CARACTERÍSTICAS E SEU HISTÓRICO
CONTEÚDO
 Origem
Migração
Rocha-reservatório
Rocha Selante
Aprisionamento
 Constituintes
Principais componentes
Cl...
PETRÓLEO - ORIGEM
 Latim: petra (pedra) e oleum (óleo).
 Fatores fundamentais para a formação do
petróleo:
Matéria Orgâ...
PETRÓLEO - ORIGEM
 Diagênese: 65°C,
atividade bacteriana.
Formação do metano
bioquímico/biogênico;
 Catagênese: 165°C,
g...
PETRÓLEO - ORIGEM
 Fatores controladores da ocorrência de
uma jazida de petróleo:
Migração;
Rocha-reservatório;
Rocha ...
MIGRAÇÃO
 Passagem do petróleo gerado numa rocha “fonte”
para a rocha-reservatório.
 Fator que mais gera polêmica entre ...
ROCHA-RESERVATÓRIO
 Pode ser de qualquer origem ou natureza.
 Deve apresentar espaços vazios em seu interior
(poros), qu...
ROCHA-RESERVATÓRIO
 Volume total da rocha:
Soma dos volumes dos
materiais sólidos e do
volume dos poros.
 Porosidade abs...
ROCHA SELANTE
 Garante o acúmulo de petróleo devido a barreira provocada no
reservatório.
 São impermeáveis e possuem pl...
APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES
 Estruturais:
 São respostas
das rochas aos
esforços e
deformações.
 Detêm os
maiores
v...
APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES
 Estratigráficas:
 Não tem relação aos esforços nas bacias sedimentares.
 Interações de...
APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES
 Mistas ou Combinadas:
 As acumulações são controladas tanto por
aprisionamentos estrutu...
PETRÓLEO - CONSTITUINTES
 O petróleo é constituído, basicamente, por uma mistura
de compostos químicos orgânicos (Hidroca...
PETRÓLEO - CONSTITUINTES
 O petróleo é separado em frações de acordo com a faixa
de ebulição dos compostos.
PETRÓLEO - COMPOSIÇÃO
 Parafinas: Hidrocarbonetos saturados;
 Aromáticos: Ligações duplas simples alternadas em anéis co...
 Interessa desde geoquímicos até os refinadores.
Geoquímicos: Caracterizar o óleo para relacionar com o tipo de
rocha ge...
PETRÓLEO – HISTÓRICO NO MUNDO
 Antiga Babilônia
Tijolos assentados com asfalto;
 Fenícios
Calafetação (vedação) de emb...
 Índios pré-colombianos
Decoração;
Impermeabilização de potes de cerâmica.
 Ano de 1859: Início da exploração comercia...
 Ano de 1900: Início do processo rotativo de
perfuração
Texas: Profundidade de 354 metros
 Década de 60: Abundância de ...
 ANO DE 1858: Início da história do petróleo no
Brasil.
Extração de mineral betuminoso para a fabricação de
querosene, n...
PETRÓLEO – HISTÓRICO NO BRASIL
 Década de 70: Descoberta da província petrolífera
da Bacia de Campos
Campo de Garoupa.
...
PETRÓLEO – HISTÓRICO NO BRASIL
 A produção no Brasil cresceu de 750 m3
/dia na época da
criação da Petrobras para mais de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula pre sal 1 - Noções do Petróleo

798 visualizações

Publicada em

Noções do petróleo. Origem, formação e histórico da utilização

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
798
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula pre sal 1 - Noções do Petróleo

