Universidade Estadual do Ceará
Centro de Estudos Sociais Aplicados
Curso de Administração
Equipe: José Apolinário da Silva...
Vantagem Competitiva
INTRODUÇÃO
O presente trabalho relata a história de dois estudantes universitários que
concluíram jun...
aproveitaram a disciplina de conclusão de curso para planejar seu plano de negócios e
os atos subsequentes à execução dos ...
Embora tenham realizado algumas atividades em parceria, firmaram
compromisso que não haveria interferência na continuidade...
extrair informações sobre os benefícios da ingestão de alimentos saudáveis e através
das mensagens constantes estimulassem...
empresa e quais seriam as possíveis medidas adotadas quando outra chegasse ao
segmento que estava em confirmação.
A ação d...
Saladex ofereceu um incentivo até então não utilizado pela concorrente, os 100
primeiros consumidores que ligassem para a ...
substitutos a intensificar sua relação com os clientes e se adaptar a um novo cenário
que foi desenvolvido com a consolida...
Buscando conhecer mais sobre o assunto, encontrou as seguintes
descrições quanto a cincos forças caracterizadas no esquema...
A partir dessa percepção encontrada e que se encaixava dentro do
panorama atual do segmento de atuação comercial e da sua ...
oferecido. Assim, elas tentam diferenciar-se ao máximo nas práticas adotadas a
fim de satisfazerem ao máximo seu público.
...
Por conseguinte, Maurício, após analisar as informações e estudar bastante
sobre o mercado que atuava e quais as possibili...
conseguinte, essa ação gerou como resultado a percepção pelo cliente de uma
marca consolidada e que cumpria rigorosamente ...
porque altera a relação de cada empresa na percepção das forças correlatas e
táticas utilizadas.
A Salada Mix iniciou suas...
A chegada de um novo concorrente fez o empresário considerar fatores
antes não pensados que poderiam comprometer o êxito d...
Portanto, mudanças no segmento podem afetar diretamente as bases sobre
as quais foram construídas as estratégias e as açõe...
necessário a empresa e o seu mercado em que se insere está sob contínua avaliação,
para que possa está sempre se adaptando...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma Narrativa Sobre Vantagem Competitiva : A História de Maurício e Simplício

180 visualizações

Publicada em

O trabalho tem como base o tema Vantagem Competitiva, com o desenvolvimento de uma história fictícia contemplando o referido tema.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
180
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma Narrativa Sobre Vantagem Competitiva : A História de Maurício e Simplício

  1. 1. Universidade Estadual do Ceará Centro de Estudos Sociais Aplicados Curso de Administração Equipe: José Apolinário da Silva Filho, José Cleiton Gonçalves Lima Filho Tema: Vantagem Competitiva Professora: Amanda Conrado Disciplina: Administração Contemporânea 5° Semestre Noturno Fortaleza-Ce
  2. 2. Vantagem Competitiva INTRODUÇÃO O presente trabalho relata a história de dois estudantes universitários que concluíram juntos a universidade e decidiram abrir, cada um, o seu empreendimento. Coincidentemente, o segmento de atuação escolhido por ambos foi o mesmo gênero, alimentação. Assim, foram influenciadores e influenciados por um mercado alternativo para a região de atuação das empresas, figurando como novos entrantes no ramo, que mais a frente seriam concorrentes diretos. A história tem por base o tema vantagem competitiva e não tem nenhum compromisso com fatos ou acontecimento. Figura-se como uma narração meramente didática para a disciplina de Administração Contemporânea. HISTÓRIA Simplício e Maurício são dois estudantes de Administração recém formados que, apesar da pouca experiência profissional, decidiram seguir suas inquietudes e ambições e constituíram, cada um, seu próprio empreendimento. Assim,
