A função da IATF noSistema de Cria para obter   metas reprodutivas,produtivas e financeiras da         fazenda.M.V. Lucian...
Inseminação ArtificialO método mais rápido, eficaz eeconômico de promovermos omelhoramento genético econseqüentemente aume...
INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL AUMENTO DA QUANTIDADE E DA QUALIDADE DE CARNE  SEM PERDER EFICIÊNCIA REPRODUTIVA
IATF(Inseminação Artificial em Tempo Fixo)É a técnica que viabiliza e  otimiza a inseminação            artificial
IATF : VIABILIDADE DA    INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL  A CONVENCIONAL I• 20% a 30% do total das matrizes da fazenda.  ATF I• 7...
Efeito da Taxa de Serviço na            Eficiência Reprodutiva                Taxa de    Taxa de    Taxa de       Vacas   ...
IATF  (Inseminação Artificial em Tempo Fixo)Ferramenta utilizada para se obter melhores resultados    na Pecuária de Corte”
Estrutura do sistema tradicional deprodução de bovinos de corte no Brasil.
METASREPRODUTIVAS
METAS REPRODUTIVAS•  Aumento na Taxa de Prenhez•  Concepção no Início da Estação de Monta•  Matrizes com Menor Idade ao Pr...
EFICIÊNCIAREPRODUTIVA DEVACAS DE CORTEINSEMINADAS EM  TEMPO FIXO
Protocolo experimental 600 vacas Nelore paridas (55 a 70 dias; 10/08 a 25/08)   IATF               US 30d            US 7...
Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
Tabela 1– Eficiência reprodutiva de vacas Nelore submetidas a          diferentes tipos de manejo durante a estação de mon...
a                                                                      8,0%                                           a   ...
Observação de estro                  Monta natural        Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de                                 ...
Observação de estro                    Monta natural        Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de                               ...
Investigações com IATF que avaliam a eficiência                      reprodutivaInvestigações             Comparação      ...
RESULTADOS A CAMPO      Fazendas   Número      Taxa de Taxa de Taxa de    Taxa de Prenhez                 Matrizes   Impla...
RESULTADOS A CAMPO                 IATF + RESINCRONIZAÇÃO + 1º RT         Fazendas   Número      Taxa de Taxa de Taxa de M...
RESULTADOS A CAMPO              NOVILHAS ½ ANGUS x NELORE       Fazendas   Número      Taxa de Taxa de Taxa de   Taxa de P...
PRECOCIDADE SEXUAL  PENNACCHI AGROPASTORIL: Novilhas ½ Angus x Nelore com 15 meses de idade  GRUPO PIVETA : Novilhas ½ A...
Taxa de prenhez ao final da EM ?                                                Taxa de                                   ...
INTERVALO ENTRE    PARTOS
É POSSÍVEL PRODUZIR 1 BEZ/VACA/ANO       POR INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL?•  Intervalo entre partos de 12 meses•  Período de ser...
Intervalo entre partos e período de serviço na eficiência        reprodutiva em Bos taurus e Bos indicus                  ...
PROGRAMAÇÃO DAS IATF  LOTE        PARTOS    DATA DO   PERÍODO    DATA      PERÍODO        1•     PERÍODO                  ...
Monta             65 a          IATF         +    natural                                          =   75%Parto           ...
RESINC. 64 a          IATF             (1)                       +     IATF = 84%                                 (2)Parto...
NASCIMENTOS
NASCIMENTOS      EM 2005/2006    EM 2006/2007         EM 2010/2011Jul   Agos      Set      Out         Nov         Dez    ...
PENNACCHI AGROPASTORIL                      NASCIMENTOS%8070605040                                         jul/ago/set    ...
METASPRODUTIVAS
METAS PRODUTIVAS•  Maior Taxa de Desmame•  Maior Capacidade de Ganho de Peso•  Maior Peso ao Desmame•  Menor Idade ao Abat...
MELHORAMENTO  GENÉTICO
Avaliação genética de touros e matrizes              DEPs (Diferenças esperadas nas Progênies)Prediz a habilidade de trans...
Sistema de produção de bezerrosO primeiro elo da cadeia    da carne bovina
Sistema de produção de bezerros• Quantidade (produzir o maior número de bezerros / matriz / ano)• Qualidade (padronização,...
AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
MACHO NELORE       AGROP. CAFÉ NO BULE7 meses - 254 Kg      FAZENDA PONTAL
ÉPOCA E PESOAO DESMAME
Agosto e SetembroGráfico. Efeito da data Juliana (calendário Juliano; 1 = 1º de Janeiro;365 = 31 de Dezembro) sobre o peso...
Moreira Salles Agropecuária Ltda                     Fazenda Moreira Salles                     Moreira Salles - Paraná   ...
