Olheiras

686 visualizações

Publicada em

Origem das olheiras
anatomia e fisiologia da área periorbital
tipos e origens da disfunção
técnicas de tratamento manuais e eletroterapêuticas
dermocosméticos


Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
686
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Olheiras

  1. 1. Olheiras Como gerenciar... Amanda Hamaue Crefito N°183662F
  2. 2. As olheiras são o aspecto criado pela concentração anormal de vasos sanguíneos ou melanina sob a pálpebra inferior,oqueresultanumtomescurecidoabaixodaregião ocular
  3. 3. Anatomia Periorbital
  4. 4. Pálpebra Inferior • Constituída por duas Lamelas • Anterior (pele e músculo orbicular) • Posterior (tarso e conjuntiva), separadas no bordo pela linha cinzenta, e na pálpebra superior pela aponeurose do m. levantador da pálpebra superior
  5. 5. Função • Protetora a)Função sensitiva dos cílios b)Pestanejo , espontâneo e reflexo) c) Secreções das glândulas palpebrais. • Suporte do globo ocular mantendo-o na sua posição no conteúdo orbitário, através das propriedades elásticas das pálpebras, ligeira retração do globo para a órbita com o encerramento das pálpebras, e ligeiro avanço do globo ao abrir das pálpebras • A pele das pálpebras é a mais fina de todo o organismo, que juntamente com um tecido subcutâneo , permite os rápidos movimentos das pálpebras.
  6. 6. Vascularização Periorbital
  7. 7. Etiopatogênia das Olheiras • Classificação: -Deposição de melanina -Hipertransparência da pele com capilares e músculos visíveis -Alterações de relevo na pálpebra inferior Foto A: olheira com alteração da pigmentação (castanho-claro) Foto B: olheira com alteração da pigmentação (castanho-escuro ou arroxeado) Foto C: olheira com alteração de edema ou inchaço Foto D: olheira com os 2 tipos de alteração (tonalidade da cor + inchaço)
  8. 8. Hiperpigmentação • Hipercromia primaria idiopática cutânea: origem congenita ou idiopática caracterizada por deposito de melanina na epiderme e derme geralmente do sexo feminino com olhos e cabelos escuros • Hipercromia Secundária: hiperpigmentação ocorre após um processo inflamatório ocasionado por uma dermatite trauma ou fricção • Secundaria a condições fisiológicas e patológicas que estimulam o deposito de melanina na pele como alterações hormonais como a amamentação ,gestação periodos pré mentruais ou doenças como lupus eritematoso, artrite reumatoide,tuberculose etc
  9. 9. • Secundaria a drogas fotosensibilizante como arsênico, alcatrões e hidrocarboneto • Secundaria ao uso de cosméticos como maquiagem para o olhos (lápis) com base de KOLL chumbo que é absorvido pela derme e estimula a síntese de melanina pela epiderme • Secundaria a exposição excessiva aos raios UV atrofia a pele aumenta o calibre dos vasos e aumenta o deposito de melanina
  10. 10. Hipertransparencia da pele • Caracterizada por uma pele mais fina com pouco tecido subcutâneo dando um aspecto transparente ao tecido e a hipervascularização local caracterizam este tipo de olheira. • Fatores como : Desidratação, sono , estresse agravam o quadro • Indivíduos com rinite alérgica em períodos de crise ↑mucosa paranasal = estase venosa = edema
  11. 11. Alterações de Relevo • Fotoenvelhecimento com atrofia cutânea • Configuração óssea sulco nasojulgal • Presença de bolsa palpebral: devido ao enfraquecimento do septo orbitário
  12. 12. Eletroterapia
  13. 13. Carboxiterapia • França década de 30 – Estação termal de Royat • Difundiu-se na Europa década de 50 Indicações: • Rejuvenescimento facial • Lipodistrofia Ginóide(celulite) • Gordura localizada facial e corporal • Flacidez de pele facial e corporal • Estrias • Olheiras • Cicatrização pós cirurgias plásticas • Alopécia • Pré e pós operatório de lipoaspiração • Psoríase
