86 0

455 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

86 0

  1. 1. A IMPORTÂNCIA DO MARKETING DIGITAL NO VAREJO DE ELETRO- ELETRÔNICO Prof. Dr. Emerson A. Maccari – Universidade Nove de Julho Prof. Ms. Antonio Lobosco – Universidade Nove de Julho Bruna Lazzarin de Carvalho – Universidade Nove de Julho Mariana Carmen Marizze – Universidade Nove de JulhoRESUMO A Internet, rede de computadores capaz de interligar o mundo, consegue impactar comuma grande proporção e com uma estratégia certa, públicos de vários níveis sociais. Este trabalho tem como objetivo mostrar como as empresas podem ser muito maiscompetitivas utilizando o Marketing Virtual como uma de suas ferramentas. Muitos são oselementos que tornam mais rentáveis as ações de comunicação das marcas mesmo em tempo decrise. Atualmente mais atrativa para as empresas e para os consumidores, é possível adquirirserviços e produtos com grande facilidade de compra, pesquisas e informações. Além de a mídiadigital dar valorização de marca à empresa, é possível persuadir o usuário com efeitos atrativosde informações, ofertas promocionais e pesquisas. Conforme informações do site G1/Tecnologia, segundo dados do Ibope e NetRatings, emmaio de 2009 o Brasil superou a marca de 40 milhões de usuários com acesso a internet. Apesquisa apontou também, que o brasileiro continuou a ser o internauta residencial que navegapor mais tempo dentre os dez países acompanhados pela Nielsen/NetRatings. O usuário brasileironavegou em média 23 horas e 48 minutos, estando a frente de países desenvolvidos como osEstados Unidos e o Japão.Palavras-chave: Internet; Marketing; Marketing Digital; Mídia Digital.ABSTRACT The Internet, world wide web, is able to connect the whole world. It can cause strategicimpacts of great proportion on people of all social levels. The purpose of this work is to show how companies can become much more competitivewhen making use of ‘virtual marketing’ as one of its main resources. Many factors contribute toa more profitable communication action on brands even during financial crisis time. Nowadays,virtual marketing is much more attractive to companies and customers. It is possible to acquireservices and products easily with prompt research and information. Aside from promoting thebrand of a company, the digital media can persuade users through attractive information,promotions and researches. According to ‘the ratings’ and NetRatings, in May 2009, Brazil had over 40 millionInternet surfers. The survey has also shown, that among the 10 countries taking part in it,Brazilians are the surfers who stay longer online (Nielsen/NetRatings). Brazilians surf 23 hoursand 48 minutes on average, and that is above developed countries like the USA and Japan.Key words: Internet; Marketing; Digital Marketing; Digital Media.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  2. 2. 1 1. INTRODUÇÃO Apesar de encontrarmos vestígios de seu conceito ao longo da história da humanidade,somente podemos dizer que o Marketing surgiu após a Segunda Guerra Mundial. Conforme aenciclopédia livre Wikipédia, após a Revolução Industrial, houve uma transformação nomercado, na qual os compradores passaram a ter maior poder de barganha e ganharam força nacomercialização, e não somente os vendedores industriais. Segundo Kotler e Keller (2006, p.4) “O marketing é uma função organizacional e um conjunto de processos que envolvem a criação, a comunicação e a entrega de valor para os clientes, bem como administração do relacionamento com eles, de modo que beneficie a organização e seu publico interessado.” Segundo Ozeas Vieira Santana Filho, autor do livro “Internet: navegando melhor na web”a Internet surgiu nos anos 1960 como um projeto dos Estados Unidos conhecida como ArpaNet,pela necessidade de manter a comunicação entre as bases militares dos Estados Unidos diante dapossibilidade de um ataque ao Pentágono. Passado este período, com a falta da utilidade