Centro Espírita Joseph Gleber                                                          Boletim Eletrônico Semanal         ...
Programas Espíritas na                                               Centro Espírita Joseph GleberTV e Internet:          ...
À Morte                                                                Centro Espírita Joseph Gleber                      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim 81

382 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
107
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim 81

  1. 1. Centro Espírita Joseph Gleber Boletim Eletrônico Semanal Edição 81 – Ano 1, n°45 – 04 de novembro de 2012Nesta edição Compromisso Cristão com o Evangelho no Lar Analisando o sugestivo título, percebemos a presença de três• Compromisso Cristão principais componentes conceituais: o lar, o Evangelho e o com o Evangelho no Lar compromisso cristão.• Mensagem da Semana Inicialmente, diferenciemos lar de casa. A casa é a construção de pedra, abrigo e pouso; o lar é a construção do sentimento,• Visão Espírita da Morte elaborada a partir da convivência entre as pessoas. Assim,• O Centro Espírita casa rica, asseada e adornada nem sempre representa lar harmonioso. A ausência do entendimento, do respeito e do amor, na verdade, sinalizam um lar em Joseph Gleber e você: ruínas. - Reuniões públicas Não por acaso, os Espíritos reveladores afirmaram para Allan Kardec serem os laços - Estudo Sistematizado de família uma necessidade natural do homem, pois que se identificam com a própria da Doutrina Espírita necessidade de progredir. (...)No lar iremos encontrar a reunião de almas que serão mais ou menos afins, mas - Educação Espírita que, sem dúvida, estão reunidas por uma necessidade comum, isto é, a necessidade de Infantojuvenil e Família progresso através da convivência fraternal.• Campanha Permanente Analisemos o segundo componente - o Evangelho - a partir das considerações de "O de Leitura das Obras Evangelho segundo o Espiritismo", registradas por Kardec em sua Introdução: "Podem dividir-se em cinco partes as matérias contidas nos Evangelhos: os atos Básicas comuns da vida do Cristo; os milagres; as predições; as palavras que foram tomadas pela Igreja para fundamento de seus dogmas; e o ensino moral. (...) Diante desse código divino, a própria incredulidade se curva. (...) Para os homens, em particular, constitui aquele código uma regra de proceder que abrange todas asAcesse: circunstâncias da vida privada e da vida pública, o princípio básico de todas as relações sociais que se fundam na mais rigorosa justiça. É, finalmente e acima de tudo, o roteiroFEB infalível para a felicidade vindoura, o levantamento de uma ponta do véu que nos ocultaUEMMG a vida futura." (Grifos de Kardec.) (...)Perante o entendimento destes conceitos, já podemos discutir o significado doESTUDANDO KARDEC compromisso cristão com o Evangelho no lar, que se desdobra em dois aspectos. OESPIRITISMO BH primeiro diz respeito ao compromisso com o seu estudo, perante o qual a família estabelece a responsabilidade conjunta de, pelo menos uma vez por semana, reunir-seREDE AMIGO ESPÍRITA em torno das lições de Jesus para meditá-las e estudá-las. Esse compromisso inicialKARDEC ONLINE deve passar a compor a rotina de prioridade do lar. No entanto, não basta. O compromisso precisa ir além, e é quando se manifesta seuRÁDIO CHICO XAVIER segundo aspecto - o da vivência. É fundamental que o grupo familiar comprometa-se também com o exercício e a prática dos ensinamentos assimilados nas reuniões, paraCOEZMUC que estas não se tornem inócuas, vazias.INSTITUTO ANDRÉ LUIZ O compromisso com a vivência deve surgir, primeiro, em um nível individual, quando estabelecemos conosco mesmo uma "estratégia" ou plano de renovação mental queESPIRITUALIDADE E nos levará a uma "visão de mundo" coerente com os postulados evangélicos. EmSOCIEDADE seguida, passamos a compartilhar através das ações o compromisso coletivo, quandoPORTAL SER mútua e conscientemente o clã coopera e trabalha para o aperfeiçoamento geral. Neste ponto, os dois aspectos do compromisso cristão passam a interagir, pois quanto mais seriamente encaramos o compromisso com o estudo em família, mais reunimos elementos para uma vivência plena. Esta, por sua vez, nos fará valorizar de maneira crescente a hora do Evangelho no Lar, por aí identificarmos uma fonte inesgotável de alimento para nossa gradual transformação individual e coletiva.Dúvidas ou comentários? A partir daí, perceberemos os efeitos positivos de nosso duplo compromisso: maior esforço para o entendimento entre familiares; maior tolerância e indulgência para comEnvie um e-mail para: suas imperfeições identificadas no dia-a-dia; mais generosidade no perdoar e maisdcse.divulg@gmail.com prudência no julgar; e principalmente, o amor passará a ser o elemento aglutinador da convivência entre todos. Além disso, pela renovação mental dos componentes do lar, passamos a renovar também o ambiente psíquico de nosso ninho domiciliar, impregnando-o de vibrações harmoniosas e suaves. Seremos, então, visitados com frequência e regularidade pelos embaixadores da luz do plano espiritual, trazendo-nos os benefícios de sua presença. Fernando Clímaco – Reformador – janeiro/1998
