Defesa de Monografia

690 visualizações

Publicada em

Famílias de Besouros

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Defesa de Monografia

  1. 1. ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS (ESBAM) CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS OS BESOUROS DE NOVO REMANSO, ITACOATIARA, AM ALUNO: DIEGO GOMES BATISTA ORIENTADOR: Dr. MÁRCIO LUÍS LEITÃO BARBOSA MANAUS 2013
  2. 2. 1.1 Vila de Novo Remanso, Itacoatiara, Amazonas • Novo Remanso é uma vila localizada no município de Itacoatiara Amazonas, no km 170 da AM 010 (CANAL DE ITACOATIARA. Referência disponível em: <http://www.canalitacoatiara.com.br/populacao-de-novo-remanso-rodovia-am- 010> Acesso em: 05 nov. 2013). 2 1. INTRODUÇÃO A B C Figura 1. Imagens dos Bairros de Novo Remanso: (A) Bairro Centro e Canaã, (B) Bairro Canaã, (C) Centro. Fotos: CANAL DE ITACOATIARA. Referência disponível em: <http://www.canalitacoatiara.com.br/populacao-de-novo-remanso-rodovia-am-010> Acesso em: 05 nov. 2013.
  3. 3. Figura 2. Imagens de Titanus giganteus: (A) Vista dorsal, (B) Vista ventral. Fotos: LE MONDE DES INSECTES. Referencia disponível em <http://www.insecte.org/forum/viewtopic.php?f=1&t=79507> Acesso em 12 de nov. de 2013. 1. INTRODUÇÃO 1.2 Ordem Coleoptera • Os besouros pertencem à ordem Coleoptera (do latim “Coleo” = bainha, estojo+ ”Ptera” = asa). São facilmente distinguíveis dos demais insetos pela forte esclerose do exoesqueleto e dos élitros (COSTA LIMA, 1956). 3 A B
  4. 4. Figura 3. Imagens de Coleoptera: (A) Cerambycidae, (B) Ptiliidae. Fotos:LE MONDE DES INSECTES. Referencia disponível em <http://www.insecte.org/forum/viewtopic.php?f=1&t=79507> Acesso em 12 de nov. de 2013. 1. INTRODUÇÃO 1.2 Ordem Coleoptera • Temos besouros de vários tamanhos 4 A B 200mm200mm
  5. 5. Figura 4. Esquema mostrando a diversidade de Hexapoda como proporção de espécies descritas. Disponível em: http://formatempoeespaco.blogspot.com.br/2009/08/forma-e-as-ordens-megadiversas_25.html Acesso em: 09 de maio de 2013. 1. INTRODUÇÃO 1.2 Ordem Coleoptera • Com 392.415 espécies descritas, cerca de 38% de todas as espécies de insetos, Coleoptera é a ordem mais bem sucedida (ZHI, 2011, 2013). 5
  6. 6. Figura 5. Imagens de Coleoptera mostrando a diferença entre as subordens Adephaga e Polyphaga. Referencia disponível em <http://www.infojardin.com/foro/showthread.php? t=198764&page=201> Acesso em 25 de nov. de 2013. 1. INTRODUÇÃO •A ordem Coleoptera é dividida em duas subordens principais, Adephaga e Polyphaga. 6 •Adephaga: subordem pequena, com onze famílias, 1.759 gêneros e 45.534 espécies. •Polyphaga: subordem com maior diversidade biológica, com cerca de 85% das famílias. Possui 156 famílias, 27.710 gêneros e 340.328 espécies (BRUSCA; BRUSCA, 2007; SLIPINSKI, et al. 2011). •No Brasil, Adephaga está representada por 237 espécies e 1.395 gêneros, enquanto os Polyphaga possuem 4.307 gêneros e 25.597 espécies (CASARI; IDE, 2012).
  7. 7. 1. INTRODUÇÃO 1.2 Ordem Coleoptera • Importâncias: Agrícola e Ecológica, Econômica e Médica. 7 A B D E Figura 6. Imagens de Coleoptera: (A) Scarabaeidae, (B) Curculionidae, (D) Carabidae, (E) Staphylinidae. Fotos: LE MONDE DES INSECTES. Referencia disponivel em <http://www.insecte.org/forum/viewtopic.php?f=1&t=79507> Acesso em 12 de nov. de 2013.
  8. 8. 1.3 Objetivos 1.3.1 Geral Identificar em nível de família as larvas e adultos de Coleoptera, coletados na região da Vila Novo Remanso. 1.3.2 Específicos - Levar os resultados da pesquisa para sala de aula, demonstrando em forma de aula e palestra a diversidade de Coleoptera que existe na região e seu ciclo de vida; - Conscientizar os alunos da Escola Estadual Sérgio Mendonça de Aquino sobre a necessidade de preservar os besouros (Ordem Coleoptera), com base nos conhecimentos científicos transmitidos em sala de aula; - Orientar os alunos da Escola Estadual Sérgio Mendonça de Aquino na organização da coleção entomológica, durante as aulas práticas em laboratório; - Montar uma coleção entomológica na Escola Estadual Sérgio Mendonça de Aquino com os besouros coletado em Novo Remanso; - Avaliar os conhecimentos dos alunos da Escola Estadual Sérgio Mendonça de Aquino sobre os besouros (Ordem Coleoptera). 8 1. INTRODUÇÃO