daArpaNet para os militares, os mesmos disponibilizaram as informações para os cientistas nasUniversidades de outros países permitindo a comunicação mundial. Berners-Lee cientista do Conselho Europeu de Pesquisas Nucleares inventou WWW, ouseja , World Wide Web, o sistema que nasceu para que as universidades se comunicassem e foiresponsável também pelo desenvolvimento das ferramentas HTML ou HTTP. A Internet é um emaranhado de redes que por meio de protocolos (TCP- Controle deTransferência de Protocolo /IP – Protocolo de Internet) interligam computadores do mundointeiro.Segundo Kotler e Keller (2006, p.15) “As empresas podem operar um novo e poderoso canal de vendas e informação, a internet, obtendo um alcance geográfico ampliado para divulgar e promover seus negócios e produtos no mundo todo. Diferente dos anúncios e folhetos do passado, a Internet permite transmitir uma quantidade quase ilimitada de informações.” O grande acontecimento que teve influência na sociedade após a internet foi aimplementação do e-commerce (conhecido como comércio virtual) tem como finalidade atransação comercial eletrônica como compra e venda de produtos e serviços. As vendas começaram a deslanchar nos Estados Unidos em 1995, com o surgimento doAmazon.com e este processo começou no Brasil em cinco anos depois, com a pioneira LivrariaCultural e posteriormente o Submarino. Atualmente com uma audiência de 64,5 milhões de internautas, a Internet atinge asociedade como um todo, independente da classe social e da região em que vivem. Conformedados atuais da consultoria e-Bit (site que tem por finalidade fornecer uma avaliação pública dovendedor de produtos via internet), apesar da crise financeira, o comércio eletrônico continuaráVI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  3. 3. 2aquecido, pois a internet quebra a resistência dos consumidores onde ajudará o mesmo a seplanejar, ela contém informações do que ele realmente precisa para justificar para si o gastonecessário. Comércio Eletrônico ou e-commerce , segundo ALBERTIN (2004, p.15) “É a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócio num ambiente eletrônico, por meio da aplicação intensa das tecnologias de comunicação e de informação, atendendo aos objetivos de negócio. Os processos podem ser realizados de forma completa ou parcial, incluindo as transações negócio à negócio, negócio à consumidor e intra-organizacional, numa infra-estrutura predominantemente pública de fácil e livre acesso e baixo custo.” As vendas pela Internet têm crescido anualmente, representando um quadro significativopara as empresas. Conforme projeção e-BitGráfico 01 - Faturamento Anual do Varejo em BilhõesEvolução do Varejo On-line Brasil - Pesquisa e-Bit Fonte eBit - Compilação www.e-commerce.org.br.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  4. 4. 3Quadro 1 – Faturamento Anual do Varejo em Bilhões ANO FATURAMENTO Variação 2009 R$ 10 bilhões 22% (previsão) 2008 R$ 8.20 bilhões 30% 2007 R$ 6.30 bilhões 43% 2006 R$ 4,40 bilhões 76% 2005 R$ 2.50 bilhões 43% 2004 R$ 1.75 bilhão 48% 2003 R$ 1.18 bilhão 39% 2002 R$ 0,85 bilhão 55% 2001 R$ 0,54 bilhão - Fonte eBit - Compilação www.e-commerce.org.br O E-Business (negócios eletrônicos) propiciou o e-commerce por: • B2B (Busines to Busines - Empresa para Empresa): Define por compra e venda de informações, produtos e de serviços através daInternet entre empresas; • B2C (Busines to Consumer - Empresa para Consumidor): Transação efetuada diretamente entre empresa e o consumidor final; • C2C (Consoumer to Consumer - Consumidor para Consumidor) Transação entre consumidores diretamente, com a ajuda de alguma empresa. O e-commerce conquistou espaço no mercado e passa ser um complemento do varejo. Écomposto por pesquisa de mercado, desenvolvimento, marketing, propaganda, negociação,vendas e suporte. Após o seu surgimento, as empresas buscaram formas de estimular as vendas,divulgando seus produtos e sua marca. O varejo