Universidade de Brasília - UnB          Faculdade de Ciência da Informação - FCI                    Curso de Arquivologia ...
Proposta do Trabalho ........................................................................................................
Proposta do Trabalho   Analisar diplomática e tipologicamente alguns dos documentos que fazem partedo fictício arquivo can...
NOTA DE ESCLARECIMENTO      Arquivísticamente falando, sabemos que por mais que um cachorro seja o motivode criação de um ...
Introdução       Como foi mencionado na nossa proposta de trabalho e na apresentação donosso blog (Afinal... quem disse qu...
CONTEXTO DOS DOCUMENTOS E DO PRODUTOR      Nascida em 29 de maio de 2005, Cindy é uma legítima Yorkshire. Seu pai HoldMe T...
ASPECTOS RELEVANTES QUANTO A ORGANIZAÇÃO DE               DOCUMENTOS CANINOS.       De acordo com a lei n° 8.159/91, consi...
responsável por sua produção ou acumulação.      A classificação de documentos caninos deve espelhar as atividades realiza...
FORMULÁRIO PARA ANÁLISE1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Título do documento.Denominação da Espécie: Espécie...
ANÁLISES DIPLOMÁTICAS E TIPOLÓGICAS DOS DOCUMENTOS                      SELECIONADOS                        Análise do Cer...
Linguagem: Formal/ oficial.Idioma: Português.Signos Especiais: Logomarca da instituição.2. Análise TipológicaDenominação d...
Análise da 1ª Coleira Personalizada1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Coleira Personalizada.Denominação da Esp...
Descrição: Primeira coleira personalizada.Trâmite: Indeterminado.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Ind...
Análise do Cartão de Vacina1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Cartão de Vacina.Denominação da Espécie: Cartão....
2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Cartão.Denominação da Tipologia Documental: Cartão de Vacina.Titular: Cindy.E...
Análise de Carteira de Identidade Animal.1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Carteira de Identidade Animal.Deno...
Entidade Produtora: República Federativa dos Animais.Função: Identificar o animal (nesse caso cachorro) e comprovar a sua ...
Passaporte Para Trânsito de Cães e Gatos1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Passaporte para Trânsito de Cães e ...
Função: O Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos é utilizado para o trânsitonacional e internacional l dos animais domés...
Análise do recorte de revista.1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Recorte de revista.Denominação da Espécie: R...
2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Recorte de revista.Denominação da Tipologia: Recorte de revista recordativo.T...
Análise do Contrato com Dog Walker1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Contrato de prestação de serviços.Denomi...
2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Contrato.Denominação da Tipologia: Contrato de prestação de serviços.Titular:...
Análise da Nota Fiscal1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Nota fiscal de prestação de serviços.Denominação da ...
2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Nota fiscal.Denominação da Tipologia: Nota fiscal de prestação de serviços.Ti...
Análise do cartaz de propaganda1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento:Cartaz publicitárioDenominação da Espécie: C...
Denominação da Espécie: Cartaz.Denominação da Tipologia: Cartaz publicitário de campanha de vacina para cães egatos.Titula...
Análise da carta1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Carta de amorDenominação da Espécie: CartaData Tópica: Não...
Signos Especiais: não identificado2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Carta.Denominação da Tipologia: Carta de am...
Análise do testamento1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Testamento de Lady Laura.Denominação da Espécie: Test...
Titular: Lady Laura.Entidade Produtora: Lady Laura.Função: Atestar a transferência dos bens de Lady Laura a Cindy se por v...
Análise do convite de aniversário1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Convite de aniversário de Cindy de La Vil...
Entidade Produtora: Artista gráfico que desenhou e mandou para a gráfica reproduzir osdemais.Função: Convidar pessoas para...
O CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO      No plano de classificação do Fundo canino da Cindy, optou-se pela utilização deum código qu...
PLANO DE CLASSIFICAÇÃO         FUNDO: CINDY DE LA VILLE CHAMONIXGRUPO                         100 -REGISTRO ANIMAL        ...
300 -PREVENÇÃO DE DOENÇAS E TRATAMENTO DE GRUPO                                       SAÚDEFUNÇÕES             300.10     ...
GRUPO                    500 - PROMOÇÃO DE EVENTOS                  500.10FUNÇÕES            Recordar evento              ...
700.10FUNÇÕES   Comprovar ter usufruído               de prestação                de serviçosSÉRIES          700.10.01    ...
900.10.01   SÉRIES                Contrato de prestação                     de serviços                             REQUIS...
uma boa arquitetura da informação, com vista a uma navegação fluida e satisfatória.DISCUSSÃO SOBRE OS RESULTADOS E RELAÇÃO...
sobre todo o assunto estudado por nós durante o semestre, já que nesse trabalhoencontra-se um “resumo” de tudo o que apren...