  14. 14. Carboxiterapia
  15. 15. Carboxiterapia • Vasodilatação local • Aumento do fluxo sanguíneo • Hipercapnia local • Aumento da PO2 • Efeito Bohr • Distensão tecidual
  16. 16. Luz Intensa Pulsada Policromática, não coerente, não colimada, aplicações dermatologia, angiologia e estética, menor potência, maior área de ação, menor temperatura, modulação por filtros de corte e menor custo.
  17. 17. Luz Intensa Pulsada Fototermólise seletiva, que postula a absorção cutânea de energia luminosa selecionada por cromóforos específicos, sem prejuízo dos tecidos adjacentes Cromóforos alvo: Melanina Hemoglobina Agua
  18. 18. Luz Intensa Pulsada
  19. 19. Luz Intensa Pulsada Melanina Luz absorvida ↓ Aquecimento das estruturas/fototermólise ↓ Destruição da membrana melanossoma ↓ fagocitado Hemoglobina Luz absorvida ↓ Aquecimento das estruturas/fototermólise ↓ Processo Inflamatório mediado e controlado ↓ neocolagenese
  20. 20. Microcorrentes A microcorrente é uma modalidade de terapia não invasiva que usa corrente de baixa amperagem, em microampéres (μA) com alternância de polaridade positiva e negativa a cada 3 segundos caracteriza-se por uma corrente subsensorial pois não atingem fibras sensoriais no tecido. Seus efeitos terapêuticos relacionam-se ao aumento do metabolismo celular, estímulo do processo de reparo e regeneração tecidual, normalização do pH local, aumento da síntese de proteínas (colágeno e elastina)
  21. 21. Microcorrentes • Restabelece a bioeletricidade tecidual • Incremento a síntese de ATP • Aumento da oxigenação tecidual • Aumenta o transporte ativo de aminoácidos • Aumenta a síntese de proteínas • 100hz • 500 µA Normalização • 100hz • 100 µA Nutrição • 1 Hz • 50 µA Bioestimulação
  22. 22. Técnicas de Aplicação • Estática : com eletrodos de borracha ou autoadesivos • Dinâmica: com eletrodos caneta • 5 min em cada em hemiface
  23. 23. Aplicação Dinâmica • Normalização: Regula o Ph da pele e o potencial da membrana celular • Nutrição: faz dilatação dos capilares favorecendo a oxigenação e nutrição tecidual • Bioeestimulação: Estimula mitocôndria na síntese de ATP favorecendo a síntese de proteína (colágeno) .
  24. 24. Radiofrequência Utilizada há mais de 50 anos – o efeito da energia eletromagnética no corpo humano depende da frequência aplicada Baseada no aquecimento tecidual, pela passagem da energia eletromagnética
  25. 25. Efeitos Terapêuticos • Termocontração e desnaturação das fibras de colágeno. • Aumenta a Oxigenação Nutrição • Favorece a troca de metabolitos • Termolesão mediada e controlada • Neocolagênese Superfície da pele 40-42°C - Contração do colágeno 57-61°C
  26. 26. Radiofrequência • Para aplicação da Radiofrequência na região da pálpebra inferior devemos tomar o cuidado de tracionar o tecido para a região do osso zigomático pois se não for realizada esta técnica corremos o serio risco de danos irreversíveis ao órgão.
  27. 27. Radiofrequência Sobre o Zigomático OK!!!!!
  28. 28. Endermoterapia Técnica surgiu em 1970 Louis Paul Guitay Efeitos Fisiológicos: • Hipervascularização • Drenagem linfática • Descongestão tecidual • Tonificação tecidual
  29. 29. EndermoterapiaDrenagem linfática Pressão 20-40 mmHg Lifting Facial Pressão 100-150 mmhg
  30. 30. Recursos Manuais
