XIX ENCONTRO DE CONTABILIDADE DE TOCANTINS 
(Encon 2014) 
PALESTRA: CUSTOS E CONTROLES PPPAAALLLEEESSSTTTRRRAAA::: CCCUUUS...
"Só se controla, o que se 
conhece” 
21 de outubro de 2014
NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade 
Privada e Pública 
UM POUCO DA HISTÓRIA ATÉ OS DIAS DE HOJE: 
As empresas ind...
NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade 
Privada e Pública 
UM POUCO DA HISTÓRIA ATÉ OS DIAS DE HOJE: 
-Surge a Contab...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produç...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produç...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produç...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Con...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Con...
A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na 
Contabilidade Privada e Pública 
GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Con...
NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade 
Privada e Pública 
Para ALMEIDA (1987) e diversos outros autores, as seguinte...
CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública 
MODELOS MAIS CONHECIDOS: 
CCCCuuuussssttttoooo ppppoooorrrr aaaabbbbssssoooorrr...
CCCCeeeennnnáááárrrriiiioooossss: 
A Contabilidade Pública e Gestão 
OOOO oooorrrrççççaaaammmmeeeennnnttttoooo ppppúúúúbbb...
50 anos da Lei 4320 
Tramitação, TTTrrraaammmiiitttaaaçççãããooo,,, AAAApppprrrroooovvvvaaaaççççããããoooo eeee SSSSaaaannnnç...
Contabilidade Pública 
LLLLeeeeiiii nnnnº 4.333322220000, ddddeeee 11117777 ddddeeee mmmmaaaarrrrççççoooo ddddeeee 1111999...
LEI 4320/64da Contabilidade Pública 
AAAAllllgggguuuunnnnssss aaaassssppppeeeeccccttttoooossss a ccccoooommmmeeeennnntttta...
LEI N.4.320/64 
Art. 100 As alterações da situação líquida 
patrimonial, que abrangem ooss rreessuullttaaddooss ddaa 
exec...
DEMOCRACIA: 
significado e origem
Demos, que é povo em grego, mais kratein, governar, 
originou democracia, o regime político em que os 
cidadãos de um país...
∗ As democracias podem sseerr rreeppuubblliiccaannaass oouu 
monárquicas e, também, pode-se escolher entre 
parlamentarism...
O ESTADO 
Cabe ao Legislativo a titularidade da tarefa de 
inspecionar a administração financeira e orçamentária, 
ratific...
GGeessttããoo PPúúbblliiccaass 
DEGRADAÇÃO DA SOCIEDADE
Controle Interno 
∗ É o plano da organização e todos os métodos e medidas 
coordenados, adotados dentro da empresa para 
s...
Controle Interno 
∗ É o controle exercido por órgãos da própria Administração, 
que integram o aparelho do Poder Executivo...
GLOBALIZAÇÃO 
Consiste no processo de 
integração econômico, 
social, cultural e político.
PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO NOVA CCOONNTTAABBIILLIIDDAADDEE NNOO 
BBRRAASSIILL 
Modernização 
da 
Contabildiade 
Convergência...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO - RES. CFC 
CONSIDERANDO a internaci...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
RESOLUÇÃO CFC Nº 1.111/2007 
Aprova o Apêndice II da Resolução CFC nº. 750/9...
Portaria 184 do MF: 
Art. 1° Determinar à Secretaria do Tesouro Nacional - STN, o 
desenvolvimento das 
seguintes ações: 
...
IMPLANTAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS-PORT. 828 
Implementação do sistema de custos
NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade 
Pública 
-CUSTOS do Governo Federal Portaria STN MF 716 de 24 10 2011 
(DOU d...
Transparência e Panorama Desejado 
Tempestividade das Informações 
FLUXO DE INFORMAÇÕES 
Informações 
certificadas 
Inform...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CONCEITOS DE SERVIÇOS 
∗ “Os serviços são aquelas atividades, vantagens 
ou mesmo satisfações que ssãã...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CONCEITOS DE SERVIÇOS (continuação) 
∗ DISPONIBILIDADE 
∗ PRONTIDÃO 
∗ COMPARTILHAMENTO 
∗ SERVIÇO PUR...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CONCEITOS DE PRODUTOS 
∗ “Produtos: são atividades (latentes), benefícios 
ou satisfações oferecidas à...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS 
 Custo de oficina: cobra os serviços po...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
 Serviço de publicidade: ...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Serviço contábil : é de...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo para assistência ...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
∗ Custo na área hospitalar: corresponde ao custo de 
hospitalização que é determinado através do regis...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo de telecomunicaçõ...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo no ensino superio...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo de atividade segu...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo de consultoria: é...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo de restaurante: é...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custo de hotéis: o cust...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custos de serviços port...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS 
CONDICIONAM APURAÇÃO DE 
CUSTOS (continuação) 
∗ Custos de serviços banc...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
FATORES QUE PROPICIAM O AUMENTO DA 
DEMANDA POR SERVIÇOS: 
 Desejo de melhor qquuaalliiddaaddee ddee v...
CUSTOS DE SERVIÇOS 
FATORES QUE PROPICIAM O AUMENTO DA 
DEMANDA POR SERVIÇOS (continuação): 
∗ Mudanças sócio-econômicas, ...
