Apres contr qualid - ia

385 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apres contr qualid - ia

  1. 1. Controle de Qualidade RadiográficoTr. Antônio Brasil - RJ
  2. 2. Conceito É um processo de trabalho que compreende ao conjunto de procedimentos técnicos, administrativos e educativos efetuados de forma dinâmica e estatística em ambientes de radiologia, que objetiva a melhoria da qualidade radiográfica e do atendimento radiológico, com otimização de tempo, de material,e da exposição, assim como a utilização adequada dos equipamentos e dos recursos humanos.
  3. 3. Tipos  Dinâmico e estatístico.Controle de Qualidade Dinâmico Avaliação e classificação da qualidade radiográfica durante o atendimento ao paciente/cliente. Objetiva direcionar, complementar ou redirecionar os protocolos técnicos, garantir melhor qualidade radiográfica e evitar repetições.
  4. 4. Controle de qualidade estatístico Avaliação técnica e classificação dos descartes radiográficos, procedidas a parte da rotina de atendimento, em condições adequadas. Objetiva estabelecer o diagnóstico estatístico das limitações estruturais do setor e técnicas da equipe, como também orientar o programa de treinamento que tem por fim atenuar ou retificar tais problemas .
  5. 5. Recursos Radiografias e filmes descartados, Registros, Negatoscópio, Tempo, Sala e equipamentos de Raios X, Câmaras Clara e Escura. Pessoal
  6. 6. Preparar infraestrutura e equipamentos
  7. 7. Freqüência Semanal, mensal, semestral, etc, dependendo do porte, interesse e/ou demandaPré-requisitos Técnicos  Profissionais capacitados/experientes  Condições de avaliação descritiva das técnicas radiográficas.  Interesses(administração/sensibilidades/tabús)
  8. 8. Avaliação e descrição técnica radiográfica É a verificação dos parâmetros e indicadores da qualidade técnica da radiografia que permitem a sua classificação entre o padrão laudável, aceitável, e não laudável(descartável).
  9. 9. Avaliação e descrição técnica radiográfica Procede-se expondo a radiografia no negatoscópio em ambiente adequado, iniciando-se pela checagem do objeto radiografado com a requisição médica e indicação clínica do exame; Identificação radiográfica; Adequação e posição do filme utilizado; Centralização do objeto no(s) campo(s) utilizado(s); Posicionamento do objeto radiografado; Espectro de D.O.; Grau de nitidez/flow; Colimação; Artefatos; Adornos; Marcas por manipulação inadequada; Velamentos (parcial ou total); Marcas por problemas no processamento; Outros.
  10. 10. Etapas1. Verificação de qualidade dos registros e coleta de dados de interesse estatístico;2. Considerar e registrar abordagem dos médicos laudistas;3. Estabelecer o perfil quantitativo do serviço, incluir gastos por interesse pedagógico;4. Acompanhamento e controle do material radiográfico descartado;5. Definição das amostras por período ou plantão;
  11. 11. Etapas - continuação6. Avaliação técnica e segregação de grupos de fatores causais dos descartes;7. Contagem estatística dos grupos (número e porcentagem);8. Fazer planilhas e gráficos dos resultados;9. Ordenar decrescentemente e por incidência de fatores de descartes;10. Calcular índice geral de descarte(perdas) baseado nos registros iniciais;11. Confrontar os resultados numéricos obtidos com o material descartado;
  12. 12. Etapas - conclusão12. Definir perfil dos maiores índices de perdas;13. Avaliar possíveis diferenças / margem de erro;14. Apresentar os resultados e o programa à chefia e à equipe, abrindo para discussão e propostas;15. Elaborar programa de treinamento / atualização da equipe em ordem de prioridade de temas, considerando também as informações dos laudistas;16. Divulgar internamente o programa cronometrado de treinamento(educação continuada) e convocação do público alvo;
  13. 13. Respaldo para convocação Código de ética; Código de Defesa do Consumidor; Portaria 453/98; Contrato de trabalho; Interesse da classe e individual; Responsabilidade social e Coerência. Sintonia com a Empresa ou Serviço, Economia, Marketing, Nome/marca da Empresa e dos Profissionais - valorização.
  14. 14. Caso EXEMPLO DE APLICAÇÃO DOCONTROLE DE QUALIDADE PROCEDIDO EM UM SERVIÇO DE RADIOLOGIA INTRAHOSPITALAR NA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO PERIODO: Maio / Junho / Julho - 07
