Sistema Integrado de Metas
e Acompanhamento de Resultados da
Secretaria de Estado de Segurança
do Rio de Janeiro
Cel PM Al...
Gestão por Resultados
 Elaboração do Plano Estratégico da SESEG com a definição de metas globais.
 Definição dos Indicad...
Sistema de Metas
 Decreto Estadual 41.930 / 2009
 Decreto Estadual 41.931 / 2009
 Resolução SESEG 305/2010
Atos Normati...
Decreto Estadual 41.930 / 2009
Regiões Integradas de Segurança Pública
Criação das RISP
 Criadas as Regiões Integradas de...
Modelagem de Processos
Reuniões de Acompanhamento de Resultados
Modelagem de Processos
Mapeamento do fluxo de informações
Melhorias em processos e atividades policiais
Sistema de Metas
 Qualificação dos Registros de Ocorrência
 Transição do policiamento aleatório para o Policiamento Orientado ao Problema
Sistema de Metas
Melhorias em processos e ...
Sistema de Metas
 Multiplicação de operações e Planos de Ação Integrados
Melhorias em processos e atividades policiais
Sistema de Metas
 Intercâmbio maior e sistemático de informações entre as Polícias
GerencialWEB
Melhorias em processos e ...
Sistema de Metas
 Produção e aprimoramento de ferramentas de análise criminal
Melhorias em processos e atividades policia...
Mudança do processo de trabalho
Análise criminal integrada PCERJ-PMERJ
6ª RISP – Campos dos Goytacazes
Reforço da integração com outros atores
Mudança do processo de trabalho
 ISP
 Detran
 PRF
 Prefeituras
 Outras Secret...
Mudança do processo de trabalho
Crescente uso de sistemas de informações criminais
Ampliação do uso de técnicas de georref...
Criação de critérios objetivos para identificação de Boas Práticas
Mudança do processo de trabalho
Mudança do processo de trabalho
Bonificação por desempenho
PREMIAÇÃO POR
COLOCAÇÃO:
• 1º Lugar: R$ 13.500
• 2º Lugar: R$ 9...
Fluxo de recursos
Mudança do processo de trabalho
FLUXO DOS RECURSOS DP/DPA/COINPOL
C - COINPOLA - ISP B - DELEGACIA DE PO...
Resultados
19
-30,3%
-21,4%
Taxa por 100 mil
habitantes
Homicídio Doloso
20
Taxa por 100 mil habitantes
-13,6%
-47,0%
Roubo de Veículo
21
-21,7%
Taxa por 100 mil habitantes
3,7%
Roubo de Rua
22
Números absolutos
-9
-11
Policiais mortos em serviço
OBRIGADO!
Cel PM Alexandre de Souza
Superintendente de Programas Estratégicos
spe.sspio@seguranca.rj.gov.br
2334-9363
9859...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

[BPM DAY RJ 2014] SECRETARIA DE SEGURANÇA RJ – Sistema Integrado de Metas e Acompanhamento de Resultados

175 visualizações

Publicada em

[BPM DAY RJ 2014] SECRETARIA DE SEGURANÇA RJ – Sistema Integrado de Metas e Acompanhamento de Resultados

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[BPM DAY RJ 2014] SECRETARIA DE SEGURANÇA RJ – Sistema Integrado de Metas e Acompanhamento de Resultados

