Quinhentismo e barroco 2011

960 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
960
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quinhentismo e barroco 2011

  1. 1. QuinhentismoDefinição: é o conjunto de produções literárias feitas no Brasil e sobre essa novaterra, porém não feita por brasileiros, portanto não é considerada uma escola literária, jáque fora feita pelos portuguesesContexto Histórico*Grandes Navegações*Reforma e Contrarreforma*Companhia de Jesus*”Achamento” do Brasil3 modalidades/vertentes do Quinhentismo brasileiro:-Jesuítica: têm finalidade de catequizar/doutrinar os índios dentro da fé cristã.Chamavam os índios de “gentios” (quase gente)-De viagens: mistura ficção com realidade e é dos viajantes/navegantes, os quais eramos heróis, já que nas histórias lutavam contra monstros-Informativa: documentoA obra de Anchieta-Nos limites do tempo: contexto histórico = contrarreforma, ou seja, o padre Anchietavem ao Brasil com o objetivo de inserir a fé católica nos índios, com o intuito deaumentar os católicos, já que a quantidade de protestantes estava aumentando-Como literatura: gramática, dicionário (português e tupi), fazendo com que osportugueses aprendessem tupi, facilitando seu domínio sobre o Brasil-Características dos autos de Anchieta: peça de curta duração, moralizante, religioso,escrito em redondilhas (menor ou maior)Importância da Carta de Caminha: certidão de nascimento ou certidão de batismodo Brasil-Como documento: 1º documento oficial sobre o “achamento” do Brasil, marcadooficialmente o achamento e a posse de Portugal-Como literatura: 1º registro do que era o Brasil, ou seja, as primeiras impressões/características primárias-Aspectos tratados: vegetação tropical (Porto Seguro), calor, babosa, abacaxi, fauna,povo (avermelhados, cabelos cortados, banho, costumes, religião, bons narizes)Contrarreforma e literatura catequética:-A literatura catequética tinha como objetivo realizar a contrarreforma (movimento daIgreja Católica para resgatar os fiéis que tinham sido influenciados pelo protestantismo)Teatro de Anchieta: usavam aquilo que atraíram os índios para serem considerados“simpáticos”, conquistando-os
  2. 2. Literatura religiosa: devoto de Santa Inês, homenageando-aBarroco-Definição: é o movimento literário do século XVIII que vai contra o objetivismo doclassicismo, valorizando os sentimentos, a dúvida, o dualismo do homem do novoséculo, com exagero. É a arte da Contrarreforma, marcado, portanto, pela reinstituiçãodo Tribunal do Santo Ofício. O Barroco explode como uma espécie de espanto dedescobertas diante da tentativa de junção entre o Antropocentrismo e o Teocentrismo-Contexto Histórico:*Final da Dinastia de Avis*Morte/desaparecimento de d. Sebastião*Anexação do trono espanhol no território português (domínio espanhol)*Reforma (relacionado ao protestantismo) e Contrarreforma (relacionado aocatolicismo, promovido, portanto, pela Igreja Católica)-Tribunal do Santo Ofício:*Existe desde da Idade Média*Em nome da Igreja, julga e condena*Promove a censura intelectual, já que o tribunal quer dominar intelectualmente aspessoas, não querendo que sejam críticos, para não criticarem a Igreja (alienação)*Fiscalização de livros, jornais, etc-As duas vertentes: Cultismo e Conceptismo:*Cultismo: valorização da forma, exagerando/rebuscando o estilo da imagem e fonética(soneto- uso de figuras de linguagem)*Conceptismo: valorização da ideia, leva a reflexão, o autor tenta convencer a pessoa aseguir aquilo que acha que é verdade, dentro dos costumes da Igreja-Dualismo: Feísmo x Fusionismo:*Feísmo: exagero ruim, grotesco, chamando atenção para a miséria humana, sofrimento*Fusionismo: junção do sagrado e do profano, humano e divino, Teocentrismo eAntropocentrismo*Dualismo: uso de antíteses e paradoxos, vive em dúvidas-A produção literária:*Literatura epistolar: formada por cartas*Literatura sermonística: formado pelo sermão, o qual é destinado a ser pregado
  3. 3. *Poesia sacra/religiosa: Há duelos entre o pecado e o perdão, salvação e infernoaparecem de maneira destacada. Em relação a Gregório de Matos, essa poesiacorresponde à fase final de seus poemas, o qual o torna o homem tipicamente barroco*Poesia profana:--Lírica: sentimentos->Lírica-amorosa: amável, muito diferente da sacra->Erótica: sensualidade das mulheres negras (vistas apenas como amantes)--Satírica: critica, ironiza--Filosófica: há a presença do carpe diem, ideia de que tudo é passageiro e perecível(tempo passa muito rápido)-Partes do sermão: texto de caráter moralizante, religioso, que tem o objetivo de fazera pessoa mudar os pensamentos*Proposição/Exórdio: o sermonista indica sobre qual passagem bíbica vai pregar, ouseja, o tema*Exposição/Introito: evidencia, expões a maneira como pregará*Invocação: Vieira invoca, para auxiliá-lo, a figura venerável de Maria, a mãe de Jesus.Roga-lhe proteção, auxílio para fazer-se compreender pelas multidões*Argumentação: trata-se da parte mais longa do sermão, já que desenvolve-se o tema,exemplifica=se evidenciando a condição de homem pecador no mundo*Conclusão/Peroração: é o momento final, em que o sermonista roga aos ouvintes quesigam os exemplos, que amem a Deus, que se prestem a autocorrigir-se-Rebuscamento formal: consiste em uma poesia com excessivo requinte formal-Metáfora: linguagem conotativa, ou seja, diferente da denominação dodicionário(linguagem denotativa)-Antítese: ideias opostas em uma mesma oração-Paradoxo: consiste em duas proposições contrárias que vão além da lógica-Hipérbole: exagero de ideia-Hipérbato: inversão da ordem natural das orações-Silogismo: duas verdades que levam a outra. Ex: Penso, logo existo

×