O Egito-É uma dádiva do Nilo, ou seja, um presente dado pelo Nilo ao povo;-É dividido entre alto Egito (sul) e baixo Egito...
Divisão Histórica (Era dos Faraós):-Declínio (após 1100 a.C.):--Governantes autônomos rivais instalados no baixo e alto E...
Sumérios e Acádios (antes de 2000 a.C.):-Sumérios:--Originados do planalto iraniano, haviam se fixado na Baixa Mesopotâmi...
-O declínio ocorreu após a morte de Assurbanipal, com a rebelião generalizada dos povossubmetidos;-Em 612, Naboplasar, rei...
-Eram liderados pelos patriarcas, sendo Abraão o primeiro deles;-Abraão, recebe a revelação de uma terra que emana leite e...
Reinado de Salomão ( 966 a.C. a 933 a.C.):-Auge do Estado Hebreu;-Conjuntura favorável de relativa paz, valorizando a pos...
--Camponeses e escravos estavam submetidos a aristocracia (tributos: parte da produção,trabalho compulsivo e serviço milit...
-Elite: mercadores, armadores, sacerdotes e artesãos livres, o que levou a uma escravidãopouco significativa;Criação de f...
-Ciro I (559-529 a.C.), rei persa, conquistou o Reino dos Medos e unificou politicamente ospovos do Planalto Iraniano, dan...
-Oficialização da escrita cuneiforme, originária da Mesopotâmia, em registros administrativos,políticos e religiosos;Reli...
--Talassocracia cretense (dominação rigorosa sobre o mar Egeu e o Sul da Grécia mil anosantes dos Fenícios);*Grécia contin...
O período Homérico (séc XII-VIII a.C.):*Pós-invasão dórica:-Fim de todas as formas mais avançadas de organização social e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Egito, Palestina e Grécia

993 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Egito, Palestina e Grécia

  1. 1. O Egito-É uma dádiva do Nilo, ou seja, um presente dado pelo Nilo ao povo;-É dividido entre alto Egito (sul) e baixo Egito(delta);-Desenvolvimento tecnológico é lento devido às cheias do rio Nilo;-Faraó: eleito através de dinastias, representava uma figura mística (era considerado um deus)e política;-Artesanato inexistente: armas primitivas;-Deserto é o principal aliado para a defesa militar. Ex: Guerra do Golfo;-Brisa do mar + irrigação + cheia e baixa = agricultura de regadio;-Usavam papiro na produção de canoas;Império Egípcio:-Formação: Homiticos, Semitas e Núbios - Período Neolítico;-Nomos: pequenas comunidades autônomas que tinham governantes denominados nomarcas;-Reino Norte e Reino Sul;-Unificação: Faraó Menés (3200 a.C.), o qual é considerado um deus;Antigo império (3200 a.C. a 2000 a.C.):-Monarquia: Faraó -> poder absoluto;-Pirâmides de Gisé: Quéops, Quefren e Miquerinos (2700 a.C. a 2600 a.C.);-Crise política: poder dos nomarcas enfraquece o Faraó, o que ocasionou lutas internas,revoltas e desorganização da produção;Médio império (20000 a.C. a 1580 a.C.):-Faraó recupera o poder;-Fortalecimento do império;-Conquistas territoriais: Palestina e Núbia;-Cativeiro Hebreu (1800 a.C. a 1700 a.C.)-> pois possuem seu próprio deus;-Domínio Hicso (1750 a.C. a 1580 a.C.), gerando crise novamente;Novo império (1580 a.C. a 662 a.C.):-Expulsão dos Hicsos (através de cavalos e armas feitas de ferro);-Desenvolvimento militar;-Aumento territorial (Mesopotâmia);-Revolução religiosa de Amenófis IV (1377 a.C. a 1358 a.C.), gerando o monoteísmo e aadoração somente ao deus Aton;-Politeísmo é restaurado por Ramés I (1292 a.C. a 1225 a.C.), já que precisava de apoio dosnomarcas (após a morte de Amenófis);-Declínio do império;
