Metabolismo celular: Conjunto de reações químicas controladas por enzimas:-A saúde do indivíduo depende do bom/correto fun...
-O DNA componente do gene serve de molde para a produção da molécula de RNAm(apresenta apenas 1 sequência de nucleotídeos)...
Respiração Celular e fermentação:-A respiração inicia-se no citoplasma (citosol) e é completada no interior dasmitocôndria...
RER(proteína) fabrica enzimas-->Complexo de Golgi-->vesícula de secreção-->membrana celular---> meio ambiente-->sangue e c...
enzimas e, consequentemente, compartilhar genes iguais (as receitas para fabricarenzimas) e, para ter os mesmos genes, pre...
*Meiose I--Prófase I: a carioteca e o nucléolo estão em processo de desagregação. Oscromossomos sofrem condensação e ocorr...
*As espermátides sofrem diferenciação celular, uma etapa denominada espermiogênese,formando os espermatozoides. Uma das pr...
moscas rondando a carne. Portanto realizou um experimento onde o grupo controleeram frascos descobertos e o grupo experime...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metabolismo celular

295 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
295
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metabolismo celular

  1. 1. Metabolismo celular: Conjunto de reações químicas controladas por enzimas:-A saúde do indivíduo depende do bom/correto funcionamento dos órgãos que formamseu corpo;-O bom funcionamento dos órgãos depende do bom funcionamento das células;-O bom funcionamento das células depende do bom funcionamento da membrana e dasorganelas;-Por sua vez, as organelas executam reações químicas, as quais dependem da presençade enzimas. Cada enzima executa uma única Reação Química;-As enzimas são produzidas a partir de receitas chamadas genes (100.000 no total:2.100 genes por DNA ou 2.100 genes por cromossomos);*Os genes correspondem a pedações de DNA;*Então:DNA (pai e mãe) enzimas ReaçõesQuímicas organelas células órgão indivíduo meio ambiente- ar, água, solo,temperatura, pH, umidade-ajuda na respiração (chuvas->fungos, degradação), outrosseres vivos, animais, plantas, microorganismos-> correspondem aos recursos naturais->predadores, presas, parasitas-> F(fenótipo)=G(genótipo)+M.A(meio ambiente);->No corpo humano, o principal meio com quem as células trocam materiais com oM.A é o sangue (O2, H2O e nutrientes);Respiração Celular-> principal objetivo é a produção de energia:C6H12O6+6 O2 -----------------> 6 CO2+6H2O+ENERGIAMitocôndrias-Quanto mais mitocôndrias, há a produção de mais energia e, portanto, de mais células.Reação de síntese de proteína:DNA------------>RNAm------------> Proteína estrutural e enzimáticaA.D Transcrição TraduçãoP. Transcriptase ribossomos->dentro da célula (citoesqueleto);ou RER-> fora (hormônio, anticorpo, enzimas digestivas)Polimerase de RNA(enzima)-O DNA apresenta 2 sequências de nucleotídeos, que são formados por fosfato,desoxirribose e base nitrogenada, essa última possui quatro tipos: adenina (A), guanina(G), citosina (C) e timina(T).-Gene é um segmento de DNA que comando a produção de uma proteína, a qual podeser uma enzima, que controla uma reação química, a qual, por sua vez, pode serresponsável pela manifestação de uma característica do organismo (como tiposanguíneo ABO, cor dos olhos, etc.);
  2. 2. -O DNA componente do gene serve de molde para a produção da molécula de RNAm(apresenta apenas 1 sequência de nucleotídeos), a qual liga-se a vários ribossomospresentes no citoplasma (ou seja, o RNAm atravessa os poros da carioteca, a qualprotege o núcleo) e orienta a síntese de uma proteína específica (enzima). Cada cadeiade RNAm é chamada de códon;-O RNAm é uma versão simplificada do DNA, feita a partir da 1ª ligação química(sequência do DNA), porém identifica a 2ª (T se transforma em U - uracila);-Porém não são todas as trincas de nucleotídeos que codificam uma aminoácidos para aformação de uma proteína; os que não codificam servem para encerrar a síntese deproteína. Um exemplo é a ausência do hormônio do crescimento (GH) na pessoa anã, aqual só apresenta sequências de fim;-Detalhando a síntese de proteínas no interior das células:*Cada proteína contém milhares de aminoácidos. Entretanto, só existem 20 tipos deaminoácidos, portanto uma proteína é uma combinação desses 20 tipos, que vãoaparecer mais de uma vez em sua composição;*As proteínas se diferem na quantidade e na ordem/sequência de aminoácidos;*Porém, os conservantes de alimentos podem alterar um único aminoácido, alterando oDNA e, consequentemente, o RNAm, formando uma outra proteína, a qual serámutante, levando a prejuízos. Se, ao longo do tempo, acumular esses conservantes, há aformação de cânceres de vários tipos.