Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
1 
Decifrando o Livro de Gênesis 
Da criação do mundo à Torre de Babel 
2ª EDIÇÃO Apo...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
2 
APRESENTAÇÃO 
A presente apostila que tem em mãos é um pequeno compêndio doutrinár...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
3 
SUMÁRIO 
APRESENTAÇÃO 
INTRODUÇÃO AO SEMINÁRIO BÍBLICO 
LIÇÃO 1: A DOUTRINA DOS AN...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
4 
Lição 1 
A doutrina dos Anjos 
ברשית ברא אלהם את רשמים ואת הארץ 
―No princípio cri...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
5 
A aparência de um querubim aos olhos humanos é assustadora, pois eles possuem corp...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
6 
Arcanjo (Dn 10.13) 
A palavra arcanjo é formada por duas palavras gregas: arch que...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
7 
QUESTIONÁRIO 
1. Quem são os anjos? 
2. O que significa a palavra “anjo”, “querubi...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
8 
Lição 2 
O Livro das Origens 
[Leitura bíblica em classe: Gênesis cap. 1 vv. 1-31;...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
9 
28. Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e ...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
10 
(AT) 
―Pois mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou, como a vi...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
11 
imperfeição total sobre o mundo. Este número passou a ser abominável, quem aceita...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
12 
Estas três essências humana são chamadas na teologia de tricotomia; Todo ser huma...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
13 
5. Defina as funções do corpo, alma e espírito. 
Corpo: 
Alma: 
Espírito: 
CURIOS...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
14 
Lição 3 
A queda 
[Leitura bíblica em classe: Gn 3.1-19, 22, 23 e 24] 
3 Ora, a s...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
15 
INTRODUÇÃO 
Deus formou o homem e o chamou de Adão, que de acordo com alguns inté...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
16 
―Certamente não morrereis.‖ Mentira, pois, Deus havia dito que morreriam (Gn 2.16...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
17 
Cristo é o único Caminho (Jo 14.6). O pecado, por sua vez, quer que o homem e a m...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
18 
Os querubins e a espada 
Deus sabia que se não tomasse providências o homem poder...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
19 
QUESTIONÁRIO 
1. Quais os dois tipos de mentira? 
2. Onde aconteceu a primeira me...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
20 
Lição 4 
Caim e Abel – a simbologia por dentro da história 
[Leitura bíblica em c...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
21 
A inveja de seu irmão foi tanta que sutilmente um dia quando passeavam no campo, ...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
22 
Deus diz em sua Palavra: “e quem quiser beba de graça da água da vida” — Apocalip...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
23 
Abel simboliza Jesus Cristo na cruz. Quando foi morto, Deus-Pai disse a Caim: “A ...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
24 
QUESTIONÁRIO 
1. Qual a diferença no relato entre a oferta de Caim e a de Abel? 
...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
25 
Lição 5 
Noé, o homem que andava com Deus 
[Leitura bíblica em classe: Gn 6:1-22]...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
26 
22. Assim fez Noé, conforme a tudo o que Deus lhe mandou. 
INTRODUÇÃO 
Na aula de...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
27 
Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e os farei membros de meretriz? Não,...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
28 
Deus não se arrepende da mesma forma que não fica cansado, mas em Gênesis lemos q...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
29 
sido criado até aquele momento não havia chovido sobre a terra. Isso mesmo: do cé...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
30 
Como o tamanho da mão varia de pessoa para pessoa, não dá para se saber a medida ...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
31 
Glossário: Prerrogativa: direito; privilégio. Supérfluo: coisa de pouca importânc...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
32 
Lição 6 
Ninrode — O pai da idolatria 
[Texto Áureo Gn 10.6-10; 11.1-9 ARC] 
Gêne...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
33 
Na aula de hoje estudaremos sobre este personagem e a força que tinha de influenc...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
34 
No final desse período no local onde Tamuz morreu, nasceu um pinheiro. Semíramis ...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
35 
Por esse motivo Deus resolveu agir. Misturou as línguas para separar as pessoas d...
Estudos Bíblicos 
Sacerdote de Judá 
36 
QUESTIONÁRIO 
1. O que significa o nome Ninrode? 
2. O que significa o nome Babel...
37 
APÊNDICE 
Por que os nomes de Semíramis variam de país para país? 
Por dois motivos: adaptação étnica e sincretismo re...
38 
fosse de origem judaica. Maria passou a ser Artemis (Semíramis), a rainha do céu e mediadora entre Deus e os homens. 
...
39 
Esta apostila é gratuita, sem fins lucrativos. O Objetivo do blog Sacerdote de Judá é de expandir a mensagem do Bom Me...
40 
2ª EDIÇÃO Apostila ½ Revisada 
“Pois a terra se enchera do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o ma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Descifrando o livro de gênesis apostila 1 de 2 revisada

647 visualizações

Publicada em

Gênesis é um livro muito rico em promessas e profecias, mas devido a passagens aparentemente complicadas as pessoas o deixam de ler. Neste livro aprendemos que o mundo não surgiu de um Big Bang, mas sim pela poderosa Palavra de Deus. Nessa apostila há perguntas atemporais tais como:
Deus se arrepende?
Quem era a mulher de Caim?
Os anjos se apaixonaram pelas mulheres e tiveram filhos com elas?
De onde surgiu a crença em outros deuses?
Esta apostila pode ser usada até mesmo em Escola Dominical, pois possui questionário no final das lições.
Além do mais a apostila começa com um breve estudo extra sobre os anjos. Qual a diferença entre um serafim, um querubim, um arcanjo e um anjo?
Chega de mistérios! Abra e aprenda como tudo começou de maneira fácil.
Totalmente grátis! Faça o download e por favor, me mande sua crítica para o email: sacerdotedejuda@gmail.com.
Ficarei feliz em saber sua opinião e sugestão para cada vez mais escrever de maneira clara e objetiva. Se gostar dê um like (S2). Deus te abençoe!

Esta edição contém correções de concordância gramaticais e erro de pontuações.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Descifrando o livro de gênesis apostila 1 de 2 revisada

  1. 1. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 1 Decifrando o Livro de Gênesis Da criação do mundo à Torre de Babel 2ª EDIÇÃO Apostila ½ Revisada 2014 Anderson M. Santos
  2. 2. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 2 APRESENTAÇÃO A presente apostila que tem em mãos é um pequeno compêndio doutrinário teológico que visa a melhor compreensão da Bíblia. Nela você entenderá como tudo aconteceu. Para um entendimento mais completo, nesta apostila, além de ser fundamentada principalmente na Palavra, é necessário que haja nela histórias de outras civilizações e costumes, assim sendo haverá estudos apenas com informações históricas fora da Bíblia, mas que são comprovadas pelos estudos. O objetivo real é entender o contexto da época. A linguagem dela é de fácil compreensão e aos poucos, ao longo dos estudos os alunos aprenderão palavras mais difíceis ligadas à teologia. No final de cada lição haverá um glossário para tirar dúvidas. Esta é a apostila I que começa na criação do mundo e termina na Torre de Babel, a apostila II continua os estudos na história do patriarca Abraão e termina com os filhos de Israel no Egito. Recomendo usar a Bíblia junto dos estudos. O estudo será ao máximo possível na sua ordem cronológica. Estudaremos o livro de Gênesis, mas primeiramente teremos um pequeno estudo sobre os anjos, pois como você deve saber, a Bíblia contém algumas informações fora da ordem cronológica. Em Gênesis não vemos Deus criando os anjos de maneira clara, mas a partir do capítulo 3 está escrito que Deus colocou no Éden querubins (uma classe angelical). O que é um querubim? Quando foram criados? Você percebe o porquê devemos estudar primeiro sobre eles? Entenderemos Gênesis melhor depois deste estudo chamado: “angelologia”, que é o estudo sobre os anjos. INTRODUÇÃO AO SEMINÁRIO BÍBLICO A raiz da palavra seminário significa literalmente “semente”, ou seja, é uma semeadura e preparação do aluno para a Palavra de Deus para que esta se enraíze e cresça, produzindo assim os frutos do Espírito Santo. Neste inicio de ano de 2014 iremos estudar o livro de Gênesis, iremos aprender sobre: significado de nomes de pessoas e lugares, símbolos, rituais antigos, sombras e tipos, dentre comentários em várias passagens. A Bíblia Sagrada é um livro que sobreviveu ao longo de grandes perseguições, todavia há coisas escritas nela que até aos dias de hoje não podemos compreender à sua exegese. Jamais entenderemos as Escrituras por completo, no decorrer de nossa jornada aos céus ainda existirão questionamentos, incertezas do por que tal coisa aconteceu ou fora escrita daquela maneira. Aquilo que a mente humana não compreende deve ser aceita apenas pela fé. O que temos, porém já nos basta. Conhecemos o caminho para os céus e ele se chama: Jesus. Vamos aprimorar o nosso ministério pela Palavra de Deus. É com imenso prazer que apresento aos alunos estes estudos. Seja bem-vindo à família dos seminaristas. — Anderson M. Santos
  3. 3. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 3 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO AO SEMINÁRIO BÍBLICO LIÇÃO 1: A DOUTRINA DOS ANJOS................................................................................. p. 4 LIÇÃO 2: O LIVRO DAS ORIGENS.................................................................................... p. 8 LIÇÃO 3: A QUEDA............................................................................................................. p. 14 LIÇÃO 4: CAIM E ABEL, A SIMBOLOGIA POR DENTRO DA HISTÓRIA............. p. 20 LIÇÃO 5: NOÉ, O HOMEM QUE ANDAVA COM DEUS.............................................. p. 25 LIÇÃO 6: NINRODE — O PAI DA IDOLATRIA............................................................. p. 32 APÊNDICE............................................................................................................................. p. 38 Para mais estudos bíblicos visite o blog: sacerdotedejuda.blogspot.com Curta a página Sacerdote de Judá no Facebook e ajude este projeto a crescer: https://www.facebook.com/yaohuhaemet?fref=ts
  4. 4. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 4 Lição 1 A doutrina dos Anjos ברשית ברא אלהם את רשמים ואת הארץ ―No princípio criou Deus os céus e a terra‖ (Gn 1.1). INTRODUÇÃO O primeiro versículo da Bíblia, embora curto, é carregado de muitos fatos que ocorreram na criação dos céus e da terra. Começando pelos céus, o Eterno Deus criou os anjos: seres espirituais que o servem com louvor, adoração e serventia, todavia, Deus não criou apenas um tipo de anjo, mas pelo menos quatro classes angelicais: anjo, querubim, serafim e arcanjo. Cada um com uma personalidade diferente, acompanhados pelo livre-arbítrio. Em Gênesis há aparições de anjos e querubins, por isso na aula de hoje estudaremos brevemente cada classe de anjo e a aparência deles descritos na Palavra de Deus. Classe Angelical, Anjos Como foi dito na introdução, os anjos são ministros espirituais do louvor, adoração e serventia do Deus Altíssimo, e prestam qualquer serviço que Deus os incumba de realizar, inclusive a nosso favor. A palavra anjo vem do grego “angelos” e significa “mensageiro”, em hebraico é “malak” tendo o mesmo significado. Esta classe é uma classe de anjos que antigamente passavam a determinadas pessoas os preceitos de Deus. O único anjo mensageiro que aparece na Bíblia é Gabriel, ele aparece pela primeira vez no livro de Daniel como mensageiro e é também chamado simbolicamente de homem, pois o nome Gabriel significa: “Varão de Deus”, ou “Homem de Deus” (leia Dn 8.16 e 9.21). No Novo Testamento ele também aparece para anunciar à Maria que ela era a escolhida para ser a mãe do Messias, e também aparece para Zacarias, pai de João Batista (Lc 1.13-20, 1.26-38). Não existe classe angelical inferior ou superior, pois, cada classe angelical tem suas funções, igualmente importantes. O anjo, por exemplo, é um representante de Deus. São seres extremamente poderosos. Há uma passagem na Bíblia que diz que um anjo, numa única noite feriu 185.000 (cento e oitenta e cinco mil) homens assírios. Por essa razão, aqueles que amam a Deus tem um anjo para guardá-los: ―O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra‖ (Sl 34.7). Querubim (Gn 3.24) Eles são a primeira criatura a aparecer no livro de Gênesis (Gn 3.24). A palavra “querubim” vem do hebraico: “qerub”, e significa: “aquele que cobre”, “aquele que guarda” ou “aquele que protege”. No livro do Apocalipse, eles aparecem segundo algumas traduções como: “Os Quatro Animais Viventes”, pois a aparência de um querubim é semelhante à de um animal, mas se fizermos uma comparação detalhada entre as visões de Ezequiel e as do apostolo João, veremos que tratasse de querubins e não de animais no sentido literal, portanto a tradução mais correta seria “Os Quatro Seres Viventes”.