2011.        43
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho final de Diplomática e Tipologia Documental- Aurquivo Bom pra cachorro

3.021 visualizações

Publicada em

Trabalho final da disciplina Diplomática e Tipologia documental.
Grupo Aurquivo Bom pra cachorro

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho final de Diplomática e Tipologia Documental- Aurquivo Bom pra cachorro

  1. 1. Universidade de Brasília - UnB Faculdade de Ciência da Informação - FCI Curso de Arquivologia Disciplina de Diplomática e Tipologia Documental Turma: 2°/2010 Grupo: Aurquivo Bom Pra CachorroTrabalho Final - Análise Diplomática e TipológicaArquivo Canino de CINDY DE LA VILLE CHAMONIX Brasília - DF Fevereiro/2011
  2. 2. Proposta do Trabalho .................................................................................................................................4NOTA DE ESCLARECIMENTO ................................................................................................................5Introdução .....................................................................................................................................................6CONTEXTO DOS DOCUMENTOS E DO PRODUTOR .......................................................................7ASPECTOS RELEVANTES QUANTO A ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS CANINOS. .........8FORMULÁRIO PARA ANÁLISE .............................................................................................................10ANÁLISES DIPLOMÁTICAS E TIPOLÓGICAS DOS DOCUMENTOS SELECIONADOS ...........11 Análise da 1ª Coleira Personalizada ..................................................................................................13 Análise do Cartão de Vacina ...............................................................................................................15 Análise de Carteira de Identidade Animal. ........................................................................................17 Passaporte Para Trânsito de Cães e Gatos......................................................................................19 Análise do recorte de revista. ..............................................................................................................21 Análise do Contrato com Dog Walker ................................................................................................23 Análise da Nota Fiscal ..........................................................................................................................25 Análise do cartaz de propaganda .......................................................................................................27 Análise da carta .....................................................................................................................................29 Análise do testamento ..........................................................................................................................31 Análise do convite de aniversário .......................................................................................................33O CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO ..........................................................................................................35PLANO DE CLASSIFICAÇÃO.................................................................................................................36REQUISITOS DA VEZ..............................................................................................................................40DISCUSSÃO SOBRE OS RESULTADOS E RELAÇÃO COM OS DOCUMENTOSCONTEMPORÂNEOS ..............................................................................................................................41REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .......................................................................................................42 3
  3. 3. Proposta do Trabalho Analisar diplomática e tipologicamente alguns dos documentos que fazem partedo fictício arquivo canino pertencente a Cindy de La Ville Chamonix (cadelamilionária) levando em consideração o contexto e as funções a que os documentosestão submetidos. Abordar também a relevância dessas análises com osdocumentos contemporâneos citados por Duranti. 4
  4. 4. NOTA DE ESCLARECIMENTO Arquivísticamente falando, sabemos que por mais que um cachorro seja o motivode criação de um número crescente de documentos e seus donos tentem personificarseus adoráveis “filhos”, eles não têm consciência dessa produção e jamais poderãoorganizar seu fundo. Portanto, ressaltamos que esses documentos, que são objetos deanálise do nosso trabalho final, possivelmente fariam parte do fundo da dona da CindyDe La Ville Chamonix, a senhora Lady Laura, titular dos documentos de suacachorrinha. 5