*Os ribossomos ligam um aminoácido a outro, sendo que o RNAm determina a ordem ea quantidade por ribossomo;Proteínas dentro da célula:*Proteínas estruturais:--Actina e miosina: músculos--Queratina: cabelos, pelos, unhas e garras--Colágeno: pele (sustentação)Proteínas fora da célula:*Proteínas enzimáticas (fora da célula): Suco salivar, suco gástrico, suco pancreáticoe suco entérico;*Proteínas hormonais: insulina e GH;*Anticorpos: fabricados pelos glóbulos brancos;*Enzimas digestivas dos lisossomos: utilizados para fabricar vacúolos digestivos;
  3. 3. Respiração Celular e fermentação:-A respiração inicia-se no citoplasma (citosol) e é completada no interior dasmitocôndrias, organelas dotadas de DNA. Trata-se de um processo aeróbio, ou seja, queenvolve a utilização de O2. A respiração gera CO2 e H2O; libera energia na forma decalor e uma parte é temporariamente armazenada na molécula de ATP (adenosinatrifosfato);-A fermentação ocorre somente no citoplasma. É um processo anaeróbio, ocorrendosem o emprego de O2. Células musculares, por exemplo, realizam fermentação quandonão recebem a quantidade adequada de O2. A fermentação láctica também gera calor eATP, em quantidade menor do que a respiração. O acúmulo de ácido láctico geracâimbras;Alimentos---->Nutrientes no intestino---->Nutrientes no sangue---->Nutrientes na célulaDigestão absorçãoassimilação(desmontagem)Nutrientes na célula:*catabolismo (desmontagem):RC: glicose---> CO2+H2O+ENERGIAβ oxidação: ácidos graxos---> CO2 +H2O + ENERGIAβ oxidação e RC são realizados pelas mitocôndrias.*Anabolismo (montagem):--aminoácidos: proteínas humanas (20 tipos);--glicose: glicogênio;--nucleotídeos: DNA/RNA-> desmonta dos alimentos e fica com 4 tipos de cada,constituindo o DNA/RNA humano- ATCG-->AT AUCG CG-Quantidade e ordem de nucleotídeos e aminoácidos diferencia DNA/RNA animal dehumano;Secreção:-- Cada uma das células recebe do organismo materiais necessários à sobrevivência,porém várias células liberam substâncias úteis e que contribuem para o funcionamentodas células do organismo. Esse é o processo de secreção, relacionado com o Complexode Golgi, o qual recebe materiais provenientes do retículo endoplasmático. Essesmateriais são concentrados e empacotados no interior de vesículas secretoras, quebrotam do CG. Por exemplo:*do estômago: que liberam enzimas digestivas para a cavidade estomacal;*da hipófise: responsáveis pela produção do hormônio de crescimento;*dos testículos: que sintetizam o hormônio testosterona.
  4. 4. RER(proteína) fabrica enzimas-->Complexo de Golgi-->vesícula de secreção-->membrana celular---> meio ambiente-->sangue e cavidade corporal;REL(lipídio)--->Complexo de Golgi--->Vesículas de Secreção---> Membrana celular-->Meio Ambiente;Digestão intracelular:--É a quebra de moléculas grandes com a participação de enzimas e de água. Trata-se,portanto, de hidrólise enzimática. Proteínas, por exemplo, quando digeridas, geramaminoácidos, já o DNA, gera bases nitrogenadas.--Enzimas digestivas são encontradas no interior de lisossomos, organoides formados apartir do CG, as quais podem atuar em materiais provenientes do meio externo dacélula. Um exemplo é quando uma bactéria é englobada por anticorpos, a mesma édigerida por enzimas lisossômicas e isso constitui uma modalidade de defesa doorganismo. Glóbulos brancos fabricam anticorpos, que realizam fagocitose, que é oProcesso utilizado pela célula para englobar partículas, as quais ficam em uma bolsachamada fagossomo; já o complexo de Golgi fabrica os lisossomos. A junção dofagossomo com o lisossomo leva à fabricação do vacúolo digestivo.--Os lisossomos atuam também na digestão de estruturas da própria célula. Umamitocôndria pouco funcional é digerida e seus componentes são reutilizados nometabolismo celular. Esse processo é chamado de autofagia, que é a reorganização dasorganelas celulares, onde a célula devora a sim mesma por não ter mais do que sealimentar ou é induzida à morte. Se tiver contato com fungos e bactérias, há aocorrência de gases (decomposição);Multiplicação Celular + Divisão:-Ciclo vital de uma célula 24 horas (Intérfase + mitose) 1 célula 24 horas 2células 24 células 4 células 24 horas 8 células...