Teste cederj

397 visualizações

Publicada em

Teste Cederj de Avaliação a distância

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste cederj

  1. 1. COMO APROVEITAR A TECNOLOGIA DA INTERNET NA PRÁTICA EDUCATIVA
  2. 2. Alunas <ul><li>Bianca P. Silva do Nascimento </li></ul><ul><li>Carolina Sampaio da Silva </li></ul><ul><li>Mônica de Oliveira Tinoco </li></ul><ul><li>Pólo: São Pedro da Aldeia </li></ul>
  3. 3. O mundo passou por diversas transformações tecnológicas que surgiram para facilitar a vida das pessoas. E por que não utilizá-las também a favor da aprendizagem? É inconcebível que nos dias de hoje ainda existam resistências entre os docentes, que por medo de interagirem nesse mundo virtual, deixam de aproveitar o potencial que a internet pode oferecer.
  4. 4. Hoje é possível fazer uma faculdade sem sair de casa, pois a tecnologia da informação, representada pela internet, possibilita que a pessoa tenha a sala de aula em sua casa. E o docente precisa ir além em sua prática, buscando inovações para favorecer o avanço de sua turma na aprendizagem dos conteúdos. Mas em se tratando de internet é preciso um certo cuidado, sendo necessário precauções para lidar com essa ferramenta que pode representar um perigo, quando não é bem utilizada.
  5. 5. Algumas dicas merecem atenção, tais como: • evitar compartilhar senhas pessoais com outras pessoas; • evitar passar dados pessoais para pessoas estranhas em sites de relacionamentos; • não se apropriar de uma produção intelectual apresentando-a como sua; • ter responsabilidade e ética, não propagando informações que desrespeite o próximo; • não invadir a privacidade alheia; • não divulgar qualquer tipo de preconceito.
  6. 6. Algumas ferramentas da internet podem auxiliar muito na aprendizagem e devem ser exploradas também durante a formação docente, para que o futuro professor possa lançar mão em sua prática e não se distancie do que o mundo requer nos dias de hoje, que são pessoas ágeis que saibam interagir com as tecnologias.
  7. 7. Vamos ver como como o blog e o twitter podem ser muito úteis no desenvolvimento dos alunos, já que são muito usados por eles nos dias de hoje, para se relacionarem com outras pessoas.
  8. 8. Os blogs normalmente são ferramentas fáceis de acessar, e é possível criar um para a turma toda. O professor pode usar o blog como uma extensão de sua sala de aula, seja ela virtual ou presencial, postando textos sobre os assuntos tratados nas aulas, pedindo para os alunos acessarem e postarem uma opinião a respeito. No blog todos podem interagir, trocando ideias, escrevendo suas opiniões.
  9. 9. E isso tudo contribui para o desenvolvimento do senso crítico, já que para falar sobre algo é preciso refletir e pensar sobre o assunto. Nesse ambiente produtivo o professor pode divulgar e acompanhar projetos que estejam sendo trabalhados com seus alunos, para que todos possam ver o resultado de suas produções, pode também colocar links de acesso a sites, postar fotos, ilustrações, reportagens, realizar debates, enfim o que desejar para enriquecer o blog, com a finalidade de uma aprendizagem mais significativa, onde a criatividade é ilimitada.
  10. 10. O twitter é uma mistura de blog com rede social, onde é permitido a utilização de somente 140 caracteres. Mas mesmo com tal restrição é possível fazer um ótimo trabalho com os alunos e uma ideia é o trabalho com microcontos. É possível escrever um conto reduzido (com apenas 10% da história) e sem abreviações, ou seja fazer uma síntese da história e até de reescrita de reportagens, além de ter também um canal de comunicação com os alunos.
  11. 11. Em uma matéria da revista Nova Escola, intitulada de “A hora de escrever textos curtos no twitter” da seção Sala de Aula, Língua Portuguesa, na página 77, podemos ver os seguintes microcontos feitos por alunos do 7º ano do Colégio Hugo Sarmento, em São Paulo:
  12. 12. “ Enquanto andava pelo parque, ele levava uma rosa para sua amada. Temia a rejeição, que logo o feriu. Ele nunca mais amou.” “Ela abriu a porta do armário. Foi pegar um casaco. Caiu uma caixinha azul. Ao abrir, um anel. Guardou de volta. Iria esperar o jantar.”
  13. 13. Esses são apenas alguns exemplos de criações feitas por alunos que podem ser realizadas no twitter. Mas as possibilidades não acabam por aí. O docente deve explorar a capacidade inventiva de seus alunos, para que eles participem dessas atividades e adquiram autonomia. Vale ressaltar que é necessário que hajam trocas entre os alunos e deles com o professor. Principalmente nos cursos on-lines.
  14. 14. Não se pode achar que a tecnologia vai substituir o papel do professor, e sim ser uma ferramenta aliada da aprendizagem. Existem inúmeras ferramentas na internet que podem servir como um estímulo a mais na hora de aprender, como sites de pesquisa, onde o aluno pode fazer uma pesquisa e aprender a refinar a mesma; e-mails, onde pode trocar ideias com o professor ou tirar dúvidas; softwares livres como o geogebra, que permite aprender geometria de maneira mais criativa e prazerosa; e ainda sites de relacionamentos como MSN, orkuts, facebooks, entre outros, que podem ser explorados.
  15. 15. Basta ter criatividade e ser um pesquisador, que o professor encontrará diversas maneiras de tornar a sua aula mais eficaz e divertida, além é claro de proporcionar um aprendizado e não uma simples memorização de conteúdo. E isso vale também no ensino on-line, onde o professor deve encontrar caminhos para que os alunos possam interagir com ele e entre eles.
  16. 16. No Brasil tem crescido muito nos últimos anos a modalidade de ensino a distância, o que permite o uso de uma infinidade de ferramentas, tais como fóruns, salas de tutorias, e-mails, salas de conferências, entre outras que podem servir como um item a mais na interação.
  17. 17. O professor do mundo de hoje não pode fingir que nada está acontecendo, e achar que a tecnologia está longe dele, pois os alunos estão conectados com tudo o que surge de novo, ou seja se numa aula o professor fica só no “ditar – falar” os alunos irão preferir acessar a internet para encontrar aquele assunto com muito mais informação e em vários formatos. É preciso que se formem profissionais abertos a receber essas novidades tecnológicas, para que não haja a subutilização das mesmas.
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS A hora de escrever textos curtos no twitter .MONROE, Camila. Revista Nova Escola. Editora Abril. Ano XXVI. Nº 242. Maio 2011. Páginas 76 a 78. Blog Educativo , disponível em http://www.osvaldomorais.com/index. php / Ferramentas-Midiaticas /blog-educativo.html , acesso em 16/ 09/2011. A conexão que faz a diferença mesmo , disponível em http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/diretor/conexao-faz-diferenca-mesmo-423635.shtml , aceso em 16/09/2011 Um guia sobre uso de tecnologias em sala de aula , disponível em http://revistaescola.abril.com.br/avulsas/223_materiacapa_abre.shtml , acesso em 16/09/2011. Blog: diário (de aprendizagem) na rede, disponível em http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/blog-diario-423586.shtml , acesso em 17/09/2011. Sete respostas sobre o software Geogebra, disponível em http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-2/sete-respostas-software-geogebra-639050.shtml , acesso em 17/09/2011.

×