  5. 5. Introdução Como foi mencionado na nossa proposta de trabalho e na apresentação donosso blog (Afinal... quem disse que o "melhor amigo do homem" não pode terDOGumentos?), desde o início o grupo Aurquivo Bom Pra Cachorro pretendia fazeruma contextualização da matéria Diplomática e Tipologia Documental com osdocumentos da vida de cachorros como cartões de vacina, certificados de pedigree,coleiras, documentos de Pet Shops, sites interessantes e conexões à temática donosso blog e tudo mais que pode se relacionar com os cães. Cada vez queaumentávamos a nossa pesquisa desse mundo canino, nos surpreendíamos com onúmero crescente de documentos que são produzidos para atender ás necessidades ecaprichos dos cães e dos seus donos, que muitas vezes fazem questão que seuscachorros vivam a mesma vida de luxo que eles vivem. E é assim que se baseia nossahistória, na vida de uma cadelinha que herda da sua dona uma fortuna, que nemmesmo os netos dela tiveram o prazer de ostentar. A temática do nosso trabalho econseqüentemente a documentação produzida é fruto de uma ficção baseada em umahistória real 6
  6. 6. CONTEXTO DOS DOCUMENTOS E DO PRODUTOR Nascida em 29 de maio de 2005, Cindy é uma legítima Yorkshire. Seu pai HoldMe Tight By Ville Chamonix, e sua mãe Mademoiselle Lulu de La Ville Chamonix,vieram da Inglaterra por encomenda de uma socialite brasileira. É... pode-se dizer queCindy é uma autêntica herdeira de um sangue azul. Cindy foi comprada, dois meses após seu nascimento, por Lady Laura, uma dasmulheres mais ricas do Brasil (pense num tanto de zeros no saldo bancário da mulher).Quando Lady viu Cindy, foi amor a primeira vista, afinal, apesar de toda fortuna sentia-se muito solitária. A cadela correspondeu a todas as suas expectativas, e tornou-se suagrande companheira. Em troca de seu afeto, Cindy recebia de sua dona todos osmimos e paparicos possíveis: era coleira de diamantes, roupinhas de renda Francesa,cuidados extremos com o pêlo, patadicure semanal, carro luxuoso para passeio, váriosempregados à suas patas, enfim, pense numa vida de princesa... O amor era tão grande que Lady, já diante de seus 70 anos, não teve dúvida dequem seria sua maior beneficiada no testamento, aquela quer iria receber mais de70% de sua fortuna; sim, seria Cindy, sua “grande” companheira. A vida de Cindy numa luxuosa mansão em Jurerê Internacional (Florianópolis)sempre foi um conto de fadas. Vestida com roupas caras e enfeitadas de diamantes,Cindy é alimentada com pratos preparados especialmente por um chef de cozinhafrancês, e servidos à boca por seus empregados. Cindy teve sua vida marcada por uma grande perda no início de 2010, sua queridae amada mamãe Lady Laura, veio a falecer. Como herdeira principal, Cindy recebeuuma quantia em torno de 45 milhões de reais, algo que, segundo Lady, daria paramanter a vida regada à luxo da cadelinha. Além disso, quando a cachorrinha forchamada a se encontrar com sua dona, ficará ao seu lado no mausoléu de R$20milhões, cercado por doze colunas dóricas. 7
  7. 7. ASPECTOS RELEVANTES QUANTO A ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS CANINOS. De acordo com a lei n° 8.159/91, considera-se documentos de arquivo pessoalaqueles produzidos ou acumulados por pessoa física em decorrência do exercício deatividades específicas, qualquer que seja o suporte da informação ou natureza dosdocumentos. Em síntese, aquilo que o sujeito acumulador recebe e/ou reproduz quandodesempenha suas atividades diárias, seja qual a for a finalidade de sua ação. Noentanto, nossa análise será baseada nos documentos de um fictício fundo caninoproduzido e acumulado pela cadela Cindy (personagem criada e personificada pelogrupo aurquivo bom pra cachorro). É de extrema importância ressaltar que um animal,diante de sua irracionalidade, não produz e nem acumula documentos. Diante disso, osdocumentos gerados no decorrer de sua vida fazem parte do fundo pessoal de seuproprietário. Os agrupamentos documentais são influenciados pela forma como se planejarecuperar o documento futuro. Para a realização de um adequado tratamento dedocumentos e informações de arquivo canino, deve-se, necessariamente, atentar paraalguns procedimentos e regras padronizadas. O uso de técnicas e instrumentosarquivísticos para a gestão de informações caninas é imprescindível para amanutenção da organicidade e para uma adequada ordenação. A gestão de arquivos caninos é caracterizada por procedimentos a seremadotados pelos donos a fim de controlar e organizar os documentos oriundos dasatividades direcionados para os cães. Dessa forma, a definição de um plano declassificação é fundamental para a estruturação de uma organização física e intelectualda documentação canina. O Plano de Classificação de Documentos é o instrumento utilizado paraclassificar todo e qualquer documento de arquivo. Entende-se por classificação dedocumentos a seqüência das operações técnicas que visam agrupar os documentos dearquivo relacionando-os ao sujeito acumulador, à função, subfunção e atividade 8