  3. 3. aproveitaram a disciplina de conclusão de curso para planejar seu plano de negócios e os atos subsequentes à execução dos seus projetos. Ambos investiram na mesma cadeia empresarial, gêneros alimentícios, porque avaliaram que o segmento poderia resultar em ganhos significativos com o aporte inicial que tinham e vislumbraram oportunidades de negócios crescentes. Durante a disciplina de Engenharia da Produção, na faculdade, o professor Jorge, sabendo da vontade dos colegas de turma em seguir carreira profissional no ramo alimentício, consegui estágios para Maurício em uma fábrica de enlatados e outro para Simplício em uma fábrica de pipocas de isopor e derivados de milho. A experiência foi significativa, pois contavam com a oportunidade de conhecer o arranjo industrial e de participarem da expansão das empresas as quais trabalhavam. Por conseguinte, durante o período de atividades nas empresas, os colegas de turma buscavam de seus mentores as informações que poderiam extrair da prática profissional. Findo o período de estágio, os estudantes dialogavam sobre o plano de negócios que fariam para o término do curso e os objetivos posteriores. No desenvolver da conversa, notou-se que ambos pensaram em investir no mesmo segmento alimentício, uma marmitaria de saladas, visando oferecer aos clientes que se alimentavam através dessa opção alternativas de hábitos mais saudáveis. É imprescindível o fato de que os colegas de curso tivessem ficado receosos sobre os planos almejados, entretanto decidiram realizar algumas ações em conjunto a fim de reduzir os custos iniciais antes da efetiva operacionalização das empresas. Assim, realizaram prospecção de fornecedores e compra de maquinário para as duas empresas proporcionando ganhos iniciais na injeção de capital.
  4. 4. Embora tenham realizado algumas atividades em parceria, firmaram compromisso que não haveria interferência na continuidade das atividades e que cada um seguiria o seu empreendimento com negociações separadas, pois desejavam ser donos, mas não sócios de uma empresa Realizado todo o planejamento inicial, Maurício e Simplício definiram o momento mais adequado para inauguração do empreendimento e o efetivo funcionamento das vendas dos produtos a serem comercializados. Aquele decidiu iniciar a sua empresa no início de abril de 2015 e este no mês de agosto. O lapso temporal de abertura entre as empresas não foi acertado entre ambos. Ocorreu que a licença de funcionamento de Maurício tramitou mais rapidamente enquanto houve divergências na documentação de Simplício, que necessitou ser retificada, e devido à morosidade do órgão responsável pela liberação e autorização da emissão, em conformidade com as novas e corretas informações, acabou atrasando o início da operação. Durante o período de regularização da empresa de seu concorrente e ex- colega de curso na faculdade, Maurício investiu bastante na divulgação de sua marca, a Salada Mix, porque se tornava a primeira empresa especializada no segmento alimentício de gêneros mais saudáveis da região de sua cidade, Manguinhos. Por conseguinte, o interstício de tempo privilegiou a única empresa existente em um mercado que se demonstrou crescente e com potencial acima do esperado na fase inicial. Maurício procurou uma empresa de designer para elaborar uma embalagem personalizada das marmitas e que possibilitassem a seus consumidores
  5. 5. extrair informações sobre os benefícios da ingestão de alimentos saudáveis e através das mensagens constantes estimulassem cada vez mais a confiança na marca que se estava consolidando na região. A Salada Mix figurava-se fornecendo 250 refeições dias pré-agendadas com clientes fixos, que substituíram pelo menos uma de suas refeições pela marmita de salada, e uma demanda por dia de aproximadamente 100 refeições, somando-se serviços de almoço e janta. A empresa não contava com espaço físico para o serviço de alimentação, mas oferecia a entrega residencial ou em locais de trabalho, conforme o pedido que deveria ser realizados dentro dos horários pré-estabelecidos. O surgimento da Salada Mix resultou em um decréscimo nas vendas dos restaurantes, churrascarias e empresas de marmita, que passaram a dividir uma fatia do mercado alimentício com um novo entrante no segmento. O impacto verificado nas vendas dos concorrentes foi resultante de fatores de um novo