  5. 5. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 5 A aparência de um querubim aos olhos humanos é assustadora, pois eles possuem corpos interligados entre si e quatro rostos: rosto de homem, rosto de touro, rosto de leão e rosto de águia. Cada um destes rostos representa a personalidade de um querubim:  Rosto de Homem: fala de entendimento, sabedoria;  Rosto de Touro: fala de força, poder;  Rosto de Leão: fala de coragem;  Rosto de Águia: fala de sua grandeza ou de sua posição nas alturas, ou seja, sua natureza celeste. Além disso, os querubins possuem pés de bezerro (Ez 1.7). Os querubins tem o corpo interligado, para onde um dos quatro rostos decide ir movido pelo espírito todos os demais obedecem, sem ser necessário virar o rosto para ver por onde anda, pois os querubins possuem uma visão panorâmica; enxergam: a frete e atrás e dos lados direito e esquerdo (Ez 1.12). Serafim (Is 6.2) A palavra é oriunda do hebraico: “seraph”, a palavra pode significar: “aquele que arde”, ou “aquele que queima”, ou até “aquele que brilha”. Serafins são seres que ficam o mais próximo possível da Majestade Santa do Deus Javé. ―Os serafins estavam acima dele, cada um tinha seis asas: com duas cobriam os seus rostos, com duas cobriam os pés e com duas voavam.‖ (Is 6.2). Os pés na Bíblia sempre aparecem representados com a santidade e a reverência para com as coisas de Deus, veja esses exemplos: ―Guarda o teu pé quando entrares na casa de Deus‖ (Ec 5.1a). ―Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.‖ (Sl 119.105). ―Disse Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo.‖ (Jo 13.8). Como os serafins cobrem os pés, isso quer dizer que eles guardam seus caminhos enquanto permanecem pertos de Deus. Por estarem próximos demais da face do Deus vivo e de sua glória nem mesmo os serafins são capazes de olha-lo. Alguma vez você já tentou olhar para o sol? Se você já faz isso, sabe que não pode olhar mais do que alguns segundos, senão a visão fica ofuscada, não é mesmo? Imagina Deus então, que de tão grandeza o sol se envergonha! Moisés o viu de costas, pois Deus disse que nenhum homem veria sua face e viveria (Ex 33.20).
  6. 6. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 6 Arcanjo (Dn 10.13) A palavra arcanjo é formada por duas palavras gregas: arch que pode significar: ―chefe‖, ―líder‖, ―príncipe‖ ou ―principal‖ e angelos: ―anjo‖, ―mensageiro‖. Arcanjo significa então: ―anjo-chefe‖ ou ―anjo-principal‖. Na Bíblia não existe a palavra “arcanjo” no plural, somente no singular, o que pode significar que talvez exista apenas um único anjo com este cargo: o nome dele é Miguel (mika’el em hebraico e significa: “Quem é semelhante a Deus?”). Este nome é uma pergunta de afronta aos deuses falsos. Nosso Deus é incomparável! Este arcanjo aparece pela primeira vez no livro de Daniel no capítulo 10 versículo 13. Miguel é um guerreiro-comandante celestial. Este arcanjo é exclusivo de Israel (Dn 12.1; Ap 12.7). Culto aos anjos (angelolatria) ―Ninguém vos prive do prêmio, alegando humildade ou culto aos anjos, baseando-se em visões, enfatuado sem motivo algum em sua mente carnal‖ (Cl 2.18). É lamentável ver nos dias de hoje grande parte das pessoas dando ênfase exagerada aos anjos em “hinos” e pregações. Embora sejam criaturas poderosas e estejam pertos de Deus, não devem ser adorados. A adoração não é apenas se prostrar diante de um ídolo, adoração é tudo aquilo que priorizamos mais do que Deus. O pior é que se algum pregador disser que um anjo está passando ao lado de alguém isso provoca mais glória a Deus do que se dizer que Jesus se faz presente. Anjo é criatura e não criador. São seres que podem errar assim como nós, pois tem também o livre-arbítrio e podem escolher o lado mau. Tomemos cuidado com isso, pois era o que estava acontecendo na igreja de Colossos. Lembre-se: os anjos podem nos servir, mas nós não podemos servir aos anjos (Leia Ap 22.8,9). Conclusão O estudo de hoje, ainda que breve, foi útil para entendermos melhor a aparência das classes angelicais e o significado etimológico dos nomes de cada classe. Faltaria espaço falar sobre os anjos caídos e entraria num outro estudo. Que como os anjos: sejamos mensageiros da verdade, trazendo ao mundo as boas novas do evangelho; que como os serafins: guardemos nossos pés trilhando o caminho chamado Jesus e adoremos a Deus em espírito e em verdade; como os querubins: sejamos unidos e tenhamos os nossos rostos voltados para Deus; saibamos como o Arcanjo Miguel que mesmo sendo príncipes e princesas o nosso Pai e Deus é Rei dos reis e Senhor dos senhores, infinitamente forte e poderoso: O SENHOR DOS EXÉRCITOS que batalha todos os dias por nós. Louvado seja o Senhor. Que ele abra o nosso entendimento a cada dia na Palavra dele e nesses estudos. Amém! Glossário Enfatuado: ensoberbecido, inchado; Etimológico: aquilo que é de origem;
  7. 7. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 7 QUESTIONÁRIO 1. Quem são os anjos? 2. O que significa a palavra “anjo”, “querubim”, “serafim” e “arcanjo”? 3. Por que não devemos adorar os anjos? 4. Em que livro da Bíblia o anjo Gabriel aparece pela primeira vez? Indique o livro o capítulo e o versículo. 5. Em que livro da Bíblia o arcanjo Miguel aparece pela primeira vez? Indique o livro o capítulo e o versículo.
  8. 8. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 8 Lição 2 O Livro das Origens [Leitura bíblica em classe: Gênesis cap. 1 vv. 1-31; 2. 1-3, 7] 1. No princípio criou Deus os céus e a terra. 2. A terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. 3. E disse Deus: haja luz. E houve luz. 4. Viu Deus que a luz era boa, e fez separação entre a luz e as trevas. 5. E chamou Deus à luz dia, e às trevas, noite. E houve tarde e manhã; esse foi o primeiro dia. 6. E disse Deus: haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. 7. Deus fez o firmamento e fez separação entre as águas que estavam debaixo do firmamento e as águas que estavam por cima do firmamento. E assim foi. 8. Chamou Deus ao firmamento céu. E houve tarde e manhã; esse foi o segundo dia. 9. E disse Deus: Ajuntem-se as águas que estão debaixo dos céus num só lugar, e apareça a parte seca. E assim foi. 10. Chamou Deus à parte seca terra, e ao ajuntamento das águas, mares. E viu Deus que isso era bom. 11. E disse Deus: Produza a terra relva, ervas que deem semente e árvores frutíferas que deem fruto conforme a sua espécie, cuja semente estava nele, sobre a terra. E assim foi. 12. A terra produziu relva, ervas que davam semente conforme a sua espécie e árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 13. E houve tarde e manhã; esse foi o terceiro dia. 14. E disse Deus: Haja luminares no firmamento do céu, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles sinais para marcar estações, dias e anos. 15. Sirvam de luminares no firmamento do céu, para iluminar a terra. E assim foi. 16. Fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia e o luminar menor para governar a noite. Fez também as estrelas. 17. Deus os pôs no firmamento do céu para iluminar a terra, 18. para governar o dia e a noite e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. 19. E houve tarde e manhã; esse foi o quarto dia. 20. E disse Deus: Produzam as águas enxames de seres viventes; e voem as aves acima da terra, no firmamento do céu. 21. Assim criou Deus as grandes criaturas do mar, todos os seres viventes que se arrastam, os quais povoam as águas, conforme as suas espécies, e todas as aves que voam, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 22. Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos; enchei as águas dos mares; e multipliquem-se as aves na terra. 23. E houve tarde e manhã; esse foi o quinto dia. 24. E disse Deus: Produza a terra seres viventes conforme a sua espécie, e os animais domésticos, répteis, conforme a sua espécie. E assim foi. 25. Deus fez os animais selvagens, conforme a sua espécie, e todos os répteis, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 26. Então disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que se arrastam sobre a terra. 27. Assim Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; macho e fêmea o criou.