  2. 2. Programas Espíritas na Centro Espírita Joseph GleberTV e Internet: Boletim Eletrônico SemanalDespertar EspíritaLar Fabiano de Cristo CNT-rede nacional - Domingo 8h- Mensagem da Semana ..8h30 CONSERVA O MODELOwww.despertarespirita.com “Conserva o modelo das sãs palavras.” — Paulo. (II Timóteo, 1:13)Alvorada Espírita Distribui os recursos que a Providência te encaminhou às mãos24 horas de programação com operosas, todavia, não te esqueças de que a palavra confortadora aopalestras e programas de TV aflito representa serviço direto de teu coração na sementeira do bem.www.tvalvoradaespirita.com.br O pão do corpo é uma esmola pela qual sempre receberás a justa recompensa, mas o sorriso amigo é uma bênção para a eternidade.TV Mundo Maior Envia mensageiros ao socorro fraternal, contudo, não deixes, peloEmissora da Fundação Espírita menos uma vez por outra, de visitar o irmão doente e ouvi-lo emAndré Luiz pessoa.www.tvmundomaior.com.br A expedição de auxílio é uma gentileza que te angariará simpatia, no entanto, a intervençãoTransição direta no amparo ao necessitado conferir-te-á preparação espiritual à frente das próprias lutas.A visão espírita para um novo Sobe à tribuna e ensina o caminho redentor aos semelhantes; todavia, interrompe astempo - Rede TV Domingo - preleções, de vez em quando, a fim de assinalar o lamento de um companheiro na experiência16h15 humana, ainda mesmo quando se trata de um filho do desespero ou da ignorância, para que nãowww.programatransicaotv.br percas o senso das proporções em tua marcha. Cultiva as flores do jardim particular de tuas afeições mais queridas, porque, sem o canteiro deTV CEI experimentação, é muito difícil atender à lavoura nobre e intensiva, mas não fujaswww.tvcei.com sistematicamente à floresta humana, com receio dos vermes e monstros que a povoam, porquanto é imprescindível te prepares a avançar, mais tarde, dentro dela. Nos círculos da vida, não olvides a necessidade do ensinamento gravado em ti mesmo. Assim como não podes tomar alimento individual, através de um substituto, e nem podes aprender a lição, guardando-lhe os caracteres na memória alheia, não conseguirás comparecer, ante as Forças Supremas da Sabedoria e do Amor, com realizações e vitórias que não tenham "Enganam-se os que sido vividas e conquistadas por ti mesmo. “Conserva”, pois, contigo, “o modelo das sãs palavras”. pensam nos mortos Livro Pão Nosso – Emmanuel por Chico Xavier - Lição 97 como mortos. Eles estão mais vivos do Visão Espíria da Morte Neste mês, em que os homens instituíram uma data para reverenciar os mortos, vale que nós, dispõem de a pena rememorar o que ensina a Doutrina Espírita a respeito do que representa avisão mais penetrante morte. O fenômeno da morte é visto sob múltiplas formas, dependendo da crença, da que a nossa, são descrença ou da certeza que cada criatura humana constrói para si mesma. criaturas mais Vale dizer que o materialista, o espiritualista e o espiritista têm concepções muito definidas, podem ver- diferentes sobre a vida e sobre a morte. Para o materialista puro, para quem a vida está inteiramente voltada aos bens e nos, visitar-nos e gozos materiais, o corpo físico, enquanto vivo, representa tudo. Morto o corpo, tudo se comunicar-se conosco dissolve no nada. Os espiritualistas em geral admitem a existência de algo além da expressão física – a com mais facilidade e alma – que sobrevive após a morte. naturalidade, preciso A destinação da alma, para as correntes espiritualistas, varia muito, de conformidade com suas doutrinas. que não nos (...)Para a Doutrina Espírita, o que se denomina morte – o problema maior que tem esqueçamos deste ocupado o pensamento humano em todos os tempos – faz parte das leis naturais ou divinas, assim como o nascimento. ponto importante: os Nascimento, morte, renascimento são transformações naturais da própria Vida dohomens são espíritos e Espírito imortal, sujeito