  2. 2. Divisão Histórica (Era dos Faraós):-Declínio (após 1100 a.C.):--Governantes autônomos rivais instalados no baixo e alto Egito;--Camada sacerdotal passou a ignorar o poder do Faraó;--Exército de mercenários estrangeiros deixou de obedecer o poder central (Faraó);--Perda das conquistas externas e domínio dos assírios (622 a.C.);-Sociedade e o Estado Egípcio:--Pirâmide:--Faraó: topo da hierarquia social, filho e encarnação dos deuses, com o governo teocrático,sendo líder religioso e militar;-Estrutura social imobilista;--Sacerdotes: altos burocratas e aristocratas (descendentes dos antigos nomarcas);Economia:-Base agrícola (rio Nilo);-Ausência de propriedade privada da terra;-Divisão do trabalho (papel do Estado);As civilizações mesopotâmicas:-Mesopotâmia: significa “terra entre dois rios”;-Alta Mesopotâmia: região montanhosa menos fértil;-Baixa Mesopotâmia: composto por planícies extremamente férteis:--A água contribuía para a fertilidade da região (em meio deserto) e a deixava sujeita agrandes e destrutivas inundações, devido às cheias irregulares de seus grandes rios;--Em consequência, as obras hidráulicas realizadas adquiriram enorme complexidade;Economia, sociedade e aspectos culturais:-Marcado pela agricultura de regadio e servidão coletiva;-Estrutura social parecida com a Egípcia, sendo os escravos prisioneiros de guerra enunca a base da mão-de-obra;-Criação da moeda, tanto como medida comum de valor, quanto como instrumentopreferencial de troca;-Sumérios estabelecem o politeísmo, através do animismo (divindades representavamfenômenos da natureza), e criaram a Astronomia e , consequentemente, aMatemática;-Arquitetura fora criada através das construções de esfinges e, na Literatura,escreveram poemas épicos;
  3. 3. Sumérios e Acádios (antes de 2000 a.C.):-Sumérios:--Originados do planalto iraniano, haviam se fixado na Baixa Mesopotâmia e criado asprimeiras cidades-estados;--Haviam constituído uma forma de organização política e econômica fortemente baseada nareligião;--Construção de zigurates: santuários feitosem forma de pirâmides onde, segundo a crença, osdeuses habitavam quando desciam à terra;--Governante denominado patesi, o qual representava um deus, diferentemente do Faraó doEgito, o qual era considerado um deus;--Ao lado da agricultura, desenvolveram um intenso comércio;--Inventaram a primeira forma de escrita, denominada cuneiforme;--Lutas constantes entre cidades-estados, todas buscando hegemonia,enfraquecendo-as epossibilitando o estabelecimento de outros povos na região, como os acádios-Acádios:--Rei Sargão I unificou politicamente o centro-sul da Mesopotâmia, fazendo com que surgisse oprimeiro império da região;--Porém a estabilidade política nunca foi obtida, já que tiveram constantes revoltas internas eameaças externas, como a dos amoritas;O primeiro império Babilônico (1800-1600 a.C.):-Dentre os invasores que destruíram o império Acadiano, destacaram-se os amoritas. Queinstalaram sua capital na cidade de Babilônia/Babel;-Guerras constantes entre Babilônia e as demais cidades;-Hamurabi, rei da Babilônia, possibilitou que os amoritas conseguissem impor seu domínio portoda a Mesopotâmia, através de uma estrutura militar forte e, principalmente, de um aparatojurídico, o Código de Hamurabi;-Ao mesmo tempo, a quase junção entre a religião e o poder fez com que Hamurabi instituísseum culto hegemônico, baseado no deus Marduk e, em honra a esse deus, construiu-se a Torrede Babel;-Morte de Hamurabi: gerou a desestruturação política do Império, já que houve rebeliõesinternas que o enfraqueceram, abrindo espaço para invasões externas. Isso ocorre até que seestabelece a hegemonia dos assírios;O império Assírio (1300-612 a.C.):-Fixaram-se na Alta Mesopotâmia, ao longo do rio Tigre;-Basearam-se, inicialmente, na agricultura e caça, já que tinhammadeira e metais (cobre eferro) abundantes;-Região vulnerável a ataques inimigos, levando a uma necessidade de defesa e,consequentemente, à criação de uma forte estrutura militarista, base da organização de umEstado;-Estado militarista e expansionista;-O apogeu ocorreu n os reinados de Senaqueribe, que transferiu a capital para Ninive, e deAssurbanipal, que conquistou o Egito;