• CASO DE IMPLEMENTAÇÃO NA CGM 
SALVADOR na Bahia 
SSSSaaaaúúúúddddeeee –vvvveeeettttoooorrrr aaaatttteeeennnnddddiiiimmmm...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
RESOLUÇÃO RRREEESSSOOOLLLUUUÇÇÇÃÃÃOOO CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA NNNNº 55556666777...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
 SSSSeeeennnnddddoooo aaaassssssssiiiimmmm,,,, ffffooooiiii ccccrrrriiiiaaaa...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
Classe Contábil foi homenageada CCClllaaasssssseee CCCooonnntttááábbbiiilll ...
Custos e gestão 
Lafarge vai cortar mais de 1 bilhão de euros em custos até 2015 
Por Stella Fontes 16/06/2012 Valor Econô...
EM SÍNTESE A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE NA 
PLANEJAMENTO 
CONTROLE 
ADMINISTRAÇÃO 
DE TRIBUTOS 
PREST. CONTAS 
ADMINISTR...
2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia 
“Só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aq...
A GESTÃO E CUSTOS NA Contabilidade Pública 
Saudações Contábeis SSSaaauuudddaaaçççõõõeeesss CCCooonnntttááábbbeeeiiisss ee...
Custos e Controles ma Gestão Pública
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Custos e Controles ma Gestão Pública

373 visualizações

Publicada em

Custos e Controles ma Gestão Pública
Palestrante: Wellington do Carmo Cruz

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
125
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Custos e Controles ma Gestão Pública

  1. 1. XIX ENCONTRO DE CONTABILIDADE DE TOCANTINS (Encon 2014) PALESTRA: CUSTOS E CONTROLES PPPAAALLLEEESSSTTTRRRAAA::: CCCUUUSSSTTTOOOSSS EEE CCCOOONNNTTTRRROOOLLLEEESSS NNNNAAAA GGGGEEEESSSSTTTTÃÃÃÃOOOO PPPPÚÚÚÚBBBBLLLLIIIICCCCAAAA TTTTOOOOCCCCAAAANNNNTTTTIIIINNNNSSSS,,,, 11118888////11110000////2222000011114444.... CCCCoooonnnnttttaaaaddddoooorrrr WWWWeeeelllllllliiiinnnnggggttttoooonnnn ddddoooo CCCCaaaarrrrmmmmoooo CCCCrrrruuuuzzzz PPPPrrrreeeessssiiiiddddeeeennnntttteeee ddddoooo CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA 21 de outubro de 2014
  2. 2. "Só se controla, o que se conhece” 21 de outubro de 2014
  3. 3. NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública UM POUCO DA HISTÓRIA ATÉ OS DIAS DE HOJE: As empresas industriais continuaram a utilizar a velha fórmula para calcular o CMV. Estoques, produtos em processo, etc, baseados no preço de COMPRA, - O vendedor dita o preço do produto/mercadoria, e não o mercado 21 de outubro de 2014 como HOJE, -
  4. 4. NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública UM POUCO DA HISTÓRIA ATÉ OS DIAS DE HOJE: -Surge a Contabilidade de Custos. - Para definir o valor dos custos de fabricação dos produtos estocados, todo um sistema de registro, acompanhamento, apropriação e rateio de gastos, bem como toda um sistema de lançamentos contábeis e controles paralelos. 21 de outubro de 2014 -Inicialmente voltada apenas para a avaliação dos estoques e determinação do resultado do período. - Custos era potencialmente útil ao auxílio gerencial, na determinação do resultado do período, podem ajudar a gerência da empresa no auxílio ao controle e às tomadas de decisões. -
  5. 5. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produção" os seguintes objetivos da Contabilidade de Custos: - inventariar os produtos acabados e vendidos através da 21 de outubro de 2014 da, . determinação do valor inicial e final da matéria-prima em estoque; . determinação do valor final dos produtos acabados e em processamento; . elaboração dos demonstrativos do custo de produção de cada produto fabricado, do custo dos produtos vendidos e, também, de lucros e prejuízos;
  6. 6. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produção" os seguintes objetivos da Contabilidade de Custos: -planejar e controlar as atividades da empresa através de 21 de outubro de 2014 de, . análise vertical e horizontal do comportamento dos custos; . elaboração dos orçamentos com base no custo de fabricação; . determinação do custo padrão de fabricação; . determinação das responsabilidades dentro do processo de produção; . determinação do volume da produção (além do ponto de equilíbrio, porém dentro da capacidade física da empresa).
