DST
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

DST

on

  • 7,195 visualizações

Palestra de DST para trabalhadores da construção civil.

Palestra de DST para trabalhadores da construção civil.

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
7,195
Visualizações no SlideShare
7,195
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
4
Downloads
418
Comentários
0

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

DST Presentation Transcript

  • 1. D.S.T. Enfª Ana Eugênia L. Hollanders
  • 2.
    • Doenças transmitidas por meio da relação sexual ► DST, ou ainda : doenças venéreas
    • Em geral, a pessoa infectada transmite a DST para seus parceiros, principalmente pelo ato sexual quando acontece penetração
    O que é DST ?
  • 3. D.S.T.
    • São doenças graves que podem causar:
    • disfunções sexuais,
    • esterilidade,
    • aborto,
    • nascimento de bebês prematuros com problemas de saúde,
    • deficiência física ou mental,
    • alguns tipos de câncer e até a morte.
    • Uma pessoa com DST também tem mais chance de pegar outras DST, inclusive a aids.
  • 4. Sempre escolhemos nossos parceiros
  • 5. Seja ele qual for
  • 6. Desconfie
  • 7.  
  • 8. D.S.T. CANCRO MOLE CANDIDÍASE CONDILOMA GONORRÉIA GRANULOMA TRICOMONÍASE HERPES SÍFILIS HEPATITE AIDS
  • 9. Quais os principais sinais?
    • Feridas (úlceras): aparecem nos órgão genitais ou em qualquer parte do corpo. Podem doer ou não.
    Corrimentos: aparecem no homem e na mulher no canal da uretra, vagina ou ânus. Podem ser esbranquiçados, esverdeados ou amarelados como pus. Alguns têm cheiro forte e ruim. Tem gente que sente dor ao urinar ou durante a relação sexual. Nas mulheres, quando o corrimento é pouco, só é visto em exames ginecológicos. Verrugas : são como caroços; podem parecer uma couve-flor quando a doença está em estágio avançado. Em geral não dói, mas pode ocorrer irritação ou coceiras.
  • 10. Ardência ou coceira: mais sentidas ao urinar ou nas relações sexuais. Há pessoas que sentem as duas coisas, outras somente uma e muitas pessoas não sentem nada e, sem saber, transmitem DST para seus parceiros. Dor e mal-estar: embaixo do umbigo, na parte baixa da barriga, ao urinar, ao evacuar ou nas relações sexuais.
  • 11. CANCRO MOLE Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral
  • 12. Vista superior de úlcera no pênis. As lesões apresentam fundo de aspecto "sujo", a parte central purulenta, amarelada, e as bordas nítidas e irregulares Úlcerações na vulva.
  • 13. CANDIDÍASE Queda de imunidade, higiene pessoal ou distúrbios no organismos, levam ao aparecimento da doença, três a quatro dias após o contágio ou no período pré-menstrual. Transmissão: contato sexual, água contaminada e objetos contaminados. Sintomas: corrimento branco, irritação e coceira
  • 14. Eritema e placas grumosas brancas na glande e no prepúcio, em parceiro de uma paciente com candidíase vulvovaginal. Fatores ligados à higiene pessoal influenciam casos como este, principalmente em homens de prepúcio redundante. Secreção branca e grumosa aderentes às paredes da vagina com candidíase .
  • 15. CONDILOMA Agente: Papiloma Vírus Humano (HPV) Transmissão: via sexual. Manifestação clássica: Pele dolorosa, pequenas verrugas rugosas nas zonas genitais, anais ou garganta. Mulheres: na vulva, períneo, vagina e colo do útero, havendo quase sempre, concomitância de corrimento vaginal. Homens: na glande, prepúcio e a bolsa testicular, perianal
  • 16.  
  • 17. GONORRÉIA Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral.         Sintomas: diferem na mulher e no homem, que apresenta quadro mais aparente, caracterizado pela uretrite, que produz secreção purulenta amarelo-esverdeada, pela manhã, provocando odor e ardor ao urinar. Quando não tratada pode acometer próstata, vesículas seminais, epidídimos, pele, articulações, endocárdio, fígado, meninges.
  • 18. Abôrto espontâneo, natimorto, parto prematuro, baixo peso, Endometrite pós-parto. Doença Inflamatória Pélvica. Infertilidade. Epididimite. Prostatite. Pielonefrite. Meningite. Miocardite. Gravidez ectópica. Septicemia, Infecção ocular, Pneumonia Otite média do recém-nascido. Artrite aguda etc. Complicações/Consequências
  • 19. Secreção purulenta na vulva Gonorréia complicada: edema no testículo, bolsa escrotal com volume aumentado .
  • 20. GRANULOMA   Os casos não tratados, podem evoluir causando sérias complicações como ulceração estreitamento da uretra, vagina ou ânus. Sintomas: lesão inicial indolor, na forma de vesículas endurecidas na pele dos órgãos genitais, as quais se rompem formando uma única úlcera, que aumenta causando destruição dos tecidos.
  • 21.  