  4. 4. -O declínio ocorreu após a morte de Assurbanipal, com a rebelião generalizada dos povossubmetidos;-Em 612, Naboplasar, rei dos caldeus, com auxilio dos medos, destuíuNinive;O império Caldeu / Segundo império Babilônico (612-539 a.C.):-Fez-se da Babilônia, novamente, a capitalda Mesopotâmia;-Rei Nabucodonosor levou numeroso contingente de hebreus como escravos para odenominado “Cativeiro da Babilônia”;-Conquitaram Síria, Fenícia e parte da Palestina;-Construção dos Jardins Suspensos da Babilônia, com o objetivo de expandir as áreas agrícolasda região;-Com a morte de Nabucodonosor,o império acabou destruído pelos persas, sob o domínio deCiro I;A Palestina dos Hebreus-Situada na costa oriental do Mediterrâneo, delimitada a nordeste da Síria, ao norte pelaFenícia e a sudeste pelo deserto da Arábia;Características da Palestina:-Região formada pelo vale do rio Jordão: abundancia de terras férteis favoráveis a agricultura;-Restante: montanhoso e inóspito, ocupados por grupos nômades dedicados ao pastoreio;Hebreus:-Desenvolveram-se como civilização na região da Palestina (2000 a.C.);-Hebreu: do aramaico, ‘‘povo do outro lado do rio’’;-Composta basicamente de pastores nômades que viviam em tribos ;-São oriundos das vizinhanças de Ur, na Caldeia;Palestina antes dos Hebreus:-Habitadas por povos semitas:-No litoral mediterrâneo estavam os filisteus e os cananeus (Canaã ou Terra dos Cananeus);-No sul, tínhamos os amalequitas;-A leste e a norte, estavam osedomitas, moabitas e arameus (aramaico);História e Religião:-A intensa ligação entre religião e as realizações materiais é um traço significativo da civilizaçãohebraica;-Principal fonte de estudo da civilização hebraica: Antigo Testamento, com determinaçõesmorais e éticas que estabelecem princípios jurídicos e religiosos;A era dos Patriarcas (2000 a.C. a 1200 a.C.):-Ocupação da Palestina se deu através de intensas lutas contra os demais semitas queocupavam a região;-Organizavam-se em grupos familiares patriarcais e seminômades;
  5. 5. -Eram liderados pelos patriarcas, sendo Abraão o primeiro deles;-Abraão, recebe a revelação de uma terra que emana leite e mel (promessa de Iavé);-Base para uma religião monoteísta (unidade do povo);-Após a morte de Abraão passam a ser liderados por seu filho, Isaac e, em seguida, por Jacó,que recebe posteriormente o nome de Israel;-Jacó teve doze filhos, fundadores das doze tribos de Israel;Migração para o Egito (1800 a.C.):-Possíveis motivos:--Escassez de terras férteis;--Ataques estrangeiros;--Política dos Faraós de atraírem os hebreus para a região do delta do Nilo, afim de utilizá-loscomo escudo contra invasores;-Por serem um povo com significativo desenvolvimento cultural, viveram durante bom tempoatrelados ao Estado Egípcio;-Novo Império Egípcio: povo hebreu se torna escravo-Fortaleceram traços de sua cultura para manter a unidade1250 a.C. : Êxodo-O Decálogo estabeleceu mais que preceitos religiosos, institui uma ordenação jurídica queampliou ainda mais a união do povo hebreuA era dos juízes (1200 a.C. a 1010 a.C.):-Retomada do território Palestino, ocupado pelos filisteus e pelos canaceus, que possuíamcarros de guerra e armas de ferro-Necessidade bélica: maior união das tribos hebraicas e passaram a ser liderados por chefes deguerra (juízes)-Juízes mais expressivos:--Josué (tomou Jericó ), Gedeão e Sansão (venceram os filisteus ) e Samuel (unidade nacional)A era dos reis (1010 a.C. a 587 a.C.):-Unidade nacional frágil, necessária para consolidar a conquista da Palestina;-Sistema Monárquico Déspota;-Primeiro Rei: Saul;--Derrotado pelos filisteus (confirmado e corrigido);-Segundo Rei: Davi;--Derrotou os inimigos e ampliou seu território;--Conquistou Jerusalém (a capital de seu reino);--Criação de um Estado burocratizado;--Criação de um exercito permanente;