  8. 8. responsável por sua produção ou acumulação. A classificação de documentos caninos deve espelhar as atividades realizadaspelos cães. Dessa forma, a organização da documentação canina parte do princípio daproveniência, e dá lógica orgânica de contextualização documental. A classificação serábaseada nas atividades, levando em consideração as funções de cada uma delas. Um acervo canino pode conter diversos gêneros e formatos, tendo em vista quea quantidade de gêneros e formatos existentes em cada acervo depende do tipo deatividades desenvolvidas pelo sujeito acumulador. Entretanto, independente do gêneroe do formato, todos documentos devem ser classificados, apesar das diferentes formasde arquivamento, acondicionamento e ordenação física. A ordenação física da documentação facilita a busca e a recuperação dainformação de caráter canino, atuando como um procedimento paralelo à classificação.Tal ordenação pode ser prioritariamente cronológica, alfabética ou numérica.Entretanto, a ordenação deve respeitar a classificação adotada, sendo utilizada apenascomo ferramenta auxiliar na organização das séries e tipologias documentais. O conceito de série foi amplamente trabalhado no nosso blog (colocar link) e dizrespeito aos documentos que foram desenvolvidos no âmbito da mesma função e emdecorrência de uma determinada atividade, resultando na formação de tipologiasdocumentais, ou seja, trata-se de um conjunto de documentos de um mesmo tipodocumental de acordo com atividade que o gerou. É importante ressaltar o papel contextualizador do arquivo em relação àorganicidade no processo de organização técnica e intelectual dos documentos dosujeito acumulador/ gerador dos documentos. Portanto, os documentos de cachorrosdevem estar inter-relacionados, garantindo a organicidade e o entendimento dasfunções e atividades desenvolvidas pelo cachorro. 9
  9. 9. FORMULÁRIO PARA ANÁLISE1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Título do documento.Denominação da Espécie: Espécie que o documento recebe na criação.Data Tópica: Local em que o documento foi produzido.Data Cronológica: Data em que o documento foi produzido.Código de Classificação: Código que o documento recebe de acordo com a sua classificação.Gênero: Configuração que o documento assume de acordo com a natureza dossignos/símbolos com os quais ele foi criado.Suporte: Material físico onde as informações do documento estão registradas.Formato: Configuração que assume o suporte que contém o documento.Forma: Tem haver coma completude do documento, ou seja, se ele é uma minuta, umrascunho, um original, uma cópia, etc.Linguagem: Gênero linguístico utilizado, exemplo: formal, informal, coloquial.Idioma: Língua que o documento foi escrito.Signos Especiais:São as assinaturas, os selos e demais símbolos que identifiquem odocumento.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Espécie que o documento recebe na criação.Denominação da Tipologia: Espécie do documento adicionando à função.Titular: Pessoa física ou jurídica que possui a custódia do documento.Entidade Produtora: Entidade responsável pela produção/criação do documento.Função: Objetivo para o qual o documento foi criado.Descrição: Resumo/síntese dos elemento essenciais que compõe o documento.Trâmite: Caminho que o documento percorre para atingir a sua função. -Incidências: Prováveis erros ou ocorrências que influenciam no seu trâmite. -Duração do Trâmite: Período de duração do trâmite do documento.Ordenação da Série: Critério pelo qual os documentos devem ser organizados. Ex: Cronológico,alfabético, numérico, alfa-numérico, etc. 10
  10. 10. ANÁLISES DIPLOMÁTICAS E TIPOLÓGICAS DOS DOCUMENTOS SELECIONADOS Análise do Certificado de Pedigree1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Certificado de pedigree.Denominação da Espécie: Certificado.Data Tópica: Rio de Janeiro.Data Cronológica: 04/08/2005.Código de Classificação: 100.20.01.Gênero: Textual e iconográfico (por causa da logomarca da instituição que fabrica).Suporte: Papel.Formato: Certificado.Forma: Original. 11
  11. 11. Linguagem: Formal/ oficial.Idioma: Português.Signos Especiais: Logomarca da instituição.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie:Certificado.Denominação da Tipologia Documental: Certificado de pedigree.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Confederação Brasileira de Cinofilia.Função: Comprovar e provar a raça do cachorro.Descrição: Certificado de pedigree que contém dados sobre o cachorro como seu nomesua raça seu sexo e o dono, que confirma, comprova a raça do animal.Trâmite: O certificado de pedigree foi produzido pela Confederação Brasileira deCinofilia e logo após passado a primeira dona Lady Laura e hoje está no acervo daCindy.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Pode ser por data cronológica de emissão do certificado ou porordem alfabética. 12
