Apresentação de programa - Charrette Colégio João Friaza

318 visualizações

Publicada em

Uma síntese de como o programa irá funcionar, e de que o que esperar do mesmo.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
318
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação de programa - Charrette Colégio João Friaza

  1. 1. #charrette_cjf apresentação
  2. 2. "Little boxes on the hillside, Little boxes made of ticky tacky Little boxes on the hillside, Little boxes all the same” Malvina Reynolds, em 1962, havia retratado todo o mundo em 4 versos. Inclusive a educação. O que o conhecimento, uma vez um todo, foi repartido e colocado em pequenas caixas totalmente desconexas com seu contexto: As disciplinas. O processo educacional tornou-se, sobretudo, não mais um processo de recepção de conhecimento para seu uso em prol da sociedade. Na verdade, nem se sabe direito onde que ele é usado, além dos limites destas caixas.Estas são tão estéreis que, por não conseguirem comportar o mundo todo, resolvem viver com seu mundo imutável e controlado. Vivemos num mundo cada vez mais conectado. É preciso que o aluno tenha consciência do mundo em que vive, e que comece a, enfim, reconectar as caixas. É preciso recontextualizar o saber. o problema das disciplinas
  3. 3. Uma Charrette, ou Multirão Projetual, é um evento curto, de intensa atividade e produção, visando a elaboração de um projeto e/ou um produto, seja ele físico ou conceitual. Se trata de uma atividade em grupo, totalmente interdisciplinar, onde o conhecimento de diversas pessoas são postas para trabalhar em conjunto, sem hieirarquia, onde todos os elementos agem como autores de suas obras. Para este projeto, os moldes da Charrette, tipicamente empregados em processos de arquitetura e design, são totalmente adaptados para alunos de ensino médio. A atividade é menos intensa, apesar de igualmente rápida, e as soluções visam um efeito mais local com menor maturidade. O que é Charrette ?
  4. 4. A Charrette se destina exclusivamente a alunos que desejam participar, não havendo qualquer obrigação por parte da instituição ou responsável. Não há distinção de sexo ou idade, no entanto, para fins de análise científica, é interessante que haja um equilíbrio entre os mesmos. Para esta edição, aplicar-se-á aos alunos de ensino médio: 9 alunos no total, sendo 3 de cada Ano. quem pode participar ?
  5. 5. Por toda a escola. O objetivo é que o aluno possa reconhecer melhor de forma crítica o ambiente onde está inserido, podendo assim modificá-lo de acordo com suas intenções e exercer seus conhecimentos em uma melhor social. Onde OcorrerÁ ?
  6. 6. - Permitir a contextualização do conhecimento obtido na escola e na vida; - Exercício de um olhar crítico, de forma comunitária; - Ensinar aos alunos uma forma mais segura e eficaz de mudanças rápidas; - Libertar o aluno da visão disciplinar e fazê-lo olhar o mundo de forma complexa. qual o objetivo ?
  7. 7. A Charrette ocorre num total de 24 horas presenciais. Serão 6 encontros de produção intensa, junto à atividades e exercícios, mais uma apresentação final, para todos verem os resultados. como isso vai ser feito ? ! s s st q q ! ! ! ! !
  8. 8. A principal metodologia a ser usada é uma adaptação do Método Científico voltada ao desenvolvimento de ideias. Chamado de “Design Thinking”, a metodologia baseia-se na percepção e sensibilidade do participante para o desenvolvimento qual a metodologia ? e refino conceituais em grupo. Suas fases (não lineares, podendo ser adaptada conforme a necessidade) são divididas em: Imersão e Pesquisa, Análise e Síntese, Conceituação e, por fim, Prototipagem.
  9. 9. Os alunos conhecem o ambiente em que vão trabalhar. O estudam com cuidado, sentindo o ambiente em que trabalharão, catalogando suas características e a Imersão e Pesquisa forma com a qual as pessoas se comportam. Também será empregado, para esta atividade, exercícios de fotografia, usando o Instagram.
