Eng. Agr. MSc. MÁRCIO AUGUSTO SOARES 
Supervisor de Pesquisa e Desenvolvimento Agrícola 
Agroterenas S/A - Citrus
Santa Cruz do Rio Pardo/SP 
Localização (Santa Cruz do Rio Pardo/SP) 
Nº plantas de laranja: 3.550.000 
Área: 7.220 hectar...
AGROTERENAS S/A - CITRUS 
Ácaro Branco (Polyphagotarsonemus latus) 
Ácaro da Ferrugem (Phylocoptruta oleivora) 
Ácaro da L...
PRINCIPAL PROBLEMA FITOSSANITÁRIO DOS CITROS NA ATUALIDADE 
Doença bacteriana transmitida por um vetor – Psilídeo (Diaphor...
GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS 
Município 
Plantas 
Águas de Santa Bárbara 
620.000 
Arandu 
540.000 
Avaré 
2.150.000...
GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS 
(Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré) 
110 km
O QUE ESTÁ SENDO FEITO? 
 Reuniões a cada 4 ou 5 meses; 
 Pulverização em períodos previamente combinados (é fundamental...
Número de Psilídeos capturados por ano 
Fonte: Agroterenas S/A - Citrus 
0 
1.000 
2.000 
3.000 
4.000 
5.000 
6.000 
7.00...
Monitoramento do Vetor (Psilídeo) 
GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS 
(Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré) 
 Mon...
 Pulverização aérea; 
 Realizada apenas quando necessário; 
 Vazão de 5,0L/ha (BVO- baixo volume oleoso). 
Controle do ...
 A cada 20 dias é efetuada a pulverização da bordadura da Fazenda (exceto da florada); 
 Baixo volume (1,0 litro por pla...
GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS 
(Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré) 
Soltura de inimigos naturais (trabalho e...
EM FASE DE PESQUISA 
OVO 
Foto:Mascarin 
Fungos entomopatogênicos (ESALQ – USP/ FUNDECITRUS / KOPPERT) 
- eficiência ≥80% ...
Parceria com Apicultor: Edmundo Marchetti 
(Presidente da AAPISC - Associação dos Apicultores e Agroprodutores de Santa Cr...
Mapa da propriedade 
1951 hectares de mata
Medidas para viabilizar a convivência 
Colocação das colméias a 30 metros para dentro da mata
Medidas para viabilizar a convivência 
Detalhe das colméias colocadas a 30 metros 
para dentro da mata
As pulverizações nunca são efetuadas sobre as matas. O alvo das pulverizações sempre é única e exclusivamente o pomar de l...
AGROTERENAS S/A - CITRUS 
Santa Cruz do Rio Pardo – SP 
Engº Agrº MSc. Marcio Augusto Soares 
Supervisor de Pesquisa e Des...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Márcio Soares - Experiência Na Convivência Agricultura e Apicultura

474 visualizações

Publicada em

Márcio Soares - Experiência Na Convivência Agricultura e Apicultura. Agricultura e Polinizadores, Campinas, 25 de agosto de 2014.

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Márcio Soares - Experiência Na Convivência Agricultura e Apicultura