  12. 12. Análise da 1ª Coleira Personalizada1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Coleira Personalizada.Denominação da Espécie: Coleira.Data Tópica: Indeterminada.Data Cronológica: 29/05/2009.Código de Classificação: 400.B.10.01Gênero: Textual.Suporte: Lona.Formato: Coleira.Forma: Original.Linguagem: Coloquial.Idioma: Português.Signos Especiais: Não identificado.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Coleira.Denominação da Tipologia Documental: Coleira Personalizada.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Indeterminado.Função: Recordação da primeira coleira personalizada de Cindy. 13
  13. 13. Descrição: Primeira coleira personalizada.Trâmite: Indeterminado.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Indeterminada. 14
  14. 14. Análise do Cartão de Vacina1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Cartão de Vacina.Denominação da Espécie: Cartão.Data Tópica: Brasília – DF.Data Cronológica: Indeterminada.Código de Classificação: 300.10.01Gênero: Textual.Suporte: PapelFormato: Cartão de vacina.Forma: Original.Linguagem: Formal/ oficial.Idioma: Português.Signos Especiais: Não Identificado. 15
  15. 15. 2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Cartão.Denominação da Tipologia Documental: Cartão de Vacina.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Clínica VeterináriaFunção: Comprovar e controlar as vacinas aplicadas no decorrer da vida.Descrição: Cartão de vacina utilizado para identificar o cachorro e as vacinas a que jáfoi submetido, para maior controle da saúde do animal. Contém nome, raça, idade docão endereço, telefone, e nome do dono do(a) cahorro(a).Trâmite: Cartão de vacina confeccionado pela Clínica Veterinária que é entregue aodono do cachorro. É preciso que leve esse documento ao veterinário em todas asconsultas para que ele possa consultar as informações que alí se encontram e nãorepetir ou deixar de aplicar alguma vacina.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Pode ser por data cronológica ou por ordem alfabética. 16
  16. 16. Análise de Carteira de Identidade Animal.1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Carteira de Identidade Animal.Denominação da Espécie: Carteira.Data Tópica: Florianópolis Santa Catarina.Data Cronológica: Indeterminado.Código de Classificação: 100.01.10Gênero: Textual e imagético.Suporte: Papel e plástico.Formato: Carteira de Identidade.Forma: Original.Linguagem: Formal/ oficial.Idioma: Português.Signos Especiais: Não identificado.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Identidade.Denominação da Tipologia Documental: Identidade Canina.Titular: Cindy. 17
  17. 17. Entidade Produtora: República Federativa dos Animais.Função: Identificar o animal (nesse caso cachorro) e comprovar a sua existência.Descrição: Carteira de Identidade Animal, contém identificação do animal como nome,sexo, raça, data de nascimento e assinatura.Trâmite: A carteira de identidade animal foi produzida pela República Federativa dosAnimais e logo após passada a sua dona Cindy.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Pode ser por ordem alfabética ou data de nascimento. 18
  18. 18. Passaporte Para Trânsito de Cães e Gatos1.Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos.Denominação da Espécie: Passaporte.Data Tópica: Brasil.Data Cronológica: Indeterminado.Código de Classificação: 600.A.10.01Gênero: Textual e imagético.Suporte: Papel e plástico.Formato: Passaporte.Forma: Original.Linguagem: Formal/ oficial.Idioma: Português e Inglês.Signos Especiais: Brasão da República Federativa do Brasil.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos.Denominação da Tipologia Documental: Passaporte para Trânsito da Cadela Cindy.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 19