  9. 9. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 9 28. Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a. Dominai sobre os peixes do mar, sobre todas as aves dos céus e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra. 29. E disse Deus ainda: Tenho-vos dado todas as ervas que produzem semente e se acham sobre a face de toda a terra, bem como todas as árvores em que há fruto que dá semente. Elas vos servirão de mantimento. 30. E a todos os animais da terra, e todas as aves do céu e a todos os seres viventes que se arrastam sobre a terra, tenho dado todas as ervas verdes como mantimento. E assim foi. 31. E viu Deus tudo o que tinha feito, e que era muito bom. E houve tarde e manhã; esse foi o sexto dia. 2. Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. 2. Havendo Deus acabado no sétimo dia a obra que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra. 3. E abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra de criação que fizera. 7. Formou o Senhor o homem do pó da terra e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida, e o homem tornou-se alma vivente. INTRODUÇÃO O Livro de Gênesis é o primeiro livro do Pentateuco (os cinco primeiros livros da Bíblia). É comumente aceito pelos estudiosos que o livro foi escrito por Moises, e este livro é essencial, pois, sem ele não saberíamos responder às seguintes perguntas: Por que morremos ou sentimos dor? Por que no mundo existem várias línguas diferentes? Como surgiu o povo Israelita? Este livro trás à tona todas as respostas que a humanidade precisa. O nome original deste livro é: BERÊSHIT (ברשית ), que significa: ―No começo‖, ou ―no princípio‖, pois é a primeira palavra do livro em hebraico. Na aula de hoje aprenderemos sobre o tempo de Deus e a formação do homem. Neste momento em diante a única referência que teremos será da Bíblia: ela nos dirá as respostas certas para cada uma de nossas dúvidas. Que Deus abençoe esta aula e a sua vida. Amém. O tempo de Deus A Bíblia contém a linguagem metafórica (ou figurativa) e literária, existem textos que são difíceis de interpretar. Os seis dias da criação, por exemplo: são literais ou figurativos? Lendo nós observamos os dias passarem na forma normal, lemos por seis vezes a expressão: ―e houve tarde e manhã‖. Deus apenas criou o sol no quarto dia, o que nos ensina que os seis dias são simbólicos. Quanto à luz criada no versículo 3 é uma questão que vai além da teologia e da imaginação humana, pois não há respaldo bíblico sobre que luz era essa e o máximo que podemos ouvir sobre esta luz são teorias da imaginação. Os períodos: manhã e tarde podem até ser literais, mas os dias são figurativos. O tempo de a terra girar em torno de seu próprio eixo é de 24 horas. Por isso Deus criou o sol e a lua: para servirem como marcadores de estações. Este astro chamado sol é o relógio que Deus estabeleceu para a terra, ou seja, para nós, mas o tempo de Deus vai além do nosso tempo, isso é confirmado tanto no Antigo como no Novo Testamento. Eis o que as Escrituras dizem:
  10. 10. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 10 (AT) ―Pois mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou, como a vigília da noite‖ (Sl 90.4). (NT) ―Amados não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia‖ (2Pe 3.8). Não haveria necessidade de Deus criar o universo tão depressa (embora ele tenha poder para isso). Isso não quer dizer também que Deus esperou mil anos para criar cada coisa, já que os dois textos que lemos dizem que mil anos para Deus são como um dia. Estes textos apenas estão enfatizando a eternidade de Deus, assim como outros textos (Jó 36.26; Is 9.6). Deus estabelece tudo pela palavra de seu poder (Hb 1.3), sendo assim, os seis dias da criação não são literais. O sol e a lua são o relógio que Deus criou para a humanidade (ref. Gn 1.14). A coroa da criação ―Contudo, pouco menor do que os anjos o fizeste; de glória e de honra o coroaste‖ (Sl 8.5) Deus formou o homem do barro para mostrar que este seria frágil, mas também soprou nele seu hálito para ensinar que mesmo diante de nossas fraquezas teríamos seu Espírito dentro de nós. É exatamente por isso que a Palavra diz que o Espírito Santo nos ajuda nas nossas fraquezas (Rm 8.26). Segundo as Escrituras o homem é feito um pouco menor do que os anjos, isso porque os anjos são dotados de poderes sobrenaturais e serem eternos. Note que o homem não foi criado do nada e sim formado do pó da terra. A grande diferença entre tudo o que Deus criou foi que ao formar o homem, o Eterno o fez conforme sua imagem e semelhança. Quando diz que o fez conforme sua imagem, o texto está se referindo ao caráter de Deus, seus atributos, pois Deus é Espírito (Jo 4.24), já o homem embora tenha também espírito, possui corpo físico, então a expressão: “imagem de Deus” é simbólica, refere-se ao lado interno e não externo do ser humano. Quanto o ser a semelhança do Altíssimo, significa que temos os mesmos sentimentos de Deus dentro de nós, e que é também o fruto do Espírito Santo: amor, compaixão, bondade, mansidão, etc. Ser semelhante a Deus é sentir o que Deus sente, por isso ao longo das eras Deus levantou profetas e profetizas que eram homens e mulheres que transmitiam para a nação o que Deus estava sentindo. Isso é ser semelhante a Deus. O número do homem A Bíblia está repleta de números simbólicos. Os números que mais aparecem com frequência são: 3, 7,6, 10, 21 e 40. Cada um mostrando uma verdade oculta. Enquanto que o número de Deus é sete, o número do homem é seis, por ter sido criado no sexto dia, este é o número do homem. Até então era um número perfeito, mas com a queda passou a ter um sentido de imperfeição e pecado. No AT os escravos poderiam servir a seus senhores por seis anos, mas no sétimo eram liberados (Ex 21.2); uma prova de que o seis tem uma conotação negativa e o sete, positiva. Por isso no livro do Apocalipse diz que o número do anticristo será o número de um homem (Ap 13.8). Três 6 revelam a “trindade” satânica, a
  11. 11. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 11 imperfeição total sobre o mundo. Este número passou a ser abominável, quem aceitar tal número no futuro significa rejeitar o governo de Cristo e aceitar o governo do homem. Comei de tudo (v. 29 e 30) Para a seita Nova Era, Deus criou o homem e a mulher para serem vegetarianos e somente passaram a comer carne depois do pecado. Dizem que a carne corrompe o progresso espiritual do ser humano. Mas as Escrituras nos ensinam que quando Deus colocou o homem e a mulher no Éden, Deus disse a eles que poderiam comer de tudo incluindo animais (v. 29 e 30). A carne não corrompe a espiritualidade humana. Lembre-se que foi uma fruta que corrompeu o ser humano e não uma carne. Adão e Eva poderiam comer qualquer tipo de carne (inclusive a de porco) se quisessem; a proibição de se comer alguns tipos de carne foram dadas na época de Moisés (Lv 11). O porco era usado em rituais pagãos e por essa razão a carne tornou-se abominável para o povo judeu, que não poderia comer carne consagrada aos demônios. Deus colocou esta proibição na lei judaica, mas após a morte e ressurreição de Jesus, seu sangue nos purificou do paganismo e quebrou o julgo da lei dando espaço para a graça. Como nos tempos de Adão e Eva, hoje podemos comer de tudo. Leia 1 Co 10.25. Corpo, alma e espírito – Tricotomia O ser humano é composto por três partes distintas: corpo, alma e espírito. Isso é fato indiscutível nas Escrituras (1 Ts 5.23; Hb 4.12). Cada uma destas três partes tem sua função.  Corpo (gr. soma): nossa parte mais frágil e mais perecível, onde sentimos: fome, sede, calor, frio, sono, dor, etc.  Alma (gr. psique): é a parte do ser humano onde está a nossa personalidade. O nosso “eu”. É onde está localizada as nossas emoções, tais como: amor, alegria, ódio, medo, prazer, etc. É onde também está localizado nossas vontades e desejos.  Espírito (gr. pneuma): a parte incorruptível e imortal do ser humano. O nosso espírito é a pilha do corpo humano; sem ele é como se nosso corpo fosse um par de luva que precisa das mãos para se movimentar e agir. A palavra “alma” tem várias interpretações na Bíblia dependendo do contexto. Alma pode significar: “sangue” (Gn 9.4), “pessoa” (Ez 18.20; Mt 4.19), “vida” (Ez 18.4), ou simplesmente a parte imortal do ser humano (Ap 6.9). A alma é imortal, portanto deve-se tomar cuidado ao interpretar passagens em que a palavra alma aparece, pois nem tudo na Bíblia é literal ou interpretado ao pé da letra. Deus por exemplo tem alma (Hb 10.38). Em que sentido neste texto? Vemos que alma significa sangue, mas Deus não tem sangue, pois Ele é Espírito, neste texto alma então não pode significar sangue, você concorda comigo? O texto então está se referindo a alma no sentido literal (a parte imortal de todo o ser). Na versão ARC no livro de Ezequiel na parte (a), está escrito: ―A alma que pecar, está morrerá‖ (Ez 18. 20). Vemos que se trata de alma no sentido de pessoa e não no sentido literal, pois a alma é imortal e não pode morrer. Sempre que ler a Bíblia tome o cuidado de saber interpretar o texto lendo-o todo para entender o contexto.
  12. 12. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 12 Estas três essências humana são chamadas na teologia de tricotomia; Todo ser humano é tricotômico, pois tem corpo, alma e espírito. Conclusão Todas as coisas que o Soberano Deus em sua sabedoria criou, Ele viu que era bom. Não houve desaprovação ao criar o universo e a terra, nem as plantas e os animais. Deus colocou o homem num maravilho jardim para ser a criatura dominante. Hoje os homens tem poder de construir castelos, prédios, obras colossais; no entanto, quando olhamos para a natureza, por exemplo, para o céu em uma noite limpa de nuvens toda estrelada ao brilho do luar, ou a uma mata verde que se contrasta ao azul claro do céu, paramos e pensamos: “Isso é maravilhoso e lindo! Impossível essa beleza ser mera obra do acaso. Existe um Criador por trás de toda essa obra de arte”. Até mesmo olhando para nós mesmos vemos a beleza da criação: as impressões digitais que são únicas em cada ser humano, os bilhões de células que reproduzimos ao longo da vida; o DNA, responsável de carregar toda a nossa cadeia genética; o nascimento de um filho ou uma filha a este mundo, que é o milagre do nascimento, enfim. Nas pequenas e grandes coisas vemos a obra do Grande Criador. Glossário Tricotomia: as 3 partes do ser humano: corpo, alma e espírito. Tricotômico: todo ser dotado das três essências humana: corpo, alma e espírito. ARC : Tradução Almeida Revista e Corrigida QUESTIONÁRIO 1. Os seis dias da criação são literais? Explique. 2. Qual número representa o homem e por quê? 3. Adão e Eva só podiam comer carne? Explique com referências bíblicas. 4. O que é um ser tricotômico?
  13. 13. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 13 5. Defina as funções do corpo, alma e espírito. Corpo: Alma: Espírito: CURIOSIDADE Você sabia que existem dois tipos de ciência? A Ciência Evolucionista e a Ciência Criacionista? Pois é: A Ciência Evolucionista é a ciência que acredita na teoria do Big Bang e na evolução. A Ciência Criacionista é a ciência que acredita em Deus e diz: ―O universo é muito perfeito para ser simplesmente mera obra do acaso‖.
  14. 14. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 14 Lição 3 A queda [Leitura bíblica em classe: Gn 3.1-19, 22, 23 e 24] 3 Ora, a serpente era o mais astuto dos animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. Esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? 2. Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, 3. mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele nem nele tocareis, para que não morrais. 4. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. 5. Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal. 6. Vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, que estava com ela, e ele comeu. 7. Então os olhos de ambos foram abertos, e perceberam que estavam nus; juntaram, pois, folhas de figueira e cobriram-se. 8. Então ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia, o homem e sua mulher esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim. 9. Chamou, porém, o Senhor Deus o homem e lhe perguntou: Onde estás? 10. Ele respondeu: Ouvi tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu, e escondi-me. 11. Perguntou-lhe Deus: Quem te mostrou que estavas nu? Comestes da árvore que te ordenei que não comesses? 12. Disse o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me da árvore, e eu comi. 13. Então disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. 14. Disse, pois, o Senhor Deus à serpente: Porque fizeste isso, maldita és entre todos os animais domésticos e entre todos os animais do campo; sobre teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. 15. E porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. 16. À mulher disse: multiplicarei grandemente a dor da sua gravidez; em dor darás à luz filhos. O teu desejo será para teu marido, e ele te dominará. 17. Ao homem disse: Porque deste ouvidos à voz de tua mulher e comeste da árvore que te ordenei não comesse, maldita é a terra por tua causa; em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida. 18. Ela também produzirá espinhos e ervas daninha, e tu comerás das plantas do campo. 19. Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes a terra, porque dela foste tomado; pois és pó, e ao pó tornarás. 22. Então disse o Senhor Deus: O homem se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Não aconteça que ele estenda a mão e tome também da árvore da vida e coma e viva eternamente. 23. O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tirado. 24. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden e uma espada flamejante que se movia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida.
