Mediunidade aula 13 - transe

423 visualizações

Publicada em

Estudo e Educação da Mediunidade

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
423
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Ghost – Errado
    Causa e efeito - Certo
  • Mediunidade aula 13 - transe

    1. 1. ESTUDO E PRÁTICAESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADEDA MEDIUNIDADE
    2. 2. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Página 119 Programa 1 Módulo 2 Tema 2 TRANSES
    3. 3. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Item 223 (1ª) Pergunta: No momento em que exerce a sua faculdade, está o médium em estado perfeitamente normal? Resposta: “Está, às vezes, num estado, mais ou menos acentuado, de crise. É o que o fadiga e é por isso que necessita de repouso. Porém, habitualmente, seu estado não difere de modo sensível do estado normal, sobretudo se se trata de médiuns escreventes.” CAPÍTULO 19 Do Papel dos Médiuns na Comunicação Espírita
    4. 4. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Objetivos do estudo:
    5. 5. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE CONCEITO DE TRANSE A palavra transe é genericamente entendida como qualquer alteração no estado de consciência. Etimologicamente, no entanto, significa momento crítico, crise, lance.
    6. 6. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE É um estado especial, entre a vigília e o sono, que de alguma sorte abre as portas da subconsciência [...]. O estado de transe não significa a supressão, mas a interiorização da consciência. Mesmo nos estágios mais profundos, “algo” não se extingue e permanece vigilante, à maneira de sistema secundário, mas ainda ativo.
    7. 7. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE O TRANSE CARACTERIZA-SE POR UM ESTADO DE DISSOCIAÇÃO OU ALTERAÇÃO DA CONSCIÊNCIA, ESTADO ESPECIAL, ESPECÍFICO, SITUADO ENTRE A VIGÍLIA E O SONO, FAVORECE ACESSO AOS ARQUIVOS DA SUBCONSCIÊNCIA.
    8. 8. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE
    9. 9. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Superficial (Consciente) Profundo (Inconsciente ou Sonambúlico) Graus
    10. 10. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Tipos
    11. 11. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Delírio febril, coma, trauma craniano, depressão, esquizofrenia, epilepsia etc. Patológicos
    12. 12. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Provocados por drogas, tranquilizantes, calmantes, LSD, Ecstasy, cocaína, Chás alucinógenos, álcool, fumo, etc. Farmacógenos
    13. 13. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Farmacógenos Produzido pelas drogasProduzido pelas drogas conhecidas comoconhecidas como psicolíticaspsicolíticas (mescalina-extraído do cacto,(mescalina-extraído do cacto, alguns cogumelos, LSD-25, etc) ealguns cogumelos, LSD-25, etc) e por outras mais comuns como ospor outras mais comuns como os anestésicosanestésicos O processo pode se assemelhar ao hipnótico porém não se apóia naO processo pode se assemelhar ao hipnótico porém não se apóia na sugestão, é provocado por meios químicossugestão, é provocado por meios químicos Só ocorre em encarnadosSó ocorre em encarnados Pode ocorrer um afrouxamento dos laços perispirituaisPode ocorrer um afrouxamento dos laços perispirituais
    14. 14. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Quando o ser é capaz de emancipar-se por si mesmo, por sua vontade, ou não, naturalmente ou sob estímulo. Anímicos
    15. 15. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Processo anímico- semelhança- mediúnico pois assentam-se noProcesso anímico- semelhança- mediúnico pois assentam-se no suporte peripiríticosuporte peripirítico
    16. 16. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE
    17. 17. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Hipnose ou mediúnico. Provocados
    18. 18. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Transe Hipnótico
    19. 19. Pode ser induzido por sugestão e, principalmente noPode ser induzido por sugestão e, principalmente no plano espiritual, por via da ação magnéticaplano espiritual, por via da ação magnética Pode evoluir paraPode evoluir para transe mediúnicotranse mediúnico (alguns casos de desdobramento)(alguns casos de desdobramento) ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Transe Hipnótico
    20. 20. Transe Hipnótico ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE
    21. 21. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Noctípicos
    22. 22. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE
    23. 23. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE •Patológico •Hipnótico •Farmacógeno •Anímico •Noctípico •Mediúnico Transe
    24. 24. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Transe Mediúnico • Inconsciente ou mecânico – O médium não apresenta conhecimento do que ocorre enquanto e depois que o fenômeno se processo. É um tipo muito raro de processo mediúnico. • Semi-inconsciente - Tem momento que não registra o que esta sendo transmitido, mas , de repente passa a fazê-lo intermitentemente. Permite recordação de parte da comunicação. • Semi-mecanico e Consciente - O médium mantém sua completa consciência, tanto durante como após o transe. Este tipo se encaixam 70% dos médiuns.
    25. 25. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Transe Mediúnico
    26. 26. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE "O processo da comunicação mediúnica ostensiva tem início a partir do transe, quando ocorre a emancipação da alma humana, permitindo ao corpo fluídico ou perispírito do médium expandir­se, possibilitando ao Espírito viver por um instante, sua vida parcialmente livre e independente.“ Vivência Mediúnica, Projeto Manoel P. de Miranda, cap. 6. TRANSE MEDIÚNICO "( ... ) estado alterado de consciência do médium, que possibilita a expansão do seu perispírito, para que ocorra a necessária sintonia e imantação com o Espírito que deseja comunicar­se. (...) “. Importância do Perispírito no processo do transe mediúnicoImportância do Perispírito no processo do transe mediúnico
    27. 27. ESTUDO E PRÁTICA DA MEDIUNIDADE Transe Mediúnico Dúvidas?

    ×