  6. 6. Reinado de Salomão ( 966 a.C. a 933 a.C.):-Auge do Estado Hebreu;-Conjuntura favorável de relativa paz, valorizando a posição geográfica privilegiada daPalestina, ponto de passagem das rotas comerciais que ligam o Egito a Mesopotâmia;-Grande atividade comercial;-Construção do Templo de Jerusalém;Cisma hebraico:-Divisão das tribos de Israel pela disputa do trono de Salomão;-966 a.C.:--Roboão, herdeiro legitimo do trono, funda o Reino de Judá (capital em Jerusalém) com oapoio de somente duas tribos;--Jeroboão, irmão de Roboão, reuniu as dez tribos restantes (norte) e constituiu o Reino deIsrael capital e (Samaria);Reino de Israel:-Altamente urbanizado e mercantil;-Abandonou paulatinamente o monoteísmo, adotando antigos cultos locais;-As tribosse miscigenavam com a população da região;-Foram destruídos em 722 a.C. por Sargão II, da Síria;Reino de Judá:-Agrícola e pastoril;-Conquistados por Nabucodonosor em 587 a.C.;-Foram deportados para a Babilônia;-O Cativeiro da Babilônia durou meio século;Diáspora:-Ciro, rei da Pérsia, em 539 a.C. toma a Babilônia e liberta o povo hebreu;-Os hebreus voltam a Palestina e instituem um Estado dependente da Pérsia;-O território hebreu fica onde estava a antiga tribo de Judá, seus habitantes são chamados dejudeus;-Foram conquistados pelos macedônicos e, posteriormente, pelos romanos;-Por serem monoteísta se rebelaram inúmeras vezes, sem nenhuma vitória efetiva;-70 d.C.: Jerusalém é destruída pelo imperador Tito e os judeus se dispersam pelo mundo;Economia, sociedade e cultura:-Economia predominante de pastoril e agrícola;-Principais gêneros agrícolas no Vale do Jordão:--oliva, uva e cereais;-Principal atividade nas áreas montanhosas é a pastoril;-Antes do Reino Hebreu:--Estrutura tribal de posse da terra;-Depois do Reino Hebreu:--Propriedade privada da terra nas mãos de uma aristocracia ligada ao Estado;
  7. 7. --Camponeses e escravos estavam submetidos a aristocracia (tributos: parte da produção,trabalho compulsivo e serviço militar);Estrutura social:-Reinado de Salomão:--Elite aristocrata, sacerdotes (rabinos) e família real;--Comerciantes, funcionários e burocratas reais;--Camponeses;--Escravos;Os fenícios-A estreita faixa ao sul da Palestina começou a ser ocupada por povos de origem semita porvolta de 3000 a.C.;-Território diretamente voltado para o mar Mediterrâneo, cercado por rios e montanhas e desolo muito pobre;-Intensa comercialização com os vizinhos;-A pratica do comercio, da pesca e a produção de artesanatos, substituiu a agricultura (comexceção das vinhas e oliveiras);O mar:-Solo pobre +-Rico artesanato +-Familiaridade com o mar +-Vastas florestas de cedro +-Portos naturais=-Atividade marítimo-comercialAtividade comercial:-Exportadores de:--vinho e azeite;--Objetos de cerâmica, metal e vidro colorido;--Corante de púrpura para o tingimento de tecidos (do rosa ao roxo) ;-Intermediários das mais diversas mercadorias do mundo mediterrâneo (comercializando etransportando) ;-Principais comerciantes e navegantes da Antiguidade (desenvolvimento de técnicasgeográficas e navais);Organização política e evolução histórica:-Isolamento da população e a sua concentração em pontos diversos do litoral devido ao relevoacidentado e pouca extensão continua de terras agricultáveis, o que lveou à criação decidades-estados independentes que se tornaram importantes centros manufatureiros ecomerciais (Ugarit, Aradus, Trípoli, Biblos, Sidon e Tiro);-Governo: Rei ou colegiado de anciãos (sufetas);
  8. 8. -Elite: mercadores, armadores, sacerdotes e artesãos livres, o que levou a uma escravidãopouco significativa;Criação de feitorias:-Pontos de apoio localizados no litoral das regiões com as quais comerciavam;-Objetivo: facilitar o escoamento das mercadorias vindas do interior;-As feitorias se estenderam por todo mediterrâneo;-Cartago, litoral da Tunísia, oriunda de uma feitoria, rivalizou com Roma pelo controle doMediterrâneo Ocidental (séc. II a.C.);Ápice e declínio:-Talassocracia (domínio do mar) Econômica ( séc XIII-IX a.C.);-No final do séc. VI a.C., a Fenícia transformou-se em uma província do Império Persa;-Declínio econômico frente a concorrência dos gregos;-Domínio dos macedônicos e romanos;Legado:Navegação: desenvolvimento da Matemática e da Astronomia;Escrita: alfabeto fonético com 22 letras, derivou da necessidade de uma escrita mais simples,acessível a todos, de modo a facilitar as transações comerciais (matriz da atual escrita);Religião: politeísta (divindades identificadas com as forças da