  15. 15. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 15 INTRODUÇÃO Deus formou o homem e o chamou de Adão, que de acordo com alguns intérpretes das Escrituras chamados de exegetas, significa: ―Homem da terra vermelha‖. Deus o colocou num lindo jardim chamado Éden, que significa: ―Paraíso‖ ou ―Lugar de delícia‖ no original. Deus percebeu que não seria bom para o homem estar sozinho e criou a mulher como auxiliar e companheira. A família estava criada. Mas havia alguém que estava observando tudo o que estava acontecendo e não estava gostando nada disso. Na aula de hoje estudaremos sobre as mentiras do Inimigo, sobre o pecado e sobre a maravilhosa promessa descrita em Gênesis 3.15. Que o Deus da sabedoria nos encha de conhecimento. Amém. Os dois tipos de mentira Existem dois tipos de mentira: a inventada, onde não há nenhuma verdade; e a mentira com verdade. A pior mentira é aquela que apresenta um pouco da verdade, pois ela se parece mais com a verdade do que uma mentira totalmente inventada. Quando o inimigo apareceu para tentar Eva, ele sutilmente distorceu o mandamento de Deus. Deus disse: “De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás, pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás” — (Gn 2.16,17). O diabo disse: “Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal.” — (Gn 3. 4,5). Uma mentira misturada com a verdade pode provocar certa confusão no cérebro, sem contar que nossos primeiros pais não sabiam sobre a existência da mentira. A primeira mentira A primeira mentira em ordem cronológica aconteceu aqui na terra quando Lúcifer disse para si mesmo: “acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono” — (Is 14.13). Entenda que neste contexto estrelas se referem aos anjos, tal como em Apocalipse 12.4. Como vimos na primeira lição, os anjos que ficam acima do trono de Deus são os serafins. Eram estes que o diabo queria estar acima. A primeira mentira que Lúcifer contou fora para si mesmo ao dizer que estaria acima de todos e seria semelhante a Deus. No entanto foi o oposto que aconteceu: ―Contudo, serás levado à cova, ao mais profundo do abismo.‖ — (Is14.15) Nossos pais não tinham ideia da existência da mentira, o que dificultou no raciocínio e colaborou com a queda. Vamos estudar agora as palavras que o Pai da mentira falou, e para facilitar, as palavras foram separadas para se ver onde havia verdades e mentiras e se encontram ao lado do texto em negrito no canto superior à frase junto com a explicação:
  16. 16. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 16 ―Certamente não morrereis.‖ Mentira, pois, Deus havia dito que morreriam (Gn 2.16 17). ―Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, os vossos olhos se abrirão‖ verdade, pois Deus sabe de todas as coisas antes que elas aconteçam e a própria Bíblia declara que os olhos de Adão e Eva se abriram (Gn 3.7) ―e sereis como Deus‖, mentira, pois Deus já havia feito o homem e a mulher conforme sua imagem e semelhança (Gn 1.27) ―conhecendo o bem e o mal‖. Verdade, pois o próprio Deus afirmou isso em Gênesis 3.22. Vemos a ousadia do nosso Adversário ao chamar Deus de mentiroso. Perceba que sempre quando ele mente usa a própria Palavra de Deus contra nós. Ele usou a Palavra no deserto quando tentou Jesus, por que não usaria contra nós? (Leia Mateus capítulo 4 inteiro). Jesus combateu o Inimigo com a Própria Palavra de Deus. É muito perigoso interpretar a Bíblia a nosso bel-prazer, pois foi o que o Inimigo fez no deserto tentando o nosso Senhor. Cuidado com os textos isolados que os pregadores da atualidade pegam para “enfeitar” seus “sermões”. Existem muitos cristãos que abandonaram a verdade por crenças de seitas que distorcem a Bíblia por não conhecerem as Escrituras. Cuidando da nossa família Eva foi induzida a enganar Adão. Vejamos o que a serpente disse: “os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus (v 5)”. Perceba que a antiga serpente falou no plural, ou seja, fez uma recomendação para Eva não comer do fruto proibido sozinha, mas para que compartilhasse com o marido. O desejo do Inimigo é jogar esposo contra esposa, filho contra pai, filha contra mãe, sogra contra nora, etc. A Bíblia nos diz que isso aconteceria. Ele veio apenas para destruir o que Deus instituiu (Jo 10.10). Como guardar a nossa família das garras do inimigo? Pelos ensinamentos da Bíblia e o estudo dela. Se ensinarmos nossos filhos o caminho dos céus, dificilmente se afastarão da verdade (Pv 22.6). Textos recomendados para leitura: 1Tm 4.13-16; 5.8; Tg 1.5,6. Uma recomendação minha agora: Qualquer coisa que você ouvir, seja em pregação ou em louvor que soe estranho ou herético: busque respostas na Bíblia e não acredite em tudo o que ouvir em pregações. A maioria hoje quer causar sensacionalismo e acabam agindo como a serpente do Éden colocando palavras a mais na Palavra de Deus e isso é blasfêmia (Pv 30.5,6); (Ap 22.17,18). O segredo para uma família cristã feliz é estar armada com toda a verdade da Palavra de Deus. O pecado original É o nome que se dá à queda de Adão e Eva ao comer o fruto proibido (que não era uma maçã). A palavra ―pecado‖ no original hebraico tem o significado de: ―Errar o alvo‖ 1. Nosso alvo é Jesus, se queremos de fato viver eternamente na Nova Jerusalém devemos estar focados nele: ―Olhando firmemente para Jesus, autor e consumador da nossa fé‖ (Hb 12.2a). 1 A palavra pecado tanto em hebraico: hâttâh, como em grego: hamartia tem como significado: “errar o alvo” e assim: não cumprir a meta.
  17. 17. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 17 Cristo é o único Caminho (Jo 14.6). O pecado, por sua vez, quer que o homem e a mulher saiam do caminho certo e não ganhe o prêmio da salvação. Quando Deus disse a Josué para que este não se desviasse nem para à direita, nem para à esquerda, em outras palavras Deus estava dizendo para Josué se manter integro a ele, andando em santidade, pois o pecado nos tira do caminho. Veja abaixo as consequências do pecado:  Afasta-nos de Deus — Isaías 59.2;  Seu salário é a morte — Romanos 6.23. Pode-se afirmar que o primeiro pecado ocorreu na rebelião de Lúcifer, seu pecado foi o orgulho e prepotência em se achar exclusivo. Desviou-se do alvo de adorador e quis ser adorado (ref. Mt 4.9). Já no caso do primeiro casal, o pecado deles foi a desobediência ao mandamento de Deus. A primeira promessa Diante de tanta tristeza que o pecado causou, eis a primeira profecia lançada por Deus: “E porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” — (Gn 3.15). A promessa de Gênesis 3.15 se refere à vinda do Messias e a derrota de Satanás. O que significa ferir o calcanhar? Trata-se de uma forma de linguagem nacional de Israel. Assim como aqui no Brasil chamamos pessoas falsas de ―amigos da onça‖, lá em Israel o calcanhar está relacionado à traição por causa das palavras que Deus disse à serpente no Éden. Como é a primeira vez que a palavra “calcanhar” aparece e é descrita de maneira negativa por Deus, o termo “calcanhar” pegou um sentido negativo para os Judeus. É como se diz: a primeira impressão é a que fica. Este texto está se referindo ao futuro homem que trairia mais tarde o Messias com um sutil ósculo na face. Note que passagens que trazem a palavra calcanhar não trazem uma conotação positiva. Jacó é o mais clássico exemplo (leia Gn 25.26). Deixarei para falar mais sobre ele na apostila II. No Salmo 41 verso 9 na tradução ARC está escrito: ―Até o meu amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar‖ (grifo meu). Como pode ver, outra profecia sobre a traição, envolvendo Jesus e Judas Iscariotes com a palavra calcanhar no texto. Deus deu uma segunda chance para a humanidade. Embora o diabo tentasse frustrar os planos de Deus, não consegui, pois , da descendência da criatura que Deus fez, nasceria um que acabaria de vez com a antiga serpente. E pode ter certeza: está palavra ecoou até no inferno. Glória a Deus! Contraste entre Jesus Cristo e o Pecado Jesus Cristo Pecado Aproxima-nos de Deus-Pai— Jo 14.6; Afasta a gente de Deus— Is 59.2 Seu salário é a vida eterna — Jo 10.10b; Seu salário é a morte— Rm 6.23 1Jo 5.11; Ap
  18. 18. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 18 Os querubins e a espada Deus sabia que se não tomasse providências o homem poderia entrar no jardim e tomar do fruto da árvore da vida para tornar a ser eterno (v. 22). Por isso colocou querubins ao oriente do jardim. Já estudamos sobre esta classe angelical e agora percebemos o porquê de Deus ter escolhido esta classe para tomar conta da árvore da vida. Primeiro porque são seres que cobrem, ou guardam algo e segundo porque possuem visão panorâmica nos quatro cantos. Adão e Eva não poderiam passar despercebidos deles. Quanto à espada, é a poderosa Palavra de Deus que garantia sua ordem de proteção ao jardim do Éden. Com essa espada o homem não iria passar por cima da ordem de Deus novamente. É interessante notar que o texto diz que Deus fez isso para guardar o caminho da árvore da vida. Depois desta passagem a árvore da vida não é mais citada novamente, exceto no Novo Testamento no livro de Apocalipse. Através do pecado perdemos o direito de sermos imortais, mas através de Jesus temos a vida eterna. Ele é o Caminho para a árvore da vida, pois só nele temos a salvação. Conclusão Quando o homem pecou tentou se esconder de Deus e sabemos que tudo o que fizermos um dia será trazido à tona diante dos nossos olhos. Devemos não esconder nossos erros de Deus, mas apresenta-los a ele. Não é nenhum pouco fácil obedecer a Deus, pois ser seguidor de Cristo é renunciar a própria vida. Mas com perseverança e fé, tudo é possível ao que crê. A raiz da maldição está na desobediência desde o princípio do mundo, ao passo que a raiz da benção está na obediência aos mandamentos de Deus: ―Tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios como em que se obedeça à sua palavra? Obedecer é melhor do que sacrificar — (1Sm 15.22).‖ ―Vede, hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição; a benção, se ouvirdes os mandamentos do Senhor, o vosso Deus que hoje vos mando; a maldição, se não ouvirdes os mandamentos do Senhor, o vosso Deus, e vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes.‖ — (Dt 11.26-28). Jesus Cristo veio ao mundo para nos resgatar, da maldição e nos trazer as ricas bênçãos dos céus. Se em Adão o salário do pecado é a morte, em Jesus que é o segundo Adão, veio nos trazer a vida eterna (1Co 15.21,22,45,47). Tomemos cuidado com o pecado que tão de perto nos rodeia (Hb 12). Deus nos deu uma segunda chance, pois é do desejo dele que vivamos para sempre com ele assim como era no começo. Amém. Glossário: Bel-prazer: segundo nossa própria vontade e desejo carnal; Blasfêmia: praga; maldição.
