Ruby e sushi

470 visualizações

Publicada em

Muitas coisas do Japão me fascinam, mas dentre elas posso dizer que duas são especiais: Sushi e Ruby. Mas o que é que Sushi tem a ver com programação? Quero mostrar para vocês que experimentar coisas novas (e estranhas) podem nos tornar melhores desenvolvedores. Foi assim que me aventurei a conhecer Ruby. Foi assim que aprendi a ser um melhor programador e a ser mais exigente com relação as linguagens de programação.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ruby e sushi

  1. 1. Ruby e SushiExperiência e ExigênciaAnderson Dias@extendsmymind
  2. 2. Você pode estar seperguntado...
  3. 3. O que é queRuby tem a ver com Sushi?!?!
  4. 4. class Sushiend
  5. 5. class Sushiend
  6. 6. SEMELHANÇASCriados por japoneses
  7. 7. SEMELHANÇASPrimeira impressão: que estranho!
  8. 8. SEMELHANÇASOu se gosta muito, ou odeia(geralmente)
  9. 9. Curiosidade
  10. 10. JapãoUma culturafascinante
  11. 11. O primeiro Sushivocê nunca esquece
  12. 12. Wasabi?!
  13. 13. Primeiraexperiência #FAIL
  14. 14. GAME OVER ORTRY AGAIN
  15. 15. GAME OVER ORTRY AGAIN
  16. 16. Experiência
  17. 17. Existem muitos outros tipos de sushis
  18. 18. Novos lugaresNovas experiências
  19. 19. Comparação
  20. 20. “Ser confrontado com um padrão alto lhe torna mais exigente
  21. 21. Exigência
  22. 22. Voltando arealidade...
  23. 23. Aqui tem sushirealmente bom?
  24. 24. Aqui tem sushirealmente bom? Sinceramente...
  25. 25. Aqui tem sushirealmente bom? Não :(
  26. 26. Curiosidade
  27. 27. Experiência
  28. 28. Comparação
  29. 29. Exigência
  30. 30. Voltando no tempo...
  31. 31. 2007
  32. 32. Primeiroemprego como programador o/
  33. 33. De Servlets ...Para Spring MVC #FTW
  34. 34. Curiosidade
  35. 35. Eu faço um blog em 15 minutos!
  36. 36. HA!até parece...
  37. 37. Fazer um blog em 15 minutos em Java...
  38. 38. MISSÃO IMPOSSÍVEL
  39. 39. Ruby?Nunca ouvi falar!
  40. 40. Ruby on Rails? Hein?!
  41. 41. ELE CONSEGUIU! OHHHHHHH!
  42. 42. Experiência
  43. 43. Fiz meu primeiro BLOG!Demorei mais de 15 minutos ;)
  44. 44. Desenvolveraplicativos reaisé a única formade validar umanova tecnologia
  45. 45. Comparação
  46. 46. O que eu queriaConvenção sobre configuraçãoDesenvolvimento ágilMigração de base de dadosDocumentação amplaComunidade ativaetc ...
  47. 47. Ser exigente com umatecnologia é você definir opadrão que você deseja ter eassim poder comparar assoluções ao seu redor
  48. 48. Cada tecnologia tem suas próprias limitações e paradigmas
  49. 49. Respeite os paradigmas ou os quebre por sua conta e risco
  50. 50. Exigência
  51. 51. O que eu fiz emRuby, posso fazer em Java?
  52. 52. CuriosidadeExigência Experimento Comparação
  53. 53. Seja curioso
  54. 54. Conheça novas tecnologias• Converse com pessoas de outras áreas• Pergunte sobre quais são as últimas novidades• Busque as novidades na internet• Leia blogs de tecnologia
  55. 55. Experimente
  56. 56. Conhecendo uma novalinguagem• Aprenda as regras da linguagem• Aprenda os padrões da comunidade• Leia código dos outros• Leia livros e tutoriais• Veja screencasts• Participe de fóruns e eventos• Desenvolva aplicações reais
  57. 57. Conhecendo uma novalinguagem• Tente diversas bibliotecas• Tente bibliotecas que fazem as mesmas coisas de formas diferentes
  58. 58. Se torne exigente
  59. 59. Se torne exigente• Depois de experimentar, confronte com outras tecnologias• O que há de bom• O que há de ruim• Em que posso me inspirar• O que posso melhorar
  60. 60. Compare
  61. 61. Comparando tecnologias• Tecnologias diferentes tem objetivos diferentes• Entenda as limitações de cada tecnologia• Perceba que ser diferente não torna algo melhor ou pior• Usando tecnologias em cada contexto
  62. 62. Conheça o Ruby
  63. 63. Aprendendo do básico• Site oficial do Ruby http://www.ruby-lang.org/pt/• Aprenda a programar http://aprendaaprogramar.rubyonrails.com.br• O (comovente) guia de Ruby do _why http://why.nomedojogo.com/• Tutorial de Ruby do GURU-SP http://guru-sp.github.com/tutorial_ruby/
  64. 64. http://tryruby.org
  65. 65. Experimente Ruby
  66. 66. Experimentando o RubyConhecendo novas bibliotecas• Ruby on Rails http://rubyonrails.org/• Sinatra http://sinatrarb.com• Crie aplicações reais
  67. 67. Experimentando o RubySites interessantes• RubyBr http://ruby-br.org/• Akita on Rails http://akitaonrails.com/• Railscasts http://railscasts.com/• Rails for zombies http://railsforzombies.org/
  68. 68. Experimentando o RubySites interessantes• Ruby5 http://ruby5.envylabs.com/• Peepcode http://peepcode.com/
  69. 69. Experimentando o RubyGrupos de usuários• Ruby-RN http://groups.google.com/group/ruby-rn• Guru-SP http://www.guru-sp.org/• Rails-BR http://groups.google.com.br/group/rails-br
  70. 70. Experimentando o RubyLivros• Livros em português... Err... Estão desatualizados neste momento...• Programming Ruby, Dave Thomas• The Ruby Way, Hal Fulton• Ruby Best Practices, Gregory Brown• Rails Guides http://guides.rubyonrails.com• Agile Web Development with Rails, Sam Ruby
  71. 71. Experimentando o RubyEventos• Ruby Miners• Oxente Rails• Ceará on Rails• Ruby Conf Brasil
  72. 72. Seja exigente
  73. 73. Tire suas próprias conclusões• Depois de usar o Ruby, seja exigente• O que é legal?• O que é ruim?• Tenha sua opinião!
  74. 74. Compare
  75. 75. Compare• Compare o Ruby com outras tecnologias que você conhece• O que você pode melhorar com o aprendizado?• Se for o caso, vá para o Ruby!
  76. 76. (Obrigado)
  77. 77. Ruby e SushiExperiência e ExigênciaAnderson Dias@extendsmymind

×