  10. 10. As observações do ambiente são colocadas em grupo, onde são discutidos seus sentimentos e pontos a serem trabalhados (ou reforçados). Nesta fase, é escolhida Análise e Síntese a área específica em que será trabalhada. Também são feitos diagramas e brainstorms para a síntese do ambiente e do problema em que será trabalhado.
  11. 11. Os pontos levantados em síntese são trabalhados em busca de soluções, levando em conta as capacidades técnica do grupo. Conceituação Nesta fase também é revista com outros integrantes, e outras pessoas de fora do evento, em busca de críticas.
  12. 12. É feito um levantamento de materiais e diagramas de construção, de modo com que o projeto possa ser realizado por qualquer pessoa. prototipagem Também é feita a prova conceitual funcional primitiva, ou somente uma visualização do projeto.
  13. 13. #charrette_cjf planejamento
  14. 14. Para que a Charrette posa ser executada, alguns exercícios serão emprega- dos para que as soluções possam ser usadas de forma eficiente. São elas: Fotografia Os alunos recebem uma pequena apresentação sobre Fotografia, enquadramento matemático e Acaso. Em seguida, são postos a trabalhar na própria escola, realizando novos enquadramentos e descobrindo novos detalhes, assim como documentando tarefas rotineiras nunca reparadas. Taxonomia Herdado da Biologia, os alunos realizarão atividades de organização lógica baseada na organização biológica, do geral ao particular. Pecha-Kucha São apresentações curtas, de 12 slides apresentados em 3 minutos. Os alunos receberão rápida instrução para a realização do mesmo. Na forma de Pecha-Kucha. Brainstorm Os alunos estabelecem rápidas discussões com a geração rápida e intensa de ideias sem julgamento, orientadas pela ideia que o projeto deva oferecer e o sentimento desejado. Estas ideias são colocadas em post-its e em seguida, colocados em grandes cartolinas para re-organização e decisão de ideias. quais as atividades ?
  15. 15. Os exercícios serão organizados do seguinte modo: de segunda à sexta, das 13 às 17 horas + Sábado com horário a combinar.As atividades serão distri- buídas da seguinte forma: como é organizado ? 1°SEGUNDA 2°TERçA 3°QUARTA 4°QUINTA 15h - 17h 13h - 15h 15h - 17h 13h - 15h 15h - 17h 13h - 15h 15h - 17h 13h - 15h 15h - 17h 13h - 15h 5°SEXTA 6°SáBADO Apresentação da Charrette, Apresentação Individual e Formação de Grupos + Primeiro Brainstorm Apresentação sobre Olhar, Fotografia, Matemática, Etnografia e Sociologia + Exercícios Produção Conceitual Produção Conceitual Apresentação da taxonomia conceitual e Pecha Kucha + Exercícios Conceituação:Brainstorm e Mindmap + Avaliação coletiva. Ensaio das apresentações e críticas finais Acabamento do projeto Definir intenções e Soluções Criar Planificação do projeto com Documentação APRESENTAÇÃO FINAL
  16. 16. Lista de materiais para uso durante a Charrette: o que será PRECISO ? - Notebooks ou computadores (1 por grupo); - Smartphones com aplicativo "Instagram" instalado (do próprio aluno, 1 por grupo); - Câmera Fotográfica (se houver necessidade); - Pen-Drive; - Massa de Modelar (se houver necessidade); - Material de escrita (caneta, lápis/lapiseira e borracha);
  17. 17. André Noriyuki Tokunaga Ex-Friazense, sou aluno do curso Bacharelado em Design Digital, atualmente no 3º semestre, e também pesquisador no Grupo de Educação, Aprendizado e Tecnologia. quem vai APLICAR ? Amo o que faço, e tudo o que está relacionado a Design! Desde os 15 anos, tenho certeza da área em que seguiria, e acredito que o aprendizado é um processo eterno e retroativo!
  18. 18. André Noriyuki Tokunaga Ex-Friazense, sou aluno do curso Bacharelado em Design Digital, atualmente no 3º semestre, e também pesquisador no Grupo de Educação, Aprendizado e Tecnologia. quem vai APLICAR ? Amo o que faço, e tudo o que está relacionado a Design! Desde os 15 anos, tenho certeza da área em que seguiria, e acredito que o aprendizado é um processo eterno e retroativo!

×