  19. 19. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 19 QUESTIONÁRIO 1. Quais os dois tipos de mentira? 2. Onde aconteceu a primeira mentira e quem a contou? 3. Como podemos cuidar melhor de nossa família? 4. O que significa o nome “Adão” e “Éden”? 5. Em que capítulo e versículo se encontram a primeira promessa de Deus?
  20. 20. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 20 Lição 4 Caim e Abel – a simbologia por dentro da história [Leitura bíblica em classe: Gn 4.1 – 17] 4. Conheceu Adão Eva, sua mulher, e ela concebeu e teve a Caim; então disse: Adquiri um varão com auxílio do Senhor. 2. Tornou a dar à luz e teve Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. 3. Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. 4. Abel também trouxe dos primogênitos de suas ovelhas e da gordura delas. Atentou o Senhor para Abel e para sua oferta, 5. Mas para Caim e para sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. 6. Então lhe disse o Senhor: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? 7. Se procederes bem, não serás aceito? E, se não procederes bem, o pecado jaz à porta, querendo conquistar-te, mas sobre ele deves dominar. 8. Disse Caim ao seu irmão Abel: Vamos ao campo. Estando eles no campo, Caim se levantou contra seu irmão Abel e o matou. 9. Disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E Ele respondeu: Não sei. Acaso sou eu guarda do meu irmão? 10. Disse Deus: O que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra. 11. Agora maldito és desde a terra, que abriu a sua boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão. 12. Quando lavrares o solo, não te dará mais a sua força; fugitivo e errante serás pela terra. 13. Então disse Caim ao Senhor: É maior o meu castigo do que o que eu possa suportar. 14. Hoje me lanças da face da terra, e da tua presença me esconderei; serei fugitivo e errante pela terra, e qualquer que se encontrar comigo me matará. 15. O Senhor, porém, lhe disse: Portanto qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse. 16. Então saiu Caim da presença do Senhor e habitou na terra de Nobe, ao oriente do Éden. 17. Conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu e teve a Enoque. Caim edificou uma cidade e lhe deu o nome do filho, Enoque. INTRODUÇÃO Vemos o começo das ofertas e sacrifícios que o ser humano começou a fazer ao Deus Todo- Poderoso. Caim era agricultor e seu irmão pastor de ovelhas. Enquanto um oferecia a Deus o fruto que para ele não tinha muita importância, Abel oferecia as primícias de seu rebanho, o que acabou por atrair a atenção de Deus para sua oferta.
  21. 21. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 21 A inveja de seu irmão foi tanta que sutilmente um dia quando passeavam no campo, covardemente Caim matou seu irmão (provavelmente o agrediu pelas costas sem nem ao menos Abel ter chance de se defender). Deus disse a Caim que a voz do sangue de seu irmão clamava por justiça. Essa comovente história está repleta de simbolismo e mistério. Na aula de hoje, além de aprendermos sobre as sobras, que nada mais é do que um reflexo do Novo Testamento, aprenderemos sobre quem foi a mulher de Caim que é citada no versículo 17. O primeiro homicida Deus havia prometido que da descendência da mulher nasceria um que feriria a cabeça da serpente, pois bem, o Adversário pode ter imaginado que esse descendente pudesse ser Abel, pois fazia coisas da qual Deus se atentava para ele. Vendo que Caim o invejava, o inimigo plantou ira no coração de Caim a tal ponto que este planejou antecipadamente a morte do irmão. Note que ele convidou o irmão para um lugar solitário (v.8). Tomemos cuidado, pois o Inimigo aguarda sempre o momento em que estamos sós para lançar pensamentos negativos e pecaminosos, ou pessoas para nos fazer sair do caminho certo. Por que o escondeu na terra? Ora, como agricultor ele sabia muito bem como cavar a terra para enterrar as sementes e ver o fruto nascer com o tempo. A terra era o lugar ideal para esconder o corpo do irmão. O que Caim não sabia era que Deus estava vendo, pois nada se esconde aos olhos dele (Dn 2. 22; Hb 4.13). Imagine agora uma coisa: talvez Caim não tivesse a intenção de matar o irmão, apenas machuca-lo muito. Lembre-se que ninguém ainda havia morrido de morte natural para se saber como é horrível a sensação. Ao ver que o irmão não reagia mais depois do golpe, com muita certeza Caim sentiu medo. A primeira morte na Bíblia não foi natural. O diabo pensou que havia acabado com a promessa que Deus fez de lhe ferir a cabeça através de um descendente. Mas estava enganado. A diferença das ofertas Voltando ao assunto das ofertas observe o relato das ofertas de cada um: ―Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor.‖ ―Abel também trouxe dos primogênitos de suas ovelhas e da gordura delas.‖ Enquanto o primeiro nada diz sobre sua oferta, exceto que era uma oferta, sobre Abel, o texto diz que trouxe dos primogênitos de suas ovelhas, ou seja: não era apenas uma oferta, mas várias e as melhores, pois se tratava das crias novas do rebanho que havia concebido. Aprendemos que ao ofertar na Casa de Deus, devemos semear o nosso melhor. Se plantarmos uma semente doente na terra o fruto nascerá doente, mas se ofertarmos a Deus nosso melhor fruto de trabalho, Deus abençoará nossa semeadura. Deus é muito honesto e bom demais em tudo o que Ele nos dá. Tudo que Deus deu a humanidade foi gratuito: O sol, cuja luz e o calor são necessários para a vida na terra; a água, pela qual os seres necessitam para viver. Agora veja só: pagamos à conta de luz e água. A luz que pagamos, poderíamos viver muito bem sem ela, pois antigamente se vivia a base de lamparina, candelabro, candeeiro, etc. O homem é honesto? Não! A luz que precisamos para viver é dada de graça por Deus-Pai, agora a luz superficial que é a energia elétrica pagamos.
  22. 22. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 22 Deus diz em sua Palavra: “e quem quiser beba de graça da água da vida” — Apocalipse 22.17. Já o homem, nos cobra de mês em mês por uma água ao qual nunca ficamos saciados. O que quero dizer com tudo isso é que a ganância do ser humano é grande, e o pai de todos os gananciosos é Caim. Não querem dar a Deus o que lhe é de direito. A humanidade quer tudo para si próprio, desde riquezas, à glória, fama, louvores e hinos. O erro principal de Caim foi de não dar a devida atenção Àquele que fazia seus frutos brotarem. Isso sugere que Caim foi forçado a ofertar ao Senhor porque seu irmão já estava separando seu rebanho para ofertar ao Senhor Deus. Muito provável que Caim ficou com inveja do irmão e quis ofertar primeiro, por isso se apressou e por isso ele é citado primeiro que Abel, oferecendo sua oferta mirrada. Mas eis o que o texto diz: “Atentou o Senhor para Abel e para sua oferta, Mas para Caim e para sua oferta não atentou.” (v.4,5). Muitos são como Caim, esquece de que a oferta que se faz no templo é voluntária e não obrigatória. O divisor de famílias Caim é o reflexo do demônio, pois o desejo do Inimigo é acabar com nossa família. Disse Jesus em João 10.10: ―O ladrão só vem para matar, roubar e destruir (parte a)‖. Caim se enquadra nessa passagem muito bem. Primeiro porque Ele não ofertou a Deus da forma correta. O que era de Deus de fato ficou com ele, então ele era ladrão. Em segundo lugar porque matou seu irmão e terceiro porque destruiu a própria família ao fazer isso. “Esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio, que nos amemos uns aos outros, não sendo como Caim, que era do Maligno, e matou seu irmão. E por que o matou? Porque suas obras eram más e as de seu irmão, justas” — (1Jo 3.11 e 12). Quem era a mulher de Caim? (v.17) Finalmente chegamos a este tópico e aposto que você estava curioso para chegar nele. Muitas pessoas pensam erroneamente que Caim teve relações sexuais com a própria mãe, afinal de contas era o começo de tudo, estão não havia mal algum em fazer isso, certo? Errado! Deus constituiu desde o principio o casamento entre um homem e uma mulher, sendo assim, seria um adultério Caim fazer isso. Quem era a esposa de Caim então? Provavelmente uma de suas irmãs ou primas, lembre-se que como já foi dito, a Bíblia foi escrita fora de ordem cronológica e que antigamente as pessoas viviam quase até mil anos. Além disso, a Bíblia relata que Adão e Eva depois de terem Caim, Abel e Sete, tiveram mais filhos e filhas: Gn 5.3 e 4. Caim esperou uma de suas irmãs ou primas crescerem e se casou com ela. Infelizmente a Bíblia não nos diz quantos anos Caim tinha quando sua mulher concebeu um filho, mas podemos confiar que a mulher de Caim não era sua mãe. Abel, o reflexo do Messias na Cruz ―Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho de suas ofertas, e por meio dela, depois de morto, ainda fala‖ — Hb 11.3.
  23. 23. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 23 Abel simboliza Jesus Cristo na cruz. Quando foi morto, Deus-Pai disse a Caim: “A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.”. Quando Jesus morreu o texto sagrado diz: ―Contudo, um dos soldados trespassou-lhe o lado com uma lança, e imediatamente saiu sangue e água‖. — Jo 19.34. E o Sangue de Cristo testificou depois de morto de que realmente Ele era Filho de Deus. Após ver o sangue escorrendo junto com a água do coração transpassado o soldado afirmou: ―Verdadeiramente este homem era justo.’ Verdadeiramente este homem era Filho de Deus‖ (Lc 23.47; Mc 15.39). Mesmo depois de morto o sangue de Abel testificou sua justiça, assim como o sangue de Cristo. “a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.” — Hebreus 12.24. “E, três são o que dão testemunho na terra: o Espírito, a água e o sangue; e estes três concordam” — 1Jo 5.8. Assim como Deus colocou um sinal em Caim, Jesus colocou um sinal no diabo: Ele o feriu no Calvário cumprindo-se Gênesis 3.15. Conclusão Embora a história dos dois irmãos na Bíblia seja breve, aprendemos sobre a gratidão, a inveja familiar, a ganância, o amor a Deus e ao desapego às coisas materiais. Existem em muitos lares no mundo, cristãos sendo ameaçados de morte pela própria família por seguirem os passos do Mestre Jesus. Aceitar a Cristo realmente é uma renúncia a tudo o que mais amamos nessa vida. O sangue de Jesus é o maior testemunho de amor que Ele nos deu, e isso também é representado na vida de Abel. Jesus foi ao mesmo tempo à ovelha oferecida por Abel e o próprio sacrifício para nossa redenção. Que não nos esqueçamos de seu sacrifício por nós e que cada dia possamos ofertar nossas vidas a Ele. Amém. Glossário: Aspersão: antigo ato de colocar e retirar o dedo sobre o animal degolado (oferta) para fazer com que seu sangue salpicasse as vestes do ofertante.
  24. 24. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 24 QUESTIONÁRIO 1. Qual a diferença no relato entre a oferta de Caim e a de Abel? 2. De quem Caim é reflexo? 3. Quem era a mulher de Caim? 4. De quem Abel é reflexo? 5. Explique com suas palavras o que você aprende com a história de Caim e Abel.