entrante que ofereceria uma alternativa não explorada pelos empreendimentos já estabelecidos e da atuação mercadológica de demonstrar ao público a necessidade de hábitos mais saudáveis durante as refeições. A empresa de Maurício aumentou a rivalidade entre as empresas existente, pois o seu produto tornava-se substituto dos já oferecidos e fez um público adaptar-se a novas realidades de consumo, fortificando cada vez mais a atuação. Enquanto realizava os preparativos para a inauguração de um potencial concorrente da Salada Mix, Simplício observava atentamente a atuação do concorrente e os instrumentos utilizados para conquistar o consumidor e a busca pela sua credibilidade e confiança na marca. Analisou cautelosamente o que os concorrentes estavam fazendo para buscar minimizar os impactos proporcionados por uma nova
  6. 6. empresa e quais seriam as possíveis medidas adotadas quando outra chegasse ao segmento que estava em confirmação. A ação dos restaurantes, das churrascarias e das marmitarias da região foi tentar oferecer a mesma base diversificada oferecidas pela Salada Mix e incentivos promocionais para reaver clientes perdidos para a concorrente e que passaram a exigir apenas esse tipo de refeição. Consoante tal ação, realizaram em seus estabelecimentos vantagens aos que fossem realizar suas refeições no espaço. Apesar da investida dos rivais de segmentos alimentícios, a capacidade e a demanda do empreendimento de Maurício não sofreram significativas mudanças, pois tinha conquistado a confiança de seus consumidores no cuidado e na forma com os produtos eram servidos até o seu consumidor final. Enfim, Simplício inaugura sua empresa de marmitaria de saladas, Saladex, disputando a clientela com a empresa de Maurício. A diferença de tempo fez que Simplício buscasse ações mais ofensivas e as quais resultassem em conseguir levar o seu produto até o consumidor que não consumia ainda esse tipo de produto ou o cliente da Salada Mix. As estratégias adotadas pela Saladex, antes de iniciar as operações, foram semelhantes às adotadas pela Salada Mix quando do inicio da operação. Assim, a empresa, nova entrante no mercado local, utilizou-se da estratégia de aproximação dos mecanismos então bem sucedidos pela concorrente para fixar a marca na memória dos potenciais clientes. A empresa de Simplício, nos primeiros dias de atividade, não resultou em preocupação quanto ao impacto das vendas da Salada Mix, pois esta já estava consolidada no mercado e se tornou a primeira opção. Observando essa situação, a
  7. 7. Saladex ofereceu um incentivo até então não utilizado pela concorrente, os 100 primeiros consumidores que ligassem para a Saladex, durante o horário de pedidos, receberiam uma marmita grátis e setenta porcento (70%) de desconto na compra da segunda marmita. A promoção de vendas durou dois dias e foi a maneira escolhida para divulgar a marca e faz o consumo de clientes do produto. A estratégia posta em prática resultou em um crescente aumento diário nas vendas rotineira e pré-agendada da Saladex, pois o esforço da ação anterior surtiu o efeito esperado. Entretanto, Simplício percebeu, durante a campanha promocional, que não bastava apenas ter realizado o incentivo adotado, mas também continuar a implementar uma política de diferenciação de preços frente ao concorrente que garantisse a permanência dos clientes na empresa. O funcionamento de um novo concorrente na cidade e as estratégias bem sucedidas deste começou a atingir o desempenho da Salada Mix. Assim, Maurício procurou otimizar ainda mais as ações de entrega, empacotamento e o envio de brindes aos clientes antigos, pois aprendera na disciplina de marketing na faculdade que é mais caro conquistar novos clientes de que manter os atuais. Embora a ação com os clientes tenham surtido efeitos positivos e a continuidade da relação comercial, notou que alguns grupos de clientes que faziam pedidos em conjunto mudaram para o concorrente, pois este estava oferecendo vantagens e descontos aos consumidores que realizassem pedidos em grupos. Logo, A Salada Mix também buscou adotar estratégias similares a adotas pela concorrente e mais uma vez minimizar os impactos causados e garantir a continuidade dos compradores. O cenário alimentício na região foi alterado com a chegada das duas marmitaria de salada, porque forçou aos concorrentes que poderiam oferecer produtos