  15. 15. Filmes utilizados no período - Maio Filme Quantidade 18 x 24 792 24 x 30 110 30 x 40 386 35 x 35 524 35 x 43 842 Total 2.654
  16. 16. Distribuição de Filmes por Exame - MaioTipos de Exames Qtde Tipos de Exames QtdeTorax Leito 678 Coluna Cervical 12Torax PA+Lat 410 Quadril 12Seios Face 362 Cotovelo 08Abdômen Leito 76 Punho 06R.A.A 42 Úmero 06Mão 32 Perna 06Pé 24 Coluna Dorsal 04Joelho 24 Antebraço 04Ombro 20 Ossos do Nariz 04Tornozelo 20 Crânio 04Arcos Costais 18 Fêmur 02 Total Geral 1774
  17. 17. Tabela de perda de filmes por fator causal - Maio Total de Filmes Total PercentualMotivo Perdidos de ErrosDescentralização do Objeto 290 43,5 %Baixa Densidade Óptica 190 28,5 %Posição inadequada do Objeto 134 20,1 %Alta Densidade Óptica 100 15 %Artefatos Radiográficos 74 11,1 %Presença de 3 ou + Problemas 66 9,9 %Colimação inadequada 66 9,9 %Flow (Cinético ou Estático) 50 7,5 %Filmes Virgens ou Velados 50 7,5 %Radiografias Laudáveis 38 5,7 %Identificação ausente/incorreta 30 4,5 %Marcas de Processamento 20 3%Marcas de Manipulação 14 2,1 %Presença de Adornos 04 0,6 %Uso de Interesse Pedagógico ? ?Não Registrados/Não Contabilizados ? ? Total 1.126 168,9 %
  18. 18. Observações A consolidação dos percentuais não são exatas em função de terem sido computadas mais de uma causa/motivo verificadas em algumas das radiografias da amostra. Os filmes utilizados para interesse pedagógico não foram contabilizados, assim como outros, supostamente extraviados e/ou não registrados. Representam um quantitativo de 246 películas (8,5%), inclusos no índice de perda. Índice de descarte ou perda: 42% (margem de erro: 3%). Considerar grau de exigência e abordagem dos radiologistas.
  19. 19. Índice mensal de descarte ou perda de filmes Geral Maio – 42% Junho – 21% Julho – 21,5% (em %) (em %) (em %)Por causas(+4) Posicionamento 43 38.5 40 Densidade Óptica 41.5 41.5 37 Identificação 4.5 2.5 5.5 Colimação 8 3.5 3
  20. 20. Índice mensal de descarte por dimensão do filme Maio (%) Junho (%) Julho (%)Dimensão Do total Do total Do total Do total Do total Do total descarta utilizado descarta utilizado descarta utilizado do do do 18 x 24 28 13 31 6 36 7,5 24 x 30 5,5 3 6 1,5 7,5 1,5 30 x 40 17,5 8 15 3 6,5 1 35 x 35 13,5 6 13 2,5 16 3,5 35 x 43 36 17 35 7 34,5 7,5 TOTAL 100,5 47 100 20 100,5 21
  21. 21. PROGRAMA CRONOMETRADO DE ATUALIZAÇÃO TÉCNICADATAS / HORÁRIOS GRUPO TEMAS01-09-07 - 09: ÀS 12:00 H I Revisão e pontos de referência anatômicos / manipulação do equipamento / posicionamento radiográfico.01-09-07 - 13: ÀS 17:00 H I Continuação/ (avaliação?)08-09-07 - 09: ÀS 12:00 H II Revisão e pontos de referência anatômicos / manipulação do equipamento / posicionamento radiográfico.08-09-07 - 09: ÀS 12:00 H II Continuação / (avaliação?)15-09-07 - 09: ÀS 12:00 H I Atenuação do feixe / Formação da imagem radiográfica / Calculo e aplicação dos fatores radiográficos15-09-07 - 13: ÀS 17:00 H I Continuação / avaliação?)22-09-07 - 09: ÀS 12:00 H II Atenuação do feixe / Formação da imagem radiográfica / Calculo e aplicação dos fatores radiográficos22-09-07 - 13: ÀS 17:00 H II Continuação/ avaliação?)29-09-07 - 09: ÀS 12:00 H I Atendimento Radiológico / Atendimento Radiográfico / Avaliação e Descrição Técnica Radiográfica29-09-07 - 13: ÀS 17:00 H I Continuação/ avaliação?)06-10-07 - 09: ÀS 12:00 H II Atendimento Radiológico / Atendimento Radiográfico / Avaliação e Descrição Técnica Radiográfica06-10-07 - 13: ÀS 17:00 H II Continuação/ avaliação?) Próximo controle de qualidade: Novembro/07 e/ou Maio/08.
  22. 22. Dupla Exposição / Superposição
  23. 23. Adornos
  24. 24. Exposições (Velamentos) Parciais
  25. 25. Manipulação / Atenção
  26. 26. Posicionamento / Centralização
  27. 27. Densidade Óptica / Adorno
  28. 28. Laudável ? / Posicionamento
  29. 29. Identificação / Laudável?
  30. 30. Centralização / Colimação
  31. 31. Artefatos
  32. 32. Processamento
  33. 33. Detecção e correção dos problemas
  34. 34. Cuidados com o equipamento - continuação
  35. 35. Artefatos
  36. 36. Cuidados pós processamento
  37. 37.  Controle de qualidade do controle de qualidade: Avaliação integral do programa Registros de freqüência dos Trs nas aulas, tópicos do programa e avaliação teórico-prático. Auto-avaliação e sugestões dos profissionais. Pesquisa de opinião dos envolvidos e não envolvidos, observações, etc. Resultados estatísticos do próximo programa.
  38. 38. www.cenib.com.br // cenib@cenib.com.br

×