Moreira Salles Agropecuária Ltda                      Fazenda Moreira Salles                      Moreira Salles - Paraná ...
Benjamin Piveta Assunção                        Fazenda Água Santa                        Rio Verde – MS (Pantanal)       ...
Benjamin Piveta Assunção                        Fazenda Água Santa                        Rio Verde – MS (Pantanal)       ...
PLANEJAMENTO	   CRONOLOGICO	  REPRODUTIVO	  E	    PRODUTIVO	  
ESTAÇÃO	  MONTA	  “1”	       	    	  set/10	  a	  jan/11	                      PLANEJAMENTO	  CRONOLOGICO	                ...
METASFINANCEIRAS
METAS FINANCEIRAS  EFICIÊNCIA REPRODUTIVA   EFICIÊNCIA PRODUTIVA$ MAIOR LUCRATIVIDADE $
RETORNOECONÔMICO DA IATF
Relação Custo x Benefício da IATF - 2005IATF 6.000 VACAS (R$ 35,00/vaca)(Sincronização + Sêmen + Mão de Obra)             ...
Relação Custo x Benefício da IATF - 2011IATF 6.000 VACAS (R$ 38,00/vaca)(Sincronização + Sêmen + Mão de Obra)             ...
Custo do Bezerro Desmamado:TOURO x IATF
TOURO	  -­‐	  CUSTO	  DA	  PRENHEZ	  E	  DO	  BEZERRO(A)	  DESMAMADO(A)	  	  	                                          TO...
IATF	  -­‐	  CUSTO	  DA	  PRENHEZ	  E	  DO	  BEZERRO(A)	  DESMAMADO(A)	                                             IATF	 ...
CÁLCULO FINANCEIRO DO GANHO           GENÉTICO NO DESMAME : TOURO x IATF                                                  ...
Figura: Preço do bezerro (MS)                                Fonte: Beef point 2008
Impacto Financeiro         doIntervalo entre Partos
EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE VACAS DE CORTE NA ESTAÇÃO DE MONTA DE 4 MESES        (01/Out a30/Jan.; Nº DE PARTOS COM REAPROVE...
IMPACTO FINANCEIRO DO              INTERVALO ENTRE PARTOS      ESTAÇÃO DE MONTA DE 4 MESES                      COM APROVE...
Impacto Financeiro        daÉpoca do Desmame
AGROPECUÁRIA CAFÉ NO BULERESULTADO       MAIO/05     JULHO/05    DIFERENÇA     PREJUÍZODE VENDASMACHOS            1.050   ...
AGROPECUÁRIA CAFÉ NO BULERESULTADO       MAIO/06     JULHO/06    DIFERENÇA    PREJUÍZODE VENDASMACHOS            1.020    ...
R$ 538.795,00                          R$ 444.920,00     R$ 423.550,00                              R$ 369.460,00         ...
LEILÃO DO FAZENDEIRO        AGROP. CAFÉ NO BULEEXPOSIÇÃO DE CAMPO GRANDE - MS    MACHOS – 7 MESES – 243 Kg          MARÇO/...
AGROP. CAFÉ NO BULEMACHOS – 8,5 MESES – 251 Kg
LOTE DE VACAS NELORE COMBEZERROS(AS) ½ DEVON AO PÉ   AGROP. CAFÉ NO BULE                                FAZENDA PONTAL   9...
Bonificação dos Programasde Carnes Nobres
FRIGORÍFICOS e COOPERATIVAS  Maior Maciez e Marmoreo  Qualidade das Carcaças  Padronização das Carcaças   BONIFICAÇÕES ...
HOMOGENEIDADE          LOTE HETEROGENEO          LOTE HOMOGENEO        PEÇAS PADRONIZADAS
Produção de carne conformea demanda do mercado
Carcaça deConsumidor    qualidade                                 AcabamentoIATF                    Produção              ...
Londrina - PR: (43) 3029 2099   Campo Grande - MS: (67) 3327 2004         Celular: (67) 9962 6908     Email: luciano@firma...
