O jogo humano requer a capacidade de se relacionar com
A BRINCADEIRA E O DESENVOLVIMENTO DA
IMAGINAÇÃO E DA CRIATIVIDADE
P...
O JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICO
Também conhecido como faz de
conta, é ferramenta para a c...
Ao brincar, afeto, motricidade, linguagem, percepção,
representação, memória e outras funções cognitivas
estão profundamen...
A brincadeira permite a construção de novas
possibilidades de ação e formas inéditas de arranjar
os elementos do ambiente....
As interações infantis nas brincadeiras, quando a criança
e seus parceiros confrontam suas próprias “zonas de
desenvolvime...
A imaginação e a emoção estão
vinculadas. Ao mesmo tempo em que
as imagens da fantasia selecionam e
recombinam elementos d...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A brincadeira e o desenvolvimento da imaginação e da criatividade

10.850 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.850
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
109
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A brincadeira e o desenvolvimento da imaginação e da criatividade

  1. 1. O jogo humano requer a capacidade de se relacionar com A BRINCADEIRA E O DESENVOLVIMENTO DA IMAGINAÇÃO E DA CRIATIVIDADE PROFª: M. BÁRBARA FLORIANO O jogo humano requer a capacidade de se relacionar com diferentes parceiros e com eles comunicar-se por meio de diferentes linguagens, para criar o novo e tomar decisões. É algo culturalmente determinado.
  2. 2. O JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICOO JOGO SIMBÓLICO Também conhecido como faz de conta, é ferramenta para a criação da fantasia, necessária a leituras não convencionais do mundo. Abre caminho para a autonomia, a criatividade, a exploração de significados e mundo. Abre caminho para a autonomia, a criatividade, a exploração de significados e sentidos. Atua sobre a capacidade da criança de imaginar e de representar, articulada com outras formas de expressão. São os jogos, ainda, instrumentos para aprendizagem de regras sociais.
  3. 3. Ao brincar, afeto, motricidade, linguagem, percepção, representação, memória e outras funções cognitivas estão profundamente interligados. A brincadeira favorece o equilíbrio afetivo da criança contribui para o processo de apropriação de signos sociais. Cria condições para uma transformação significativa da consciência infantil, por exigir das crianças formasconsciência infantil, por exigir das crianças formas mais complexas de relacionamento com o mundo. Por meio da brincadeira, a criança pequena exercita capacidades como: representar o mundo e distinguir pessoas. Ao brincar, a criança passa a compreender as características dos objetos, seu funcionamento, os elementos da natureza e os acontecimentos sociais.
  4. 4. A brincadeira permite a construção de novas possibilidades de ação e formas inéditas de arranjar os elementos do ambiente. Os objetos manipulados na brincadeira são usados de modo simbólico, como um substituto para outros, por intermédio de gestos imitativos reprodutores de posturas, expressões e verbalizações que ocorrem no ambiente da criança.verbalizações que ocorrem no ambiente da criança. Ao imitar o outro, as crianças necessitam, captar o modelo em suas características básicas, percebendo- o em sua plasticidade perceptivo-postural, conforme se ajustam afetivamente a ele. PLASTICIDADE=PLASTICIDADE=PLASTICIDADE=PLASTICIDADE= Capacidade de um sujeito para adaptar-se às condições ambientes.
  5. 5. As interações infantis nas brincadeiras, quando a criança e seus parceiros confrontam suas próprias “zonas de desenvolvimento proximal “, leva-os a representar a situação de forma cada vez mais abstrata e a construir novas estruturas autorreguladoras de ação, ou seja, modos pessoais historicamente construídos de pensar, sentir, memorizar, mover-se, gesticular, etc. A ação criativa necessita da imaginação, que depende deA ação criativa necessita da imaginação, que depende de rica e variada experiência prévia e se desenvolve especialmente por meio da brincadeira simbólica. A imaginação desenvolve-se por toda a vida. Ela é livre, embora ainda pobre na criança, ao passo que o adulto, por ter uma experiência mais diversificada, pode experimentar uma função imaginativa extremamente rica e madura.
  6. 6. A imaginação e a emoção estão vinculadas. Ao mesmo tempo em que as imagens da fantasia selecionam e recombinam elementos da realidade segundo o estado interior do indivíduo, os sentimentos e alegrias de personagens imaginários o emocionam. Para se desenvolver, a função imaginativa depende daPara se desenvolver, a função imaginativa depende da experiência, das necessidades e interesses, da capacidade combinativa exercitada na atividade de dar forma material aos seus frutos – os conhecimentos técnicos e as tradições, ou seja, os modelos de criação que influem no ser humano.

×