ARARINHA-AZUL<br />EMEIEF “PROFESSORA LÉA HOLZ”<br />4ª série<br />Tia Virgínia<br />
Éuma arara  baiana, pois era localizada ao extremo Norte do estado brasileiro da Bahia ao Sul do rio São Francisco. Tal es...
A ararinha-azul está associada aos riachos intermitentes existentes na caatinga, onde estão localizadas as árvores mais al...
A ararinha-azul é uma ave e representa uma das espécies mais ameaçadas de extinção do planeta. Existe atualmente apenas um...
A ararinha-azul sempre foi rara na natureza, e durante séculos de colonização humana seu hábitat vem sendo destruído. O pr...
A história da saga da ararinha-azul inspira poetas em todo o Brasil. Gente que admira a luta da ararinha. Se você curte po...
 Te vejo  Entre sonhos ancestrais  Vivendo  Num tempo em que ainda  persistes  Fazer  Ressurgir como surgiste  De milhões ...
 Amigos, lá na Bahia ia O último sobrevivente a voar... Traficantes, junto à mata ata E o objetivo da prisão não é salvar ...
Desenho da Ararinha<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ararinha azul

3.277 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
451
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ararinha azul

  1. 1. ARARINHA-AZUL<br />EMEIEF “PROFESSORA LÉA HOLZ”<br />4ª série<br />Tia Virgínia<br />
  2. 2. Éuma arara  baiana, pois era localizada ao extremo Norte do estado brasileiro da Bahia ao Sul do rio São Francisco. Tal espécie chega a medir até 57 cm de comprimento, com plumagem azul, com asas e cauda muito longas e mais escuras, bico negro com grande dente maxilar.<br />Ararinha-Azul<br />
  3. 3. A ararinha-azul está associada aos riachos intermitentes existentes na caatinga, onde estão localizadas as árvores mais altas. Alimenta-se tanto nas árvores quanto nas várzeas associadas aos riachos.A ararinha alimenta-se basicamente de sementes. Seus principais ítens alimentares são:<br />Pinhão<br />Favela<br />Baraúna<br />Caraibeira<br />COMO VIVE A ARARINHA<br />
  4. 4. A ararinha-azul é uma ave e representa uma das espécies mais ameaçadas de extinção do planeta. Existe atualmente apenas um exemplar em liberdade, vivendo no município de Curaçá-BA, e outros 60 em cativeiro espalhados pelo mundo.<br />Ararinha-Azul<br />
  5. 5. A ararinha-azul sempre foi rara na natureza, e durante séculos de colonização humana seu hábitat vem sendo destruído. O principal fator que levou a espécie a este quadro dramático foi a retirada de ararinhas da natureza, por traficantes de aves, para o comércio ilegal.<br />Ararinha-Azul<br />Filhotes de Ararinhas criadas em cativeiro.<br />
  6. 6. A história da saga da ararinha-azul inspira poetas em todo o Brasil. Gente que admira a luta da ararinha. Se você curte poesia, confira algumas aqui.<br />Poemas e Desenhos<br />
  7. 7. Te vejo  Entre sonhos ancestrais  Vivendo  Num tempo em que ainda persistes  Fazer  Ressurgir como surgiste  De milhões de gerações Teu vôo  Suave e solitário  Revoa o céu azul  Da tua cor celeste  Você, oh ave nordestina  Por favor me ensina  A fugir dos gaviões<br />SPIXII'SLindovaldo Pereira Rego<br /> Eu sei, um anjo catarino  Cruzou o teu destino  Depois de pontual  No oásis de tantas caraíbas  No meio da caatinga  decidistes viver<br /> Agora  Teu cantar nos encanta  Porque quando tu cantas  Já não estais mais só  Teu par  Que veio de tão longe  Anuncia que em breve  Serás pai e avô<br /> Ararinha-azul.... <br />
  8. 8.  Amigos, lá na Bahia ia O último sobrevivente a voar... Traficantes, junto à mata ata E o objetivo da prisão não é salvar !Há anos nos céus sozinho ninho Só em cativeiro para preservar A luta continua na caatinga vinga O último macho em Curaçá.<br />A espécie dada como extinta pinta Junto à papagaios maracanãs Com os quais tenta procriar criar Espécies tão estranhas quanto leviatãs;<br />A ARARINHA-AZULCleonice Nunes da Silva<br />Por tudo que tem o sertão tão Obstinada é a tentativa de readaptar ao último representante, avante ! Que a tua espécie ninguém possa capturar.<br />Nesse caso, a chance cresce desce Da caraibeira a ararinha Rumo aos municípios de Juazeiro à Bodocó oh ! Volta à noite a pernoitar sozinha !<br />Essa ave ganha uma esperança lança Uma fêmea que a espécie pode salvar Terá ainda toda América do Sul o azul Dos céus e da ararinha de Curaçá.<br />Assim, uma consciência vasta basta Para que o esforço não seja em vão, A ararinha no céu do Brasil viu O fim da solidão ! <br />
  9. 9. Desenho da Ararinha<br />

×