Workshop Escolas Cervejeiras - Mucha Breja Santos

61 visualizações

Publicada em

Workshop realizado no Mucha Breja Santos, em 27 de setembro de 2016, com apresentação da história da cerveja e características das principais escolas cervejeiras (americana, belga, alemã e inglesa), abordando teoria e prática, com degustação de quatro rótulos artesanais.

Para a ocasião, foram escolhidos rótulos nacionais que representam cada escola: Schornstein Witbier (belga), Bamberg Weizen (alemã), Burgman IPA Hop (americana) e Dortmund Nostradamus (inglesa).

Publicada em: Alimentos
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
61
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop Escolas Cervejeiras - Mucha Breja Santos

  1. 1. INTRODUÇÃO ÀS ESCOLAS CERVEJEIRAS REGINA SANTUCCI & THAYS CARDOZO
  2. 2. APRESENTAÇÃO
  3. 3. HISTÓRIA DA CERVEJA
  4. 4. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 6000 AC Sumérios descobrem acidentalmente a fermentação natural, transformando o pão em cerveja.
  5. 5. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 2100 AC Os babilônios criam o Código de Hamurabi, que estabelecia porções diárias de cerveja: Trabalhador normal: 2 litros, funcionário público: 3 litros, administradores e sacerdotes: 5 litros.
  6. 6. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 1600 AC Foi escrito pelos egípcios um documento com cerca de 700 recomendações médicas. Em 100 delas, consta a palavra “cerveja”. Havia também o costume de ofertar cerveja aos deuses em cultos e rituais.
  7. 7. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 500 AC Os gregos e romanos passaram a consumir mais vinho. A cerveja passou a ser consumida principalmente pelas classes menos favorecidas.
  8. 8. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 Séculos V a XVI Aumento significativo no consumo de cerveja devido à qualidade duvidosa da água.
  9. 9. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 Séculos XI a XV Os monges detinham conhecimento por serem estudiosos. Por isso, eram responsáveis por guardarem e aperfeiçoarem as receitas de cerveja.
  10. 10. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 1000 Os primeiros indícios da importância do lúpulo surgem por volta do ano 1000 d.C, na Alemanha, sendo a freira beneditina Hildegard von Bingen a responsável pelos escritos que incentivam a utilização nas receitas.
  11. 11. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 6000 AC 2100 AC 1600 AC 500 AC SEC V a XVI SEC XI a XV 1000 1040 1040 Os mosteiros mais antigos iniciaram a produção de cerveja, sendo os pioneiros o de St. Gallen (Suíça), o de St. Emmeran (Alemanha) e o de Weihenstephan, ainda em atividade.
  12. 12. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1516 Criação da Lei da Pureza Alemã, em 1516, fato cervejeiro considerado revolucionário.
  13. 13. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1642 a 1742 Invenções modernas facilitaram o processo produtivo da cerveja: uso de combustível derivado do carvão em 1642, criação da máquina a vapor em 1700 e termômetro em 1742.
  14. 14. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1810 O casamento de Luís da Baviera, em 1810, deu origem a Oktoberfest.
  15. 15. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1842 É produzida a primeira Pilsen, a Pilsner Urquell.
  16. 16. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1883 Christian Hansen e Louis Pasteur avançam os estudos das leveduras, melhorando a qualidade da cerveja.
  17. 17. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1920 a 1933 Em 1920 inicia o período de Lei Seca nos Estados Unidos. Em 1933 é revogada a Lei Seca, liberando o transporte, venda e produção de bebidas alcóolicas.
  18. 18. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 1971 Em 1971 nasce na Inglaterra o movimento chamado CAMRA – Campaign for Real Ale
  19. 19. LINHA DO TEMPO DA CERVEJA 1516 1642 a 1742 1810 1842 1883 1920 a 1933 1971 Hoje 2016 De 1970 aos dias atuais: renascimento da cerveja artesanal, com expansão do consumo e aumento do interesse pelo produto.
