Geometria Descritiva    2010/2011
   Os corpos opacos produzem sombras quando    expostos a uma fonte luminosa   Fonte luminosa     A posição da fonte lu...
   Fonte luminosa convencional       Situada a uma distância infinita         Fonte de raios paralelos       Direcção ...
   A sombra pode ser:       Sombra própria         Sombra dos sólidos sobre si         próprios (zonas não iluminadas  ...
   Sombra real de um ponto    corresponde ao traço (frontal ou    horizontal) do raio luminoso que    passa pelo ponto, n...
   Determinar a sombra do segmento    AB       A sombra real do ponto A está no plano horizontal        de projecção    ...
   Determinar a sombra do                                       B2    polígono ABCD                                    A2...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sombras de figuras planas

1.919 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.919
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
239
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sombras de figuras planas

  1. 1. Geometria Descritiva 2010/2011
  2. 2.  Os corpos opacos produzem sombras quando expostos a uma fonte luminosa Fonte luminosa  A posição da fonte luminosa pode ser qualquer ponto do espaço  A fonte luminosa pode ser:  uma fonte de raios divergentes  Situada a uma distância finita  uma fonte de raios paralelos  Situada a uma distância infinita
  3. 3.  Fonte luminosa convencional  Situada a uma distância infinita  Fonte de raios paralelos  Direcção convencional dos raios luminosos:  Paralela à diagonal de um cubo com duas faces horizontais e duas faces frontais, orientada da esquerda para a direita, de cima para baixo e do primeiro para o terceiro diedro 45º  A sua projecção horizontal faz um ângulo X de 45º com o eixo X com abertura para a 45º esquerda  A sua projecção frontal faz um ângulo de 45º com o eixo X com abertura para a esquerda
  4. 4.  A sombra pode ser:  Sombra própria  Sombra dos sólidos sobre si próprios (zonas não iluminadas dos sólidos)  Sombra projectada  Sombra dos sólidos sobre outras superfícies
  5. 5.  Sombra real de um ponto corresponde ao traço (frontal ou horizontal) do raio luminoso que passa pelo ponto, no plano de projecção que encontrar em P2 primeiro lugar X Sombra virtual de um ponto corresponde ao traço do raio Ps1 Pv2 luminoso que passa pelo ponto, no plano de projecção que encontrar P1 em segundo lugar  Corresponde à sombra do ponto se o primeiro plano de projecção fosse retirado
  6. 6.  Determinar a sombra do segmento AB  A sombra real do ponto A está no plano horizontal de projecção B2  A sombra real do ponto B está no plano frontal de projecção A2 Bv1 Bs2  Como as sombras reais de A e B estão em planos de projecção diferentes é necessário mais um ponto que X Q determine a direcção das sombras em ambos os planos de projecção As1  Determina-se a sombra virtual, por exemplo do B1 ponto B (ou do ponto A), que determina sobre o eixo X um ponto a que se chama ponto de quebra A1 (Q)  É neste ponto que a sombra flecte do plano horizontal de projecção para o plano frontal de projecção
  7. 7.  Determinar a sombra do B2 polígono ABCD A2 Bs2 D2  As sombras reais dos pontos A, B e D As2 C2 estão no plano frontal de projecção  A sombra real do ponto C está no plano X Ds2 horizontal de projecção Cs1 Cv2  Como as sombras reais de dos pontos que A1 B1 D1 definem os segmentos BC e CD estão em C1 planos de projecção diferentes é necessário determinar os pontos de quebra sobre o eixo X

×