Visão Espírita sobre
a Superstição
Antonio.Domiciano@live.com
Algumas questões para
começar....
 O que é Superstição?
 Qual a sua origem?
 Como a Doutrina
Espírita trata essa
questã...
Superstição ...
 Medo do número 13, sexta-feira ...
Triscaidecafobia
 Passar sob uma escada
 Espelho que se quebra
 G...
Superstição – o que é?
 Sentimento religioso excessivo ou errôneo, que
muitas vezes arrasta as pessoas ignorantes à
práti...
De onde vêm as Superstições?
O caso dos Cometas: quando o
conhecimento venceu o medo....
Clique nq figura para assistir o ...
De onde vêm as Superstições?
Para os que consideram a matéria a
única potência da Natureza, tudo o
que não pode ser expli...
De onde vêm as Superstições?
 Os agentes invisíveis, ... seres ocultos, que
povoam os espaços, são uma das potências da
N...
De onde vêm as Superstições?
 Do mesmo modo que o magnetismo, ele nos
revela uma lei, se não desconhecida, pelo menos
mal...
( CRENÇA, FÉ )
( INDAGAÇÃO,
PROPOSIÇÃO )
( EXPERIÊNCIA,
SISTEMATIZAÇÃO )
INTUIÇÃO
 Que faz a moderna
ciência espírita?
 ...
Como a Doutrina Espírita trata a Superstição?
 Todos os fenômenos espíritas têm por princípio a existência da alma,
sua s...
Como a Doutrina Espírita trata a Superstição?
 Se bem reconheça um fundo de verdade em muitas crenças
populares, o Espiri...
Exemplos de explicação de alguns fatos...
 Que efeito podem produzir as fórmulas e práticas
mediante as quais pessoas há ...
Exemplos de explicação de alguns fatos...
 Não pode aquele que, com ou sem razão, confia no que
chama a virtude de um tal...
Exemplos de explicação de alguns fatos...
Exemplos de explicação de alguns fatos...
LM, 83, 87 E
88
Exemplos de explicação de alguns fatos...
Que se deve pensar da crença que
atribui os fogos-fátuos à presença de
almas ou...
Exemplos de explicação de alguns fatos...
 Fogo-fátuo é um fenômeno que ocorre sobre a superfície de lagos, pântanos ou a...
CONCLUSÃO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Visão espírita sobre a Superstição

675 visualizações

Publicada em

Um breve estudo sobre a origem das Superstições e como o Espiritismo, como doutrina baseada em Ciência e Filosofia, pode explicá-las.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Visão espírita sobre a Superstição

