Oficina preservação digital Introdução

158 visualizações

Publicada em

Oficina apresentada para a segunda jornada em arquivologia, ocorrida na Universidade Federal do Pará em 10/12/2014

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
158
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficina preservação digital Introdução

  1. 1. Oficina preservação digital INTRODUÇÃO
  2. 2. INTRODUÇÃO • Após 1945, um grande volume de informações foram produzidas e disponibilizadas em diferentes formatos, suportes e mídias, período esse chamado por alguns autores de “explosão da informação”. O aparecimento de novas tecnologias, muitas delas relacionadas aos computadores, fizeram surgir questionamentos sobre a preservação da informação produzida e armazenada nesses formatos. • Esse questionamento continuaria nas décadas seguintes, ganhando novos contornos à medida que as novas tecnologias e suportes se atualizavam de forma cada vez mais rápida.
  3. 3. • Apple 1, Apple 1,
  4. 4. INTRODUÇÃO • A arquivologia nos EUA buscou formas de tentar identificar esse cenário em iniciativas no final dos anos 1940 como a, por exemplo, Social Science Data Archives (SSDA), ligada a Elmo Roper Organization, e em relatórios e artigos esparsos publicados entre os anos 1950 e inicio dos 1960, onde, devido aos computadores disponíveis na época, obtiveram poucos resultados práticos. • Somente no final dos anos 1960 que apareceram às primeiras discussões mais aprofundadas sobre o tema, em comunicações isoladas e, na década seguinte, em tímidos painéis ou grupos de trabalhos produzidos em congressos realizados pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA).

×