  19. 19. Função: O Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos é utilizado para o trânsitonacional e internacional l dos animais domésticos (cães e gatos), sendo individual,intransferível e válido por toda a vida do animal.Descrição: Passaporte para Trânsito da Cadela Cindy contem nome completo eendereço do proprietário do animal; nome do animal, espécie, raça, sexo, dataestimada de nascimento e pelagem; número do elemento de identificação eletrônica doanimal em microchip e data de aplicação e localização do microchip; data de aplicaçãoe validade de vacinação; nome comercial da vacina, fabricante e número do lote oupartida; nome, número do registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária -CRMV e assinatura do médico veterinário responsável pela vacinação; dados de outrasvacinações, tratamentos, exames laboratoriais e análises exigidas pelo país de destinodos animais; dados do exame clínico realizado por médico veterinário responsável; elegalização pela autoridade veterinária do país exportador. Obedece às regras dodecreto N° 7.140 de 29 de Março de 2010 (disponível aquihttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7140.htm).Trâmite: O Passaporte para Trânsito da Cadela Cindy foi produzido pelo Ministério daAgricultura, Pecuária e Abastecimento por meio de autorização oficial e adquirido peladona da Cindy.Duração do Trâmite: Indeterminada.Ordenação da Série: Não é necessária; a série possui um único elememento tipológico. 20
  20. 20. Análise do recorte de revista.1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Recorte de revista.Denominação da Espécie: Recorte.Data Tópica: Brasil.Data Cronológica: 15/07/2010.Código de Classificação: 200.20.01.Gênero: Textual e iconográfico.Suporte: Papel.Formato: RecorteForma: Original (por se tratar de um recorte único)Linguagem: Informal.Idioma: Português.Signos Especiais: Logomarca da Revista Caras. 21
  21. 21. 2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Recorte de revista.Denominação da Tipologia: Recorte de revista recordativo.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Revista Caras.Função: Recordação da reportagem referente à estadia da Cadela Cindy de la VilleChamonix na ilha de Caras com sua Dona Lady Laura.Descrição: Trata-se de um recorte da Revista Caras, Edição 871, Ano 17 - Número 29;contem informações pertinentes à estadia da Cadela Cindy de La Ville Chamonix nailha de Caras com sua Dona Lady Laura; apresenta entrevista com Lady Laura sobreassuntos pertinentes à sua vida, seus afazeres, sua relação e os cuidados que tem comseu animal de estimação (Cindy).Trâmite: Produzida para Revista Caras; publicada e disponibilizada (via assinatura oucompra avulsa); e adquirida por pessoa interessada.Duração do Trâmite: Indeterminado.Ordenação da Série: Provavelmente cronológico e/ou alfa-numérico. 22
  22. 22. Análise do Contrato com Dog Walker1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Contrato de prestação de serviços.Denominação da Espécie: Contrato.Data Tópica: Santa Catarina.Data Cronológica: 17/06/2010.Código de Classificação: 900.10.01.Gênero: Textual.Suporte: Papel.Formato: ContratoForma: Original.Linguagem: Formal.Idioma: Português.Signos Especiais: Não Identificado. 23
  23. 23. 2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Contrato.Denominação da Tipologia: Contrato de prestação de serviços.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Empresária da Cindy (Raquel).Função: Estabelecer relação de acordo entre a Cindy (contratante) e o dog walker demaneira formal a ser cumprida perante horário e dias estabelecidos.Descrição: Contrato de prestação de serviços nº 00015 ref. à passeio canino comprofissional qualificado, mediante regras pré-estabelecidas.Trâmite: Produzida por Raquel, empresária da Cindy, e assinada por Cindy, Raquel epelo dog walker, registrada em cartório e após ficando uma via com a Cindy e outracom o dog walker.Duração do Trâmite: Indeterminado.Ordenação da Série: Pode ser cronológico, alfabético ou numérico (de acordo com onúmero do contrato). 24
  24. 24. Análise da Nota Fiscal1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Nota fiscal de prestação de serviços.Denominação da Espécie: Nota Fiscal.Data Tópica: Santa Catarina.Data Cronológica: 25/01/2010.Código de Classificação: 700.10.01.Gênero: Textual.Suporte: Papel.Formato: Nota fiscal.Forma: Original.Linguagem: Formal.Idioma: Português.Signos Especiais: Não Identificado. 25
  25. 25. 2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Nota fiscal.Denominação da Tipologia: Nota fiscal de prestação de serviços.Titular: Cindy.Entidade Produtora: Pet shop cão que mia ltda.Função: comprovar aquisição de serviços de beleza e relaxamento, na instituição cãoque mia pet shop ltda.Trâmite: Produzida pela empresa Pet shop cão que mia ltda. e passada a primeira viapara a cliente Cindy e a segunda via fica com o produtor do documento.Duração do Trâmite: Um dia.Ordenação da Série: Provavelmente por ordem cronológica e/ou numérica. 26
  26. 26. Análise do cartaz de propaganda1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento:Cartaz publicitárioDenominação da Espécie: CartazData Tópica: Não identificadaData Cronológica: Não identificadaCódigo de Classificação: 200.10.01.Gênero: imagético e textualSuporte: papelFormato: CartazForma: original múltiploLinguagem: informalIdioma: PortuguêsSignos Especiais: não identificado2. Análise Tipológica 27