  8. 8. substitutos a intensificar sua relação com os clientes e se adaptar a um novo cenário que foi desenvolvido com a consolidação de uma nova opção adotada pelos consumidores. Apesar de não possuírem lojas físicas, as duas empresas utilizaram-se da estratégia da comodidade que seria ter sua alimentação bem fresca e na hora combinada para a refeição. Portanto, vários fatores foram usados para influenciar o hábito, como: o estresse no deslocamento ao restaurante, demora na espera por mesas, comidas mal condicionadas e despreocupação com hábitos mais saudáveis. Seis meses passaram do efetivo funcionamento das duas empresas no mesmo mercado, embora a Salada Mix iniciasse primeiro sua operação, a Saladex consegui angariar parte dos clientes e conquistou novos, dividindo os consumidores. Percebendo que para fazer da empresa líder de mercado e estabelecer total credibilidade dos seus produtos, Maurício, dono da Salada Mix, resolveu instigar o conhecimento adquirido na faculdade e a buscar novos saberes para se diferenciar da concorrente. Durante suas buscas em diversos livros, deparou-se o um esquema de concorrentes proposto por Poter em seu livro Vantagem Competitiva. Logo, identificou-se com a situação e decidiu verificar as definições e estudar mais sobre como se manter sólido e ser uma empresa diferencial no mercado.
  9. 9. Buscando conhecer mais sobre o assunto, encontrou as seguintes descrições quanto a cincos forças caracterizadas no esquema a seguir: “As cincos forças determinam a rentabilidade da indústria porque influenciam os preços, os custos e o investimento necessário das empresas em uma indústria – os elementos do retorno sobre o investimento. O poder do comprador influencia os preços que as empresas podem cobrar, por exemplo, da mesma forma que a substituição. Os poderes dos compradores poderosos exigem serviços dispendiosos. O poder de negociação dos fornecedores determina os custos das matérias primas e de outros insumos. A intensidade da rivalidade influencia os preços assim como os custos da concorrência em áreas como fábrica, desenvolvimento de produto, publicidade e força de vendas. A ameaça de entrada coloca um limite nos preços e modula o investimento exigido para deter entrantes. O vigor de cada uma das cincos forças competitivas é uma função da estrutura industrial, ou das características técnicas e econômicas subjacentes de uma indústria”. (PORTER,1989)
  10. 10. A partir dessa percepção encontrada e que se encaixava dentro do panorama atual do segmento de atuação comercial e da sua empresa, Maurício, iniciou um processo de coleta de informações e realizou um arranjo para caracterizar, conforme as descrições das cinco forças competitivas, instrumentos que o auxiliassem a ter um diferencial no mercado e ser o líder na região. Assim, seguiu a colocação de cada personagem dentro do escopo abordado:  Fornecedores: verificou que os fornecedores da concorrente eram os mesmos que forneciam para a sua empresa, pois inicialmente, esse trabalho foi realizado com Simplício durante o planejamento da empresa. Apesar de poder ter prospectado fornecedores diferentes, ficaram limitados as que faziam parte da região.  Entrantes potenciais: percebeu-se que com o desenvolvimento do segmento de comércio anteriormente inexplorado, que agora está em constante ascensão, a possibilidade de novos concorrentes.  Substitutos: o surgimento de duas novas empresas no ramo de alimentos na região fez os estabelecimentos do mesmo setor implantar estratégias diferentes para não perder muitos clientes e a ofertar, além de incentivos promocionais, os produtos que são vendidos pelas recém chegadas dos concorrentes. Convém relembrar que substitutos não são apenas quem fornece os produtos similares aos vendidos por uma empresa, mas são os que fornecem alternativas viáveis que possam descartar a compra do item pensado.  Compradores: são os clientes que detêm o poder de barganha para negociar e, consequentemente, os que realizam operação de consumo na empresa gerando receitas. Eles determinam também alguns comportamentos na relação de consumo quando não estão satisfeitos ou necessitam de uma ação mais enérgica da empresa para ter credibilidade na marca.  Concorrentes da indústria: conceitua-se como a rivalidade das empresas já existentes e atuantes no mercado. Essas empresas estão constantemente disputando preço, clientes e confiança no produto ou serviço que está sendo
