PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE              CAMPINASCENTRO DE ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMIC...
BRUNO NESPOLI DAMASCENODERIVATIVOS CAMBIAIS NO BRASIL PÓS-CRISE                  2008         Trabalho de conclusão de cur...
Ficha CatalográficaElaborada pelo Sistema de Bibliotecas e   Informação – SBI – PUC-Campinas
Pontifícia Universidade Católica de Campinas                    Centro de Economia e Administração              Programa d...
A minha querida família                         exemplo de vida e profissionalismo,            que sempre estiveram ao meu...
AGRADECIMENTOS
“O que sabemos é uma gota.O que ignoramos é um oceano”.     Isaac Newton (1643-1727)
RESUMODAMASCENO, Bruno Nespoli. Derivativos Cambiais no Brasil e Consequênciasda Crise 2008. 2011. Trabalho de Conclusão d...
ABSTRACTDAMASCENO, Bruno Nespoli. Foreign Exchange Derivatives in Brazil andConsequences of the Crisis 2008. 2011. Trabalh...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Foreign Exchange Derivatives in Brazil and Consequences of the Crisis 2008. Nespoli Damasceno, Bruno

628 visualizações

Publicada em

RESUMO
DAMASCENO, Bruno Nespoli. Derivativos Cambiais no Brasil e Consequências da Crise 2008. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Economia. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Econômicas, Campinas, 2011.
A crise do subprime, originada nos Estados Unidos, provocou consequências secundárias em vários outros mercados, tal como no mercado de crédito e mercado de câmbio. A desvalorização do dólar americano em relação ao real até meados de 2008 levou empresas brasileiras não financeiras a utilizaram derivativos cambiais como forma de aumentar seus resultados financeiros visando à maximização de dividendos para seus acionistas. A inversão da tendência de desvalorização do dólar fez com que várias empresas na América Latina e nos outros continentes do globo apresentassem, no exercício de 2008, prejuízos bilionários devido à utilização de derivativos cambiais como forma de especulação ao invés de proteção. O presente estudo tem por objetivo verificar a evolução dos derivativos cambiais na economia brasileira e seus efeitos no ano corrente. Parte das empresas brasileiras utilizavam tais ferramentas financeiras a fim de não resguardar sua atividade principal (core business), consequentemente aumentando as incertezas e riscos para e economia como um todo. Também é efetuado estudo de caso da empresa Aracruz, líder mundial no mercado de papel e celulose, cujo resultado da utilização dos derivativos cambiais (target forward) foram prejuízos de 4,27 bilhões de reais no exercício do mesmo ano. Os efeitos na empresa e na economia brasileira poderiam ser mais benéficos na crise de 2008 e possivelmente no ano seguinte caso tivessem administrado o risco com a finalidade de proteção do caixa futuro, capacidade de investimento, empregos e lucros aos acionistas. Com isso, levanta-se a questão se a economia do país e geração de riqueza está realmente protegida contra variações cambiais ou se os instrumentos de proteção são na verdade geradores de risco.
Palavras-chave: derivativo cambial, aracruz, crise econômica, target forward.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
628
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Foreign Exchange Derivatives in Brazil and Consequences of the Crisis 2008. Nespoli Damasceno, Bruno