  7. 7. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública MATTOS (2000) enumerou em seu artigo "Custos de produção" os seguintes objetivos da Contabilidade de Custos: - Servir como instrumento para tomada de decisão através de, . formação do preço de venda; . eliminação, criação, aumento ou diminuição da linha de produção de certos produtos; . produção ou terceirização; . aceitação ou rejeição da encomenda; . aluguel ou compra. 21 de outubro de 2014
  8. 8. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Contabilidade de Custos pode desempenhar dentro da empresa hospitalar: . Assistência na tomada de decisões: um bom sistema de custos deve proporcionar segurança para o administrador tomar decisões táticas e estratégicas; . Controle de custos: demonstrar se os custos estão dentro dos parâmetros aceitáveis; . Redução de custos e eliminação de desperdícios: em virtude dos demonstrativos, o administrador deve montar um programa de redução de custos e eliminação de desperdícios; GERSDORFF, Ralph C. J. von. Contabilidade hospitalar de custos no Brasil – situação, problemas, sugestões. Revista Brasileira de Contabilidade, Brasília, n.30, 21 de outubro de 2014
  9. 9. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Contabilidade de Custos pode desempenhar dentro da empresa hospitalar: . Comparação de processos de produção e dos seus custos: demonstrar se é mais vantajoso produzir todos os serviços no próprio hospital ou repassá-los para outras empresas (terceirização); . Planejamento dos serviços hospitalares: colaborar no estabelecimento de orçamentos, custos-metas e custos padrão; GERSDORFF, Ralph C. J. von. Contabilidade hospitalar de custos no Brasil – situação, problemas, sugestões. Revista Brasileira de Contabilidade, Brasília, n.30, 21 de outubro de 2014
  10. 10. A IMPORTÂNCIA DE SE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública GERSDORFF (1980) listou as seguintes funções que a Contabilidade de Custos pode desempenhar dentro da empresa hospitalar: . Cálculo dos valores a serem cobrados dos pacientes: estabelecer o preço de venda mínimo para os serviços produzidos pelo hospital; . Avaliação de estoques: valorizar os estoques do hospital; . Separação dos custos: os dispêndios referentes a cada função do hospital (reabilitação, prevenção, restauração, ensino e pesquisa) devem ser controlados separadamente. GERSDORFF, Ralph C. J. von. Contabilidade hospitalar de custos no Brasil – situação, problemas, sugestões. Revista Brasileira de Contabilidade, Brasília, n.30, 21 de outubro de 2014
  11. 11. NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública Para ALMEIDA (1987) e diversos outros autores, as seguintes análises: do comportamento dos custos e despesas; do desperdício e tempo improdutivo, em paralisação de atividades, em reprocessamento de produtos, em funcionamento e preparação de máquinas; das variações entre custos previstos e reais; da evolução das vendas, custos e lucro; da conveniência de realizar na própria empresa certas atividades, ou preferir que terceiros a realizem; do capital investido em linhas de produtos; dos inventários. - ALMEIDA, José Jesus de. Sistemas de custos em organizações hospitalares – estudo de casos. Rio de janeiro, 1987. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis. ISEC/FGV. 21 de outubro de 2014
  12. 12. CUSTOS na Contabilidade Privada e Pública MODELOS MAIS CONHECIDOS: CCCCuuuussssttttoooo ppppoooorrrr aaaabbbbssssoooorrrrççççããããoooo PPPPaaaaddddrrrrããããoooo 21 de outubro de 2014 AAAABBBBCCCC GGGGEEEECCCCOOOOMMMM CCCCVVVVLLLL-AAAAnnnnaaaalllliiiisssseeeessss ddddeeee IIIInnnncccceeeerrrrtttteeeezzzzaaaassss,,,, eeeettttcccc,,,,....
  13. 13. CCCCeeeennnnáááárrrriiiioooossss: A Contabilidade Pública e Gestão OOOO oooorrrrççççaaaammmmeeeennnnttttoooo ppppúúúúbbbblllliiiiccccoooo nnnnoooo BBBBrrrraaaassssiiiillll ((((CCCCFFFF 1111888822224444)))) - IIIImmmmppppéééérrrriiiioooo OOOO oooorrrrççççaaaammmmeeeennnnttttoooo ppppúúúúbbbblllliiiiccccoooo nnnnoooo BBBBrrrraaaassssiiiillll ((((CCCCFFFF 1111888899991111)))) RRRReeeeppppúúúúbbbblllliiiiccccaaaa CCCCóóóóddddiiiiggggoooo ddddeeee CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee ddddaaaa UUUUnnnniiiiããããoooo ((((DDDDeeeecccc.... 4444....555533336666)))) AAAA RRRReeeevvvvoooolllluuuuççççããããoooo ddddeeee 1111999933330000 (((( mmmmaaaarrrrccccoooo ppppaaaarrrraaaa aaaa CCCCFFFF 1111999933334444)))) CCCCoooonnnnssssoooolllliiiiddddaaaaççççããããoooo ddddaaaa DDDDíííívvvviiiiddddaaaa EEEExxxxtttteeeerrrrnnnnaaaa ((((1111999933332222)))) OOOO EEEEssssttttaaaaddddoooo NNNNoooovvvvoooo – CCCCrrrriiiiaaaaççççããããoooo ddddoooo DDDDAAAASSSSPPPP ((((CCCCFFFF 1111999933337777)))) 21 de outubro de 2014