  11. 11. oferecido. Assim, elas tentam diferenciar-se ao máximo nas práticas adotadas a fim de satisfazerem ao máximo seu público. A necessidade de ser protagonista e atuar de forma mais incisiva frente aos seus concorrentes fez a Salada Mix analisar novamente suas estratégias adotadas com cada uma das forças descritas para atuar de maneira mais eficaz no seu mercado. Logo, a empresa que estava em um ambiente estável sentiu-se incomodada com a chegada de um novo concorrente e da reorganização do segmento. “A estrutura industrial é relativamente estável, mas pode modificar-se com o passar do tempo à medida que uma indústria se desenvolve. Uma mudança estrutural altera o vigor global e relativo das forças competitivas, podendo, portanto, influenciar de uma forma positiva ou negativa a rentabilidade da indústria. As tendências da indústria mais importantes para a estratégia são aquelas que afetam a estrutura industrial.” (PORTER,1989) Verificando a importância das forças competitivas e analisando a melhor forma de trabalhar com cada uma dessas ações, Maurício também necessitava de estratégias genéricas que fossem possíveis de serem aplicadas dentro do contexto da sua empresa para alcançar seus objetivos. Assim, reconheceu que poderia direcionar seus esforços para as estratégias competitivas genéricas descritas por Porter. “A segunda questão central em estratégia competitiva é a posição relativa de uma empresa dentro da sua indústria. O posicionamento determina se a rentabilidade de uma empresa está abaixo ou acima da média da indústria de retornos, mesmo que a estrutura industrial seja desfavorável e a rentabilidade média da indústria seja, portanto, modesta” (PORTER,1989)  Liderança de custos: consideram-se as vantagens adquiridas pelo ganho de escala na produção dos produtos ou serviço.  Enfoque: escolha de um ambiente competitivo estrito dentro da organização do segmento de comércio  Diferenciação: repassar aos seus consumidores a essência de alguma virtude da empresa quando comparadas às demais concorrentes.
  12. 12. Por conseguinte, Maurício, após analisar as informações e estudar bastante sobre o mercado que atuava e quais as possibilidades para tornar a empresa diferente das concorrentes, definiu os instrumentos que usaria para lograr êxito nas suas ações.  Fornecedores: após um período de pesquisa em busca de novos fornecedores que suprissem a demanda e os requisitos de qualidade, negociou com um fornecedor de grande porte que se localizava na macro região do estado e, a partir de lotes fechado de pré venda, o valor final do seu produto reduziria em até 30% quando comparado aos atuais fornecedores. Apesar de os fornecedores atuais da Salada Mix encontrarem-se na mesma área da empresa, o processo rudimentar de plantação e colheita encarecia o valor da matéria prima. Assim, a economia conquistada com um novo fornecedor aumentaria o poder de negociação com os consumidores, podendo até mesmo flexibilizar os valores dos produtos da empresa sem comprometer a margem de lucro anteriormente planejada. O diferencial no custo da produção resultou em um ganho competitivo em escala não só frente à Saladex, mas também aos substitutos e novos entrantes.  Entrantes potenciais: visando se diferenciar de possíveis novos concorrentes, a empresa de Maurício buscou certificações e garantias reconhecidas pelos órgãos competentes e autoridades no segmento. Por