natureza);Os persasLocalização: leste da Mesopotâmia, onde hoje se situa o Planalto Iraniano ou Planalto Persa;Características da região:-Áreas montanhosas e desérticas em boa parte dela +-Áreas agricultáveis apresentam baixa fertilidade=-Complexas obras de irrigaçãoOcupação:-6000-2000 a.C.: leva migrantes de povos arianos ou indo-europeus;-Século VIII a.C.: de tribos para pequenos Estados monárquicos rivais;-Reino da Média (Medos), ao sul do mar Cáspio, e Reino dos Persas, a leste do golfo Pérsico;Reino dos Medos:-Anterior ao Reino dos Persas;-Exerceram hegemonia na região;-Dominaram terras da Mesopotâmia;-Participaram da destruição do Império Assírio;-Declinaram no século VI a.C., devido a disputas militares e a ascensão do Persas;
  9. 9. -Ciro I (559-529 a.C.), rei persa, conquistou o Reino dos Medos e unificou politicamente ospovos do Planalto Iraniano, dando origem ao Reino da Pérsia (550 a.C.);O Império Persa (550-330 a.C.):-Dinastia Aquemênida, iniciada com Ciro I;-Rápido expansionismo e a construção de um império que pela primeira vez unificoupoliticamente toda área abrangida pela antiguidade oriental;-Reinado de Ciro I:--O Império Persa se estendeu pelos atuais Paquistão e Afeganistão, a leste, até o litoral dosmares Negro e Mediterrâneo, a oeste;-Reinado de Cambises:--Conquistou o Egito na batalha de Pelusa 525 a.C.;Apogeu do Império Persa (512-330 a.C.):-Reinado de Dario:--Organizou a administração de seu vasto território;--Foi mantida a tradicional política de Ciro I, de integrar a elite dos povos submetidos e derespeitar as diferenças religiosas e culturais;--Dividiu o império em vinte províncias denominadas satrápias, que eram submetidas a umatributação diferenciada e comandadas por um sátrapa;-Tropas do imperador em cada sátrapa;-Criou um eficiente sistema de correio e de rede de estradas, ligando as capitais imperiais(Susa, Persépolis e Pasárgada) as províncias;-Funcionários especiais, “olhos do rei“;-A primeira unidade monetária internacional confiável foi de uso corrente em todas as regiões(dário de ouro);Declínio do Império Persa:-Tentativa de submeter as cidades gregas de Jônia (litoral da Turquia);-Guerra Médicas que opôs as cidades-estados gregas ao Império Persa;-Xerxes I fracassou em seu intento de conquistar a Grécia;-A derrota persa enfraqueceu e desintegrou progressivamente o império;Estrutura social:-Não alterou a estrutura do povo das terras conquistadas;-Incorporou as elites a camada dominante persa (imperador e sua família, altos burocratas,comandantes militares e sacerdotes);-A massa continuava sujeita a corveia real;Cultura:-Escultura de baixo relevo;-Arquitetura de feitio monumental;-Pairidaeze;
  10. 10. -Oficialização da escrita cuneiforme, originária da Mesopotâmia, em registros administrativos,políticos e religiosos;Religião:-Religião dualista (Ahura-Mazda ou Ormuz-Mazda e Arimã)-Madeísmo: cultos em templos, sacerdotes denominados magos (preservar o fogo sagradoaceso nos altos montes, pois representavam a divindade)-Criam na vida após a morte (inferno e paraíso)-Esperavam a vinda de um Messias para salvar os justos-Livro sagrado: Avesta, escrito por ZaratustraA GréciaDivisão histórica:Período Pré-homérico: Povoamento do território grego;Período Homérico: Da invasão dos dórios até a formação das cidades-estados;Civilização grega:-Localização: Península Balcânica;-Condições geográficas: relevo acidentado, montanhoso e solo pouco fértil, isolava os váriosgrupos humanos locais, dificultando a comunicação e favorecendo a formação políticapredominante: a Pólis;-Costa litorânea muito recortada com bons portos favoreceram a navegação e o comércio;Fontes de estudos:-Escrita cretense, civilização anterior a grega, ainda não foi decifrada;-Achados arqueológicos;-História de outros povos;-Relatos orais;-Ilíada e Odisséia (principais fontes);Período Pré-Homérico (2000-1200 a.C.):-Primeiros povos: Pelasgos ou Pelágios (“ligado ao mar");-Origem: desconhecida, ou autóctones;-Organização social: Comunidades Coletivistas;-Atividade: Agricultura rudimentar e pesca;*Civilização cretense:-Civilização Marítimo-Comercial;-Domínio das rotas do Mediterrâneo oriental;-Alto nível de organização econômica e política:--Dedicação ao comércio;--Intenso artesanato;