  1. 1. Eng. Agr. MSc. MÁRCIO AUGUSTO SOARES Supervisor de Pesquisa e Desenvolvimento Agrícola Agroterenas S/A - Citrus
  2. 2. Santa Cruz do Rio Pardo/SP Localização (Santa Cruz do Rio Pardo/SP) Nº plantas de laranja: 3.550.000 Área: 7.220 hectares com citros Produção de Laranja desde 1989 (25 anos) Altitude Aproximada: 600 metros Bacia Hidrográfica do Médio Paranapanema
  3. 3. AGROTERENAS S/A - CITRUS Ácaro Branco (Polyphagotarsonemus latus) Ácaro da Ferrugem (Phylocoptruta oleivora) Ácaro da Leprose (Brevipalpus phoenicis) Bicho furão (Ecdytolopha aurantiana) Mosca-das-frutas (Ceratitis capitata) Pulgão verde (Aphis spiraecola) Psilídeo (Diaphorina citri) Vetor do Greening PRAGAS DE MAIOR OCORRÊNCIA
  4. 4. PRINCIPAL PROBLEMA FITOSSANITÁRIO DOS CITROS NA ATUALIDADE Doença bacteriana transmitida por um vetor – Psilídeo (Diaphorina citri); Provoca o amarelecimento (mosqueamento) e queda das folhas, deformação e queda de frutos podendo provocar a morte das plantas; Rápida disseminação e evolução nas plantas (inviabiliza a produção da planta em 2 anos); Medidas de controle: uso de mudas sadias, eliminação de plantas doentes, eliminação de plantas hospedeiras (plantas cítricas e murta) e controle do vetor. Huanglongbing (HLB) ou Greening
  5. 5. GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS Município Plantas Águas de Santa Bárbara 620.000 Arandu 540.000 Avaré 2.150.000 Campos Novos Paulista 80.000 Cerqueira César 850.000 Duartina 220.000 Espirito Santo do Turvo 1.500.000 Iaras 6.150.000 Lucianópolis 1.130.000 Ocauçu 35.000 Paulistânia 65.000 Pratânia 400.000 Santa Cruz do Rio Pardo 2.150.000 São Pedro do Turvo 815.000 Ubirajara 1.900.000 TOTAL 18.605.000 Grupo formado há 5 anos Total de proprietários: 28 Total de Propriedades: 45 (aproximadamente 60 mil hectares) Aumentar a eficiência de controle Prolongar o período de supressão dos psilídeos OBJETIVOS
  6. 6. GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré) 110 km
  7. 7. O QUE ESTÁ SENDO FEITO?  Reuniões a cada 4 ou 5 meses;  Pulverização em períodos previamente combinados (é fundamental realizar num intervalo máximo de 8 dias); Pulverização conjunta, principalmente nos períodos de início de brotação e final de época favorável à ocorrência da praga (início do inverno), podendo chegar a até 4 pulverizações em conjunto por ano. GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré)
  8. 8. Número de Psilídeos capturados por ano Fonte: Agroterenas S/A - Citrus 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 7.000 8.000 9.000 10.000 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Início Manejo Regional
  9. 9. Monitoramento do Vetor (Psilídeo) GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré)  Monitoramento semanal de armadilhas adesivas posicionadas em toda a bordadura (perímetro) da Fazenda, a cada 250 metros;  Informações encaminhadas semanalmente para o Fundecitrus - Programa regional de “Alerta Fitossanitário”. (www.fundecitrus.com.br/alerta-fitossanitario)
  10. 10.  Pulverização aérea;  Realizada apenas quando necessário;  Vazão de 5,0L/ha (BVO- baixo volume oleoso). Controle do Vetor (Psilídeo) GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré)
  11. 11.  A cada 20 dias é efetuada a pulverização da bordadura da Fazenda (exceto da florada);  Baixo volume (1,0 litro por planta);  Unilateral - Direcionado apenas para o pomar. Controle do Vetor (Psilídeo) GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré)
  12. 12. GRUPO MANEJO CONJUNTO DE PSILÍDEOS (Regiões de Santa Cruz do Rio Pardo e Avaré) Soltura de inimigos naturais (trabalho em parceria com ESALQ – USP/ FUNDECITRUS) Tamarixia radiata - 22 áreas de soltura (principalmente áreas adjacentes) - Redução média da população em 68% Controle do Vetor (Psilídeo)
  13. 13. EM FASE DE PESQUISA OVO Foto:Mascarin Fungos entomopatogênicos (ESALQ – USP/ FUNDECITRUS / KOPPERT) - eficiência ≥80% CONTROLE COMPORTAMENTAL OVO Feromônio (FUNDECITRUS / ESALQ – USP) -Aumentar a eficiência do monitoramento -Desenvolvimento de armadilha “Atrai e mata” -Confusão sexual Foto: N. Noronha CONTROLE BIOLÓGICO Beauveria bassiana
  14. 14. Parceria com Apicultor: Edmundo Marchetti (Presidente da AAPISC - Associação dos Apicultores e Agroprodutores de Santa Cruz do Rio Pardo) Proprietário da Empresa produtora de mel “Ouro Doce”, localizada em Santa Cruz do Rio Pardo/SP Número aproximado de colméias: 1.500 (hum mil e quinhentas) Tempo de existência das colméias: 11 anos Produção média das colméias: 30 kg de mel / colméia (45Ton/ano) PRODUÇÃO DE MEL
  15. 15. Mapa da propriedade 1951 hectares de mata
  16. 16. Medidas para viabilizar a convivência Colocação das colméias a 30 metros para dentro da mata
  17. 17. Medidas para viabilizar a convivência Detalhe das colméias colocadas a 30 metros para dentro da mata
  18. 18. As pulverizações nunca são efetuadas sobre as matas. O alvo das pulverizações sempre é única e exclusivamente o pomar de laranja; As pulverizações não são realizadas nos períodos de florescimento das plantas de laranja; Fora dos períodos de florada das plantas de laranja, uma parte das colméias é deslocada para outras culturas na própria região, como Eucalipto e Girassol. Ao verificar o histórico dos 11 anos de produção, nota-se que a produção de mel está sendo mantida ao longo dos anos (produção de 30 kg de mel por colméia por ano); Todos os anos, na fase de florescimento das plantas de laranja, é notável o aumento significativo do número de abelhas. A COMUNICAÇÃO, o respeito e o manejo consciente são fundamentais para a sustentabilidade e para o sucesso dos projetos. Medidas para viabilizar a convivência
  19. 19. AGROTERENAS S/A - CITRUS Santa Cruz do Rio Pardo – SP Engº Agrº MSc. Marcio Augusto Soares Supervisor de Pesquisa e Desenvolvimento Agrícola marcio.soares@agroterenas.com.br www.agroterenas.com.br (14) 3332-3388 OBRIGADO PELA ATENÇÃO !!!

×