começa a investir em novos canais paraaumentar sua área de atuação, ganhar novos consumidores e elevar sua participação nestesegmento, ou seja, para que ocorra esta sustentação é necessário reforçar na mente no consumidora marca e o que a loja é capaz de oferecer. Mediante desta necessidade surgiu o e- marketing. O e-marketing compreende estratégias criativas, comunicações e interações e que, aomesmo tempo, agregam valor ao cliente e para os resultados da empresa. Pode ser agregada comoqualquer publicidade veiculada a internet. Ela possui dois grandes diferenciais em relação à mídia tradicional: • Alta capacidade de segmentação: Através da utilização de filtros a partir de perfis de usuários e hábitos de navegação; • Real mensuração de resultados: Análises de Page-views (Visualização de páginas) e cliques, é possível avaliar a quantidade de visualizações e resultados.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  5. 5. 4 Na era da internet é necessário ir além dos 4Ps de marketing, é focar nos quatro As domarketing: Addressability (endereçamento): “Como identificar e chegar nos melhores clientes eprospects (perspectivas)?”; Accountability (mensuração): “Qual a capacidade de medir resultados?”; Affordability ( viabilidade econômica): “Quanto custa interagir com o cliente?”; Acessibilidade: “Como localizar as pessoas?” “Estarão preparadas, dispostas ecapacitadas para receber mensagens?”.Segundo Rapp, Stan e Martin, Chuck (2002, p. 3) “O maxi – e-marketing é a auto-estrada para maximizar lucros com aplicações tecnológicas revolucionárias que impulsionam a comunicação adequada e eficaz com prospectos e clientes- alvo em todos os pontos de contato on-line (dentro da linha) e off-line (fora da linha).” Existem diversas formas de divulgação no site, um dos melhores meios são osmecanismos de busca, como ferramenta no processo de compra, proporcionando ao internauta afacilidade de buscar informações, produtos ou serviços como: • Busca orgânica: Conhecido como SEO (Search Engine Optimization –Ferramenta de Otimização de Procura) é o mecanismo de busca que proporciona um ótimo custo- benefício para as empresas, pois é possível ter um bom posicionamento do site nos resultados naturais (gratuitos) através de palavras- chaves promovendo produtos / serviços e trabalhando o branding (marca); • Links patrocinados: São anúncios publicados em sites de busca como Google, onde o anunciante que lançar o valor mais alto por anuncio determinada palavra- chave que ocupará as primeiras posições. O anunciante só irá pagar ao site de busca a quantidade referente aos acessos dos usuários; • Comparadores de preço: Através dos sites de comparadores de preços, é possível analisar os produtos e preços em relação a loja e seus concorrentes. Exemplo: Buscapé; • Mídias gráficas on-line: São mídias com capacidade visual de impactar o usuário através de informações e promoções. Exemplo: Terra; • Mídia Social: Descreve as tecnologias e práticas on-line. É usada por pessoas para compartilhar opiniões, idéias, experiências e perspectivas, como exemplo Twinter. Os usuários são atraídos pela comodidade, a variedade e a facilidade de comparar preços,produtos, serviços e buscar informações. Através destas mídias é possível explorar todos osrecursos do comércio, benefícios ou até mesmo desvantagens, permitindo ao consumidor deescolher a loja, marca e melhores condições. Segundo Marcelo Gripa, repórter do site de informações adNews, a internet é a segundamídia de massa no país, o que justifica um aumento de investimento na mídia eletrônica. Estudosmostram que no Brasil e no mundo, usuários estão buscando informações no mundo digital e quea publicidade na internet representa 10% dos gastos totais dos anunciantes com propaganda nomundo. No ano passado houve um crescimento nos anúncios de 11,8% com o decréscimo de 4%VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  6. 6. 