  25. 25. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 25 Lição 5 Noé, o homem que andava com Deus [Leitura bíblica em classe: Gn 6:1-22] 6. Quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra e lhes nasceram filhas, 2. Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. 3. Então disse o Senhor: não permanecerá o meu Espírito para sempre com o homem, pois este é mortal; os seus dias será cento e vinte anos. 4. Havia naqueles dias gigantes na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes nasceram filhos. Estes foram os valentes, os homens de renome que houve na antiguidade. 5. Viu o senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos era má continuamente. 6. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e isso lhe pesou no coração. 7. Disse o Senhor: Destruirei de sobre a face da terra o homem que criei, tanto o homem como o animal, os répteis e as aves do céu, pois me arrependo de os haver feito. 8. Noé, porém achou graça aos olhos do Senhor. 9. São estas as gerações de Noé. Era ele homem justo e íntegro em sua geração; Noé andava com Deus. 10. Gerou Noé três filhos: Sem, Cão, e Jafé. 11. A terra, porém, estava corrompida diante de Deus e cheia de violência. 12. Viu Deus que a terra estava corrompida, pois todas as pessoas haviam corrompido a sua conduta sobre a terra. 13. Então disse o senhor a Noé; O fim de todos os seres humanos é chegado perante mim, pois a terra está cheia da violência dos homens. Eu os destruirei com a terra. 14. Faze para ti uma arca de madeira de cipreste. Farás compartimentos na arca e a revestiras de betume por dentro e por fora. 15. Desta maneira a farás: o comprimento da arca será de trezentos côvados, a sua largura de cinquenta e a sua altura de trinta. 16. Farás na arca uma janela e lhe darás um côvado de altura. A porta da arca porás no seu lado; farás um primeiro, um segundo e um terceiro andares. 17. Eu trago o Dilúvio sobre a terra, para destruir tudo o que tem vida debaixo dos céus; tudo o que há na terra expirará. 18. Contigo, porém, estabelecerei minha aliança. Entrarás na arca tu e contigo os teus filhos, a tua mulher e as mulheres de teus filhos. 19. De tudo o que vive, de tudo que é carne, dois de cada espécie, farás entrar na arca, para os conservares vivos contigo; macho e fêmea serão. 20. Das aves conforme as suas espécies, de todos os animais conforme as suas espécies, de todo réptil da terra conforme as suas espécies, dois de cada espécie virão a ti, para os conservares em vida. 21. Leva contigo de tudo o que se come e ajunta-o para ti; e te será para mantimento, a ti e a eles.
  26. 26. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 26 22. Assim fez Noé, conforme a tudo o que Deus lhe mandou. INTRODUÇÃO Na aula de hoje irei abordar assuntos considerados polêmicos pelo conceito ateísta e mundano deste século. Esta é a penúltima aula e dediquei mais espaço a essa lição para explicar assuntos de lições passadas para se ter aqui um rico aproveitamento com a história do patriarca Noé. Vamos fazer uma oração ao Senhor para que Ele nos abra os olhos para enxergarmos os mistérios de sua Santa Palavra numa visão panorâmica. Amém. Os anjos se apaixonaram pelas mulheres e tiveram relações com elas? (Gn 6.2) No livro de Jó vemos que quando Satanás vai se apresentar perante Deus para acusar Jó, eis o relato: “Certo dia os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, e veio também Satanás entre eles” — Jó 1.6. Estes filhos de Deus citados no comecinho do versículo seis se refere aos anjos, pois ao ler o texto, percebemos claramente que se tratam de seres celestes pois a narrativa mostra-se literal ao dizer sobre a apresentação deles e do Inimigo. No livro de Gênesis está escrito assim: ―Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram” — Gn 6.2. Perceba que o termo: Filhos de Deus é o mesmo termo usado no livro de Jó, só que não se trata de anjos nesse contexto. Anjos são criaturas espirituais, ou seja, sem órgão reprodutor, em outras palavras: sem sexo. Não caia nessa de que anjos tiveram relações sexuais com mulheres e por isso os filhos dela nasceram gigantes que essa ideia toda não passa de mitologia. Na Antiga Grécia, acreditavam em divindades como Zeus — o pai de todos os “deuses”, que se relacionou com Alcmena, uma mortal, e esta engravidou, dando à luz a um menino ao qual pôs o nome de Heracles, ou como conhecemos melhor: Hércules, um semideus com uma força desumana. A Bíblia não ensina nada disso, alias, segundo as Escrituras, não há assimilação nenhuma entre a carne e o espírito: ―Digo, porém: andai em Espírito, e não satisfareis os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito, e o Espírito o que é contrário à carne. Estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis‖ — Gálatas 5.16 e 17. Como um anjo que é espiritual sentiria desejo por algo carnal se os dois se opõem um ao outro? Quem eram os Filhos de Deus? O texto esta se referindo aos descendentes de Sete, filho de Adão e Eva. O termo: filha dos homens é uma referência aos descendentes de Caim. Sete é o único filho que substituiu Abel que era justo, e por essa razão o texto faz uma diferença entre as partes. Sendo assim, o texto esta descrevendo duas descendências: a primeira é simbolicamente: espiritual, voltada para Deus; já a outra, é voltada para as coisas desse mundo. Lembra-se da aula passada em que falei de ganância? Pois então, os filhos de Sete se apaixonaram pelas filhas de Caim e tiveram filhos com elas. O puro se juntou com o profano, no que acabou corrompendo o gênero de toda a criação. Paulo certa feita disse: “Não sabeis vós que o vosso corpo são membros de
  27. 27. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 27 Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e os farei membros de meretriz? Não, por certo.” — 1Co 6.15. Foi o que aconteceu naquele tempo. Teria sido melhor os descendentes de Sete terem esperado suas irmãs ou suas primas da parte de seus pais crescerem para se casar com elas. Tempo para a humanidade e para o Espírito Santo (v. 3) Por que 120 anos? Deus havia estabelecido um tempo para o Espírito Santo permanecer na terra: 120 anos; e nesse tempo, a humanidade teria tempo também para se achegar a Deus, ou pelo menos tentar mudar sua conduta, pois a época de Noé era uma época em que os bens materiais eram superestimados. Alguns confundem os cento e vinte anos com uma idade fixa que Deus colocou no ser humano, por exemplo: nos tempos de Adão se vivia até uns 969 anos, nos tempos de Noé Deus abaixou para 120; isso não é verdade, pois na Bíblia existem muitos casos de homens e mulheres que morreram depois dos 120 anos, tais como: Sara (Gn 23) morreu com 127 anos; Ismael com 137 anos (Gn 25.17); Arão (Nm 33.39) morreu com 123 anos; Moisés é exceção, pois morreu exatamente com 120 anos (Dt 34.7), etc. Assim sendo, os 120 anos foi um tempo que Deus colocou para a humanidade se arrepender, lembre-se que Noé pregou para o povo nesse tempo para se salvarem, mas ninguém deu crédito. Após esse período, Deus tirou o Espírito Santo da face da terra, e após esse tempo, apenas quem realmente era correto e levava uma vida íntegra, podia ter o Espírito Santo na sua vida. Até o próprio Moisés disse que gostaria que todos tivessem o Espírito Santo, pois era prerrogativa de poucos (Nm 11.29). É curioso notar que quando Deus tornou a enviar o seu Espírito para a terra, para desta vez ficar conosco até o dia do arrebatamento, em Atos 1 diz que o número de pessoas que estavam no Cenáculo era quase 120. Esse número em Atos 1. 15 é muito simbólico, pois, se em Gênesis 6.3 esse numero representa a despedida do Espírito Santo à terra, em Atos 1.15, representa a misericórdia de Deus com o seu povo, pois a Igreja foi inaugurada após o batismo com o Espírito Santo. O que antes era privilégio de poucos, agora já não é mais. Hoje em dia se cumpre o que diz Joel cap. 2.28 e 29, em que o Espírito do Senhor estaria sobre toda a carne. O número 120 é o número de lembrarmos porque o Espírito Santo foi retirado: havia muita prostituição, egoísmo, cobiça, e promiscuidade. Apenas obras da carne. E também é para lembrarmos de sua vinda sobre aquelas quase 120 pessoas que foram resgatadas com o sangue de Jesus e que hoje ultrapassa mais de 1 bilhão de seguidores, lavados e remidos pelo sangue de Jesus. Deus se arrepende? (VV. 6 e 7) Eis a resposta: ―Deus não é homem para que minta nem filho do homem para que se arrependa. Porventura tendo ele dito, não o fará? Ou, tendo falado, não realizará?‖ — (Nm 23.19). Como você leu acima e tirado suas próprias conclusões a resposta é não. Deus não se arrepende. Então a Bíblia está se contradizendo? Também não!
  28. 28. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 28 Deus não se arrepende da mesma forma que não fica cansado, mas em Gênesis lemos que Deus descansou no sétimo dia. Deus sabe todas as coisas? Sim, claro! Se realmente sabe, por que perguntou a Adão onde ele estava? Como vê, deixei assuntos de lições passadas, para falar tudo aqui. Pois bem, vamos lá... Deus não se arrepende, nem se cansa e sabe de todas as coisas. Agora, por que então não é o que parece quando lemos? Simples, Javé por ser quem é, está além de nossa capacidade intelectual: ―Quão grande é Deus e nós não o compreendemos‖ — (Jó 36.26). Mas Deus inspirou seres humanos como eu e você para escrever sua gloriosa Palavra. Os profetas que escreveram a Bíblia tinham que expressar os sentimentos de Deus para o povo, então tiveram que usar uma linguagem humana nas vezes em que Deus falava, isso servia para expressar o amor de Deus conosco. Na verdade, quando se diz que Deus descansou no sétimo dia, está dizendo apenas que ele interrompeu de vez com a criação. A palavra para descanso em hebraico é ―shabatt‖ que pode significar: ―parar de fazer uma obra‖, ―cessar‖ e ―descansar‖. Não significa, portanto que nosso Deus se cansa. Por que Deus perguntou a Adão onde ele estava? Apenas para ouvir sua resposta. Como assim? O homem errou, e quando erramos tentamos esconder nossos erros. Deus não queria chegar já punindo o casal sem nem ao menos terem a chance de se defenderem, isso seria muito injusto, até do nosso ponto de vista; antes esperou pela resposta para o homem confessar porque razão havia se escondido e como sabia que estava nu. E por que Deus se arrependeu? Segundo o dicionário Michaelis, arrependimento é: 1. Dor sincera por algum ato ou omissão. 2. Mudança de intenção. 3. Desistência de coisa feita. Quando se lê que Deus se arrependeu de ter feito o homem, no original hebraico diz que Deus se entristeceu. Entristeceu-se de ter feito o homem porque o homem mudou sua conduta espiritual para coisas supérfluas e terrenas. Os mais poderosos pisavam em cima dos mais fracos, havia muito assassinato e desinteresse por Deus. Todos festejavam diariamente como se Deus não existisse. Deus fez a humanidade conforme sua imagem e semelhança, mas a humanidade estava se destruído a si mesma por agirem por conta própria fazendo o que achavam parecer certo a elas. Deus criou a principio o ser humano para se relacionar com ele. Ser amigo dele. Deus então procurou no meio dos corruptos daquela época alguém que era justo e obediente a ele. Foi quando encontrou uma família de 8 pessoas — a família de Noé. A Pregação de 120 anos e as duas missões de Noé Embora o ser humano seja criatura ingrata, Deus sempre nos dá uma segunda chance. Escolheu Noé como pregador para anunciar o que iria mandar futuramente sobre a terra: o dilúvio. E também construir um barco enorme que coubesse todos os animais da terra e todo tipo de alimento e pessoas nele. Durante 120 anos2 Noé teve que ser carpinteiro e mensageiro de Deus. Durante todo o tempo livre que tinha, dizia que Deus mandaria água dos céus e os afogariam, mas todos zombavam do que Noé dizia. Por quê? Porque desde que o mundo tinha 2 Não que Noé levasse todo esse tempo para construir a arca, alguns acreditam que tenha levado 40 anos para construí-la. Não se sabe ao certo os anos exatos, mas segundo as Escrituras foram menos de 100 anos.