  • 22. TRICOMONÍASE Transmissão: relações sexuais Nas mulheres, os sintomas são: coceira intensa na vagina, corrimento amarelado de odor desagradável e ardor ao urinar.    O processo inflamatório intenso na vagina e no colo do útero pode facilitar a penetração do HIV no organismo. Nos homens , g eralmente, os sintomas podem ficar ocultos durante semanas ou aparecer na forma de ardor ao urinar e pequena irritação no pênis.
  • 23. HERPES Transmissão: contato sexual. Manifestação: Relacionada à queda das defesas imunológicas do organismo. Infecção recorrente (vem, melhora e volta) que causam lesões genitais vesiculares (bolhas) agrupadas que, em 4-5 dias, que transformam-se em ferida seguida de cicatrização espontânea do tecido afetado. Sintomas: prurido (coceira), fisgada e ardor na pele dos genitais, que evoluem para lesões avermelhadas - pequenas vesículas nos genitais ou anais que se tornam muito dolorosas, as quais cicatrizam-se em algumas semanas com ou sem tratamento.
  • 24.  
  • 25. SÍFILIS Doença de caráter sistêmico É adquirida através do sexo vaginal, anal ou oral com pessoa contaminada, além de transfusão de sangue ou pelo parto. Apresenta 03 fases: Primária Secundária Terciária
  • 26. Primária feridas indolores com bordas altas, nítidas e endurecidas, denominadas cancro duro região genital, que também podem aparecer em outros locais do corpo desaparecendo com ou sem tratamento.
  • 27. Secundária Sintomas de febre, inflamação da garganta - faringite, gânglios em várias regiões do corpo, perda de cabelo, de peso, de apetite e erupções cutâneas de aspecto avermelhado ou arroxeado, principalmente nas palmas das mãos e plantas dos pés ( denominadas roséolas sifilíticas), Lesões úmidas nas áreas genitais que são muito contagiosas.
  • 28. Aparecimento de doenças cardiovasculares, cerebrais e da medula espinhal, olhos, conduzindo a pessoa infectada a paralisias, insanidade, cegueira e até mesmo a morte. Terciária
  • 29. Pediculose do Púbis
    • Infestação da região pubiana causadas por um inseto do grupo dos piolhos e cuja única manifestação é o intenso prurido que causa. Por contiguidade pode acometer também os pelos da região do baixo abdome, ânus e coxas
    • Muito contagiosa , é transmitida através do contato sexual, mas pode ser veiculada por meio de vestuário, roupas de cama e toalhas contaminadas.
  • 30. Como tratar?
    • Faça apenas o tratamento indicado por um profissional de saúde, não aceite indicações de vizinhos, parentes, funcionários de farmácias etc.
    • Siga a receita e tome os remédios na quantidade certa e nas horas certas, você e sua (eu) parceira(o).
    • Continue o tratamento até o fim, mesmo que não haja mais sinal ou sintoma da doença.
    • Todos os parceiros de quem está com DST devem ser conscientizados e fazer o tratamento, senão o problema continua.
    • Deve-se evitar relações sexuais durante o tratamento. Em último caso, use sempre camisinha.
    • Peça também para fazer o teste da aids. É melhor sempre se prevenir.
  • 31. Hepatite B
    • Os sintomas, quando presentes, são : falta de apetite, febre, náuseas, vômitos, astenia, diarréia, dores articulares, icterícia (amarelamento da pele e mucosas) entre os mais com
    • Complicações :
      • Hepatite crônica,
      • Cirrose hepática,
      • Câncer do fígado (Hepatocarcinoma),
      • além de formas agudas severas com coma hepático e óbito.
  • 32. Transmissão
    • Relações sexuais.
    • Materiais ou instrumentos contaminados: Seringas, agulhas, perfuração de orelha, tatuagens, procedimentos odontológicos ou cirúrgicos, procedimentos de manicure ou pedicure etc.
    • Transfusão de sangue e derivados.
    • Transmissão vertical : da mãe portadora para o recém-nascido, durante o parto (parto normal ou cesariana).
    • O portador crônico pode ser infectante pelo resto da vida.
  • 33. AIDS
    •   É uma sindrome : variedade de sintomas e manifestações
    • causadas pela infecção crônica do organismo humano pelo vírus HIV (Human Immunodeficiency Virus).
    • O vírus compromete o funcionamento do sistema imunológico humano, impedindo-o de executar sua tarefa adequadamente, que é a de protegê-lo contra as agressões externas (por bactérias, outros vírus, parasitas e mesmo por células cancerígenas).
    • É detectada (anti-HIV através de Elisa, imunofluorescência e Wostern-Blot)
  • 34. -         
  • 35. TRATAMENTO
    • As doenças oportunístas são, em sua maioria tratáveis, mas há necessidade de uso contínuo de medicações para o controle dessas manifestações.
    • Uso de anti-retrovirais  
  • 36. Sintomas 
    • Queda na resistência física da pessoa, como infecções virais e bacterianas como candidíase, pneumonias, herpes ...
    • Não podemos reconhecer uma pessoa com HIV + pelo rosto, mas podemos matá-lo com nosso preconceito.
  • 37. Ficou assustado, com medo ???
  • 38. Proteção ?
  • 39.  
  • 40. Agradeço a atenção...