  1. 1. CARACTERÍSTICAS E SEU HISTÓRICO
  2. 2. CONTEÚDO  Origem Migração Rocha-reservatório Rocha Selante Aprisionamento  Constituintes Principais componentes Classificação do petróleo  Histórico Mundo Brasil
  3. 3. PETRÓLEO - ORIGEM  Latim: petra (pedra) e oleum (óleo).  Fatores fundamentais para a formação do petróleo: Matéria Orgânica: Marinha (microorganismos e algas) e vegetais (formação do gás); Sedimentos: Baixa permeabilidade, inibidor da ação da água em seu interior; Condições termoquímicas apropriadas  Geração de óleo ou gás é determinado pela constituição da matéria orgânica original: Fitoplâncton: Hidrocarboneto líquido (Petróleo); Vegetal lenhosa: Hidrocarboneto gasoso (Gás).
  4. 4. PETRÓLEO - ORIGEM  Diagênese: 65°C, atividade bacteriana. Formação do metano bioquímico/biogênico;  Catagênese: 165°C, geração de Hidrocarbonetos (HC) líquidos e gás;  Metagênese: 210°C, quebra dos HC líquidos formando gás leve;  Metamorfismo: Alta T., Degradação do HC (Grafite, CO2 e Metano)
  5. 5. PETRÓLEO - ORIGEM  Fatores controladores da ocorrência de uma jazida de petróleo: Migração; Rocha-reservatório; Rocha Selante; Aprisionamento.
  6. 6. MIGRAÇÃO  Passagem do petróleo gerado numa rocha “fonte” para a rocha-reservatório.  Fator que mais gera polêmica entre os geólogos devido às várias explicações: Clássica: Expulsão da água das rochas geradoras, levando o petróleo junto; Alternativa: Microfraturamento das rochas geradoras. ○ Entendimento do fluxo pela rochas argilosas (baixa permeabilidade)  Petrobrás Modelos fundamentados explicam as acumulações existentes no país, bem como a sua migração.
  7. 7. ROCHA-RESERVATÓRIO  Pode ser de qualquer origem ou natureza.  Deve apresentar espaços vazios em seu interior (poros), que sejam interconectados, sendo permeáveis. Rochas argilosas: Porosas porém, impermeáveis. ○ Constituem reservatórios quando apresentam fraturas naturais.  Composta por grãos ligados uns aos outros por um material chamado cimento. Existe outro material, muito fino, chamado de matriz.
  8. 8. ROCHA-RESERVATÓRIO  Volume total da rocha: Soma dos volumes dos materiais sólidos e do volume dos poros.  Porosidade absoluta: Razão entre o volume de todos os poros e o volume total.  Porosidade efetiva: Razão entre o volume dos poros interconectados e o volume total.  Esta é a realmente utilizada, porque representa o volume máximo de fluidos que podem ser extraídos.
  9. 9. ROCHA SELANTE  Garante o acúmulo de petróleo devido a barreira provocada no reservatório.  São impermeáveis e possuem plasticidade suficiente para manter a sua condição selante quando submetidas a esforços que podem gerar deformações.
  10. 10. APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES  Estruturais:  São respostas das rochas aos esforços e deformações.  Detêm os maiores volumes de petróleo.
  11. 11. APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES  Estratigráficas:  Não tem relação aos esforços nas bacias sedimentares.  Interações de fenômeno paleogeográficos.
  12. 12. APRISIONAMENTO - CLASSIFICAÇÕES  Mistas ou Combinadas:  As acumulações são controladas tanto por aprisionamentos estruturais quanto estratigráficos  Apresentam acumulações controladas estruturalmente por falhas e arqueamentos provocados por movimentação de sal.
  13. 13. PETRÓLEO - CONSTITUINTES  O petróleo é constituído, basicamente, por uma mistura de compostos químicos orgânicos (Hidrocarbonetos).  Outros constituintes aparecem sob a forma de compostos orgânicos, sendo os mais comuns o nitrogênio, o enxofre e o oxigênio.  Metais também aparecem como sais de ácidos orgânicos
  14. 14. PETRÓLEO - CONSTITUINTES  O petróleo é separado em frações de acordo com a faixa de ebulição dos compostos.
  15. 15. PETRÓLEO - COMPOSIÇÃO  Parafinas: Hidrocarbonetos saturados;  Aromáticos: Ligações duplas simples alternadas em anéis com 6 carbonos;  Resinas e Asfaltenos: Moléculas com alta relação carbono/hidrogênio e presença de enxofre, oxigênio e nitrogênio.  Asfaltenos: Não estão dissolvidos no petróleo e sim dispersos na forma coloidal; são sólidos escuros e não voláteis;  Resinas:Facilmente solúveis; são líquidos pesados ou sólidos pastosos,
  16. 16.  Interessa desde geoquímicos até os refinadores. Geoquímicos: Caracterizar o óleo para relacionar com o tipo de rocha geradora e medir o seu grau de degradação; Refinadores: Saber as quantidades das diversas frações que podem ser obtidas, suas composições e propriedades físicas.  Classes Parafínica (75% ou mais de parafinas); Parafínico-naftênica (50-70% de parafinas, >20% de naftênicos); Naftênica (>70% de naftênicos); Aromática intermediária (>50% de Hidrocarbonetos aromáticos); Aromático-naftênica (>35% de naftênicos); Aromático-asfáltica(>35% de asfaltenos e resinas; PETRÓLEO - CLASSIFICAÇÃO
  17. 17. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO MUNDO  Antiga Babilônia Tijolos assentados com asfalto;  Fenícios Calafetação (vedação) de embarcações com betume;  Egípcios Pavimentação de estradas; Embalsamento dos mortos; Construção de pirâmides.  Gregos e Romanos Finalidade Bélica.
  18. 18.  Índios pré-colombianos Decoração; Impermeabilização de potes de cerâmica.  Ano de 1859: Início da exploração comercial Pensilvânia: Poço de 21 metros de profundidade; Perfuração: sistema de percussão movido à vapor; Produção: 2 m3 /dia  A destilação do petróleo resultava em produtos que substituíam, com grande margem de lucro, o querosene obtido com o carvão e o óleo de baleia. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO MUNDO
  19. 19.  Ano de 1900: Início do processo rotativo de perfuração Texas: Profundidade de 354 metros  Década de 60: Abundância de petróleo no mundo Consumo desenfreado devido alta produção e os baixos preços praticados pelo mercado  Década de 70: Elevação dos preços do petróleo Esgotamento das reservas norte-americanas  Anos 80 e 90: Avanços tecnológicos Em 1996 as reservas eram 60% maiores que em 1980 e os custos médios de prospecção caíram 60% no mesmo período. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO MUNDO
  20. 20.  ANO DE 1858: Início da história do petróleo no Brasil. Extração de mineral betuminoso para a fabricação de querosene, no Estado da Bahia.  Ano de 1938: Descorberta de petróleo no Brasil Poço perfurado com uma sonda rotativa encontrou petróleo a uma profundidade de 210 metros.  Ano de 1953: Criação da Petrobras Monopolização do petróleo pelo governo Getúlio Vargas  Década de 60: Primeira descoberta no mar. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO BRASIL
  21. 21. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO BRASIL  Década de 70: Descoberta da província petrolífera da Bacia de Campos Campo de Garoupa.  Década de 80: Três fatos de relevância Petróleo em Mossoró, RN (2ª maior área produtora de petróleo do país); Descobertas de campos gigantes de Marlin e Albacora em águas profundas na Bacia de Campos, RJ; Descobertas do rio Urucu, AM.  Década de 90: Novas descobertas na Bacia de Campos, RJ Campos gigantes do Roncador e Barracuda
  22. 22. PETRÓLEO – HISTÓRICO NO BRASIL  A produção no Brasil cresceu de 750 m3 /dia na época da criação da Petrobras para mais de 182.000 m3 /dia no final dos anos 90, graças aos contínuos avanços tecnológicos de perfuração e produção na plataforma continental

×