  1. 1. Visão Espírita sobre a Superstição Antonio.Domiciano@live.com
  2. 2. Algumas questões para começar....  O que é Superstição?  Qual a sua origem?  Como a Doutrina Espírita trata essa questão?
  3. 3. Superstição ...  Medo do número 13, sexta-feira ... Triscaidecafobia  Passar sob uma escada  Espelho que se quebra  Gato-preto  Amuletos  Alguns gestos ou palavras ...  Algumas lendas do folclore ...
  4. 4. Superstição – o que é?  Sentimento religioso excessivo ou errôneo, que muitas vezes arrasta as pessoas ignorantes à prática de atos indevidos e absurdos.  Crença errônea; falsa ideia a respeito do sobrenatural.  Temor absurdo de coisas imaginárias.  Opinião religiosa baseada em preconceitos ou crendices.  Presságio infundado ou vão que se tira de acidentes ou circunstâncias meramente fortuitas.
  5. 5. De onde vêm as Superstições? O caso dos Cometas: quando o conhecimento venceu o medo.... Clique nq figura para assistir o vídeo na internet (Youtube) Clique aqui para assistir no arquivo local
  6. 6. De onde vêm as Superstições? Para os que consideram a matéria a única potência da Natureza, tudo o que não pode ser explicado pelas leis da matéria é maravilhoso, ou sobrenatural, e, para eles, maravilhoso é sinônimo de superstição. [item 10, Cap. II – Do maravilhoso e do sobrenatural]
  7. 7. De onde vêm as Superstições?  Os agentes invisíveis, ... seres ocultos, que povoam os espaços, são uma das potências da Natureza, .... cuja ação é incessante, assim sobre o mundo material, como sobre o mundo moral.  Esclarecendo-nos com relação a essa potência, o Espiritismo nos dá a explicação de uma imensidade de coisas inexplicadas e inexplicáveis por qualquer outro meio e que, à falta de toda explicação, passaram por prodígios, nos tempos antigos. [item 15, Cap. II – Do maravilhoso e do sobrenatural]
  8. 8. De onde vêm as Superstições?  Do mesmo modo que o magnetismo, ele nos revela uma lei, se não desconhecida, pelo menos mal compreendida; ... de uma lei que se desconhecia, embora se lhe conhecessem os efeitos, visto que estes sempre se produziram em todos os tempos, tendo a ignorância da lei gerado a superstição. [item 15, Cap. II – Do maravilhoso e do sobrenatural]
  9. 9. ( CRENÇA, FÉ ) ( INDAGAÇÃO, PROPOSIÇÃO ) ( EXPERIÊNCIA, SISTEMATIZAÇÃO ) INTUIÇÃO  Que faz a moderna ciência espírita?  Reúne em corpo de doutrina o que estava esparso;  explica, com os termos próprios, o que só era dito em linguagem alegórica;  poda o que a superstição e a ignorância produziram, para só deixar o que é real e positivo. [LE, Conclusão, item VI]
  10. 10. Como a Doutrina Espírita trata a Superstição?  Todos os fenômenos espíritas têm por princípio a existência da alma, sua sobrevivência ao corpo e suas manifestações.  Também a existência do períspirito e do “fluido universal” e suas diversas formas (energias)  Fundando-se numa lei da Natureza, esses fenômenos nada têm de maravilhosos, nem de sobrenaturais, no sentido vulgar dessas palavras.  Muitos fatos são tidos por sobrenaturais, porque não se lhes conhece a causa; atribuindo-lhes uma causa, o Espiritismo os repõe no domínio dos fenômenos naturais. [item 14, Cap. II – Do maravilhoso e do sobrenatural]
  11. 11. Como a Doutrina Espírita trata a Superstição?  Se bem reconheça um fundo de verdade em muitas crenças populares, o Espiritismo de modo algum dá sua solidariedade a todas as histórias fantásticas que a imaginação há criado.  A explicação dos fatos que o Espiritismo admite, de suas causas e consequências morais, forma toda uma ciência e toda uma filosofia, que reclamam estudo sério, perseverante e aprofundado. [item 14, Cap. II – Do maravilhoso e do sobrenatural]
  12. 12. Exemplos de explicação de alguns fatos...  Que efeito podem produzir as fórmulas e práticas mediante as quais pessoas há que pretendem dispor do concurso dos Espíritos?  “O efeito de torná-las ridículas, se procedem de boa-fé.  No caso contrário, são tratantes que merecem castigo. Todas as fórmulas são mera charlatanaria.  Não há palavra sacramental nenhuma, nenhum sinal cabalístico, nem talismã, que tenha qualquer ação sobre os Espíritos, porquanto estes só são atraídos pelo pensamento e não pelas coisas materiais.” [LE, q.553]
  13. 13. Exemplos de explicação de alguns fatos...  Não pode aquele que, com ou sem razão, confia no que chama a virtude de um talismã, atrair um Espírito, por efeito mesmo dessa confiança, visto que, então, o que atua é o pensamento, não passando o talismã de um sinal que apenas lhe auxilia a concentração?  “É verdade; mas, da pureza da intenção e da elevação dos sentimentos depende a natureza do Espírito que é atraído.  Ora, muito raramente aquele que seja bastante simplório para acreditar na virtude de um talismã deixará de colimar um fim mais material do que moral.  Qualquer, porém, que seja o caso, essa crença denuncia uma inferioridade e uma fraqueza de ideias que favorecem a ação dos Espíritos imperfeitos e escarninhos.” [LE, q.554]
  14. 14. Exemplos de explicação de alguns fatos...
  15. 15. Exemplos de explicação de alguns fatos... LM, 83, 87 E 88
  16. 16. Exemplos de explicação de alguns fatos... Que se deve pensar da crença que atribui os fogos-fátuos à presença de almas ou Espíritos? “Superstição produzida pela ignorância. Bem conhecida é a causa física dos fogos-fátuos.” [LM, Cap. VI – Das manifestações visuais, item 100, 29ª questão]
  17. 17. Exemplos de explicação de alguns fatos...  Fogo-fátuo é um fenômeno que ocorre sobre a superfície de lagos, pântanos ou até mesmo em cemitérios.  Quando um corpo orgânico entra em decomposição, ocorre uma liberação de gás metano (CH4).  Se em algum local houver condições ..., o gás começará a concentrar, e se o clima estiver relativamente quente, ocorrerá uma explosão espontânea.  Essa explosão resulta em uma chama azulada de 2 a 3 metros de altura com um barulho característico.  Geralmente, quando uma pessoa se depara com o fogo-fátuo, se assusta e sai correndo, fazendo com que o ar se desloque, dando a impressão de que o fogo está a perseguindo.  Lenda do boitatá / cobra de fogo / fogo corredor ou da mula-sem-cabeça  http://www.brasilescola.com/curiosidades/fogofatuo.htm
  18. 18. CONCLUSÃO

×