  13. 13. conseguinte, essa ação gerou como resultado a percepção pelo cliente de uma marca consolidada e que cumpria rigorosamente as exigências das instituições de controle. Logo, criou-se uma barreira de entrada que forçaria aos novos entrantes titulações e reconhecimentos ainda não adquiridos.  Substitutos: a medida adotada pela Salada Mix na diferenciação quanto aos propensos substitutos do produto foram similares as tomadas na inicialização da operação. Investimento em ações de consolidação da marca, padronização dos produtos e serviços, informações sobre a origem e o acompanhamento da produção pelas mídias disponíveis, propagandas sobre a importância de um hábito alimentar mais saudável e fortalecimento na lembrança quando a pessoa quiser consumir uma refeição.  Compradores: os consumidores detêm o poder de barganha pelo melhor produto/serviço, pelo valor final mais baixo, pela qualidade e excelência da matéria prima e pela capacidade de relacionamento da empresa. Assim, a troca de consumidor, que favoreceu a redução dos custos da operação, possibilita a empresa a flexibilizar as negociações a partir de cada cliente ou grupo de cliente que venha a fazer compras com a Salada Mix. Portanto, essa diferenciação não gera margem para as concorrentes atingirem valores mais baixos e manter a qualidade ofertada nos produtos sem comprometer a rentabilidade da empresa e a percepção do cliente quanto a satisfação no consumo do produto final.  Concorrentes na indústria: a intensidade dá-se mais com as empresas que oferecem os mesmo tipos de produtos, pois são concorrentes diretos na busca por novos clientes e de mais espaço no mercado. A diferenciação propostas nas ações supracitadas ocasiona uma vantagem da empresa que adota tais prática e uma necessidade de os demais componentes do arranjo comercial se assemelharem ou implementarem novas estratégias para não ficarem para trás das concorrentes. Essa dinâmica influencia a estrutura como um todo,
  14. 14. porque altera a relação de cada empresa na percepção das forças correlatas e táticas utilizadas. A Salada Mix iniciou suas ações com intuito de dimensionar a atuação de maneira efetiva nas cinco forças competitivas e a adotar mecanismos que possibilitem, com a o enfoque na redução dos custos de produção sem comprometer a qualidade do produto, a retomada da liderança do mercado regional de atuação e, novamente, alterar a perspectiva do consumidor quando pensar em comprar o produto para a sua refeição. Os indicadores de vendas, reclamações e cadastro de clientes que é utilizado como parâmetro das ações da empresa de Maurício, desde o seu início de operação, começam a retomar os índices outrora registrados quando a empresa atuava sozinha no mercado. Com a retomada de crescimento das vendas da empresa, o proprietário passou a acompanhar o comportamento do mercado de atuação que obteve uma perda da fatia para a empresa que retomava com ânimo as perspectivas iniciais de líder no segmento de alimentos e marca de confiança dos consumidores quando necessitar de fazer sua refeição diária. Nota-se que nos primeiros meses os concorrentes não perceberam claramente quais as ações e métodos utilizados pela empresa para reagir e tomar conta de um mercado que estava estável após a consolidação da Saladex e o reordenamento da demanda dos consumidores. Embora não conhecendo as estratégias da empresa de Maurício, tomaram mediadas para não sofrer perdas significativas. No intuito de se assemelhar a líder de mercado, ações similares foram desenvolvidas tanto pela Saladex como pelos substitutos, que verificaram ser insustentável manter o nível de negociação da Salada Mix com seus consumidores, pois comprometia diretamente as operações e a rentabilidade. Ao definir a adoção de estratégia para competir e lograr sucesso frente ao arranjo de mercado na qual a Salada Mix está inserida, Mauricio passou pela instabilidade que estavam vivendo os integrantes da rede de negócios. A atuação de uma empresa no mercado não é apenas definida durante o seu plano inicial, mas passa a ser condicionada pelas variáveis existentes, interna e externamente, como condição suficiente para o alcance dos objetivos e das metas pretendidas.