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012

955 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
955
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

23 luciano-penteado-workshop-cria-beefpoint-2012

  1. 1. A função da IATF noSistema de Cria para obter metas reprodutivas,produtivas e financeiras da fazenda.M.V. Luciano Penteado da SilvaFirmasa – Tecnologia para Pecuária
  2. 2. Inseminação ArtificialO método mais rápido, eficaz eeconômico de promovermos omelhoramento genético econseqüentemente aumentarmos aprodutividade do rebanho nacional
  3. 3. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL AUMENTO DA QUANTIDADE E DA QUALIDADE DE CARNE SEM PERDER EFICIÊNCIA REPRODUTIVA
  4. 4. IATF(Inseminação Artificial em Tempo Fixo)É a técnica que viabiliza e otimiza a inseminação artificial
  5. 5. IATF : VIABILIDADE DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL  A CONVENCIONAL I• 20% a 30% do total das matrizes da fazenda.  ATF I• 70% a 100% do total das matrizes da fazenda
  6. 6. Efeito da Taxa de Serviço na Eficiência Reprodutiva Taxa de Taxa de Taxa de Vacas Serviço Concepção Prenhez 100 30% 70% 21%IA 100 30% 80% 24% 100 30% 100% 30% Taxa de Taxa de Taxa de Vacas Serviço Concepção Prenhez 100 80% 30% 24%IATF 100 80% 40% 30% 100 80% 50% 40%
  7. 7. IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo)Ferramenta utilizada para se obter melhores resultados na Pecuária de Corte”
  8. 8. Estrutura do sistema tradicional deprodução de bovinos de corte no Brasil.
  9. 9. METASREPRODUTIVAS
  10. 10. METAS REPRODUTIVAS•  Aumento na Taxa de Prenhez•  Concepção no Início da Estação de Monta•  Matrizes com Menor Idade ao Primeiro Parto•  Bezerros (as) com Peso Baixo ao Nascimento•  Concentração dos Nascimentos nas Melhores Épocas do Ano (julho/agosto/setembro)•  Redução no Intervalo entre Partos (12 meses) EFICIÊNCIA REPRODUTIVA
  11. 11. EFICIÊNCIAREPRODUTIVA DEVACAS DE CORTEINSEMINADAS EM TEMPO FIXO
  12. 12. Protocolo experimental 600 vacas Nelore paridas (55 a 70 dias; 10/08 a 25/08) IATF US 30d US 70d US 120d Touro Dia 0 Dia 17 Dia 45 Dia 90 IATF US 30d US 70d US 120d Obs. cios Touro Dia 0 Dia 45 Dia 90 US 70d US 120d Obs. cios Touro Dia 0 Dia 45 Dia 90 US 70d US 120d Touro Dia 0 Dia 45 Dia 90 20/10/2004 (Penteado et al.,2005)
  13. 13. Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
  14. 14. Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
  15. 15. Agropecuária Café no Bule, CamapuãMedico Veterinário Luciano Penteado
  16. 16. Tabela 1– Eficiência reprodutiva de vacas Nelore submetidas a diferentes tipos de manejo durante a estação de monta (EM). Camapuã. 2005. (Penteado et al.,2005)
  17. 17. a 8,0% a b b 11,8% 31,0% c 45,0% 22 dias de antecipação da prenhez 21,0% dGráfico 1. Estimativa da prenhez acumulada de vacas Nelore submetidas a diferentes tipos de manejo durante a estação de monta (n=594). Camapuã. 2005. (Penteado et al., 2005)
  18. 18. Observação de estro Monta natural Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Antecipação Concepção Serviço Conc. Prenhez Prenhez dos partos IATFControle - 23,4%a 81,8% 19,1%a 80,9% (n=94) 34,3 dias (P<0,05)IATF + IA 47,3% 44,9%b 75,0% 62,6%b 84,0% (n=203) D-0 45 dias D-45 45 dias D-90 01/11 31/01 ESTAÇÃO DE MONTA DE 90 DIAS Baruselli et al., 2001
  19. 19. Observação de estro Monta natural Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Antecipação Concepção Serviço Conc. Prenhez Prenhez dos partos IATFIA CONV - 39,3%a 53,0% 23,3%a 85,0% (n=150) 22 diasIATF + IA 54,3% 25,4%b 76,5% 63,5%b 91,9% (n=148) D-0 45 dias D-45 45 dias D-90 01/11 31/01 ESTAÇÃO DE MONTA DE 90 DIAS Penteado et al., 2005
  20. 20. Investigações com IATF que avaliam a eficiência reprodutivaInvestigações Comparação ResultadosBaruselli et al., 2002 IATF vs IA (n=398) Antecipação de 38 dias na concepçãoValentin et al., 2004 IATF vs touro (n=120) Antecipação de (+8,2%TP 48 dias nos partos final da EM)Penteado et al., 2005 IATF vs touro (n=600) Antecipação de (+8,0% TP 21 dias na concepção final da EM)Média 30 dias (1 mês) 8% + bezerros