  29. 29. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 29 sido criado até aquele momento não havia chovido sobre a terra. Isso mesmo: do céu nunca havia caído uma gota. Depois que Deus criou tudo não se fala que choveu sobre a terra, a Bíblia só diz: “no dia em que o Senhor fez a terra e os céus, e toda a planta do campo que ainda não estava na terra, e toda a erva do campo que ainda não brotava; porque ainda o Senhor não tinha feito chover sobre a terra, e não havia homem para lavrar a terra. Um vapor, porém, subia da terra e regava toda a face da terra” (grifo meu). — Gn 2.4-6 (ARC). E era por esse vapor que a vegetação, as plantas e árvores eram preservadas. Não era necessária a ação da chuva, apenas essa neblina ou orvalho que caia pela manhã. Então Noé pregava algo que nem mesmo ele havia visto. As pessoas achavam loucura cair água do céu. E durante todos esses anos, ninguém se arrependeu e mudou de vida. Por essa razão está escrito: ―Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que não se viam3, temeu, e, para salvação de sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé‖ — Hebreus 11.7 ARC. Uma comparação com os dias de hoje Observe como é difícil acreditarmos na pregação de algo que nunca vemos. O arrebatamento é semelhante à crença de Noé. Assim como Noé pregava algo que nunca tinha visto, nós também pregamos sobre o arrebatamento que nunca vimos, mas acreditamos que em breve irá acontecer, e muitos zombam de nós e dizem: “Da época que ouço que Jesus em breve virá e nunca vem. Isso é besteira”. Lembre-se: “A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem.‖ — (Hb 11.1 ARC). Lembre-se também do que disse Jesus: “E como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como aos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e dava-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca. E não perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos – assim será também a vinda do Filho do homem.” — (Mt 24.36-39). O que é um côvado? (Gn 6.15) O côvado pode equivaler a 44,5 cm ou a 45 cm dependendo dos estudos. O mais comum é a primeira medida. O côvado é uma unidade de medida usada antigamente que nos dias de hoje não se sabe ao certo sua medida exata. No entanto sabe-se que a medida equivalia menos de um metro. O côvado em unidade padrão segundo a teologia equivale a 44,5 cm, alguns arredondam para 45 cm. De qualquer maneira a unidade era medida antigamente dos palmos das mãos: pegava-se uma cana e uma faca, colocavam-se as duas mãos sobre a mesma e em seguida marcavam com a faca a medida dos dois palmos, isso era feito diversas vezes, e em cada côvado havia entre as medidas uma marcação no meio da cana feito com a faca, isso equivalia à meio- côvado4. 3 Ou seja: o texto diz que não havia nenhuma evidência de chuva, pois disto tratasse o texto, note que fala sobre a arca. 4 Pois obviamente se dois palmos equivalem a um côvado, um palmo equivale a meio côvado.
  30. 30. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 30 Como o tamanho da mão varia de pessoa para pessoa, não dá para se saber a medida exata nos padrões da época. Existem duas medidas padrões para o côvado a de 44,5 cm e 45 cm dependendo dos estudos teológicos A medida da Arca O tamanho é aproximado pelo motivo que expliquei acima. Usando como medida a unidade padrão de 44.5 cm a arca media: 133,50 metros de comprimento, 22,25 metros de largura e 13,35 metros de altura. Com uma janela medindo 44,5 cm (Gn 6.16). Sendo assim a medida da arca era: 133,50MC x 22,50L x 13,35MA. Conclusão Noé foi um dos poucos homens na Bíblia chamado de justo porque no meio da corrupção, onde a maioria só pensava em se divertir e pisar nos pobres, Noé se dedicou em fazer o bem. Não é porque a maioria está fazendo algo que devemos agir da mesma forma pensando ser o certo. Na verdade os sinceros e íntegros com Deus são muito poucos, tanto na Igreja como fora dela. No mundo à fora o que mais importa é o nosso testemunho. Noé significa “manso”, e a palavra de nosso Senhor Jesus Cristo é: “Bem-aventurado os mansos, porque eles herdarão a terra” — (Mt 5.5 ARC). Ser manso é ser pacífico, ser uma pessoa de bem com todos independente de qualquer religião. Se quisermos ganhar almas não devemos criticar as pessoas dizendo que elas estão no caminho errado; a nós, basta apenas mostrar a elas o Caminho certo, o Caminho que nos levará aos céus. Jesus se encarregará das demais coisas. Noé fez a parte dele. Façamos a nossa. Preguemos que Jesus está às portas mesmo que zombem de nós. Preguemos antes que venha algo pior que o dilúvio. Preguemos para salvar vidas na Arca chamada Jesus da Grande Tribulação. Amém!
  31. 31. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 31 Glossário: Prerrogativa: direito; privilégio. Supérfluo: coisa de pouca importância ou valor. ARC: Tradução Almeida Revista e Corrigida. QUESTIONÁRIO 1. O que significa o nome Noé? 2. Quem eram os Filhos de Deus descrito em Gn 6.2? 3. Quanto tempo Deus havia assinalado para Seu Espírito permanecer na terra? 4. Deus se arrepende? Explique. 5. Quanto equivale o côvado? CURIOSIDADE Em Gn 7.17-20 a Bíblia declara que as águas do dilúvio cobriram toda a terra numa altura de quinze côvados. Se usarmos à unidade padrão de 44,5 cm e multiplicarmos, veremos que as águas atingiram cerca de 66,6 metros (666). Número curioso este, não?
  32. 32. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 32 Lição 6 Ninrode — O pai da idolatria [Texto Áureo Gn 10.6-10; 11.1-9 ARC] Gênesis 10.6: E os filhos de Cão são: Cusí, e Mizraim, e Pute, e Canaã. 7. E os filhos de Cusí são: Seba, e Havilá, e Sabtá, e Raamá, e Sabtecá; e os filhos de Raamá são: Sebá e Dedã. 8. E Cusí gerou a Ninrode; este começou a ser poderoso na terra. 9. E este foi poderoso caçador diante da face do Senhor; pelo que se diz: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor. 10. E o princípio do seu reino foi Babel, e Ereque, e Acade, e Calné, na terra de Sinar. Gênesis 11.1-9: E era toda a terra duma mesma língua e duma mesma fala. 2. E aconteceu que, partindo eles do Oriente, acharam um vale na terra de Sinar; e habitaram ali. 3. E disseram uns aos outros: Eia, façamos tijolos e queimemo-los bem. E foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal. 4. E disseram: Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. 5. Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; 6. E disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo que eles intentarem fazer. 7. Eia, desçamos e confundamos ali sua língua para que não entenda um a língua do outro. 8. Assim o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e secaram de edificar a cidade. 9. Por isso, se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a língua de toda a terra e daí os espalhou o Senhor sobre a face de toda a terra. INTRODUÇÃO Quando a arca de Noé pousou no monte Arará e sua família saiu da arca a Bíblia nos diz que Noé começou a trabalhar em lavoura de uva (Gn 9.20). Noé comeu uvas fermentadas e ficou bêbado. Cão, o filho mais novo achou divertido mostrar aos seus irmãos seu pai pelado. Sem e Jafé cautelosamente virados de costas caminharam até seu pai com uma coberta e o cobriu sem ver-lhe a nudez. Quando Noé ficou sóbrio e descobriu o que seu filho mais novo fez o amaldiçoou dizendo: “Maldito seja Canaã5; servo dos servos seja aos seus irmãos” — (Gn 9.25). Da descendência de Cão nasceu Cusí e de Cusí nasceu Ninrode, ou seja, Ninrode era neto de Cão e Noé era seu bisavô. A Bíblia também diz que Ninrode se tornou um poderoso caçador diante da face do Senhor, mas não se iluda: esta passagem não está dizendo que Ninrode era um homem bonzinho, tão pouco que era exemplar e amava a Deus mais do que seu bisavô Noé amava. 5 Canaã era filho de Cão
  33. 33. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 33 Na aula de hoje estudaremos sobre este personagem e a força que tinha de influenciar pessoas. O estudo desta última lição será baseado nos registros históricos que nos foram deixados e que estão na Enciclopédia Britânica. Por isso, não duvide de sua veracidade. A Bíblia apenas foca-se em passagens em que Deus se revela a homens com compromisso de servi-lo e também o resultado do que acontece se o deixarmos. Você entenderá nessa lição porque muitas pessoas acreditam até hoje em vários deuses e porque Deus teve que separar as línguas. O que a história nos diz sobre Ninrode? O nome Ninrode significa: “rebelde”. Segundo a história este homem era tão perverso que matou seu pai e casou-se com a própria mãe Semíramis. Este homem intitulava-se deus — o deus sol para ser mais claro. Sendo deus, sua mãe/esposa dizia ser uma deusa, a deusa da justiça. Semíramis cuidava das causas judiciais das pessoas e decidia o que fazer em cada caso. Ninrode por outro lado se preocupava em construir uma cidade poderosa que lhe daria ainda mais fama e adoração. De Adão até a época após o dilúvio as pessoas viviam em tendas. Ninrode foi quem teve a idéia de usar pedras para fazem casas. Era algo mais duradouro e resistente. Que Ninrode era esperto disso não há dúvidas, mas perceba que a crença em deuses começou por ele. A idéia dele era criar uma torre alta o suficiente para tocar no céu. O que ele realmente temia era que houvesse mais um dilúvio, por isso a torre tinha que ser alta, para que caso as águas subissem como da outra vez, estariam protegidos desse mal. Deus disse a Noé que não mandaria o dilúvio novamente (Gn 9.11), e o arco-íris é o sinal que Deus deixou como lembrança de não mandar mais o dilúvio sobre a terra. Ninrode era tão rebelde que não acreditava nessa promessa. O que ele queria era que ninguém acreditasse em outro deus a não ser ele e sua mãe/esposa. Tamuz, o filho do rebelde e a origem do Natal. Ninrode teve um filho com sua mãe/esposa chamado Tamuz. Sendo assim todas as pessoas diziam: “Semíramis está grávida de deus”. Ninrode acabou morrendo antes de seu filho nascer. Tamuz nasceu no dia 25 de dezembro. Data curiosa não acha? Semíramis dizia que Tamuz era a reencarnação de Ninrode. Todos começaram a adorá-lo como se fosse verdade. O garoto foi crescendo e quando chegou numa idade em que já sabia caminhar saiu para passear, mas acabou encontrando no caminho um javali que acabou matando ele. Foi um dia triste para muitos, a história diz que as mulheres reuniam-se no local onde a criança foi morta e choraram sua morte por 40 dias e 40 noites. Há uma passagem Bíblica que fala sobre este ritual, onde Deus aparece para o profeta Ezequiel e mostra o que o povo de Israel fazia às escondidas: ―E levou-me à entrada da porta da casa do Senhor, que está da banda do norte, e eis que estavam ali mulheres assentadas chorando por Tamuz. E disse-me: Viste filho do homem? Verás ainda abominações maiores do que estas. E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor, e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar cerca de vinte cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e eles adoravam o sol virados para o oriente.‖ — Ezequiel 8. 14,15 e 16 ARC.