  9. 9. Figura 8. Pontos de Coletas, em Novo Remanso, Itacoatiara, AM. Foto: Google Earth. 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.1 Local e período das coletas • As coletas foram realizadas mensalmente no período do dia 1º de Janeiro a 12 de Julho nos turnos diurno e noturno, em seis pontos de Novo Remanso, localizado no município de Itacoatiara, Amazonas. 9 Figura 7. Vila de Novo Remanso, Itacoatiara, AM. Foto: Google Earth.
  10. 10. Figura 9. (A) Armadilha Luminosa, (B) Armadilha de Solo, (C) Coleta Manual. Foto: Diego Gomes e Daniel Filho. 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.2 Métodos de coleta e identificação dos insetos • Foram feitas coletas ativas e passivas. • A identificação foi feita em nível de família, utilizando as chaves de Borror & DeLong (1988) e Buzzi (2005) 10 A B C
  11. 11. 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.3 Confecção da coleção entomológica 11 Figura 10. Local de alfinetagem de Coleoptera. O ponto amarelo mostra o local exato de alfinetagem. Foto: Referência disponível em ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR <http://jsnturma1bifbaiano.blogspot.com.br/ 2012/01/coleta-matanca-montagem-e- conservacao.html> Acesso em 05 nov. 2013. Figura 11. Coleção da Escola Estadual Sergio Mendonça de Aquino. Insetos armazenados em álcool 80%. Foto: Diego Gomes.
  12. 12. 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.4 Exposição dos resultados da pesquisa na Escola Estadual Sérgio Mendonça de Aquino •Após a conclusão do levantamento, os resultados da pesquisa foram expostos em forma de aulas para os alunos da Escola Estadual Sergio Mendonça de Aquino, localizada na vila de Novo Remanso, Itacoatiara, Amazonas. 12 Figura 12. Exposição dos resultados das coletas. Foto: Dayana Azevedo.
  13. 13. 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.5 Avaliação dos conhecimentos dos alunos. • Como método avaliativo, foi aplicada uma avaliação para medir os conhecimentos dos alunos, através de um questionário contendo cinco questões. • A avaliação foi aplicada para 21 alunos, sendo 13 alunos da segunda série e 08 alunos da terceira série do ensino médio. • O assunto da avaliação foi morfologia, reprodução e desenvolvimento e a importância dos besouros. 13
  14. 14. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.1 Identificação das amostras coletadas Obteve-se um total de 108 insetos, compreendendo 14 famílias de besouros. Destes besouros, 50 são da família Scarabaeidae, 16 Curculionidae, 12 Tenebrionidae, 10 Cerambycidae, 6 Passalidae, 2 Carabidae, 2 Lampyridae, 2 Coccinelidae, 2 Meloidae, 2 Buprestidae, 1 Elateridae, 1 Hidrophilidae, 1 Gyrinidae e 1 Staphylinidae (Tabela 1). 14 Tabela 1 Coletas realizadas por período. * Números seguidos da mesma letra não diferem entre se, pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade.
  15. 15. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.2 Resultado da pesquisa aos alunos • Durante as aulas e palestras, verificou-se que os alunos mostraram-se interessados pelos assuntos que estavam sendo trabalhado. Fizeram muitas perguntas e tiraram suas duvidas. 15 Figura 13. Aula em sala de aula sobre a importância da ordem. Exposição dos resultados das coletas e da coleção entomológica. Foto: Dayana Azevedo.