  20. 20. E NO BRASIL?
  21. 21. Água Malte Lúpulo Levedura INGREDIENTES
  22. 22. ESCOLA BELGA
  23. 23. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Muitas receitas sem estilos determinados; Realce do frutado e do malte, ao invés do lúpulo;
  24. 24. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Como nunca aderiram a Lei Da Pureza, utilizam diversos ingredientes em suas receitas, como frutas e especiarias: sementes de coentro, cardamomo, pimenta do reino, pimenta branca, canela, cascas de frutas, etc.
  25. 25. Belgian Blond Ale; Belgian Dubbel; Belgian Tripel; Belgian Strong Ale (Quadruppel); Belgian Pale Ale; Belgian Pale Strong Ale; Belgian Witbier; Belgian Lambic; Belgian Gueuze Lambic; Belgian Fruit Lambic; Belgian Flandres Oude Bruin; Belgian Flandres Red Ale; French Bière de Garde; French & Belgian Saison; Bière Brut. PRINCIPAIS ESTILOS
  26. 26. ESCOLA ALEMÃ
  27. 27. REGIÕES Alemanha, Áustria e República Tcheca
  28. 28. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Lealdade à cultura regional e cerveja local; Resistência às grandes corporações e aquisições;
  29. 29. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Cada cidade, vila ou bairro tem sua pequena cervejaria: são mais de 5 mil marcas de cerveja existentes; Fidelidade extrema à Lei da Pureza de 1516.
  30. 30. Bohemian Pils; German Pils; Münchner Helles; Dortmunder Export; German Märzen; German Oktoberfest; Münchner Dunkel; German Schwarzbier; Vienna Lager; Bamberg Rauchbier; German Bock; German Maibock; German Doppelbock; South German Weizenbier / Weizenbock / Dunkel Weizen / Kristal Weizen; Berliner Weisse; Düsseldorf Altbier; German Kölsch; Kellerbier; PRINCIPAIS ESTILOS
  31. 31. ESCOLA AMERICANA
  32. 32. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Escola marcada por intensidade e exageros; Inspiração maior em estilos ingleses e belgas;
  33. 33. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Potência do lúpulo, principalmente variedades americanas; Atual tendência local: sour ales e madeiras.
  34. 34. American Lager; American Light Lager; American Pale Ale; American Strong Pale Ale; American India Pale Ale; Imperial India Pale Ale; Fresh Hop Beer; Imperial Red Ale; American Barley Wine; American Brown Ale; American Stout; Imperial Stout; Imperial Porter; American Sour Ale. PRINCIPAIS ESTILOS
  35. 35. ESCOLA INGLESA
  36. 36. REGIÕES Inglaterra, Escócia e Irlanda
  37. 37. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Hábito de consumo de cervejas em rodas de discussão com amigos e em pubs; Elevado consumo de cerveja em barril;
  38. 38. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Cervejas em barris de dois tipos: kegs e casks; Estilos principais: Porter e Pale Ales; Normalmente os estilos são menos carbonatados, com menos espuma.
  39. 39. Ordinary Bitter; Special Bitter; Extra Special Bitter; English Pale Ale; English India Pale Ale; Irish Red Ale; English Brown Ale; Brown Porter; Robust Porter; Sweet Stout; Oatmeal Stout; Irish Dry Stout; Foreign Stout; British Imperial Stout; Old Ale; British Barley Wine; Scotch Ale. PRINCIPAIS ESTILOS
  40. 40. DEGUSTAÇÕES
  41. 41. Schornstein Witbier Estilo: Witbier País de Origem: Brasil (Pomerode-SC) Vencimento: 11/12/2016 Embalagem: 500 ml Teor Alcóolico: 5%
  42. 42. Bamberg Weizen Estilo: German Weizen País de Origem: Brasil (Votorantim, SP) Vencimento: 23/02/2017 Embalagem: 600 ml Teor Alcóolico: 5%
  43. 43. Burgman IPA Hop Estilo: India Pale Ale País de Origem: Brasil (Sorocaba- SP) Vencimento: 16/05/2017 Embalagem: 600 ml Teor Alcóolico: 6%
  44. 44. Dortmund Nostradamus Estilo: Dry Stout País de Origem: Brasil (Serra Negra-SP) Vencimento: 30/08/2017 Embalagem: 600 ml Teor Alcóolico: 5,5%
  45. 45. SORTEIO DE BRINDES COPO BAMBERG, KIT ERDINGER,ABRIDOR MUCHA, RÓTULOS DEGUSTADOS
  46. 46. CONTATOS: Thays – thayscardozo@hotmail.com Instagram: @thayscardozodacosta Regina – birrasantucci@gmail.com Instagram: @birrasantucci

×