  21. 21. RESULTADOS A CAMPO Fazendas Número Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Prenhez Matrizes Implante Serviço Conc. IATF 1o RT TOTALIATF 28 36.439 92,2% 89,6% 50,7% 44,7% - 44,7% RESINC 1o RT TOTALRESINC 10 4.472 94,2% 91,8% 47,1% 40,5% - 40,7%IATF IATF 1o RT TOTAL + 16 15.053 92,6% 90,5% 50,8% 45,2% 18,5% 63,7%1o RT RESINC 1o RT TOTALRESINC + 8 3.927 94,6% 92,6% 49,0% 42,2% 21,7% 63,9% 1o RT
  22. 22. RESULTADOS A CAMPO IATF + RESINCRONIZAÇÃO + 1º RT Fazendas Número Taxa de Taxa de Taxa de Matrizes Taxa de Matrizes Implante Serviço Conc. Prenhas Prenhez IATF 8 8.061 95,4% 92,4% 51,8% 3.814 47,3%RESINC 8 4.247 87,5% 85,6% 49,0% 1.658 20,6% 1o RT + 8 2.589 - 100,0% 32,9% 852 10,6%RESINCTOTAL 8 8.061 92,7% 91,8% 47,4% 6.324 78,5% IATF + RESINC. = 67,9% (5.472 / 8.061)
  23. 23. RESULTADOS A CAMPO NOVILHAS ½ ANGUS x NELORE Fazendas Número Taxa de Taxa de Taxa de Taxa de Prenhez Matrizes Implante Serviço Conc. IATF 1o RT TOTALIATF + 4 1.013 71,1% 70,7% 60,7% 42,5% 29,7% 72,2%1o RT IDADE = 15 a 18 meses
  24. 24. PRECOCIDADE SEXUAL  PENNACCHI AGROPASTORIL: Novilhas ½ Angus x Nelore com 15 meses de idade  GRUPO PIVETA : Novilhas ½ Angus x Nelore com 18 meses de idade
  25. 25. Taxa de prenhez ao final da EM ? Taxa de prenhezExemplo 1 30% 30% 30% = 90%Exemplo 2 10% 20% 60% = 90%Exemplo 3 IATF 60% 20% 10% = 90% início meio final Estação de monta
  26. 26. INTERVALO ENTRE PARTOS
  27. 27. É POSSÍVEL PRODUZIR 1 BEZ/VACA/ANO POR INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL?•  Intervalo entre partos de 12 meses•  Período de serviço de 70 a 80 dias•  Concepção no início da estação de monta EFICIÊNCIA REPRODUTIVA + MELHORAMENTO GENÉTICO
  28. 28. Intervalo entre partos e período de serviço na eficiência reprodutiva em Bos taurus e Bos indicus Concepção Parto (1) Parto (2) Involução Período de concepção Gestação 280 dias uterina 55 dias Bos Taurus (Bos taurus) Gestação Gestação 290 dias Período de concepção 45 dias Bos Indicus (Bos Indicus) D-30 Período de serviço (85 dias) Período de serviço (75 dias) Intervalo entre partos (12 meses)
  29. 29. PROGRAMAÇÃO DAS IATF LOTE PARTOS DATA DO PERÍODO DATA PERÍODO 1• PERÍODO IMPLANTE PÓS DA PÓS PARTO REPASSE PÓS PARTO IATF DE TOURO PARTO 01/08 30/Set 46 dias 10/Out 56 dias 30/Out 76 diasCARIMBO 8 a 31/08 01/09 30/Out 45 dias 09/Nov 55 dias 29/Nov 75 diasCARIMBO 9 a 30/09 01/10 14/Nov 37 dias 24/Nov 47 dias 14/Dez 67 diasCARIMBO 10 a 1•Quinzena 15/10 16/10 30/Nov 38 dias 10/Dez 48 dias 30/Dez 68 diasCARIMBO 10 a 2•Quinzena 30/10
  30. 30. Monta 65 a IATF + natural = 75%Parto 50 dias 71 dias 21 dias IEP = 11,2m + IEP = 11,9m = 11,4m
  31. 31. RESINC. 64 a IATF (1) + IATF = 84% (2)Parto 50 dias 90 dias 40 dias IEP = 11,2m + IEP = 12,5m = 11,6m
  32. 32. NASCIMENTOS
  33. 33. NASCIMENTOS EM 2005/2006 EM 2006/2007 EM 2010/2011Jul Agos Set Out Nov Dez Jan
  34. 34. PENNACCHI AGROPASTORIL NASCIMENTOS%8070605040 jul/ago/set out/nov/dez302010- 2007 2008 2009 2010
  35. 35. METASPRODUTIVAS
  36. 36. METAS PRODUTIVAS•  Maior Taxa de Desmame•  Maior Capacidade de Ganho de Peso•  Maior Peso ao Desmame•  Menor Idade ao Abate•  Maior Peso ao Abate•  Maior Rendimento de Carcaça•  Padronização das Carcaças EFICIÊNCIA PRODUTIVA
  37. 37. MELHORAMENTO GENÉTICO
  38. 38. Avaliação genética de touros e matrizes DEPs (Diferenças esperadas nas Progênies)Prediz a habilidade de transmissão genética de um progenitor Características analisadas: • Probabilidade de prenhez precoce • Idade ao primeiro parto • Período de gestação • Produtividade acumulada (kg/bez/ano) • Perímetro escrotal (365 e 450d) • Peso (120, 365, 450d) I.A. • Área de olho de lombo • Espessura de gordura subcutânea (12a a 13a costela; garupa) • Stayability Sumário 2007 - ANPC
  39. 39. Sistema de produção de bezerrosO primeiro elo da cadeia da carne bovina
  40. 40. Sistema de produção de bezerros• Quantidade (produzir o maior número de bezerros / matriz / ano)• Qualidade (padronização, capacidade de ganho de peso, carcaça uniforme, etc.)