-Intérfase:*O período anterior à duplicação é denominado G1 (intensa atividadecelular/metabólica);*O período em que ocorre a autoduplicação de DNA (92c) é denominado S (síntese deDNA);*Depois de completar a duplicação, a célula encontra-se no período G2 (fibras do fusosão produzidas);Mitose: é uma divisão celular na qual a célula-mãe origina duas células-filhasidênticas a ela e entre si;-Para a célula-mãe realizar a mitose, precisa duplicar seu DNA (através da intérfase) ouseus cromossomos homólogos, pois duas células iguais realizam as mesmas funções e,para isso, realizam as mesmas reações químicas, portanto, precisam ter as mesmas
  5. 5. enzimas e, consequentemente, compartilhar genes iguais (as receitas para fabricarenzimas) e, para ter os mesmos genes, precisam ter o mesmo DNA;-Divide-se em:*Prófase:--É a fase em que a carioteca e o nucléolo estão em processo de desagregação. O RNAribossômico do nucléolo está sendo distribuído pela célula e será empregado naformação dos ribossomos das futuras células-filhas;--O DNA está em processo de condensação, os cromossomos começam a se tornarevidentes;--A célula tem dois pares de centríolos, os quais afastam-se, migrando para polosopostos. A célula tem intensa produção de filamentos, conhecidos como microtúbulos,constituídos pela proteína tubulina. O principal tipo de microtúbulos são as fibras dofuso, localizados entre os centríolos;*Metáfase:--A carioteca e o nucléolo foram totalmente desagregados. Os dois pares de centríolosencontram-se em polos opostos e entre eles há fibras de fuso;--Os cromossomos apresentam máxima condensação e estão presos às fibras do fusoatravés do centrômero;*Anáfase:--Ocorre o encurtamento de fibras do fuso e as cromátides são afastadas. Originam-se oscromossomos-irmãos (cai o número de DNA, antes duplicado), que são tracionados parapolos opostos;*Telófase:--Os cromossomos-irmãos chegam às extremidades opostas e iniciam adescondensação. Os microtúbulos do áster do fuso começam a se desagregar. Acarioteca e o nucléolo estão em processo de reorganização. O citoplasma sofre umestrangulamento que culmina com sua divisão. Trata-se da citocinese.Meiose:-Uma célula (2n) tem a replicação do seu material genético durante a intérfase. Então acélula entra em meiose e possui duas etapas:
  6. 6. *Meiose I--Prófase I: a carioteca e o nucléolo estão em processo de desagregação. Oscromossomos sofrem condensação e ocorre o pareamento dos homólogos. Os centríolosjá estão duplicados e entre eles há fibras do fuso;--Metáfase I: a carioteca e o nucléolo completaram o processo de desagregação. O paresde centríolos estão em polos opostos . Os cromossomos atingem sua máximacondensação, estão pareados, presos ao fuso pelo centrômero e ocupam a regiãomediana da célula;--Anáfase I:fibras do fuso sofrem encurtamento, fazendo com que ocorra a separaçãodos cromossomos homólogos, tracionados para polos opostos;--Telófase I: os cromossomos atingem as extremidades e se dá a separação docitoplasma. Há uma transição e as células geradas ingressam na segunda etapa dadivisão meiótica;*Meiose II--Prófase II: cada célula possui um par de homólogos. Os centríolos migram para polosopostos e o fuso alonga-se. A carioteca está se degenerando;--Metáfase II: não há mais carioteca e os cromossomos prendem-se ao fuso pelocentrômero, ocupando a região mediana da célula. No final, ocorre a duplicação docentrômero. OBS: na metáfase I, os dois pares de homólogos encontram-se na célula, jána metáfase II, há apenas um par;--Anáfase II: fibras do fuso sofrem encurtamento e ocorre a separação das cromátides,originando os cromossomos-irmãos, que são puxados para extremidades opostas;--Telófase II: os cromossomos chegam às extremidades e iniciam sua descondensação.O fuso é desfeito e ocorre a reorganização da carioteca. Com a citocinese, formam-sequatro células haploides (n), que têm a metade do número de cromossomos presentes nacélula-mãe;Gametogênese:-Espermatogênese:*Espermatogônias (2n) multiplicam-se por mitose;*Algumas crescem e originam espermatócitos I(2n);*Com a primeira divisão meiótica, cada espermatócito I (2n) gera dois espermatócitos II(n);