  27. 27. Denominação da Espécie: Cartaz.Denominação da Tipologia: Cartaz publicitário de campanha de vacina para cães egatos.Titular: Cindy.Entidade Produtora: empresa responsável pela confecção dos cartazesFunção: do cartaz como meio de divulgação ( comunicar a respeito de vacinação contraraiva de cães e gatos); do cartaz no fundo da Cindy (comprovar participação em eventopublicitário)Trâmite: Produzido provavelmente por uma empresa de editoração, mandado paraimpressão em empresa gráfica, enviado para a empresa solicitante (responsável peloPrograma de Profilaxia da raiva), e por fim os documentos são enviados paradistribuição, sendo que uma cópia foi envia para a cachorra propaganda Cindy.Duração do Trâmite: indeterminadoOrdenação da Série: Provavelmente por ordem alfabética. 28
  28. 28. Análise da carta1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Carta de amorDenominação da Espécie: CartaData Tópica: Não identificadaData Cronológica: Não identificadaCódigo de Classificação: 400.A.10.01.Gênero: iconográfico e textualSuporte: papelFormato: A4Forma: originalLinguagem: caninaIdioma:canino 29
  29. 29. Signos Especiais: não identificado2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Carta.Denominação da Tipologia: Carta de amorTitular: Cindy.Entidade Produtora: Rex ( o namorado vira-lata de Cindy).Função: Comunicar os sentimentos de Rex por CindyTrâmite: A carta foi produzida por Rex e enviada para Cindy.Duração do Trâmite: indeterminadoOrdenação da Série: Possivelmente cronológica. 30
  30. 30. Análise do testamento1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Testamento de Lady Laura.Denominação da Espécie: Testamento.Data Tópica: Brasil.Data Cronológica: 24/01/2008.Código de Classificação 800.10.01Gênero: Textual.Suporte: Papel.Formato: Testamento.Forma: OriginalLinguagem: Formal.Idioma: Português.Signos Especiais: Não possui.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Testamento.Denominação da Tipologia: Testamento patrimonial de Lady Laura. 31
  31. 31. Titular: Lady Laura.Entidade Produtora: Lady Laura.Função: Atestar a transferência dos bens de Lady Laura a Cindy se por ventura Ladyfalecer antes da Cindy.Descrição: Trata-se de um documento de caráter oficial personalíssimo feito no dia24/01/2008 por Lady Laura para atestar a transferência dos seus bens por ocasião desua morte para a cadela Cindy de La Ville Chamonix. 32
  32. 32. Análise do convite de aniversário1. Análise DiplomáticaDenominação do Documento: Convite de aniversário de Cindy de La Ville Chamonix.Denominação da Espécie: Convite.Data Tópica: Brasil.Data Cronológica: 20/04/2010.Código de ClassificaçãoGênero: Textual e iconográfico.Suporte: Papel cartão.Formato: Convite.Forma: Original múltipla.Linguagem: Informal.Idioma: Português.Signos Especiais: Não possui.2. Análise TipológicaDenominação da Espécie: Convite.Denominação da Tipologia: Convite de aniversário.Titular: Cindy de La Ville Chamonix. 33
  33. 33. Entidade Produtora: Artista gráfico que desenhou e mandou para a gráfica reproduzir osdemais.Função: Convidar pessoas para participarem do seu aniversário nos locais e datasindicados.Descrição: Trata-se de um documento informal que a Sra. Lady Laura fez questão queproduzissem para o aniversário do ano de 2010 da sua cadela Cindy de La VilleChamonix. 34
  34. 34. O CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO No plano de classificação do Fundo canino da Cindy, optou-se pela utilização deum código que demonstre, de modo claro, a qual série, função, subgrupo e grupopertencem o documento. Como por exemplo: 200.B.10.02 GRUPO (centenas) -------SUBGRUPO (letras) --------------- FUNÇÃO (dezenas) ------------------ SÉRIES (unidades) este é o nível de especificação do documento 35
  35. 35. PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNDO: CINDY DE LA VILLE CHAMONIXGRUPO 100 -REGISTRO ANIMAL ] 100.10 100.20FUNÇÃO Identificação Comprovar a raça animal 100.20.01 100.10.01SÉRIES Certificado de Carteira de identidade pedrigree animalGRUPO 200 -RELAÇÕES PUBLICITÁRIAS 200.10 200.20 Comprovar/atestar RegistrarFUNÇÕES participação em participação campanha publicitária em reportagem 200.20.01 200.10.01SÉRIES Recorte de revista Cartaz publicitário de reportagem da Cindy 36
  36. 36. 300 -PREVENÇÃO DE DOENÇAS E TRATAMENTO DE GRUPO SAÚDEFUNÇÕES 300.10 Controlar as vacinas SÉRIES 300.10.01 Cartão de vacina GRUPO 400 -RELAÇÕES SOCIAIS E AFETIVASSUBGRUPO A - Relacionamentos amorosos 400.A.10FUNÇÕES Comunicação em relações amorosas 400.A.10.01 SÉRIES Carta de amor]SUBGRUPO B - Relações familiares 400.B.10FUNÇÕES Registrar primeiro presente recebido 400.B.10.01 SÉRIES Coleira de identificação personalizada 37
  37. 37. GRUPO 500 - PROMOÇÃO DE EVENTOS 500.10FUNÇÕES Recordar evento promovido 500.10.01SÉRIES Convite de aniversário da CindyGRUPO 600 –LAZER A – Viagens 600.A.10FUNÇÕES Possibilitar trânsito de animal 600.A.10.01SÉRIES Passaporte de cães domésticosGRUPO 700 -CONTROLE FINANCEIRO 38