  41. 41. AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
  42. 42. AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
  43. 43. AGROP. CAFÉ NO BULE RIBAS DO RIO PARDO - MS
  44. 44. MACHO NELORE AGROP. CAFÉ NO BULE7 meses - 254 Kg FAZENDA PONTAL
  45. 45. ÉPOCA E PESOAO DESMAME
  46. 46. Agosto e SetembroGráfico. Efeito da data Juliana (calendário Juliano; 1 = 1º de Janeiro;365 = 31 de Dezembro) sobre o peso ao desmame de 730.578 bezerrosda raça Nelore (1500 a 3000 amimais/dia). Uberaba, 1975 a 1995. Fonte: ABCZ
  47. 47. Moreira Salles Agropecuária Ltda Fazenda Moreira Salles Moreira Salles - Paraná MACHOS Peso ao Desmame (Ajustado aos 205 dias)235230 250 - 19 (8%)225 241220 231 - 10215 (4%)210205200 216 208 221195190 Fevereiro/2009 Março/2009 Abril/2009
  48. 48. Moreira Salles Agropecuária Ltda Fazenda Moreira Salles Moreira Salles - Paraná FÊMEAS (Peso Ajustado aos 205 dias)235230 - 10 233 (4%)225220 - 19215 223 (9%)210205200 216 208 204195190 Fevereiro/2009 Março/2009 Abril/2009
  49. 49. Benjamin Piveta Assunção Fazenda Água Santa Rio Verde – MS (Pantanal) MACHOS (PESO AJUSTADO AOS 240 DIAS)300 26250 8 241200 223150 215100 216 20850 0 NELORE TOURO NELORE IA ANGUS IA
  50. 50. Benjamin Piveta Assunção Fazenda Água Santa Rio Verde – MS (Pantanal) FÊMEAS (PESO AJUSTADO AOS 240 DIAS)300 28250 13200 223 195 20815010050 0 NELORE TOURO NELORE IA ANGUS IA
  51. 51. PLANEJAMENTO   CRONOLOGICO  REPRODUTIVO  E   PRODUTIVO  
  52. 52. ESTAÇÃO  MONTA  “1”      set/10  a  jan/11   PLANEJAMENTO  CRONOLOGICO   REPRODUTIVO  E  PRODUTIVO   NASCIMENTOS   ESTAÇÃO  MONTA  “2”      jul/11  a  nov/11    set/11  a  jan/12   IATF   RESINCRONIZAÇÃO    REPASSE  TOURO    set/11  a  jan/12    out/11  a  jan/12    out/11  a  jan/12   (Exceto  C11)     DESMAME     PRIMEIRO  SERVIÇO  DAS  NOVILHAS   8  MESES  IDADE   NOVILHAS  F1      NOVILHAS  NELORE    mar/12  a  jul/12   15  MESES  IDADE   24  MESES  IDADE   dez/12  a  mar/13      out/13  a  jan/14   ABATES   14  MESES  IDADE   20  MESES  IDADE   24  MESES  IDADE   30  MESES  IDADE    set/12  a  jan/13    mar/13  a  jul/13    jul/13  a  nov/13    jan/14  a  mai/14   (ConTinamento)   (Época  Indesejável     (ConTinamento)   (Regime  de  Pasto)   para  ConTinamento)  
  53. 53. METASFINANCEIRAS
  54. 54. METAS FINANCEIRAS EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EFICIÊNCIA PRODUTIVA$ MAIOR LUCRATIVIDADE $
  55. 55. RETORNOECONÔMICO DA IATF
  56. 56. Relação Custo x Benefício da IATF - 2005IATF 6.000 VACAS (R$ 35,00/vaca)(Sincronização + Sêmen + Mão de Obra) R$ 210.000,00Aumento de 8% taxa de prenhez no final da Estação deMonta [463bezerros(as) = R$ 350,00] R$ 162.050,00Melhoramento Genético = +15 kilos no peso desmame R$ 73.822,50[15 kg x R$ 1,70/kg = R$ 25,50 x 2.895 bezerros(as)]Antecipação em 20 dias a Concepção R$ 88.570,00[20d x 0,5 kg / dia = 10kg x R$1,70 = R$ 17,00 x 5.210bezerros(as)]Desmame na melhor época (M/A/M) R$ 73.822,50[15kg x R$1,70 = R$ 25,50 x 2.895 bezerros(as)] TOTAL R$ 398.265,00 RESULTADO +R$ 188.265,00 (89,65 % Retorno) Período = 21 meses