  14. 14. 50 anos da Lei 4320 Tramitação, TTTrrraaammmiiitttaaaçççãããooo,,, AAAApppprrrroooovvvvaaaaççççããããoooo eeee SSSSaaaannnnççççããããoooo AAAApppprrrreeeesssseeeennnnttttaaaaççççããããoooo nnnnaaaa CCCCââââmmmmaaaarrrraaaa eeeemmmm 1111999955550000 ((((PPPPLLLL 222200001111////55550000)))) AAAApppprrrroooovvvvaaaaççççããããoooo nnnnaaaa CCCCââââmmmmaaaarrrraaaa eeeemmmm 1111999955552222 AAAApppprrrroooovvvvaaaaççççããããoooo nnnnoooo SSSSeeeennnnaaaaddddoooo eeeemmmm 1111999966662222 RRRReeeettttoooorrrrnnnnaaaa àààà CCCCââââmmmmaaaarrrraaaa eeeemmmm 1111999966663333 RRRReeeeddddaaaaççççããããoooo ffffiiiinnnnaaaallll aaaapppprrrroooovvvvaaaaddddaaaa eeeemmmm 22227777////11111111////66663333 EEEEnnnnccccaaaammmmiiiinnnnhhhhaaaaddddoooo ppppaaaarrrraaaa ssssaaaannnnççççããããoooo pppprrrreeeessssiiiiddddeeeennnncccciiiiaaaallll eeeemmmm 22228888////2222////66664444 PPPPrrrroooommmmuuuullllggggaaaaddddoooo eeeemmmm 11117777////3333////66664444- PPPPrrrreeeessssiiiiddddeeeennnntttteeee JJJJooooããããoooo GGGGoooouuuullllaaaarrrrtttt 21 de outubro de 2014
  15. 15. Contabilidade Pública LLLLeeeeiiii nnnnº 4.333322220000, ddddeeee 11117777 ddddeeee mmmmaaaarrrrççççoooo ddddeeee 1111999966664444 EEEEmmmm sssseeeeuuuussss 111111115555 aaaarrrrttttiiiiggggoooossss eeeessssttttaaaattttuuuuiiii NNNNoooorrrrmmmmaaaassss GGGGeeeerrrraaaaiiiissss ddddeeee DDDDiiiirrrreeeeiiiittttoooo FFFFiiiinnnnaaaannnncccceeeeiiiirrrroooo ppppaaaarrrraaaa eeeellllaaaabbbboooorrrraaaaççççããããoooo e ccccoooonnnnttttrrrroooolllleeee ddddoooossss oooorrrrççççaaaammmmeeeennnnttttoooossss e bbbbaaaallllaaaannnnççççoooossss ddddaaaa UUUUnnnniiiiããããoooo,,,, ddddoooossss EEEEssssttttaaaaddddoooossss,,,, ddddoooossss MMMMuuuunnnniiiiccccííííppppiiiioooossss e ddddoooo DDDDiiiissssttttrrrriiiittttoooo FFFFeeeeddddeeeerrrraaaallll. 11111111 TTTTííííttttuuuulllloooossss: 9 ddddeeee oooorrrrççççaaaammmmeeeennnnttttoooo 1 ddddeeee CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee 1 ddddeeee ddddiiiissssppppoooossssiiiiççççõõõõeeeessss ggggeeeerrrraaaaiiiissss 21 de outubro de 2014
  16. 16. LEI 4320/64da Contabilidade Pública AAAAllllgggguuuunnnnssss aaaassssppppeeeeccccttttoooossss a ccccoooommmmeeeennnnttttaaaarrrr: PPPPrrrriiiinnnnccccííííppppiiiioooo ddddaaaa EEEEnnnnttttiiiiddddaaaaddddeeee ((((aaaarrrrtttt.... 6666º,,,, § 1111º))));;;; PPPPrrrrooooggggrrrraaaammmmaaaaççççããããoooo FFFFiiiinnnnaaaannnncccceeeeiiiirrrraaaa ((((aaaarrrrtttt.... 44447777))));;;; PPPPrrrriiiinnnnccccííííppppiiiioooo ddddaaaa UUUUnnnniiiiddddaaaaddddeeee ddddeeee TTTTeeeessssoooouuuurrrraaaarrrriiiiaaaa ((((aaaarrrrtttt.... 55556666))));;;; PPPPrrrriiiinnnnccccííííppppiiiioooo ddddaaaa UUUUnnnniiiiddddaaaaddddeeee ddddeeee TTTTeeeessssoooouuuurrrraaaarrrriiiiaaaa ((((aaaarrrrtttt.... 55556666))));;;; GGGGeeeessssttttããããoooo FFFFiiiissssccccaaaallll RRRReeeessssppppoooonnnnssssáááávvvveeeellll ((((aaaarrrrtttt.... 55559999))));;;; PPPPrrrriiiinnnnccccííííppppiiiioooo ddddaaaa LLLLiiiicccciiiittttaaaaççççããããoooo ((((aaaarrrrtttt.... 77770000))));;;; TTTTiiiippppoooossss ddddeeee CCCCoooonnnnttttrrrroooolllleeee ((((aaaarrrrtttt.... 77775555))));;;; CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPaaaattttrrrriiiimmmmoooonnnniiiiaaaallll ((((aaaarrrrttttssss.... 88885555 eeee 88889999))));;;; AAAAttttuuuuaaaalllliiiizzzzaaaaççççããããoooo ddddaaaa LLLLeeeeiiii ((((aaaarrrrtttt.... 111111113333)))).... 21 de outubro de 2014
  17. 17. LEI N.4.320/64 Art. 100 As alterações da situação líquida patrimonial, que abrangem ooss rreessuullttaaddooss ddaa execução orçamentária, bem como as variações independentes dessa execução e as superveniências e insubsistência ativas e passivas, constituirão elementos da conta patrimonial.
  18. 18. DEMOCRACIA: significado e origem
  19. 19. Demos, que é povo em grego, mais kratein, governar, originou democracia, o regime político em que os cidadãos de um país ssããoo ssoobbeerraannooss –– oouu sseejjaa,, definem seu destino pelo voto. NOTA: Lembre-se sempre que quem paga a conta é POVO. ( hoje com 38% do PIB)
  20. 20. ∗ As democracias podem sseerr rreeppuubblliiccaannaass oouu monárquicas e, também, pode-se escolher entre parlamentarismo e presidencialismo. ∗ A democracia surgiu em Atenas, na Grécia Antiga.
