Redescobrindopaulo2

421 visualizações

Publicada em

Conversão de Paulo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redescobrindopaulo2

  1. 1. Pr. Brian Kibuuka
  2. 2. Antes da Conversã o Conversã o Viagens Missionári as Redescobrindo Paulo...
  3. 3. 4Romano s Cartas Pastorai s Coríntios Redescobrindo Paulo...
  4. 4. CONVERSÃO DE PAULO Conversã o Atos Atos 7.58-8.3 Atos 9.1-2, 22, 30 Atos 26.10 Cartas FIlipenses 3.6 1 Coríntios 15.9 Gálatas 1.13,23 Filipenses 3.6 1 Timóteo 1.12-13
  5. 5. MORTE DE ESTEVÃO: APLICAÇÃO DA SANÇÃ PREVISTA NA LEI DE MOISÉS Conversã o Dt 13.2-6 • 1 Quando profeta ou sonhador se levantar no meio de ti e te anunciar um sinal ou prodígio, 2 e suceder o tal sinal ou prodígio de que te houver falado, e disser: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los, 3 não ouvirás as palavras desse profeta ou sonhador; porquanto o SENHOR, vosso Deus, vos prova, para saber se amais o SENHOR, vosso Deus, de todo o vosso coração e de toda a vossa alma.
  6. 6. MORTE DE ESTEVÃO: APLICAÇÃO DA SANÇÃ PREVISTA NA LEI DE MOISÉS Conversã o Dt 13.2-6 • 4 Andareis após o SENHOR, vosso Deus, e a ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvireis a sua voz, a ele servireis e a ele vos achegareis. 5 Esse profeta ou sonhador será morto, pois pregou rebeldia contra o SENHOR, vosso Deus, que vos tirou da terra do Egito e vos resgatou da casa da servidão, para vos apartar do caminho que vos ordenou o SENHOR, vosso Deus, para andardes nele. Assim, eliminarás o mal do meio de ti.
  7. 7. TEMA CONSTANTE NAS CARTAS PAULINAS Q TRATAM A RESPEITO DOS MOTIVOS DA PERSEGUIÇÃO MOVIDA POR PAULO: ZEL Conversã o Gálatas 1.14 E, na minha nação, quanto ao judaísmo, avantajava-me a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais.
  8. 8. TEMA CONSTANTE NAS CARTAS PAULINAS Q TRATAM A RESPEITO DOS MOTIVOS DA PERSEGUIÇÃO MOVIDA POR PAULO: ZEL Conversã o Filipenses 3.6 quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível.
  9. 9. A IDEIA DE ZELO NO ANTIGO TESTAMENTO Conversã o 1Reis19.10 Ele respondeu: Tenho sido zeloso pelo SENHOR, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derribaram os teus altares e mataram os teus profetas à espada; e eu fiquei só, e procuram tirar- me a vida.
  10. 10. A IDEIA DE ZELO NO ANTIGO TESTAMENTO Conversã o 1Reis19.14 Ele respondeu: Tenho sido em extremo zeloso pelo SENHOR, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derribaram os teus altares e mataram os teus profetas à espada; e eu fiquei só, e procuram tirar-me a vida.
  11. 11. A IDEIA DE ZELO NO PERÍODO INTERBÍBLICO Conversã o 1 Macabeus 2.24 • E viu Matatias e foi zeloso, e os seus pensamentos foram piedosos, e tomado de ira acerca do julgamento, correu para matá-lo sobre o altar 1 Macabeus 2.27 • E chorou Matatias na cidade com grande voz dizendo todo o zelo pela lei e esperando uma ordem para ir antes de mim.
  12. 12. A IDEIA DE ZELO NO PERÍODO INTERBÍBLICO Conversã o 1 Macabeus 2.54 • FIneias, o nosso pai, no seu zelar pelo zelo recebeu um testamento de sacerdote eterno. 1 Macabeus 2.58 • Elias no seu zelar pelo zelo da lei foi levado para o céu
  13. 13. JESUS, A CRUCIFICAÇÃO E A MALDIÇÃO DA Conversã o Deuteronômio 21.23 • o seu cadáver não permanecerá no madeiro durante a noite, mas, certamente, o enterrarás no mesmo dia; porquanto o que for pendurado no madeiro é maldito de Deus; assim, não contaminarás a terra que o SENHOR, teu Deus, te dá em herança.
  14. 14. JESUS, A CRUCIFICAÇÃO E A MALDIÇÃO DA Conversã o Gálatas 3.13 • Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),
  15. 15. OS TRÊS RELATOS E CONVERSÃO EM ATOS • Atos 9.1-25 • Contexto do martírio de Estevão e outras conversões • para cristãos Relato 1 • Atos 22.1-21 • Anúncio diante dos judeus • para judeus Relato 2 • Atos 26.1-23 • Anúncio diante das autoridades políticas • para não-judeus Relato 3
  16. 16. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A AMEAÇA) Conversã o 1 Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote
  17. 17. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A AUTORIDADE) Conversã o 2 e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém.
  18. 18. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (O CAMINHO E A LUZ Conversã o 3 Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor,