  57. 57. Relação Custo x Benefício da IATF - 2011IATF 6.000 VACAS (R$ 38,00/vaca)(Sincronização + Sêmen + Mão de Obra) R$ 228.000,00Aumento de 8% taxa de prenhez no final da Estação deMonta [463bezerros(as) = R$ 700,00] R$ 324.100,00Melhoramento Genético = +15 kilos no peso desmame R$ 151.987,50[15 kg x R$ 3,50/kg = R$ 52,5 x 2.895 bezerros(as)]Antecipação em 20 dias a Concepção R$ 182.350,00[20d x 0,5 kg / dia = 10kg x R$ 3,50 = R$ 35,00 x 5.210bezerros(as)]Desmame na melhor época (M/A/M) R$ 151.987,50[15kg x R$ 3,50 = R$ 52,50 x 2.895 bezerros(as)] TOTAL R$ 810.425,00 RESULTADO +R$ 582.425,00 (255,45 % Retorno) Período = 21 meses
  58. 58. Custo do Bezerro Desmamado:TOURO x IATF
  59. 59. TOURO  -­‐  CUSTO  DA  PRENHEZ  E  DO  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)       TOURO  QUANTIDADE  DE  MATRIZES   1.000  TAXA  DE  PRENHEZ   80%  TAXA  DE  DESMAME   73%  RELAÇÃO  TOURO/VACA   3%  QUANTIDADE  DE  TOUROS   30  VALOR  UNITÁRIO    R$  5.000,00    VALOR  TOTAL    R$  150.000,00    VIDA  ÚTIL  (ANOS)   5    CUSTO  DE  MANUTENÇÃO  DO  TOURO/  ANO    R$  150,00    CUSTO  DE  MANUTENÇÃO  DO  TOURO  /  VIDA  ÚTIL    R$  750,00    PESO  DE  DESCARTE  (@)   25    VALOR  DA  @      R$  80,00    VALOR  DO  TOURO  DESCARTE    R$  2.000,00    TAXA  DE  DESCARTE  DE  TOUROS  /  ANO   10%  TAXA  DE  MORTALIDADE  DE  TOUROS  /  ANO   3%   TOURO   DESCRIÇÃO   ANO  1   ANO  2   ANO  3   ANO  4   ANO  5   ANO  6   TOTAL  ACUMULADO  AQUISIÇÃO  DE  TOUROS   30   4   4   4   4   0   46  INVESTIMENTO  EM  TOUROS    R$  150.000,00      R$  20.000,00      R$  20.000,00      R$  20.000,00      R$  20.000,00      R$  -­‐          R$  230.000,00    QUANTIDADE  DE  TOUROS  DESCARTADOS   3   3   3   3   3   26   41    QUANTIDADE  DE  TOUROS  MORTOS   1   1   1   1   1     5    CUSTO  DE  MANUTENÇÃO  DOS  TOUROS  /  ANO    R$  4.500,00      R$  4.500,00      R$  4.500,00      R$  4.500,00      R$  4.500,00          R$              -­‐                    R$  22.500,00    RECEITA  DOS  TOUROS  DESCARTADOS    R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  52.000,00      R$  82.000,00    INVESTIMENTO  +  CUSTO    R$  154.500,00      R$  24.500,00      R$  24.500,00      R$  24.500,00      R$  24.500,00        R$              -­‐                R$  252.500,00    RECEITAS  TOTAL    R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  6.000,00      R$  52.000,00      R$  82.000,00    RESULTADO   -­‐R$  148.500,00     -­‐R$  18.500,00     -­‐R$  18.500,00     -­‐R$  18.500,00     -­‐R$  18.500,00      R$  52.000,00     -­‐R$  170.500,00    QUANTIDADE  DE  PRENHEZES   800     800     800     800     800       4.000     CUSTO  DA  PRENHEZ    R$  42,62    QUANTIDADE  DE  BEZERROS(AS)    DESMAMADOS(AS)   730   730   730   730   730       3.650     CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)    R$  46,71    