  7. 7. *As espermátides sofrem diferenciação celular, uma etapa denominada espermiogênese,formando os espermatozoides. Uma das principais alterações proporcionadas pelaespermiogênese é destruição de parte do citoplasma. Há a fusão dos lisossomos,formando uma vesícula chamada acrossomo, o qual possui enzimas digestivas queperfuram a parede do óvulo, e os centríolos crescem formando a cauda doespermatozoide, possibilitando o nado;-Ovulogênese:*As ovogônias (2n) sofrem mitose e geram outras ovogônias. Esse processo éinterrompido antes do nascimento;*Cada ovogônia (2n) cresce e se converte em ovócito I (2n) que fica estacionado emprófase I e prossegue a cada ciclo menstrual;*Ocorre a primeira divisão meiótica e são geradas duas células haploides: um ovócito II(n) e um corpúsculo polar (n);*Com a segunda divisão meiótica, o corpúsculo polar gera dois corpúsculos polares (n);ovócito II gera um óvulo (n) e um corpúsculo polar (n). Assim são gerados trêscorpúsculos polares (n), os quais são degenerados, e um único óvulo (n)Método científico:-Observação: os fenômenos devem ser descritos, quantificados e medidos;-Problema: é o centro daquilo que se pretende investigar;-Levantamento de dados: utilizado para entender aquilo que se pretende investigar;-Hipótese: suposição que consiste em uma explicação plausível para um determinadoproblema;-Teste da hipótese: é realizado através de um experimento controlado, envolvendo umgrupo controle, que serve como um padrão de comparação, e um grupo experiemental;-Resultado: o experimento controlado permite verificar se a hipótese pode serdescartada-Teoria: é obtida a partir de uma hipótese combinada com as observações e que semostrou confiável em termos de sua correção.-Teoria da Biogênese e da Abiogênese:*Biogênese: um ser vivo é proveniente de outro ser vivo, através da reprodução;*Abiogênese: a formação de um ser vivo é a partir de algo não vivo;*Francesco Redi: observou que a carne em apodrecimento rapidamente ficavarecoberta por pequenos animais semelhantes a vermes (mutante de inseto), e a visão daépoca era que a carne em putrefação gerava esses vermes, porém Redi notou que havia
  8. 8. moscas rondando a carne. Portanto realizou um experimento onde o grupo controleeram frascos descobertos e o grupo experimental eram frascos fechados por gaze. Nosdescobertos, houve desenvolvimento de larvas, diferente dos cobertos. Onde haviamosca, havia larva, concluindo que os seres vivos são provenientes de outros seresvivos, provocando a ausência da geração espontânea;*Antonie van Leeuwenhoek: era habilidoso em fabricar lentes, pois as precisava paraexaminar as linhas dos tecidos que comercializava. Portanto, foi o primeiro a vermicroorganismos, como protozoários e bactérias (através da água da chuva), assimcomo foi o primeiro observador de espermatozoides e da circulação em capilaressanguíneos;*John Needlham: a existência de micróbios ressuscitou a ideia da abiogênese, já queNeedlham considerou que era possível a sua ocorrência em microrganismos através deuma experiência realizado com um caldo, o qual aqueceu por poucos minutos paramatar os microrganismos nele presente, o caldo resfriou e em poucos dias se tornouturvo. Amostras revelaram a presença de micróbios, portanto, concluiu que o caldogerou-os;*Lazzaro Spallanzani: utilizando também caldos orgânicos colocados em recipientes,submeteu-os à fervura por uma hora e, em seguida lacrou-os. Os frascos resfriaram-se e,semanas depois, foram abertos. O aspecto do caldo estava semelhante ao de quando foiproduzido, ou seja, não se encontrava turco. Análises revelaram a ausência demicrorganismos. Portanto, concluiu que o caldo não gera micróbios, porém nãoconseguiu contra-argumentar e a visão de Needlham prevaleceu por 90 anos;*Louis Pasteur: também realizou experimentos com caldos orgânicos. Para provar queos microrganismos não eram gerados pelo caldo e sim provenientes do meio, Pasteurcolocou um caldo em um recipiente de vidro e o ligou a um longo gargalo chamado“pescoço de cisne”. A extremidade era aberta e ele fervia o caldo, notando a saída dovapor. Porém passaram-se semanas e o caldo permanecia normal, então o cientistaquebrou o tubo e deixou a base do recipiente contendo o caldo exposto ao ar. Diasdepois o caldo ficou turvo. Pasteur concluiu que os micróbio vieram do ar e caíram nocaldo (que possuía água, matéria orgânica e temperatura adequadas);

×