  21. 21. O ESTADO Cabe ao Legislativo a titularidade da tarefa de inspecionar a administração financeira e orçamentária, ratificando sua autonomia através deste ccoonnttrroollee eexxtteerrnnoo,, sem que se exclua o autocontrole, o denominado controle interno, do qual é titular cada um dos Poderes onde ele é exercido (art. 70 da CF).
  22. 22. GGeessttããoo PPúúbblliiccaass DEGRADAÇÃO DA SOCIEDADE
  23. 23. Controle Interno ∗ É o plano da organização e todos os métodos e medidas coordenados, adotados dentro da empresa para salvaguardar seus ativos, verificar a adequação e confiabilidade de seus dados contábeis, promover a eficiência operacional e fomentar o respeito e obediência às políticas administrativas fixadas pela gestão (AICPA – American Institute of Certified Public Accountant)
  24. 24. Controle Interno ∗ É o controle exercido por órgãos da própria Administração, que integram o aparelho do Poder Executivo. Tem como finalidade avaliar o cumprimento das metas previstas no plano plurianual, a execução de programas e do orçamento, verificar a legalidade e resultados quanto à eficácia e eficiência da gestão orçamentária, financeira e patrimonial, controlar operações de crédito, avais e garantias, apoiar o controle externo e observar o que dispõe a Constituição Federal no que concerne à União (art. 74).
  25. 25. GLOBALIZAÇÃO Consiste no processo de integração econômico, social, cultural e político.
  26. 26. PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO NOVA CCOONNTTAABBIILLIIDDAADDEE NNOO BBRRAASSIILL Modernização da Contabildiade Convergência das normas locais ao padrão Pública CONTABILIDADE PATRIMONIAL internacional. Paradigma científico para a Contabilidade Aplicada ao Setor Público
  27. 27. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO - RES. CFC CONSIDERANDO a internacionalização das normas contábeis, que vem levando diversos países ao processo de convergência; CONSIDERANDO o que dispõe a Portaria nº. 184/08, editada pelo Ministério da Fazenda, que dispõe sobre as diretrizes a serem observadas no setor público quanto aos procedimentos, práticas, elaboração e divulgação das demonstrações contábeis, de forma a torná-las convergentes com as Normas Internacionais de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público; CONSIDERANDO a criação do Comitê Gestor da Convergência no Brasil, que está desenvolvendo ações para promover a convergência das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, às normas internacionais, até 2012; 21 de outubro de 2014
  28. 28. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia RESOLUÇÃO CFC Nº 1.111/2007 Aprova o Apêndice II da Resolução CFC nº. 750/93 sobre os Princípios Fundamentais de Contabilidade. Princípios Fundamentais de Contabilidade sob a perspectiva do Setor Público, - NBCs T 16.1 a 16.11 NBC T 16.1 1.128/08 Conceituação, Objeto e Campo de Aplicação 6 NBC T 16.2 1.129/08 Patrimônio e Sistemas Contábeis 10 NBC T 16.3 1.130/08 Planejamento e seus Instrumentos sob o Enfoque Contábil 14 NBC T 16.4 1.131/08 Transações no Setor Público 17 NBC T 16.5 1.132/08 Registro Contábil 20 NBC T 16.6 1.133/08 Demonstrações Contábeis 25 NBC T 16.7 1.134/08 Consolidação das Demonstrações Contábeis 32 NBC T 16.8 1.135/08 Controle Interno 35 NBC T 16.9 1.136/08 Depreciação, Amortização e Exaustão 38 NBC T 16.10 1.137/08 Avaliação e Mensuração de Ativos e Passivos em Entidades do Setor Público 42 21 de outubro de 2014 NBC T 16.11 1.366/11 Sistema de Informação de Custos do Setor Público 49
  29. 29. Portaria 184 do MF: Art. 1° Determinar à Secretaria do Tesouro Nacional - STN, o desenvolvimento das seguintes ações: ... II - editar normativos, manuais, instruções de procedimentos contábeis e Plano de Contas Nacional, objetivando a elaboração e publicação de demonstrações contábeis consolidadas, em consonância com os pronunciamentos da IFAC e com as normas do Conselho Federal de Contabilidade, aplicadas ao setor público;
  30. 30. IMPLANTAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS-PORT. 828 Implementação do sistema de custos
  31. 31. NECESSIDADES DE TER CUSTOS na Contabilidade Pública -CUSTOS do Governo Federal Portaria STN MF 716 de 24 10 2011 (DOU de 25.10.2011, S. 1, p. 39) Dispõe sobre o Sistema de Custos do Governo Federal, o qual se constitui em sistema estruturante do Governo Federal composto pela STN-MF, como Órgão Central, e os Órgãos Setoriais. Pelo normativo, o Sistema de Informações de Custos (SIC) é um sistema informacional do Governo Federal que tem por objetivo o acompanhamento, a avaliação e a gestão dos custos dos programas e das unidades da Administração Pública Federal e o apoio aos gestores no processo decisório. 21 de outubro de 2014
  32. 32. Transparência e Panorama Desejado Tempestividade das Informações FLUXO DE INFORMAÇÕES Informações certificadas Informações certificadas Integrador de Informações Informações básicas de acesso público
  33. 33. CUSTOS DE SERVIÇOS CONCEITOS DE SERVIÇOS ∗ “Os serviços são aquelas atividades, vantagens ou mesmo satisfações que ssããoo ooffeerreecciiddaass àà venda ou que são proporcionadas em conexão com a venda de mercadorias ” . (TOLEDO; 1993 – 25) ∗ “ Os serviços são qualquer atividade fornecida no mercado de consumo mediante remuneração”. (PERREAULT (1999 – 150)
  34. 34. CUSTOS DE SERVIÇOS CONCEITOS DE SERVIÇOS (continuação) ∗ DISPONIBILIDADE ∗ PRONTIDÃO ∗ COMPARTILHAMENTO ∗ SERVIÇO PURO ∗ SERVIÇO COM APLICAÇÃO DE MATERIAIS ∗ SERVIÇO COM UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ∗ MIX DE SERVIÇOS / MATERIAIS / EQUIPAMENTOS
  35. 35. CUSTOS DE SERVIÇOS CONCEITOS DE PRODUTOS ∗ “Produtos: são atividades (latentes), benefícios ou satisfações oferecidas à venda ou fornecidas eemm ccoonneexxããoo ccoomm aa vveennddaa ddee serviços” . (TOLEDO ; 1993 - 25) ∗ “O produto é o objeto principal das relações de troca que podem ser oferecidos num mercado para pessoas físicas ou jurídicas, visando proporcionar satisfação a quem o adquire ou consome”. ( LAS CASAS ; 1997 – 167 )
  36. 36. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS Custo de oficina: cobra os serviços por uma composição de peças e matérias primas e horas de mão de obra. Custo de auditoria: o custo é composto por horas incorridas, ou seja da capacidade produtiva.