5nas mídias tradicionais, segundo dados da IDC Brasil. Acreditam que a publicidade eletrônica étão expansiva que passará da propaganda em televisão até 2012 e significam para as empresascustos mais baixos. A publicidade consegue ser persuasiva, utilizando estratégias visuais que exploram aimpulsividade dos usuários e tentam conquistar suas atenções para visitarem as páginas dosprodutos/ serviços através dos hiperlinks. A internet é o meio mais rápido para impactar usuários por ofertas e campanhaspromocionais, demonstrações de produto e informações. Os empresários passaram a enxergar ainternet uma forma de lucrar mais, principalmente em momentos de crise no mercado, pois deveforçar ao consumidor a ser mais seletivo e pesquisar melhores preços, prática que pode serfacilitada com o auxilio da rede. A entrada das empresas no varejo virtual é incentivada pelaAssociação Comercial de São Paulo e também pela Câmera Brasileira de Comércio Eletrônicoque funcionam como uma porta para o público. A internet é eficiente tanto para consolidar presença quanto ampliar a repercussão dascampanhas, o foco sempre será estratégia sólida e boas idéias. Por isso, a cada ano se concretiza aimportância de integrar a internet na estratégia de Marketing. 2. METODOLOGIA Com a intenção de atender aos objetivos propostos neste estudo de caso e com base nafundamentação teórica, apresenta-se a metodologia que tornou viável a investigação do problemade pesquisa. Para Bervian e Cervo (2004, p. 23) “Em seu sentido mais geral, o método é a ordem que se deve impor aos diferentes processos necessários para atingir um certo fim ou um resultado desejado. Nas ciências, entende-se por método o conjunto de processos empregados na investigação e na demonstração da verdade” Quanto ao método de abordagem, as pesquisas podem ser dividas em Qualitativas eQuantitativas. Na pesquisa qualitativa o ambiente é a fonte direta dos dados. As questões são estudadasde forma que não haja qualquer manipulação intencional do pesquisador. Os dados coletadosnessas pesquisas são descritivos. Preocupa-se muito mais com o processo do que com o produtofinal. Na análise dos dados coletados a preocupação central não está em comprovar hipótesespreviamente estabelecidas, porém não eliminam a existência de um quadro teórico que direcionea coleta, a análise e interpretação dos dados. A pesquisa quantitativa está relacionada ao emprego de recursos e técnicas estatísticasque visem quantificar os dados coletados. Durante seu desenvolvimento devem-se formularhipóteses e classificar a relação entre as variáveis para garantir a precisão dos resultados,evitando contradições no processo de análise e interpretação. As técnicas são procedimentos científicos utilizados por uma ciência determinada, são osmeios corretos de executar as operações de interesse de determinada ciência, suas diversas etapasformam o todo chamado método, o método pode ser experimental ou racional.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  7. 7. 6 A pesquisa geralmente parte de um problema. Para solucionar esse problema sãolevantadas hipóteses que podem ser confirmadas ou não pela pesquisa. Portanto, toda pesquisabaseia-se em uma informação que serve como ponto de partida para a investigação.Os principais tipos de pesquisa são: • Pesquisa Bibliográfica: É desenvolvida através de livros e artigos científicos, tem como objetivo explicar e construir hipóteses que fundamentem o assunto em questão; • Pesquisa de Campo: É a coleta de dados reais que servem para analisar um determinado assunto. Sua grande vantagem é a obtenção de dados diretamente da realidade; • Pesquisa Experimental: é realizada por tentativa e erro. São investigações de pesquisa empírica e tem como principal finalidade testar hipóteses que dizem respeito a relação de causas e efeitos. • Estudo de Caso: É o estudo profundo de um determinado tema. Para a elaboração deste Estudo de Caso serão utilizadas as modalidades de pesquisa:bibliográficas e descritivas. A