O Fantasma: <br />Uma Linguagem Mítica como Perpetuação da Ideologia Colonialista<br />Daniel dos Santos Galindo<br />
O Personagem<br /><ul><li> Criado em 1936 por Lee Falk para tirinhas de histórias em quadrinho.
 O primeiro herói a usar uniforme nas HQs.
 É descendente de uma linhagem de nobres europeus. É o 21º Fantasma.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Fantasma

365 visualizações

Publicada em

O Fantasma: Uma Linguagem Mítica como Perpetuação da Ideologia Colonialista. Texto de Daniel dos Santos Galindo

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Fantasma

  1. 1. O Fantasma: <br />Uma Linguagem Mítica como Perpetuação da Ideologia Colonialista<br />Daniel dos Santos Galindo<br />
  2. 2. O Personagem<br /><ul><li> Criado em 1936 por Lee Falk para tirinhas de histórias em quadrinho.
  3. 3. O primeiro herói a usar uniforme nas HQs.
  4. 4. É descendente de uma linhagem de nobres europeus. É o 21º Fantasma.
  5. 5. É conhecido como o Espírito que Anda e os aborígines acham que ele vive a 400 anos.
  6. 6. Tem a melhor educação da europa somada a cultura popular local.
  7. 7. Criou na ilha um hospital tecnológico.
  8. 8. Cobra um “dizimo” das tribos locais para protegê-los
  9. 9. Julga-os em sua sala do trono.</li></li></ul><li>O Mito do Fantasma<br /><ul><li> Como um personagem mítico consegue sobreviver por um período histórico ignorando mudanças sociais do pós-guerra?
  10. 10. O Fantasma é proposto como um personagem mítico e como um deus monoteísta.
  11. 11. Como mito, ele incorpora a projeção de emoções e impulsos do homem. Salvaguarda e impõe preceitos morais. O Leitor se ve refletido.
  12. 12. Entra então a figura do deus. Ele oferece sua benção ou maldição, julga o bem e o mal, tem uma fortaleza próxima aos céus, habita um paraíso cujo inimigo sempre vem de fora e possui seu séquito de anjos e arcanjos que nunca o viram, mas o obedecem(Patrulha da Selva).</li></li></ul><li>A Colonização<br /><ul><li> Colonização Econômica</li></ul>Presença de hospitais, etc...<br /><ul><li> Colonização Política</li></ul>Administração direta da comunidade africana<br /><ul><li> Colonização Cultural</li></ul>Aparentemente não sobrepõe sua cultura sobre a local, porém sua presença dita as regras do microcosmo. Torna-se um culto uno entre todas as tribos; <br /><ul><li> O Fantasma luta para proteger seu povo como um país lutaria para manter a colônia. Ele também luta com os melhores guerreiros da tribo para manter o poder.
  13. 13. O colonizado é ignorado, sendo o personagem principal o único protagonista.
  14. 14. O colonizado jamais tem direito a ser diferenciado ou particularizado.</li>

×