  60. 60. IATF  -­‐  CUSTO  DA  PRENHEZ  E  DO  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)   IATF  QUANTIDADE  DE  MATRIZES  TOTAL   1.000   100%  TAXA  DE  PRENHEZ  DA  IATF   50%  TAXA  DE  PRENHEZ  FINAL  DA  ESTACAO  DE  MONTA   80%  TAXA  DE  DESMAME   73%  CUSTO  DA  SINCRONIZAÇÃO  /  VACA    R$  15,00    CUSTO  DO  SÊMEN  /  VACA    R$  10,00    CUSTO  DO  MATERIAL  DE  INSEMINAÇÃO  /  VACA    R$  0,35    CUSTO  DA  MAO  DE  OBRA  /  VACA    R$  12,00    CUSTO  DE  QUILOMETRAGEM  /  VACA    R$  1,50    AUMENTO  DA  TAXA  DE  PRENHEZ  NO  FINAL  DA  EM   5%  AUMENTO  NO  PESO  AO  DESMAME  (KG)   15  VALOR  DO  QUILO  VIVO  NO  DESMAME  (M  e  F)    R$  3,50     IATF   DESCRIÇÃO   ANO  1   ANO  2   ANO  3   ANO  4   ANO  5   ANO  6   TOTAL  ACUMULADO  CUSTO  DA  SINCRONIZAÇÃO    R$  15.000,00      R$  15.000,00      R$  15.000,00      R$  15.000,00      R$  15.000,00              R$                    -­‐          R$  75.000,00    CUSTO  DO  SÊMEN    R$  10.000,00      R$  10.000,00      R$  10.000,00      R$  10.000,00      R$  10.000,00              R$                  -­‐          R$  50.000,00    CUSTO  DO  MATERIAL  DE  INSEMINAÇÃO    R$  350,00      R$  350,00      R$  350,00      R$  350,00      R$  350,00              R$                    -­‐          R$  1.750,00    CUSTO  DA  MAO  DE  OBRA    R$  12.000,00      R$  12.000,00      R$  12.000,00      R$  12.000,00      R$  12.000,00              R$                  -­‐          R$  60.000,00    CUSTO  DA  QUILOMETRAGEM    R$  1.500,00      R$  1.500,00      R$  1.500,00      R$  1.500,00      R$  1.500,00            R$                    -­‐          R$  7.500,00    CUSTO  TOTAL    R$  38.850,00      R$  38.850,00      R$  38.850,00      R$  38.850,00      R$  38.850,00            R$                  -­‐          R$  194.250,00    QUANTIDADE  DE  PRENHEZES   500   500   500   500   500       2.500     CUSTO  DA  PRENHEZ    R$  77,70    QUANTIDADE  DE  BEZERROS(AS)    DESMAMADOS(AS)   465     465     465     465     465       2.325     CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)    R$  83,55    
  61. 61. CÁLCULO FINANCEIRO DO GANHO GENÉTICO NO DESMAME : TOURO x IATF IATF  -­‐  GANHO  GENÉTICO  NO  PESO  AO  DESMAME   DESCRIÇÃO   ANO  1   ANO  2   ANO  3   ANO  4   ANO  5   TOTAL  ACUMULADO  AUMENTO  NO  PESO  AO  DESMAME  (KG)   6.975   6.975   6.975   6.975   6.975   34.875    AUMENTO  NO  VALOR  AO  DESMAME  (R$)    R$  24.412,50      R$  24.412,50      R$  24.412,50      R$  24.412,50      R$  24.412,50      R$  122.062,50    QUANTIDADE  FINAL  DE  PRENHEZES  DE  IA   500   500   500   500   500   2.500    QUANTIDADE  DE  BEZERROS(AS)    DESMAMADOS(AS)   465     465     465     465     465     2.325     CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)    R$  52,50    CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)  DE  TOURO    R$  46,71    CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)  DA  IATF    R$  83,55    DIFERENÇA  NO  CUSTO  DO(A)  BEZERRO(A)  DESMAMADO(A)  DO  TOURO  x  IATF   -­‐R$  36,84    GANHO  GENÉTICO  NO  PESO  AO  DESMAME  DOS  BEZERROS(AS)  DA  IATF    R$  52,50    RESULTADO  FINAL    R$  15,66     42,51%  