modalidade bibliográfica irá ser útil na coleta de dados e para dar embasamento nasanálises posteriores. Para isso utilizaremos livros atualizados, pois o assunto a ser tratado está emconstante mudança e crescimento, devido a isso também as pesquisas na internet não serãodescartadas, já que como o próprio assunto abordado irá dizer: a internet hoje é um dos meiosmais utilizados na busca de informações. Segundo Cervo e Bervian (2004), Um método de trabalho depende do objeto de pesquisa.Os processos empíricos, utilizados no início, foram transformados com o tempo em métodosverdadeiramente científicos. No método cientifico há uma base sólida, metódica, não há o impossível, o cientista temsempre que questionar e interrogar a realidade que lhe é apresentada. O presente artigo visa estudar qual a importância do Marketing Digital no mundoglobalizado de hoje, para as empresas e para o consumidor, através da pesquisa descritiva, quesegundo os autores, este tipo de pesquisa: Observa, registra, analisa e correlaciona fatos oufenômenos (variáveis) sem manipulá-los. Neste Artigo, será utilizado como modelo de pesquisa o estudo de caso na empresa FastShop Comercial LTDA, analisando esta empresa, acreditamos que chegaremos a bons resultadosdevido ao posicionamento de mercado que ela tem e ao mercado que atua. Conforme YIN (2005), o estudo de caso é um estudo empírico que tem como objetivoinvestigar um fenômeno atual dentro do seu contexto real, onde as fronteiras entre o fenômeno eo contexto não são muito bem definidas e devem ser usadas várias fontes de evidência. Quandoas questões propostas são do tipo explicativas (Ex. Como? e Por que?) será justificada a suautilização. 3. ESTUDO DE CASO O objetivo deste estudo de caso é analisar como uma empresa com bom posicionamentono mercado trabalha sua marca e divulgação dos seus produtos no mundo digital. Analisamos a empresa Fast Shop Comercial Ltda que atua no segmento deeletroeletrônicos e em poucos anos conseguiu se destacar no mercado eletrônico.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  8. 8. 7 A rede Fast Shop começou a operar em 1986 como uma concessionária autorizadaYamaha que vendia motocicletas, motores de popa, jet-ski, peças e prestava assistência técnicapara estes produtos na zona norte de São Paulo. Alguns anos mais tarde, em 1991, iniciou aoperação de logística de entrega de eletrodomésticos aos contemplados das grandesadministradoras de consórcio. Em 1996, a Fast Shop inaugurou sua primeira loja dentro de umshopping Center e no ano 2000, a rede inaugurou seu site de vendas pela internet. Atualmente,com endereço (www.fastshop.com.br). A Fast Shop lançou a primeira Apple Premium Reseller (Revendedor Superior) do Brasilem março de 2008, batizada de A2YOU. Uma Apple Premium Reseller é uma loja local,independente e certificada pela Apple, por ser altamente qualificada em produtos da marca. Hoje com 44 lojas físicas e loja virtual conquistou espaço no mercado sendo consideradauma das melhores lojas neste segmento. Pesquisamos e conversamos com o atual gerente do comércio eletrônico Henry Sakane,que atua nesta função à dois anos, pertencendo ao quadro de colaboradores à sete anos, massempre relacionado a comércio eletrônico. O site começou com hospedagem no portal Terra, depois de 2 anos passaram a ter sitepróprio. O site cresceu com muita rapidez conforme Henry, hoje são 5 milhões de visitas mês erepresenta 15% do faturamento de toda rede ocupando o posicionamento de primeira loja, já nosanos de 2007 a audiência era de 1.900.000 e em 2008 eram de 4.000.000 mês o que significa oquanto a marca e a loja evoluíram.O crescimento do faturamento dos últimos três anos foi: • 2007 – 63%; • 2008 – 67% ; • 2009 – projeções de 66%.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  9. 9. 8 Representação Percentual de Faturamento Gráfico 02 – Faturamento da Loja Virtual X 44 Lojas Físicas da empresa. 