  15. 15. A chegada de um novo concorrente fez o empresário considerar fatores antes não pensados que poderiam comprometer o êxito da empresa no segmento que tem oportunidade de alta rentabilidade e crescimento. Logo, a instabilidade inicial foi decisiva para que se buscasse um conhecimento maior das relações com o público interessado, considerando a perspectiva ampla. Apesar do sucesso alcançado nas ações realizadas, essas não são necessariamente as mesmas que serão tomadas em situações futuras. As empresas concorrentes, os novos entrantes, os fornecedores, os substitutos e o arranjo competitivo podem ser alterados por fatores externos não percebidos nas medidas presentes ou das necessidades de alteração do consumo. Por isso, devem-se realizar análises contínuas a fim de que se tenha conhecimento da atuação e da intensa rivalidade vivenciada no setor em questão. Conhecedor da necessidade da melhoria contínua da empresa frente ao contexto supramencionado, Maurício busca a sustentabilidade da empresa como líder e diferencial competitivo. “Uma estratégia genérica não leva a um desempenho acima da média, a menos que seja sustentável frente aos concorrentes, embora ações que melhorem a estrutura industrial possam melhorar a rentabilidade a nível de toda a indústria, mesmo que sejam imitadas. A sustentabilidade das três estratégias genéricas exige que a vantagem competitiva de uma empresa resista à erosão pelo comportamento da concorrência ou pela evolução da indústria.” (PORTER,1989)
  16. 16. Portanto, mudanças no segmento podem afetar diretamente as bases sobre as quais foram construídas as estratégias e as ações a serem adotadas pela organização, necessitando de constantes adequações às alterações para a empresa continuar mantendo a liderança e ter o diferencial competitivo. A alteração no segmento, outrora citado, pode também influenciar todos os componentes a praticar medidas enérgicas para retomada de mercado e minimização dos riscos. Assim, a instabilidade pode afetar também a estratégia de um comércio crescente que poderá ser resultante de uma ação não realizada no passado. Com isso, cada medida exige qualificações e exigência de que as decide fazer para que os resultados sejam positivos e consequentemente o impacto torne-se o diferencial almejado pela empresa. Por conseguinte, influenciado e influenciador do mercado no qual está inserido, Maurício, ciente do aprendizado adquirido, está adotando as medidas cabíveis para a continuidade e sustentabilidade da liderança alcançada pela empresa. MORAL DA HISTÓRIA Por terem sido colegas e contemporâneos do curso de Administração, Maurício e Simplício tentaram utilizar os conhecimentos aprendidos para se lançarem como empreendedores no mesmo negócio. Maurício se lançou primeiro, teve mais tempo para por seu plano de negócios em prática e conseguir a liderança no segmento, mas, depois da entrada do Simplício na concorrência, percebeu que era preciso se reinventar e traçar novas estratégias que lhe dessem vantagens competitivas para retomar a liderança do mercado. Essa foi uma história fictícia, mas reflete o que acontece com muitas empresas no mercado, que se acomodam e vêem suas concorrentes virarem o jogo se tornando mais competitivas utilizando de inovações estratégicas e também tecnológicas para se diferenciarem no mercado. Portanto, é
  17. 17. necessário a empresa e o seu mercado em que se insere está sob contínua avaliação, para que possa está sempre se adaptando às mudanças ocorridas decorrentes de inúmeros fatores. CONCLUSÃO A dupla utilizou os conhecimentos adquiridos durante a disciplina de Administração Contemporânea e os materiais a disposição para leitura, conforme as fontes supracitadas na inserção das citações da narração. Assim, tentamos repassar através do gênero dissertativo as explicitações e contextualizações necessárias para o enquadramento no tema proposto. Por conseguinte, espera-se ter atingido as exigências do trabalho e seguido as orientações corretas na análise. BIBLIOGRAFIA PORTER ,E. MICHEAL. Vantagem Competitiva, Campus, Rio de Janeiro, Campus, 1989.

×