  16. 16. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.3 Resultados da coleção entomológica • Após a confecção da coleção entomológica, obteve-se um total de 11 Coleoptera preservados em via seca e 97 Coleoptera preservados em via úmida, somando um total de cento e oito (108) Coleoptera 16 Figura 14. (A) Alunos do 3º ano auxiliando na montagem coleção entomológica, (B) besouros conservados em via úmida, (C) besouros conservados em via seca. Fotos: Diego Gomes. A B C
  17. 17. * Na primeira coluna, são mostradas as questões. Na segunda e terceira coluna, estão representadas em porcentagem a quantidade de acertos por questão. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.4 Resultados da avaliação dos alunos • Após uma analise sucinta dos resultados da avaliação, foi verificado que para a questão de numero 02, a qual estava relacionada à morfologia dos Coleoptera, houve um total de 92,3% de acertos dos alunos do 2º ano contra 75% de acertos dos alunos do 3º ano (Tabela 2). • Entretanto, na questão de número 04, que estava relacionada com taxonomia, os alunos do 3º ano se sobressaíram sobre os alunos do 2º ano, acertando 100% da questão e os alunos do 2º ano apenas 84,6% (Tabela 2). 17 Tabela 2 Resultados da avaliação dos alunos do 2º e 3º ano.
  18. 18. Figura 15. Alunos do 3º ano realizando a avaliação no laboratório . Foto: Diego Gomes. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.4 Resultados da avaliação dos alunos 18
  19. 19. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES 3.4 Resultados da avaliação dos alunos 19Figura 16. Alunos do 2º ano realizando a avaliação no laboratório. Foto: Diego Gomes.
  20. 20. 4. CONCLUSÃO •Mediante os resultados das coletas, a família Scarabaeidae mostrou-se em maior número que as demais famílias coletadas; •A palestra aplicada despertou a curiosidade dos alunos e serviu para tirar as dúvidas vividas na comunidade e no dia a dia; •A coleção entomológica foi montada de forma adequada, dentro dos padrões entomológicos; •Os alunos do terceiro ano mostraram-se mais informados sobre a ordem Coleoptera do que os alunos do segundo ano, mediante a avaliação. 20
  21. 21. AGRADECIMENTOS 21
  22. 22. 5. REFERÊNCIAS •ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR Referência disponível em<http://jsnturma1bifbaiano.blogspot.com.br/2012/01/coleta-matanca-montagem-e- conservacao.html> Acesso em 05 nov. 2013. •BORROR, D. J.; DeLong, D. M. Introdução ao estudo dos insetos. São Paulo: Edgard Blücher, 1988. 653 p. •BRUSCA, R. C.; BRUSCA, G. J. Invertebrados. 2ª. ed., Rio de Janeiro, Guanabara Koogam, 2007. •BUZZI, Z. J. Entomologia didática. 4ª. ed., Curitiba, UFPR, 2005. •CANAL DE ITACOATIARA. Referência disponível em: <http www.canalitacoatiara.com.br/populacao-de-novo-remanso-rodovia-am-010> Acesso em: 05 nov. 2013 •CASARI, S. A.; IDE, S. Coleoptera Linnaeus, 1758, p. 454-535. In: RAFAEL, J. A.; MELO, G. A. R.; CARVALHO, J. B. C.; CASARI, A.S.; COSNTANTINO, R. (eds) Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto, Holos, 2012. 22
  23. 23. 5. REFERÊNCIAS •COSTA LIMA, A. M. Insetos do Brasil. 9ª. ed Escola Nacional de Agronomia, 1956. •LE MONDE DES INSECTES. Referencia disponivel em <http://www.insecte.org/forum/viewtopic.php?f=1&t=79507> Acesso em 12 de nov. de 2013. •RUSHEINSKY, A. Educação Ambiental: abordagens múltiplas, 2 ed. Porto Alegre: Penso, 2012. •SLIPINSKI, S.A.; LESCHEN, R.A.B.; LAWRENCE, J.F. Ordem Coleoptera Linnaeus, 1758. In: ZHANG, Z.-Q. (Ed), Animal biodiversity: An outline of higher level classification and survey of taxonomic richness. Zootaxa 3148, 203–208, 2011 . •ZHI, Q. Z. Animal biodiversity: An introduction to higher-level classification and taxonomic richness. In: ZHANG, Z. Q. (Ed), Animal biodiversity: An outline of higher level classification and survey of taxonomic richness. Zootaxa 3148, 7–12, 2011. 23
  24. 24. OBRIGADO !!!! 24 “Quem melhor para cuidar dos animais, das plantas e todos outros seres vivos. Do que o profissional da vida?” Diego Gomes Batista

×