  37. 37. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) Serviço de publicidade: o custo é determinado em função do tipo de mídia a ser explorado. Serviço de confecção de vídeo promocional: os custos são determinados pela mão de obra utilizada, materiais de cenografia, iluminação, filmes, fitas de vídeo, aluguel de estúdio.
  38. 38. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Serviço contábil : é determinado com base na carteira de clientes, ou seja, a estrutura é formada por pessoas e equipamentos. Naturalmente que da base cliente decorrerá a hora – cliente que fará a mensuração do tempo gasto na realização de serviço para cada cliente.
  39. 39. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo para assistência técnica: é determinado com base no tempo e materiais aplicados na resolução dos problemas e do equipamento atendido.
  40. 40. CUSTOS DE SERVIÇOS ∗ Custo na área hospitalar: corresponde ao custo de hospitalização que é determinado através do registro do paciente independentemente do tempo de permanência no hospital; custo rotineiro ddiiáárriioo ppoorr ppaacciieennttee qquuee corresponde aos custos relacionados ao período de estadia do paciente e também ao custo de intensidade de serviço que consiste nos custos voltados aos cuidados aplicados aos clientes em razão de intervenção cirúrgica, diagnóstico e do processo do paciente em direção a sua recuperação.
  41. 41. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo de telecomunicações: éé ddiirreecciioonnaaddoo através de diferentes tipos de ligação de acordo com sua unidade física, ou seja, pulsos ou minutos. ∗ Custo de logística: é direcionado em razão à armazenagem , estoque, transporte, manuseio e processamento de pedido.
  42. 42. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo no ensino superior : é determinado através do tempo dedicado a cada unidade por determinado centro até o cálculo de horas/ aulas no ano; horas / aulas dispendidas na graduação e na pós-graduação; na pesquisa e por atividade.
  43. 43. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo de atividade seguradora: é direcionado através do número de pagamento de indenizações, renovação de contrato em vigor, captação de novos clientes, seleção e transferência de risco.
  44. 44. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo de consultoria: é direcionado segundo hora/ homem do serviço prestado. ∗ Custo de engenharia: é direcionado através do tipo de obra a ser executada e o tempo de execução.
  45. 45. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo de restaurante: é direcionado pelo número de pessoas que frequentam o restaurante e o tempo gasto para consumação das refeições ∗ Custo de turismo: é determinado por pacote turístico, contrato com hotéis, transportadoras e outras empresas.
  46. 46. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custo de hotéis: o custo é direcionado pela quantidade clientes pois é esta é a responsável pelo funcionamento do estabelecimento. ∗ Custo de transporte: é direcionado pelas horas utilizado para chegar em um determinado lugar, como também os quilômetros rodados.
  47. 47. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custos de serviços portuários: é direcionado através do tempo de desembarque e embarque das mercadorias nos cais e da mão de obra utilizada. ∗ Custos de serviços profissionais: o custo estará direcionado de acordo com o tipo de cada atividade, ou seja, o tipo de serviço praticado.
  48. 48. CUSTOS DE SERVIÇOS CARACTERÍSTICAS DOS SERVIÇOS CONDICIONAM APURAÇÃO DE CUSTOS (continuação) ∗ Custos de serviços bancários: margem financeira e margem de serviços
  49. 49. CUSTOS DE SERVIÇOS FATORES QUE PROPICIAM O AUMENTO DA DEMANDA POR SERVIÇOS: Desejo de melhor qquuaalliiddaaddee ddee vviiddaa;; Mais tempo de lazer; A urbanização, tornando necessários alguns serviços (Ex: segurança); Mudanças demográficas que aumentam a quantidade de crianças e/ou idosos, os quais consomem maior variedade de serviços;
  50. 50. CUSTOS DE SERVIÇOS FATORES QUE PROPICIAM O AUMENTO DA DEMANDA POR SERVIÇOS (continuação): ∗ Mudanças sócio-econômicas, como o aumento da participação da mulher no trabalho rreemmuunneerraaddoo ee pressões sobre o tempo pessoal; ∗ Aumento da sofisticação dos consumidores, levando a necessidades mais amplas de serviços; ∗ Mudanças tecnológicas (como o avanço dos computadores e das telecomunicações), que têm aumentado a qualidade dos serviços, ou ainda criado serviços completamente novos.