15% Loja Virtual 85% 44 Lojas Físicas Fonte: Pesquisa A empresa divulga sua marca e seus produtos através dos melhores portais eletrônicoscomo: TERRA, UOL, BOL, Google, Buscapé, Jacotei , Zura e Twitter , no qual 30% doinvestimento total de marketing da empresa é direcionado apenas para mídia eletrônica. Para cada portal há uma negociação diferente dependendo da política da empresa e davantagem para ambas as partes, como: • Buscapé, Jacotei e Zura – a negociação é feita por clique, ou seja cada clique do usuário tem um custo; • Terra, UOL e BOL – a negociação por CPM (custo por mil), custo fixo mensal. Os parceiros com o melhor retorno é o Buscapé por faturamento e o Zura e Jacotei por ROI (retorno sobre investimento). “O interessante da mídia on-line é que conseguimos impactar o consumidor de qualquerregião, atraindo o mesmo também para as lojas físicas da rede.” As vendas realizadas por meio de portais, representam 30% do faturamento do site, o queé possível perceber o quanto é representativo para as lojas virtuais. Possuem uma equipe especializada interna que utilizam ferramentas de mediação paraanalisar o ROI (retorno sobre investimento), visitas, ICV (índice de conversão em vendas),clientes, CTR (Medição percentual de cliques gerados por uma peça publicitária) e produtos. Com a Internet é possível mensurar todo processo de compra do cliente e trabalhar com aestratégia certa para aquele determinado momento e mudar quando necessário, com agilidade eeficiência.VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  10. 10. 9 A empresa atrai seus clientes através do próprio site Fast Shop, atualizando diariamentesuas ofertas na Home-Page (Página inicial) e divulgando campanhas promocionais direcionadaspara o site e para as lojas físicas. Utilizam também diariamente a própria ferramenta de disparode email marketing com uma base de 450.000 cadastrados, divulgando suas promoções,lançamentos e oportunidades de preços e produtos. A Fast Shop está com a melhor avaliação do e-bit (empresa que pesquisa sobre hábitos etendências do e-commerce no Brasil) ocupando a posição diamante, sendo avaliados porfacilidade de compra, produtos, informações dos produtos, preços, navegação, prazo de entrega,qualidade dos produtos, atendimento aos clientes, política de privacidade, manuseio e envio deprodutos. Através de sites de relacionamentos estão divulgando a marca e buscam entender asnecessidades de seus clientes.Quadro 01 - Conceito de Avaliação feita pelo e-Bit à Fast ShopFonte: e-Bit : http://www.ebit.com.br/rateloja.asp?PnumNUmEmpresa=1928VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  11. 11. 10Quadro 02 – Conceito de Avaliação feita pelo e-Bit à Fast ShopFonte: e-Bit : http://www.ebit.com.br/lojas_virtuais/html/medalha_diamante.asp 4. CONCLUSÃO O objetivo desse artigo foi verificar a importância de uma empresa do mercado deEletro-eletrônico em possuir uma loja virtual e fazer uso da ferramenta de Marketing chamada“Marketing Digital”. O Marketing surgiu quando as empresas tiveram que disputar clientes, isso ocorreuapós a Revolução Industrial, onde quem passou a “comandar” o mercado foi o cliente e não maisas empresas. A Internet, que surgiu devido a uma necessidade militar Norte Americana, passou aser utilizada pela população, sua rede se expandiu a tal ponto que hoje é muito raro uma pessoanão ter conhecimento de sua existência ou acesso a essa rede. Do grande acesso de pessoas à Internet, (independentemente da idade e da classesocial) da competitividade das empresas por consumidores (estes cada vez mais exigentes porVI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  12. 12. 