à evolução natural. Morte é transformação, não fim.os espíritos nada mais Por isso, para desmitificar a palavra morte, com sua conotação de fim, são do que homens desaparecimento total, termo, destruição, conotações milenárias que causam tantos sofrimentos, o Espiritismo prefere substituí-la por desencarnação, que é justamente a libertos das injunções separação do Espírito de seu suporte físico de carne. da matéria.” Mas como a vida do Ser continua, morrer é renascer, é a volta do Espírito à sua pátria verdadeira. José Herculano Pires Morrer, pois, é prosseguir vivendo em outra dimensão vibratória, com os sentimentos adquiridos, com a visão espiritual ampliada, com os amores, as alegrias e saudades do ser, mas também com as imperfeições que não conseguiu superar. Morte não é o sono eterno, mas, sim, a libertação do Espírito, enquanto não retoma à carne, em nova e laboriosa existência. Para a Nova Luz, a morte, longe de ser a porta para o nada, é a continuação da vida eterna. Em lugar dos fantasmas teológicos, dos dogmas e dos suplícios infernais, ela acena com a esperança, que todos podemos cultivar sem medos. Editorial do Reformador de novembro/1999
  3. 3. À Morte Centro Espírita Joseph Gleber Boletim Eletrônico Semanal Ó Morte, eu teadorei, como se foras O Centro Espírita Joseph Gleber e Você O Fim da sinuosa e Reuniões públicas Domingo – 8h – Palestra com tema evangélico negra estrada, Quarta-feira – 20h – Estudo interativo de “O Livro dos Espíritos” Sexta-feira – 20h – Palestra com tema evangélico Onde habitasse a . eterna paz do Nada Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - ESDE “lmpostergável, portanto, o compromisso que temos, todos nós, desencarnados Às agonias e encarnados, de estudar e divulgar o Espiritismo nas bases nobres com que no-lo desconsoladoras. apresentou Allan Kardec”(...) Vianna de Carvalho O ESDE - ocorre todos os sábados das 18h às 19h30. Participe! . Eras tu a visão Educação Espírita Infanto Juvenil e Família Domingo – 8h – Evangelização infanto juvenil idolatrada Sábado – 16h – Evangelização infantil e reunião de pais Sábado – 18h – MocidadeQue sorria na dor das . minhas horas, . Doe um livro espírita. Seja colaborador. Enriqueça o ambiente próprio com fatores diversos de conforto e alegria. MasVisão de tristes faces recorde que o livro espírita é bênção de Jesus, aprimorando a vida com você e em cismadoras, você. André Luiz Nos crepes do Campanha Permanente de Leitura das Obras Básicas Silêncio . O LIVRO DOS ESPÍRITOS amortalhada. O Espiritismo se tornará um dia crença geral na Terra? Sim. Ele se tornará crença geral e marcará nova era na história Busquei-te, eu que da humanidade, porque está na natureza e chegou o tempo em trazia a alma já que ocupará lugar entre os conhecimentos humanos. Terá, no entanto, que sustentar grandes lutas, mais contra o interesse, do morta, que contra a convicção, porquanto não há como dissimular a existência de pessoas interessadas em combatê-lo, umas por Escorraçada no amor-próprio, outras por causas inteiramente materiais. Sua marcha, porém, será padecimento, mais célere que a do Cristianismo, porque o próprio Cristianismo é quem lhe abre o caminho e serve de apoio. O Cristianismo tinha que destruir; o Espiritismo só temBatendo alucinado à que edificar. (Obra citada, questão 798.) tua porta; De que maneira pode o Espiritismo contribuir para o progresso da Humanidade? Ao combater e destruir o materialismo, que é uma das chagas da sociedade, o E escancaraste a Espiritismo faz que os homens compreendam onde se encontram seus verdadeiros porta escura e fria, interesses. Deixando a vida futura de estar velada pela dúvida, o homem percebe melhor que, por meio do presente, lhe é dado preparar o seu futuro. Abolindo osPor onde penetrei no prejuízos de seitas, castas e cores, ele ensina aos homens a grande solidariedade que os há de unir como irmãos. (Obra citada, questões 798 a 800.) Sofrimento, A desigualdade das condições sociais constitui lei da natureza? Numa senda mais Não. Ela é obra do homem e não de Deus. Sendo obra humana, um dia desaparecerá, mas apenas quando o egoísmo e o orgulho deixarem de predominar.triste e mais sombria Restará, então, apenas a desigualdade do merecimento. (Obra citada, questões 806 e 807.) (www.oconsolador.com.br) Antero de QuentalInformativo Eletrônico do Centro Espírita Joseph Gleber - Editado pela Equipe de Comunicação do Departamento de Comunicação Social Espírita – DCSE. Caso não queira receber a publicação, enviar e-mail com a palavra “exclusão” no campo “assunto” para dcse.divulg@gmail.com

×