa faixa etária foi escolhida porque, a produção de anticorpos contra o HPV tem maior eficácia em pessoas que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram contato com o vírus. Lista de Unidades de Saúde USF Bairro da Amizade - Rua 53 Lt 31 Qd 94 USF Bambuí - Av. do Contorno s/n USF Barra - Rua 04 Lt 03 Qd 0 USF Espraiado - Rua Gilberto de Macedo USF Guaratiba - Est. Beira da Lagoa s/n USF Inoã I - Travessa Caio Figueiredo s/n USF Inoã II - Rodovia Amaral Peixoto s/n km14 USF Mumbuca - Estrada da Mumbuca s/n USF Ponta Grossa - Rua Irineu F. Pinto s/n USF Retiro - Estrada do Retiro s/n USF Recanto - Rua Dirceu Fern. Pinto, 215 USF Santa Paula - Cond. Sitio Santa Paula A USF Ubatiba - Av. Niterói s/n USF Chácara de Inoã - Avenida A, 12 Qd26 USF São José I - Rua 10 Jardim Ouro Mar USF Jardim Atlântico I - Rua 36 Lt 01 Qd 300 USF Jardim Atlântico II - Rua 53 Lt 01 Qd 300 USF São José II - Estrada da Cachoeira, s/n US Central - Rua Clímaco Pereira, 375 centro US Inoã - Rodovia Amaral Peixoto s/n km15 US Ponta Negra - Rua Alcebiades T. Pereira US Santa Rita (24h) - Rua 36 esq. c/ Rua 83 US São Jose - Rod. Amaral Peixoto s/n km20 US Itaipuaçu (Barroco) - Est. de Itaipuaçu, São Bento da Lagoa

×