  51. 51. • CASO DE IMPLEMENTAÇÃO NA CGM SALVADOR na Bahia SSSSaaaaúúúúddddeeee –vvvveeeettttoooorrrr aaaatttteeeennnnddddiiiimmmmeeeennnnttttoooossss xxxx mmmmeeeellllhhhhoooorrrriiiiaaaassss ddddaaaa ppppooooppppuuuullllaaaaççççããããoooo ddddaaaa rrrreeeeggggiiiiããããoooo,,,, EEEEdddduuuuccccaaaaççççããããoooo – vvvveeeettttoooorrrr ccccuuuussssttttoooo ppppoooorrrr aaaalllluuuunnnnoooo eeee qqqquuuuaaaalllliiiiddddaaaaddddeeee ddddeeee eeeennnnssssiiiinnnnoooo,,,, IIIIlllluuuummmmiiiinnnnaaaaççççããããoooo PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa XXXX ccccuuuussssttttoooo ppppoooorrrr ppppoooosssstttteeeessss eeee ddddoooossss sssseeeerrrrvvvviiiiççççoooossss ddddeeee mmmmaaaannnnuuuutttteeeennnnççççããããoooo,,,, DDDDiiiiffffiiiiccccuuuullllddddaaaaddddeeeessss:::: SSSSiiiisssstttteeeemmmmaaaa ((((vvvváááárrrriiiioooossss – sssseeeemmmm ccccoooommmmuuuunnnniiiiccccaaaaççççããããoooo)))) ,,,, iiiinnnntttteeeeggggrrrraaaaççççããããoooo,,,, ffffaaaallllttttaaaa ddddeeee lllliiiiddddeeeerrrraaaannnnççççaaaa,,,, ppppeeeessssssssooooaaaassss,,,, FFFFOOOOPPPPAAAAGGGG,,,, eeeennnneeeerrrrggggiiiiaaaa,,,, áááágggguuuuaaaa,,,, tttteeeelllleeeeffffoooonnnneeee,,,, eeeessssttttooooqqqquuuueeeessss,,,, LLLLooooccccaaaaççççããããoooo ddddeeee VVVVeeeeííííccccuuuulllloooossss OOOOBBBBSSSS:::: FFFFooooiiii eeeellllaaaabbbboooorrrraaaaddddoooo ppppoooorrrr 2222 aaaannnnoooossss aaaa mmmmooooddddeeeellllaaaaggggeeeemmmm ppppoooorrrr pppprrrrooooffffiiiiiiiissssiiiioooonnnnaaaaiiiissss,,,, ccccoooommmm MMMMaaaannnnuuuuaaaallll eeee ttttuuuuddddoooo.... 21 de outubro de 2014
  52. 52. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia RESOLUÇÃO RRREEESSSOOOLLLUUUÇÇÇÃÃÃOOO CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA NNNNº 555566667777////2222000011113333 AAAApppprrrroooovvvvaaaa aaaa CCCCaaaammmmppppaaaannnnhhhhaaaa –”2222000011114444:::: AAAAnnnnoooo ddddaaaa CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee AAAApppplllliiiiccccaaaaddddaaaa aaaaoooo SSSSeeeettttoooorrrr PPPPúúúúbbbblllliiiiccccoooo nnnnoooo EEEEssssttttaaaaddddoooo ddddaaaa BBBBaaaahhhhiiiiaaaa”. PPPPOOOORRRRTTTTAAAARRRRIIIIAAAA CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA NNNNº111100000000////2222000011113333 NNNNoooommmmeeeeiiiiaaaa ccccoooommmmiiiissssssssããããoooo ppppaaaarrrraaaa ddddeeeesssseeeennnnvvvvoooollllvvvviiiimmmmeeeennnnttttoooo ddddoooossss ttttrrrraaaabbbbaaaallllhhhhoooossss ccccoooommmm aaaa CCCCaaaammmmppppaaaannnnhhhhaaaa – “2222000011114444:::: AAAAnnnnoooo ddddaaaa CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee aaaapppplllliiiiccccaaaaddddaaaa aaaaoooo SSSSeeeettttoooorrrr PPPPúúúúbbbblllliiiiccccoooo nnnnoooo EEEEssssttttaaaaddddoooo ddddaaaa BBBBaaaahhhhiiiiaaaa”,,,, ccccoooonnnnffffoooorrrrmmmmeeee RRRReeeessssoooolllluuuuççççããããoooo CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA nnnnº 555566667777////2222000011113333.... 21 de outubro de 2014
  53. 53. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia SSSSeeeennnnddddoooo aaaassssssssiiiimmmm,,,, ffffooooiiii ccccrrrriiiiaaaaddddaaaa a llllooooggggoooommmmaaaarrrrccccaaaa ccccoooommmmeeeemmmmoooorrrraaaattttiiiivvvvaaaa ddddaaaa ccccaaaammmmppppaaaannnnhhhhaaaa e iiiinnnnsssseeeerrrriiiiddddaaaa nnnnaaaassss ppppuuuubbbblllliiiiccccaaaaççççõõõõeeeessss e eeeexxxxppppeeeeddddiiiieeeennnntttteeeessss lllleeeeggggaaaaiiiissss ddddoooo CCCCRRRRCCCCBBBBAAAA,,,, ffffoooorrrraaaammmm ffffeeeeiiiittttoooossss ccccoooonnnnttttaaaattttoooossss iiiinnnnssssttttiiiittttuuuucccciiiioooonnnnaaaaiiiissss ccccoooommmm rrrreeeepppprrrreeeesssseeeennnnttttaaaannnntttteeeessss ddddeeee ddddiiiivvvveeeerrrrssssoooossss sssseeeeggggmmmmeeeennnnttttoooossss ssssoooocccciiiiaaaaiiiissss e rrrreeeeaaaalllliiiizzzzaaaaddddaaaassss rrrreeeeuuuunnnniiiiõõõõeeeessss ddddaaaa CCCCoooommmmiiiissssssssããããoooo ddddeeee CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa. 21 de outubro de 2014