  11. 11. --Talassocracia cretense (dominação rigorosa sobre o mar Egeu e o Sul da Grécia mil anosantes dos Fenícios);*Grécia continental:-Ondas migratórias a partir de 2000 a.C.;-Povos de origem indo-europeus das planícies euro-asiáticas (gregos ou helenos);-Quatro povos povoaram o território grego:--Aqueus (Peloponeso entre 2000 e 1700 a.C.);--Eólios (Tessalia entre 1700 e 1400 a.C.);--Jônios (Ática, futura Atenas, entre 1700 e 1400 a.C.);*Peloponeso:-Os aqueus fundaram as cidades de Micenas, Tirinto e Argos;-Provável domínio cretense;-Aqueus conquistam a ilha de Peloponeso em cerca de 1400 a.C. (Minotauro), incendiando suacapital, Cnossos;-Domínio marítimo aqueu, centrado em Micenas (civilização creto-micênica);*Guerra de Tróia:-Expansionismo aqueu volta-se para o mar Egeu e para as ricas áreas da Ásia Menor;-Principal adversário: Tróia;-Tróia:--Situada as margens do Estreito de Dardanelos;--Controlava todo o comércio entre o Egeu e o mar Negro;-Em 1200 a.C. a cidade de Tróia é destruída pelos equeus, conquistando o domínio total sobrea navegação da região (Guerra de Tróia);*Dórios:-1200 a.C., quando a civilização micênica iniciava sua expansão em direção a Ásia Menor,ocorrem a invasão dos dórios;-Os dórios eram nômades dedicados às atividades militares e praticavam a guerra e o saquecomo forma de obtenção de recursos;-A destruição da cidades micênicas provocou um regresso generalizado ao primitivismo rural;*Primeira Diáspora:-O terror da invasão expulsou os helênicos de suas terras para os vales do interior da Grécia,para as ilhas do mar Egeu e para o litoral da Ásia Menor;-O fim do período Pré-homérico é marcado pela invasão dos dórios e a diáspora resultantedela;
  12. 12. O período Homérico (séc XII-VIII a.C.):*Pós-invasão dórica:-Fim de todas as formas mais avançadas de organização social e política;-Desaparecimento da vida urbana e a volta a economia rural e ao isolamento;-Aparecimento da forma básica de organização na Grécia homérica, as comunidades gentílicasou genos;*Características dos Genos:-Pela organização em GENOS, famílias coletivas que reuniam descendentes de umantepassado comum. Cada geno era chefiado pelo membro mais velho, o pater (patriarca),com autoridade militar, religiosa e política;-Religião: O carater familiar fazia com que o cultoaos antepassados tivesse um lugar dedestaque em suas crenças;*Sistema de propriedade privada:-A luta entre os membros dos genos por um pedaço de terra fez com que passasse do sistemade propriedade coletiva ao sistema de propriedade privada;-A terra foi dividida de maneira desigual entre os membros da comunidade, dando origem adiversas categorias sociais;*Divisão da terra:-Áreas mais férteis: eupátridas, ou “bem-nascidos" (parentes mais próximos do pater);-Restante: georgóis, ou agricultores (parentes mais distantes do pater);-Sem posse: thetas, ou marginais (numeroso contingente);*Cinesismo:-Com a privatização aumentam os conflitos entre os genos e, consequentemente, anecessidade de defesa;-Os genos passam por um processo de união;*Demos:*As disputas entre proprietários e não-proprietários e daqueles que passam a se dedicar aocomércio, bem como os conflitos entre os vários genos resultaram na crescente instabilidadeque motivou a união dos mais poderosos de vários genos, buscando um poder forte econtrolador;*Genos=fratria=tribo=demos(povo ou povoado);*Segunda Diáspora:-O cinesismo concentrou a terra e o poder nas mãos de poucos e condenou amplos setores auma total marginalização social e política;-Saída dos marginalizados em direção, principalmente, as áreas do Mediterrâneo Ocidental-Nesse processo desenvolveu-se intensamente o comércio, fato que terá profundasimplicações na vida das cidades gregas;

×