  62. 62. Figura: Preço do bezerro (MS) Fonte: Beef point 2008
  63. 63. Impacto Financeiro doIntervalo entre Partos
  64. 64. EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE VACAS DE CORTE NA ESTAÇÃO DE MONTA DE 4 MESES (01/Out a30/Jan.; Nº DE PARTOS COM REAPROVEITAMENTO DA MATRIZES) NoIEP 1° Parto 2° Parto 3° Parto 4° Parto 5° Parto 6° Parto 7° Parto 8° Parto 9° Parto 10° Parto Crias12 1/8/2005 1/8/2006 1/8/2007 1/8/2008 1/8/2009 1/8/2010 1/8/2011 1/8/2012 1/8/2013 1/8/2014 10(75d) 13(105d) 1/8/2005 31/8/2006 30/9/2007 29/10/2008 28/11/2009 1/8/2011 30/8/2012 29/9/2013 29/10/2014 9 14(135d) 1/8/2005 30/9/2006 29/11/2007 1/8/2009 30/9/20010 29/11/2011 1/8/2013 30/9/2014 8 15(165d) 1/8/2005 30/10/2006 1/8/20008 30/10/2009 01/08/2011 30/10/2012 1/8/2014 7 16(195d) 1/8/2005 19/11/2006 1/8/20008 19/11/2009 01/08/2011 19/11/2012 1/8/2014 7 17(225d) 1/8/2005 1/8/2007 1/8/2009 1/8/2011 1/8/2013 5 18(255d) 1/8/2005 1/8/2007 1/8/2009 1/8/2011 1/8/2013 5
  65. 65. IMPACTO FINANCEIRO DO INTERVALO ENTRE PARTOS ESTAÇÃO DE MONTA DE 4 MESES COM APROVEITAMENTO DAS MATRIZESIEP N• DE CRIA PRODUÇÃO PERDAS (1.000 MATRIZES) R$ 7.000.000,00 - -12 10 70.000 @ R$ 6.300.000,00 R$ 700.000,00 10 %13 9 63.000 @ 7.000 @ R$ 5.600.000,00 R$ 1.400.000,00 20 %14 8 56.000 @ 14.000 @ R$ 4.900.000,00 R$ 2.100.000,00 30 %15 7 49.000 @ 21.000 @ R$ 4.900.000,00 R$ 2.100.000,00 30 %16 7 49.000 @ 21.000 @ R$ 3.500.000,00 R$ 3.500.000,00 50 %17 5 35.000 @ 35.000 @ R$ 3.500.000,00 R$ 3.500.000,00 50 %18 5 35.000 @ 35.000 @
  66. 66. Impacto Financeiro daÉpoca do Desmame
  67. 67. AGROPECUÁRIA CAFÉ NO BULERESULTADO MAIO/05 JULHO/05 DIFERENÇA PREJUÍZODE VENDASMACHOS 1.050 985DESMAMAS DE8 MESESPESO VIVO 251 226 25MÉDIO (KG)VALOR KG VIVO R$ 2,18 R$ 1,90 R$ 0,28VALOR R$ 547,00 R$ 430,00 R$ 117,00 (R$ 115.245,00)UNITÁRIO
  68. 68. AGROPECUÁRIA CAFÉ NO BULERESULTADO MAIO/06 JULHO/06 DIFERENÇA PREJUÍZODE VENDASMACHOS 1.020 980DESMAMAS DE8 MESESPESO VIVO 235 201 34MÉDIO (KG)VALOR KG VIVO R$ 1,93 R$ 1,88 R$ 0,05VALOR R$ 454,00 R$ 377,00 R$ 77,00 (R$ 75.460,00)UNITÁRIO
  69. 69. R$ 538.795,00 R$ 444.920,00 R$ 423.550,00 R$ 369.460,00 R$ 115.245,00 (21,39%) R$ 75.460,00 (16,96%)
  70. 70. LEILÃO DO FAZENDEIRO AGROP. CAFÉ NO BULEEXPOSIÇÃO DE CAMPO GRANDE - MS MACHOS – 7 MESES – 243 Kg MARÇO/2005 Valor de Venda = R$ 840,00/cab
  71. 71. AGROP. CAFÉ NO BULEMACHOS – 8,5 MESES – 251 Kg
  72. 72. LOTE DE VACAS NELORE COMBEZERROS(AS) ½ DEVON AO PÉ AGROP. CAFÉ NO BULE FAZENDA PONTAL 9 meses - 268 Kg Média
  73. 73. Bonificação dos Programasde Carnes Nobres
  74. 74. FRIGORÍFICOS e COOPERATIVAS  Maior Maciez e Marmoreo  Qualidade das Carcaças  Padronização das Carcaças BONIFICAÇÕES = 5 a 10%
  75. 75. HOMOGENEIDADE LOTE HETEROGENEO LOTE HOMOGENEO PEÇAS PADRONIZADAS
  76. 76. Produção de carne conformea demanda do mercado
  77. 77. Carcaça deConsumidor qualidade AcabamentoIATF Produção de bezerros
  78. 78. Londrina - PR: (43) 3029 2099 Campo Grande - MS: (67) 3327 2004 Celular: (67) 9962 6908 Email: luciano@firmasa.com.br www.firmasa.com.brMUITO OBRIGADO

×