  54. 54. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa nnnnaaaa BBBBaaaahhhhiiiiaaaa – 11117777////00003333////2222000011114444 CCCCoooommmmeeeemmmmoooorrrraaaaççççããããoooo aaaaoooossss 55550000 aaaannnnoooossss ddddaaaa LLLLeeeeiiii nnnnº 4444....333322220000////66664444 AAAAbbbbeeeerrrrttttuuuurrrraaaa 21 de outubro de 2014
  55. 55. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa nnnnaaaa BBBBaaaahhhhiiiiaaaa – 11117777////00003333////2222000011114444 CCCCoooommmmeeeemmmmoooorrrraaaaççççããããoooo aaaaoooossss 55550000 aaaannnnoooossss ddddaaaa LLLLeeeeiiii nnnnº 4444....333322220000////66664444 HHHHoooommmmeeeennnnaaaaggggeeeennnnssss 21 de outubro de 2014
  56. 56. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia SSSSeeeemmmmiiiinnnnáááárrrriiiioooo “2222000011114444 AAAAnnnnoooo ddddaaaa CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa nnnnaaaa BBBBaaaahhhhiiiiaaaa – 11117777////00003333////2222000011114444 CCCCoooommmmeeeemmmmoooorrrraaaaççççããããoooo aaaaoooossss 55550000 aaaannnnoooossss ddddaaaa LLLLeeeeiiii nnnnº 4444....333322220000////66664444 CCCCoooommmmeeeemmmmoooorrrraaaaççççõõõõeeeessss 21 de outubro de 2014
  57. 57. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia Classe Contábil foi homenageada CCClllaaasssssseee CCCooonnntttááábbbiiilll fffoooiii hhhooommmeeennnaaagggeeeaaadddaaa ppppeeeelllloooossss 55550000 aaaannnnoooossss ddddaaaa LLLLeeeeiiii ddddeeee CCCCoooonnnnttttaaaabbbbiiiilllliiiiddddaaaaddddeeee PPPPúúúúbbbblllliiiiccccaaaa – LLLLeeeeiiii 4444....333322220000////66664444 21 de outubro de 2014
  58. 58. Custos e gestão Lafarge vai cortar mais de 1 bilhão de euros em custos até 2015 Por Stella Fontes 16/06/2012 Valor Econômico SÃO PAULO - Na esteira da implementação de uma nova estrutura organizacional, a Lafarge, uma das maiores produtoras de cimento do mundo, anunciou hoje uma série de metas para o período de 2012 a 2015, que inclui a redução dos custos e despesas do grupo em 1,3 bilhão de euros. Conforme a cimenteira, as medidas têm por objetivo fortalecer a geração de caixa, ampliar vendas e aumentar o retorno sobre o capital, ao mesmo tempo que o endividamento é reduzido. Para este ano, a expectativa é a de diminuição das despesas em 400 milhões de euros. 21 de outubro de 2014
  59. 59. EM SÍNTESE A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE NA PLANEJAMENTO CONTROLE ADMINISTRAÇÃO DE TRIBUTOS PREST. CONTAS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EFICIÊNCIA, CON TERFOLICE ÁCIA E INTERNO CONTROLE SOCIAL EXAMINAR A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL CONTROLE DE DESPESAS e CUSTOS PÚBLICAS ACOMPANHAMENTO FINANCEIRO EFICÁCIA EFETIVIDADE
  60. 60. 2014 - Ano da Contabilidade Pública Na Bahia “Só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aqueles que acham que sabem alguma coisa.” SSSSóóóóccccrrrraaaatttteeeessss 21 de outubro de 2014
  61. 61. A GESTÃO E CUSTOS NA Contabilidade Pública Saudações Contábeis SSSaaauuudddaaaçççõõõeeesss CCCooonnntttááábbbeeeiiisss eeee ddddeeee PPPPaaaazzzz!!!!!!!!!!!! WWWWeeeelllllllliiiinnnnggggttttoooonnnn ddddoooo CCCCaaaarrrrmmmmoooo CCCCrrrruuuuzzzz pppprrrreeeessssiiiiddddeeeennnncccciiiiaaaa@@@@ccccrrrrcccc-bbbbaaaa....oooorrrrgggg....bbbbrrrr 21 de outubro de 2014

×