O Brasil como destino acadêmico: a política de internacionalização das IFES

753 visualizações

Publicada em

Levantamento dos programas de intercâmbio oferecidos nos cursos de graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Trabalho apresentado no I Encontro de Estudos de Português para Falantes de Outras Línguas em 19 de novembro de 2010.

Publicada em: Educação, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
753
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Brasil como destino acadêmico: a política de internacionalização das IFES

  1. 1. O Brasil como destino acadêmico: a política de internacionalização das IFES Por: Bruno da Cruz Faber (UFRJ) I Encontro de Estudos de Português para Falantes de Outras Línguas
  2. 2. <ul><li>A partir do crescimento da importância do Brasil no cenário mundial, o país começa a ser reconhecido como um centro de capacitação profissional para estudantes universitários dos mais diversos países. </li></ul><ul><li>Por tal motivo, tem crescido o número de intercambistas estrangeiros acolhidos nas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). </li></ul>Introdução
  3. 3. <ul><li>Na condição de monitor de PLE pude observar empiricamente o aumento de alunos estrangeiros nas turmas de português como língua estrangeira. </li></ul><ul><li>Assim, buscamos descobrir quais políticas são adotadas pela UFRJ para internacionalizar-se. </li></ul>Motivação
  4. 4. <ul><li>Mapear com quais países a UFRJ tem convênios estudantis </li></ul><ul><li>Verificar quais as opções oferecidas aos universitários estrangeiros para o aprendizado da língua portuguesa no âmbito dessa instituição. </li></ul>Objetivos
  5. 5. <ul><li>Dados fornecidos pelos seguintes setores: </li></ul><ul><li>- Setor de PLE / Setor de Extensão da FL/UFRJ </li></ul><ul><li>Programa de Estudantes Convênio – Graduação </li></ul><ul><li>PEPPE (CLAC)/UFRJ </li></ul><ul><li>- Setor de Convênios e Relações Internacionais/ UFRJ (SCRI) </li></ul><ul><li>- Escola Politécnica/ UFRJ </li></ul>Corpus
  6. 6. <ul><li>Análise exploratória e documental dos dados referentes aos programas de intercâmbio e convênio atualmente vigentes na UFRJ. </li></ul>Pressupostos Teórico-Metodológicos
  7. 7. <ul><li>Segundo KRAWCZYK (2008): </li></ul><ul><li>Cooperação vertical: </li></ul><ul><li>Programa Estudantes-Convênio Graduação </li></ul><ul><li>(PEC-G) </li></ul><ul><li>Projetos bilaterais: </li></ul><ul><li>Intercambistas: </li></ul><ul><li>Setor de Convênios e Relações Internacionais (SCRI) </li></ul><ul><li>Escola Politécnica (POLI) </li></ul>Programas de Convênio e Intercâmbio
  8. 8. <ul><li>2008 </li></ul><ul><li>04 países (Benim [2], Congo [14], Haiti [2] e Quênia [4]) </li></ul><ul><li>22 alunos </li></ul><ul><li>2009 </li></ul><ul><li>04 países (Congo [7], Haiti [2], Jamaica [1] e Quênia [1]) </li></ul><ul><li>11 alunos </li></ul><ul><li>2010 </li></ul><ul><li>04 países (Benim [3], Congo [10], Haiti [3] e Gana [1]) </li></ul><ul><li>17 alunos </li></ul>PEC-G
  9. 10. SCRI <ul><li>2008/2 – 2009/1 </li></ul><ul><li>10 países </li></ul><ul><li>24 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2009/2 – 2010/1 </li></ul><ul><li>12 países </li></ul><ul><li>59 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2010/1 – 2010/2 </li></ul><ul><li>8 países </li></ul><ul><li>43 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2010/2 – 2011/1 </li></ul><ul><li>9 países </li></ul><ul><li>100 alunos intercambistas </li></ul>
  10. 12. SCRI: ranking de países <ul><li>2008/2 – 2009/1 </li></ul><ul><li>Portugal (10), França (3), México (3), Espanha (2), Alemanha (1), Itália (1) Bélgica (1), Colômbia (1), Argentina (1) e Uruguai (1) </li></ul><ul><li>2009/2 – 2010/1 </li></ul><ul><li>Portugal (18), França (14), Itália (11), Alemanha (5), Dinamarca (3), Áustria (2), Colômbia (2), Canadá (1), Bélgica (1) Espanha (1) e México (1). </li></ul><ul><li>2010/1 – 2010/2 </li></ul><ul><li>Portugal (20), França (13), Espanha (4), Áustria (2), Itália (1), Suécia (1), Dinamarca (1) e Argentina (1) </li></ul><ul><li>2010/2 – 2011/1 </li></ul><ul><li>Portugal (55), França (18), Alemanha (6), Itália (6), Áustria (5), Dinamarca (4), Canadá (3), Argentina (2) e Espanha (1) </li></ul>