  1. 1. Sistema Integrado de Metas e Acompanhamento de Resultados da Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro Cel PM Alexandre de Souza Superintendente de Programas Estratégicos Abril de 2014
  2. 2. Gestão por Resultados  Elaboração do Plano Estratégico da SESEG com a definição de metas globais.  Definição dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade do Estado.  Criação das Regiões Integradas de Segurança Pública – RISP.  Criação do Sistema de Metas de Acompanhamento de Resultados – SIM. Introdução da Gestão por Resultados na Segurança Pública do Rio de Janeiro
  3. 3. Sistema de Metas  Decreto Estadual 41.930 / 2009  Decreto Estadual 41.931 / 2009  Resolução SESEG 305/2010 Atos Normativos  Compatibilizar instrumentos de gestão e planejamento das Polícias.  Integrar o planejamento e a coordenação operacional das atividades policiais.  Responsabilizar as unidades policiais por metas e resultados conjuntos.  Compartilhar informações e aperfeiçoar a análise criminal.  Aumentar a efetividade e a eficiência das Polícias. Objetivos
  4. 4. Decreto Estadual 41.930 / 2009 Regiões Integradas de Segurança Pública Criação das RISP  Criadas as Regiões Integradas de Segurança Pública – RISP e as Circunscrições Integradas de Segurança Pública – CISP.  Criados os Departamentos de Polícia de Área – DPA e compatibilizadas suas áreas e as dos Comandos de Policiamento de Área – CPA.
  5. 5. Modelagem de Processos Reuniões de Acompanhamento de Resultados
  6. 6. Modelagem de Processos Mapeamento do fluxo de informações
  7. 7. Melhorias em processos e atividades policiais Sistema de Metas  Qualificação dos Registros de Ocorrência
  8. 8.  Transição do policiamento aleatório para o Policiamento Orientado ao Problema Sistema de Metas Melhorias em processos e atividades policiais
  9. 9. Sistema de Metas  Multiplicação de operações e Planos de Ação Integrados Melhorias em processos e atividades policiais
  10. 10. Sistema de Metas  Intercâmbio maior e sistemático de informações entre as Polícias GerencialWEB Melhorias em processos e atividades policiais
  11. 11. Sistema de Metas  Produção e aprimoramento de ferramentas de análise criminal Melhorias em processos e atividades policiais Monitoramento Gráfico elaborado pelo ISP
  12. 12. Mudança do processo de trabalho Análise criminal integrada PCERJ-PMERJ 6ª RISP – Campos dos Goytacazes
  13. 13. Reforço da integração com outros atores Mudança do processo de trabalho  ISP  Detran  PRF  Prefeituras  Outras Secretarias
  14. 14. Mudança do processo de trabalho Crescente uso de sistemas de informações criminais Ampliação do uso de técnicas de georreferenciamento Interesse maior por cursos de análise criminal Maior qualidade da análise do fenômeno criminal
  15. 15. Criação de critérios objetivos para identificação de Boas Práticas Mudança do processo de trabalho
  16. 16. Mudança do processo de trabalho Bonificação por desempenho PREMIAÇÃO POR COLOCAÇÃO: • 1º Lugar: R$ 13.500 • 2º Lugar: R$ 9.000 • 3º Lugar: R$ 6.750 FAIXAS FIXAS POR DESEMPENHO: • De 95 a 99,9: R$ 3.000 • De 90 a 94,9: R$ 1.500 FAIXAS DE BONIFICAÇÃO MÓVEIS: • Limite 120: R$ 5.400 • Limite 100: R$ 4.500 • Intermed.: Proporcional
  17. 17. Fluxo de recursos Mudança do processo de trabalho FLUXO DOS RECURSOS DP/DPA/COINPOL C - COINPOLA - ISP B - DELEGACIA DE POLICIA CIVIL / RISP DIC - PROTOCOLO SARPM Dados div ergem com COINPOL v Dados não div ergem com COINPOL 1A Enviar Recurso à COINPOL1A FIM Procotolar Recurso Enviar Recurso ao SARPM Analisar Recurso Recurso procede Recurso não procede v Deferir Recurso Indeferir Recurso Envia Recurso para o ISP v Divulgação dos Dados de Criminalidade Enviar lista à SESEG para autorização da publicação Enviar Recurso ao DIC para encaminhamento ao ISP Consolidar os dados recebidos Autorização concedida v ISP publica errata no site ISP encaminha publicação para a Casa Civil publicar no D.O. FIM
  18. 18. Resultados
  19. 19. 19 -30,3% -21,4% Taxa por 100 mil habitantes Homicídio Doloso
  20. 20. 20 Taxa por 100 mil habitantes -13,6% -47,0% Roubo de Veículo
  21. 21. 21 -21,7% Taxa por 100 mil habitantes 3,7% Roubo de Rua
  22. 22. 22 Números absolutos -9 -11 Policiais mortos em serviço
  23. 23. OBRIGADO! Cel PM Alexandre de Souza Superintendente de Programas Estratégicos spe.sspio@seguranca.rj.gov.br 2334-9363 98596-6361 Abril 2014

×