  38. 38. 700.10FUNÇÕES Comprovar ter usufruído de prestação de serviçosSÉRIES 700.10.01 Nota fiscalGRUPO 800 -CONTROLE PATRIMONIAL 800.10FUNÇÕES Comprovar ser titular de herança recebida 800.10.01SÉRIES Testamento patrimonial de Lady LauraGRUPO 900 -RELAÇÕES TRABALHISTAS 900.10FUNÇÕES Firmar contrato de admissão de prestação de serviço 39
  39. 39. 900.10.01 SÉRIES Contrato de prestação de serviços REQUISITOS DA VEZ A temática do nosso blog só pôde ser difundida e compreendida por meio detécnicas de navegação adequadas e pela formação de uma arquitetura da informaçãoque permitisse as interações entre os hipertextos, links, imagens e vídeos utilizadospelo nosso grupo. Procuramos criar um layout que promovesse um design/visualenvolvente e dinâmico, fazendo com que contexto e organização da informaçãoestivessem em evidência e inter-relacionados. A facilidade de navegação do nosso blog propiciou ao usuário um melhor acesso àinformação desejada; a qualidade das informações apresentadas gerou maiorconfiabilidade e interesse em nossa proposta blogística. Títulos precisos e convidativosforam utilizados como veio de divulgação de nossos hipertextos e serviram comorepresentações temáticas do blog. Buscou-se uma padronização e uma estrutura queatendesse às necessidades informacionais dos nossos potenciais usuários com vista aum acesso rápido e prático. Outro ponto que favoreceu a conexão entre as informaçõesfoi a utilização de referências diretas e indiretas das fontes utilizadas, juntamente comlinks indicativos e conectores. Tais ramificações são fundamentais para uma efetivanavegação na web, tendo em vista uma necessidade específica. A divisão dos assuntos, feia pelos marcadores, priorizou o valor das informaçõespor meio de uma determinação hierárquica, levando em consideração às pretensões dogrupo. Contudo, pode-se considerar que o Blog Aurquivo Bom Pra Cachorro possui 40
  40. 40. uma boa arquitetura da informação, com vista a uma navegação fluida e satisfatória.DISCUSSÃO SOBRE OS RESULTADOS E RELAÇÃO COM OS DOCUMENTOS CONTEMPORÂNEOS Os resultados encontrados por nós nesse trabalho consistem na fixação doaprendizado de como fazer uma análise diplomática e tipológica dos documentos, alémde nos fazer pensar em questões ligadas à arquivologia como classificação,organização de documentos, trâmite, plano de classificação a partir de documentosnunca trabalhados por nós anteriormente. Foi uma ótima maneira de podermos lidar com vários tipos de suportes quesão hoje considerados documentos contemporâneos, esses documentos em outrossuportes além de papel e em outros formatos que anteriormente não eramreconhecidos como documentos. Acreditamos que esse trabalho pode contribuir paradar mais credibilidade a essas documentos por profissionais não só da nossa área,arquivologia, como de outras áreas do conhecimento. Além disso, o nosso trabalho pode servir de estímulo e de ponto de partidapara esses estudiosos perceberem que mesmo com toda essa tecnologia encontradanos dias atuais existem meios de conseguir encontrar autenticidade dos documentosmesmo dos mais complexos, por mais que não possamos dar uma certeza a respeitoda veracidade dos documentos, a questão de ser autêntico ou não é mais fácil de serrespondida. Serve de estímulo para as pessoas que quiserem entender um pouco mais 41
  41. 41. sobre todo o assunto estudado por nós durante o semestre, já que nesse trabalhoencontra-se um “resumo” de tudo o que aprendemos. Apesar de ser um trabalho baseado em fatos fictícios, não reais, comoexplicitado no início e no desenvolvimento do trabalho, os documentos realmenteexistem, e se encontram presentes no fundo de muitos seres humanos. Pretendemosconseguir com esse trabalho além da questão diplomática, fazer com que as pessoasse encorajem a organizar os documentos acumulados e produzidos em seu própriofundo pessoal, e caso possuam animais, podem seguir o nosso exemplo e começar aorganização pelos documentos produzidos por eles! REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Como fazer análise diplomática e tipológica de documento de arquivo. São Paulo: IMESP;ARQ-SP, 2002. (projeto Como Fazer, 8). DURANTI, Luciana. Diplomática: usos nuevos para una antigua ciencia. Trad. Manuel Vázquez. Carmona (Sevilla): S&C, 1996. (Biblioteca Archivística, 5) GRUPO DE ARCHIVEROS MUNICIPALES DE MADRID. Tipologia documental municipal 2. Arganda del Rey: Ayuntamiento de Arganda del Rey, 1992. SOUSA, R. T. B. A Classificação como função matricial do que fazer arquivístico. In: SANTOS, V. B. (Org.). Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação digital, gestão do conhecimento. Brasília: SENAC, 2007. p. 115-16.Acesso em: 03 fev. 42
  42. 42. 2011. 43

×