  11. 14. <ul><li>2009/1 </li></ul><ul><li>11 países </li></ul><ul><li>17 alunos </li></ul><ul><li>2009/2 </li></ul><ul><li>11 países </li></ul><ul><li>19 alunos </li></ul><ul><li>2010/1 </li></ul><ul><li>12 países </li></ul><ul><li>24 alunos </li></ul><ul><li>2010/2 </li></ul><ul><li>16 países </li></ul><ul><li>20 alunos </li></ul>PEPPE
  12. 16. <ul><li>2009/1 </li></ul><ul><li>Peru (4), Colômbia (3), China (2), EUA (1), Líbano (1), México (1), Panamá (1), Irã (1), Rússia (1), Japão (1) e Burkina Faso (1) </li></ul><ul><li>2009/2 </li></ul><ul><li>Colômbia (6), Espanha (2), Noruega (2), EUA (1), Chile (1), Costa Rica (1), Rep. Tcheca (1), Alemanha (1), Áustria (1), Austrália (1), China (1) e Irã (1), </li></ul><ul><li>2010/1 </li></ul><ul><li>Peru (5), Colômbia (5), Costa Rica (1), México (3), Chile (1), Cuba (1), Espanha (1), EUA (1), Alemanha (1), Grã Bretanha (1), Irlanda (1), Bélgica (1) e Índia (1) </li></ul><ul><li>2010/2 </li></ul><ul><li>Grã Bretanha (3), Espanha (2), Rússia (2), EUA (1), Venezuela (1), México (1), Colômbia (1), Rep. Dominicana (1), Bolívia (1), França (1), Rep. Tcheca (1), Alemanha (1), China (1), Rep. Dominicana (1), Japão (1) e Hungria (1). </li></ul>PEPPE: ranking de países
  13. 17. Politécnica <ul><li>2008/2 </li></ul><ul><li>06 países </li></ul><ul><li>21 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2009/1 </li></ul><ul><li>06 países </li></ul><ul><li>15 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2009/2 </li></ul><ul><li>09 países </li></ul><ul><li>50 alunos intercambistas </li></ul>
  14. 18. Politécnica <ul><li>2010/1 </li></ul><ul><li>04 países </li></ul><ul><li>16 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2010/2 </li></ul><ul><li>08 países </li></ul><ul><li>40 alunos intercambistas </li></ul><ul><li>2011/1 </li></ul><ul><li>01 país </li></ul><ul><li>02 alunos intercambistas </li></ul>
  15. 20. Politécnica: ranking de países <ul><li>2008/2 </li></ul><ul><li>Portugal (6), Espanha (6), EUA (6), Bélgica (1), Espanha (1) e Bolívia (1). </li></ul><ul><li>2009/1 </li></ul><ul><li>Alemanha (6), EUA (4), Espanha (2), Hungria (1), Finlândia (1) e França (1) </li></ul><ul><li>2009/2 </li></ul><ul><li>EUA (11), França (9), Espanha (8), Portugal (7), Alemanha (6), Itália (3), Peru (3), Suécia (2) e Polônia (1) </li></ul>
  16. 21. Politécnica: ranking de países <ul><li>2010/1 </li></ul><ul><li>EUA (8), França (6), Hungria (1) e Polônia (1). </li></ul><ul><li>2010/2 </li></ul><ul><li>França (14), Portugal (11), EUA (5), Espanha (4), Alemanha (3), Bélgica (1), Rep. Tcheca (1) e Colômbia (1) </li></ul><ul><li>2011/1 </li></ul><ul><li>Espanha (2) </li></ul>
  17. 23. <ul><li>Desde 2008 nota-se um aumento da entrada de estrangeiros na UFRJ, o que leva a uma “internacionalização” da mesma. </li></ul><ul><li>Há uma intensificação de estrangeiros na UFRJ no segundo período de cada ano, o que leva a um aumento da procura de alunos nos cursos de PLE da Graduação e do CLAC. </li></ul><ul><li>Portanto, a partir dos dados, pode-se elaborar uma melhor planejamento quanto as turmas de PLE. </li></ul>Considerações Parciais...
  18. 24. Referências Bibliográficas <ul><li>KRAWCZYK, Nora Rut. “As Políticas de Internacionalização das Universidades no Brasil: o caso da regionalização no Mercosul”. In.: Jornal de Políticas Educacionais , nº 4, Julho-Dezembro de 2009, pp. 41-52 </li></ul><ul><li>SAVEDRA et alli. “Aquisição formal da língua portuguesa como L2/LE no Rio de Janeiro”. In.: HENRIQUES, Claudio Cezar (org). Linguagem, conhecimento e aplicação: estudos de língua e linguística. Rio de Janeiro: Europa, 2003. </li></ul><ul><li>http://www.ufrj.br/ </li></ul><ul><li>http://letras.ufrj.br/clac/ </li></ul><ul><li>www.poli.ufrj.br/ </li></ul><ul><li>www.mec.gov.br/ </li></ul>Sites consultados
  19. 25. E-mail para contato: bruno.faber@gmail.com Obrigado
  20. 26. (Alguns) Programas de Intercâmbio <ul><li>BRAFITEC </li></ul><ul><li>JOINT STUDIES </li></ul><ul><li>AQUISIS </li></ul><ul><li>ERASMUS – START UP BRAZIL </li></ul><ul><li>START EMECN </li></ul><ul><li>BRAGETEC </li></ul>

×