  34. 34. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 34 No final desse período no local onde Tamuz morreu, nasceu um pinheiro. Semíramis inventou que Tamuz ressuscitou e que foi para o céu habitar no sol. Todos ficaram felizes e passaram a darem presentes uns aos outros debaixo do pinheiro no dia do nascimento de Tamuz — 25 de dezembro, e assim estava criado o Natal. O pinheiro tem como símbolo pagão o renascimento de Tamuz. Colocar presentes debaixo de um pinheiro sendo verdadeiro ou falso é uma forma ingênua de estar adorando ao deus-sol Tamuz. Tomemos cuidado Igreja de Cristo. Como Semíramis é vista nos dias de hoje Muito provavelmente você já deve ter visto a imagem da mãe de Tamuz em algum lugar. Como ela foi à primeira juíza, ela é representada geralmente por uma imagem de uma mulher com uma faixa nos olhos e segurando na mão esquerda uma espada e na mão direita uma balança; muito usado o símbolo da balança em advocacias. Em Brasília a imagem da “Justiça” está representada sentada sobre uma espécie de trono. Com o passar do tempo ela recebeu muitos outros nomes e imagens representando-a tais como: a Estátua da Liberdade; nos filmes feitos pela Columbia (onde aparece segurando uma tocha de luz); nas notas de Real (perceba a semelhança: todas estas três figuras citadas se parecem). Semíramis também era chamada de Rainha do Céu, da mesma forma que os católicos chamam a “Nossa Senhora”. No final desta apostila há um apêndice que te ajudará a entender melhor como ocorreu o processo de mudanças de nome desta pseudodeusa. Veja uma descrição bíblica dos adoradores desta deusa: ―Mas desde que deixamos de queimar incenso à rainha do céu e de lhe oferecer libações, tivemos falta de tudo, e fomos consumidos pela espada e pela fome.‖ — Jeremias 44.18 ARC. Por que Deus misturou as línguas? Para resgatar a humanidade para si. Desde que Deus criou o ser humano a ordem dele era: enchei a terra e dominai-a (Gn 1.18), isto quer dizer que Deus fez o ser humano para se expandir sobre o mundo, habitar em terras e ali criar sua família. Desde o começo da Bíblia vemos Adão dizer: o homem deixará a casa de seus pais e se unirá à sua mulher (Gn 2.24). Como isso era possível? Indo morar em outro lugar para ali criar uma nova família. O propósito de Ninrode era de juntar todo mundo ao invés de se expandirem sobre a Terra. A Torre de Babel seria uma espécie de templo para que toda a nação da terra o adorasse. O objetivo era colocar o Deus verdadeiro Jeová no esquecimento. Imagina o que aconteceria. Um mundo ditado por leis corruptas, idolatria, e promiscuidade (um homem que matou o pai para ter relações com a própria mãe, não é e nem pode ser um bom sujeito). Então Deus separou às línguas para impedir a corrupção e a adoração ao homem. Só assim pararam de edificar a cidade: ―Assim o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar a cidade‖. — (Gn 11.8).
  35. 35. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 35 Por esse motivo Deus resolveu agir. Misturou as línguas para separar as pessoas dessa ação que acabaria com a humanidade. Só assim, o ser humano pôde se expandir pela face da terra, e o plano de adorar o homem ao invés de Deus foi impedido (ainda que, não imediatamente), mas infelizmente o pensamento deles continuou o mesmo. Cada um foi morar em uma região da terra, mas sua devoção a Ninrode continuaram. A única coisa que mudou foi: que Ninrode passou a ser chamado por outros nomes por causa do idioma de cada um de seus discípulos. Para os homens que viraram nação egípcia seu nome era Hórus; para os romanos, seu nome passou a ser Mithra Solis Invictus, e assim por diante. Conclusão Pare agora para pensar: mesmo Deus tendo impedido o ato rebelde dos homens em criarem para si um deus-homem, em amor ao ser humano para conhecê-lo como Deus verdadeiro, ainda hoje muitas pessoas continuam a adorar: pedra, madeira, gesso pintado, metal, etc. Muitos hoje em dia preferem se ajoelhar diante de um deus que pode ser visto e dão as costas ao Deus invisível. Aprendemos aqui que Deus não obriga ninguém a segui-lo ou a adora-lo, mas sempre que alguém surge no caminho tentando acabar com Ele, Deus interfere na história e mostra para o homem quem é que tem todo o poder. Após a Torre de Babel praticamente em todos os cantos da terra havia imagens de Ninrode, Semíramis e Tamuz, mas na Mesopotâmia (hoje Iraque) existiu um homem hebreu diferente dos demais. Seu nome era Abrão. Este homem acreditava em um único Deus. Embora fosse velho, não podia ter filhos com sua esposa: Sarai. Deus prometeu dar a ele um filho, mas... Isso já é outra história que será contada na apostila 2. Espero que estes estudos tenham sido claros e objetivos, e que tenha feito você entender a Bíblia um pouco mais. Glossário Mediador: intercessor; defensor que é porta-voz de alguém. CURIOSIDADE O nome Babel significa “confusão” — (Gn 11.9). Séculos depois mudaram o nome da cidade Babel para Babilônia, que também significa “confusão”, e Ninrode passou a ser chamado de Marduque pelos babilônios.
  36. 36. Estudos Bíblicos Sacerdote de Judá 36 QUESTIONÁRIO 1. O que significa o nome Ninrode? 2. O que significa o nome Babel? 3. Por que Deus misturou as línguas? 4. Que dia Tamuz nasceu? 5. É correto celebrar o Natal? Por quê? 6. Dê sua opinião: Acha que o mundo de hoje mudou muito ou não em relação a cegueira espiritual em adorar vários deuses e mediadores?
  37. 37. 37 APÊNDICE Por que os nomes de Semíramis variam de país para país? Por dois motivos: adaptação étnica e sincretismo religioso. Cada país ou etnia adéqua os nomes de personagens religiosos sem ser necessário pertencerem à religião, apenas para facilitar sua pronúncia. Alguns nomes são mudados com pouca diferença, outros com muitas, veja: Pedro em inglês é Peter; João é Jonh; Tiago é James. Estou falando da religião como um todo. O nome Maomé, por exemplo, foi adaptado para o idioma brasileiro, o nome correto é Mohamed. Sincretismo Religioso? O que é isso? Sincretismo religioso é quando você pega o deus de uma religião e decide coloca-lo na sua religião atribuindo a ele os mesmos poderes ou milagres a um deus que você siga. Semíramis foi uma juíza que cuidava dos assuntos de seu povo, a Igreja Católica Romana decidiu pegar as qualificações de Semíramis e fundiu em Maria — a mãe de Jesus. Assim sendo, a imagem de Maria com o menino Jesus, nada mais é do que uma representação de Semíramis com seu filho Tamuz. Semíramis como vê, não é o único exemplo. Tamuz também teve um sincretismo religioso; fundiram seu nascimento a Jesus de Nazaré. Quem fez isso? Um imperador romano chamado Constantino. Ao perceber que quanto mais cristãos matava mais cresciam em número, Constantino não via alternativa, senão fingir se passar por um seguidor fiel de Cristo. Este homem sempre foi adorador dos deuses de seus antepassados, como foram os Césares. Os adoradores de Cristo logo ouviram boatos de que Constantino se converteu a Cristo e que agora estava do lado deles. Logo o boato virou “certeza”. Constantino se apresentou como um novo convertido ao cristianismo. Com o tempo, deu aos membros da igreja um templo novo, muito bonito e adornado. As pessoas naquela época eram tão modestas que recusaram o presente, pois tinham medo de venerarem o próprio templo devido a sua beleza. Mas no fim aceitaram ao presente. Pouco a pouco Constantino usou estratégias para corromper o culto ao Deus verdadeiro. Ele deu à ideia de trazerem ossos de pessoas que foram mortas em testemunho a fé em Jesus. Dizia que isso atrairia pessoas não convertidas. Pouco tempo depois, veio com outra ideia de que seria mais forte mostrar a forma como Cristo morreu, para que os novos convertidos olhassem e se arrependessem, vendo como Cristo se sacrificou por elas. No começo resistiram bastante, mas no final sempre obedeciam, pois fora Constantino que tinha dado o templo a eles, e sempre os alertava disso. Com imagens e esculturas só o que o imperador Constantino tinha que fazer agora era misturar os deuses que ele seguia com o Deus que os cristãos adoravam. Fundia a data do deus sol Mithra (Tamuz), com o nascimento de Jesus. Essa seria a forma dos cristãos adorarem a um deus pagão de forma a não se sentirem mal por adorarem a um deus que não
  38. 38. 38 fosse de origem judaica. Maria passou a ser Artemis (Semíramis), a rainha do céu e mediadora entre Deus e os homens. É muito comum em cada etnia fundirem deuses de outras religiões. Precisamos tomar todo o cuidado, pois isso tira o foco real do ser humano. Deus é um só e a Ele, só a Ele devemos recorrer. Entenda um pouco mais sobre o que é antropomorfismo Toda vez que ler a Bíblia você verá expressões sobre Deus como: Deus descansou, Deus se arrependeu, Deus riu, Deus perguntou etc. Tratasse de antropomorfismo. O que é isso? É quando Deus se expressa com sentimentos e qualidades humanas. Deus por um acaso se cansa? Claro que não, mais isso é uma forma de se dizer que ele interrompeu de vez com a criação no sétimo dia. Deus por um acaso se arrepende? Claro que não (Nm 23.19). Mais ao lermos sobre o arrependimento de Deus, vemos que o escritor quis transmitir a tristeza do Criador e sua misericórdia dependendo do contexto, por exemplo: antes do dilúvio a terra estava corrompida de homens perversos. Deus se arrependeu nesse sentido por estar triste (Gn. 6.6). Deus perguntou a Adão onde estava. Por um acaso não saberia onde está o homem Aquele que criou todas as coisas? Óbvio que sim. Deus apenas não queria chegar dando broncas em Adão, mas escutar sua defesa do por que ter se escondido. Nunca esqueça que Deus não escreveu a Bíblia e a entregou ao homem, mas antes inspirou homens a escrevê-la. Estes homens foram responsáveis por colocar no pergaminho os sentimentos de Deus da forma mais clara que eles conseguissem. É por isso que há tantas qualidades humanas em Deus quando lemos a Bíblia. É uma forma dele dizer que nos entende.
  39. 39. 39 Esta apostila é gratuita, sem fins lucrativos. O Objetivo do blog Sacerdote de Judá é de expandir a mensagem do Bom Mestre para que o conhecimento do Senhor encha a terra, pela verdade (Habacuque 2.14). Se você se sentiu tocado por ela e quiser abençoar meu ministério com qualquer quantia poderá fazer um depósito para a seguinte conta. Banco Itaú: Agência 0018 C/C 52113-8 Lembrando que não é obrigatório, mas sim voluntário. Deus te abençoe!
  40. 40. 40 2ª EDIÇÃO Apostila ½ Revisada “Pois a terra se enchera do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar” — Habacuque 2.14. Curta, comente Compartilhe

×