  19. 19. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A QUEDA E A ACUSA Conversã o 4 e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? 5 Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues;
  20. 20. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A ORDEM) Conversã o 6 mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer.
  21. 21. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (OS COMPANHEIROS E A FALTA DE VISÃO) Conversã o 7 Os seus companheiros de viagem pararam emudecidos, ouvindo a voz, não vendo, contudo, ninguém.
  22. 22. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A CEGUEIRA E A OBEDIÊNCIA) Conversã o 8 Então, se levantou Saulo da terra e, abrindo os olhos, nada podia ver. E, guiando-o pela mão, levaram-no para Damasco.
  23. 23. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A CEGUEIRA E O JEJ Conversã o 9 Esteve três dias sem ver, durante os quais nada comeu, nem bebeu.
  24. 24. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (O ENVIO PROVIDENCIAL DE DEUS - ANANIAS) Conversã o verso 10 • Ora, havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ao que respondeu: Eis-me aqui, Senhor!
  25. 25. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A ORDEM DE DEUS PARA RESPONDER À ORAÇÃO) Conversã o • Então, o Senhor lhe ordenou: Dispõe-te, e vai à rua que se chama Direita, e, na casa de Judas, procura por Saulo, apelidado de Tarso; pois ele está orando Verso 11
  26. 26. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A FÉ QUE VÊ E CUR Conversã o • e viu entrar um homem, chamado Ananias, e impor- lhe as mãos, para que recuperasse a vista. verso 12
  27. 27. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A DÚVIDA E A OBEDIÊNCIA) Conversã o verso 13 • Ananias, porém, respondeu: Senhor, de muitos tenho ouvido a respeito desse homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; verso 14 • e para aqui trouxe autorização dos principais sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome.
  28. 28. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A DÚVIDA E A OBEDIÊNCIA) Conversã o verso 15 • Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; verso 16 • pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.
  29. 29. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (RECUPERAR A VISÃ PARA ENCHER OS OLHOS COM AS MARAVILHAS DE DEUS) Conversã o 17 Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo.
  30. 30. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (AS ESCAMAS DOS OLHOS E O BATISMO) Conversã o verso 18 Imediatamente, lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e tornou a ver. A seguir, levantou-se e foi batizado.
  31. 31. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A FORÇA QUE VEM DE DEUS) Conversã o verso 19 • E, depois de ter-se alimentado, sentiu-se fortalecido. • Então, permaneceu em Damasco alguns dias com os discípulos.
  32. 32. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A CONVERSÃO E O SERVIÇO) Conversã overso 20 • E logo pregava, nas sinagogas, a Jesus, afirmando que este é o Filho de Deus.
  33. 33. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (A PERPLEXIDADE DA CONVERSÃO) verso 21 Ora, todos os que o ouviam estavam atônitos e diziam: Não é este o que exterminava em Jerusalém os que invocavam o nome de Jesus e para aqui veio precisamente com o fim de os levar amarrados aos principais sacerdotes?
  34. 34. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (FORTALECIMENTO E CRESCIMENTO NA FÉ) verso 22 • Saulo, porém, mais e mais se fortalecia e confundia os judeus que moravam em Damasco, demonstrando que Jesus é o Cristo.
  35. 35. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (AS PERSEGUIÇÕES verso 24 porém o plano deles chegou ao conhecimento de Saulo. • Dia e noite guardavam também as portas, para o matarem. Decorridos muitos dias, os judeus deliberaram entre si tirar- lhe a vida; verso 23
  36. 36. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (O LIVRAMENTO) Conversã o verso 25 • Mas os seus discípulos tomaram- no de noite e, colocando-o num cesto, desceram-no pela muralha.
  37. 37. RELATO 1 – ATOS 9.1-25 (O LIVRAMENTO) Conversã o verso 25 • Mas os seus discípulos tomaram- no de noite e, colocando-o num cesto, desceram-no pela muralha.
  38. 38. RELATO 2 – ATOS 22.1-21 RELATO 3 – ATOS 26.1-23 Conversã o
  39. 39. Redescobrindo Paulo... Viagens Missionári as
  40. 40. Pr. Brian Kibuuka

×