  1. 1. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINASCENTRO DE ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BRUNO NESPOLI DAMASCENODERIVATIVOS CAMBIAIS NO BRASIL E CONSEQUÊNCIAS DA CRISE 2008 CAMPINAS 2011
  2. 2. BRUNO NESPOLI DAMASCENODERIVATIVOS CAMBIAIS NO BRASIL PÓS-CRISE 2008 Trabalho de conclusão de curso como exigência para obtenção do Título de Bacharel em Ciências Econômicas, no Curso de Graduação em Ciências Econômicas, do Centro de Economia e Administração, da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Prof. Dr. Willian Massei. PUC-CAMPINAS 2011
  3. 3. Ficha CatalográficaElaborada pelo Sistema de Bibliotecas e Informação – SBI – PUC-Campinas
  4. 4. Pontifícia Universidade Católica de Campinas Centro de Economia e Administração Programa de Graduação em Ciências EconômicasAutor: NESPOLI DAMASCENO, BRUNOTítulo: DERIVATIVOS CAMBIAIS NO BRASIL PÓS-CRISE 2008 BANCA EXAMINADORAPresidente e Orientador Prof. Dr. Willian Massei1º Examinador: Prof. Dr. William Massei2º Examinador: Prof. Hurgor Kitzberger Campinas, de de 2011
  5. 5. A minha querida família exemplo de vida e profissionalismo, que sempre estiveram ao meu lado, em todos os momentos de minha vida,e foram responsáveis por tornar meus sonhos uma realidade.
  6. 6. AGRADECIMENTOS
  7. 7. “O que sabemos é uma gota.O que ignoramos é um oceano”. Isaac Newton (1643-1727)
  8. 8. RESUMODAMASCENO, Bruno Nespoli. Derivativos Cambiais no Brasil e Consequênciasda Crise 2008. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação emEconomia. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia eAdministração. Faculdade de Ciências Econômicas, Campinas, 2011.A crise do subprime, originada nos Estados Unidos, provocou consequênciassecundárias em vários outros mercados, tal como no mercado de crédito emercado de câmbio. A desvalorização do dólar americano em relação ao real atémeados de 2008 levou empresas brasileiras não financeiras a utilizaramderivativos cambiais como forma de aumentar seus resultados financeiros visandoà maximização de dividendos para seus acionistas. A inversão da tendência dedesvalorização do dólar fez com que várias empresas na América Latina e nosoutros continentes do globo apresentassem, no exercício de 2008, prejuízosbilionários devido à utilização de derivativos cambiais como forma de especulaçãoao invés de proteção. O presente estudo tem por objetivo verificar a evolução dosderivativos cambiais na economia brasileira e seus efeitos no ano corrente. Partedas empresas brasileiras utilizavam tais ferramentas financeiras a fim de nãoresguardar sua atividade principal (core business), consequentementeaumentando as incertezas e riscos para e economia como um todo. Também éefetuado estudo de caso da empresa Aracruz, líder mundial no mercado de papele celulose, cujo resultado da utilização dos derivativos cambiais (target forward)foram prejuízos de 4,27 bilhões de reais no exercício do mesmo ano. Os efeitosna empresa e na economia brasileira poderiam ser mais benéficos na crise de2008 e possivelmente no ano seguinte caso tivessem administrado o risco com afinalidade de proteção do caixa futuro, capacidade de investimento, empregos elucros aos acionistas. Com isso, levanta-se a questão se a economia do país egeração de riqueza está realmente protegida contra variações cambiais ou se osinstrumentos de proteção são na verdade geradores de risco.Palavras-chave: derivativo cambial, aracruz, crise econômica, target forward.
  9. 9. ABSTRACTDAMASCENO, Bruno Nespoli. Foreign Exchange Derivatives in Brazil andConsequences of the Crisis 2008. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso deGraduação em Economia. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centrode Economia e Administração. Faculdade de Ciências Econômicas, Campinas,2011.The subprime crisis originated in the United States, caused secondaryconsequences in several other markets as the credit market and the forei gnexchange market. The devaluation of the U.S. dollar against the Brazilian real inmid-2008 led to non-financial Brazilian companies used derivatives exchange inorder to increase its financial results in order to maximize dividends to itsshareholders. The reversal of depreciation of the dollar caused many companiesin Latin America and other continents of the globe showed, in 2008, billionaireslosses due to the use of currency derivatives as a form of speculation rather thanprotection. The present study aims at studying the evolution of currencyderivatives in the Brazilian economy and its effects in the current year. Brazilianfirms using such financial tools in order not to protect your core (core business),thereby increasing the uncertainties and risks and the economy as a whole. It isalso made of the case study company Aracruz, the world leader in pulp and paper,the result of the use of currency derivatives (target forward) were losses of 4.27billion reais in the exercise of that year. The effects on the company and theBrazilian economy could be more beneficial in the crisis of 2008 and possibly thefollowing year if they had managed the risk in order to protect the future cashinvestment capacity, jobs and profits to shareholders. This raises the questionwhether the countrys economy and wealth creation is really protected againstcurrency fluctuations or if the hedging instruments are in fact generators of risk. Palavras-chave: derivative exchange, aracruz, economic crisis, target forward.

×