11produtos de qualidade, bons preços, valores agregados), surgiu o e-marketing, um poderoso canalde vendas e informações capaz de difundir dados sobre uma empresa e seus produtos a nívelmundial, devido ao crescente número de navegadores da Internet. Com o passar do tempo e com a população se familiarizando cada vez mais com omundo digital, mais importante se tornou fazer a propaganda on-line, devido ao grande númerode acessos, podemos perceber também o grande aumento de compras e negociações realizadaspor meio da Internet. As pesquisas mostram grandes aumentos anuais de compras, umfaturamento que tinha em 2001 resultados igual a 0,54 Bilhão, em 2008 passou a ter 8.20 Bilhõese uma previsão para 2009 de 10 Bilhões. Dados que definitivamente merecem muita importância. Realizamos um estudo de caso na empresa Fast Shop Comercial LTDA, analisandoesta empresa, percebemos que seu faturamento pelo mercado on-line aumentou continuamentenos últimos anos e que o retorno sobre o investimento feito em Marketing Digital não trouxesomente mais faturamento para as lojas virtuais como também, trouxe mais consumidores parasuas lojas físicas. De qualquer forma não podemos ignorar os esforços que a empresa faz paranão sair da “mente” dos seus clientes, disparos de email marketing com uma base de 450.000cadastrados, divulgando suas promoções, lançamentos e oportunidades de preços e produtos sãoenviados diariamente, por exemplo, a atualização de sua Home-Page e suas promoções são feitasem tempo real. À medida que fomos pesquisando sobre o assunto, pudemos perceber a dimensão queo mundo Virtual ganhou e vem ganhando cada vez mais. Já é a segunda maior mídia de massa,atinge públicos de todas as idades e classes sociais. Realizar o uso dessa ferramenta para difundiruma marca já não é somente rentável, está se tornando cada vez mais fundamental. Durante o desenvolvimento deste estudo de caso, fomos constatando que devido àfacilidade de acesso a informações de produtos que o consumidor obtém com o marketing digitale com as lojas virtuais, a marca que investe neste segmento obtém valor maior do que as demais. Com investimentos adequados e profissionais atualizados e emprenhados na melhoriacontínua do marketing digital de uma empresa, podemos concluir que ela estará sempre presentena cabeça do consumidor, o que influencia no valor que a marca possui e facilita quanto aoposicionamento da mesma no mercado e serve como um complemento às lojas físicas.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASBERVIAN, Pedro A. e CERVO, Roberto da Silva. Metodologia Cientifica – 5ª Edição, 2004.MARCONI, Marina A. e LAKATOS, Eva M. Técnicas de Pesquisa. 6ª Edição. São Paulo, 2007.KOTLER, Philip e KELLER, Kevin. Administração de Marketing – 12ª Edição. São Paulo,2006.YIN, Robert K. Estudo de Caso – Planejamento e Métodos – 3ª Edição. São Paulo, 2005RAPP, Stan e MARTIN, Chuck. Maxi-e-marketing no futuro da internet – São Paulo, 2002.ALBERTIN, Alberto Luiz. Comércio Eletrônico, Editora Atlas, 2004FILHO, Ozeas Vieira Santana. Internet: navegando melhor na Web – Nova Série. São Paulo,2007.REFERÊNCIAS ON-LINERede SACIhttp://saci.org.br/?modulo=akemi&parametro=2017VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração
  13. 13. 12E- commercehttp://www.e-commerce.org.br/stats.phphttp://www.e-commerce.org.br/links_patrocinados.phpBaixakihttp://www.baixaki.com.br/info/1778-a-world-wide-web-completa-20-anos-conheca-como-ela-surgiu.htmNotopo.bizhttp://www.seo-otimizacao-de-sites.com.br/Coletiva.nethttp://www.coletiva.net/noticiasDetalhe.php?idNoticia=29651Globo.com - G1http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL616139-6174,00-BRASIL+BATE+MARCA+DE+MILHOES+COM+ACESSO+A+WEB+DIZ+PESQUISA.htmlANEXOSDados da empresa pesquisada A organização: A Fast Shop é uma rede de lojas que vende produtos variados nas linhas deeletroeletrônicos, telefonia e informática, como por exemplo geladeiras, televisores, celulares eimpressoras. Razão Social: Fast Shop Comercial LTDA Endereço: Av. Zaki Narchi, 1650 - sobreloja Santana – São Paulo – SP. Cep: 02029-001 Site da empresa: www.fastshop.com.br Nome do entrevistado: Henry Sakane Cargo: gerente e-commerce Tempo de empresa: 7 anos Data da entrevista: 21/05/2009VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração

×