  31. 31. Benefícios O principal objetivo da DLM é drenar o excesso de fluido acumulado nos espaços intersticiais, para manter o equilíbrio das pressões tissulares e hidrostáticas. Apoiada cientificamente, sendo aperfeiçoada e modificada, chegando a sua comprovação na sua eficácia: Foldi (Alemanha), Leduc (Bélgica), Cluzan (França),Casley – Smith (Austrália). Ajuda ativar a circulação sanguínea, promovendo o relaxamento dos músculos da face e a eliminar as toxinas (que formam as linfas). Suas vantagens vão desde revitalizar a pele do rosto, amenizar olheiras e até tratar hematomas decorrentes de traumas, doenças e cirurgias.
  32. 32. Massagem Lifting Facial
  33. 33. Massagem Lifting Facial • Melhora o contorno facial • Aumenta a oxigenção e nutrição do tecido • Ativa os fibroblastos • Melhora a troca de metabolitos.
  34. 34. Dermocosméticos
  35. 35. Vitamina C • Ação antioxidante, combatendo os radicais livres • Diminuindo as rugas e as linhas de expressão. • aumento da produção de fibras de colágeno e elastina • Hidratação • Clareadora
  36. 36. Vitamina A • A diferenciação dos tecidos também necessita desse nutriente para que possa acontecer corretamente. Sem vitamina A, nossa pele é incapaz de se renovar. • Muitas empresas ainda a utilizam em sua forma natural, beta- caroteno e seus similares como luteína, astaxantina e zeaxantina • É essencial para todos os tipos de pele, em especial para as pessoas que já passaram dos 40 anos, cuja pele está com a capacidade de renovação mais lenta e demorada.
  37. 37. Vitamina K • vitamina K é utilizada para o tratamento de olheiras • Ação vasoprotetora, • Reparadora (dos vasos sangüíneos) • Clareadora (agindo como antioxidante). O problema é que dados existentes na literatura apontam a ocorrência de hipersensibilidade local e dermatite de contato (um tipo de irritação, alergia) após a aplicação de vitamina K (tanto na aplicação injetável como na aplicação tópica – cremes de uso cosmético).
  38. 38. Vasoconstritores Calmantes • Camomila • Azuleno • Alfabinazolol • Rutina • Castanha da índia
  39. 39. Despigmentantes O Alpha-Arbutin bloqueia a biossíntese epidermal da melanina, por inibir a oxidação enzimática da tirosina, a DOPA.
  40. 40. Despigmentantes • Hidroquinona bloqueia a produção de melanina e aumenta a degradação dos corpos celulares que armazenam a melanina • Bloqueio da ação da tirosinase, enzima que tem participação na formação da melanina. Risco de reações alérgicas, hipersensibilidade, ardor, vermelhidão e, em casos mais graves, o surgimento de manchas irreversíveis, por conta de um clareamento exagerado ou de uma hiperpigmentação escura, que se trata de uma reação tóxica da pele
  41. 41. Acido kójico • Substância produzida por um cogumelo japonês chamado Koji, que é usado também na fermentação do arroz para produção de saque . • Ele inibe a ação da tirosinase como quelante de íons, promovendo a diminuição da formação de melanina. • Anti Oxidante e bactericida
  42. 42. Acido Mandélico • Alfahidroxiácido (AHA) derivado da hidrólise do extrato de amêndoas amargas. • Alteração das ligações intercelulares, promovendo diminuição da coesão entre os corneócitos, descamação da camada córnea e estimulação da produção de células novas em maior ou menor grau, dependendo de suas estruturas. Equilibra o processo de renovação epitelial por dois mecanismos: - Estímulo mecânico ao promover a epidermólise, inicia-se o processo acelerado da renovação epitelial. - Estímulo químico, após sua penetração intracelular, ajudando na auto-regulação da produção de melanina, e por ação direta nos folículos pilosos e controle da produção sebácea. Promove melhora na qualidade e quantidade do colágeno e glicosaminoglicanas da derme reticular.
  43. 43. Acido Tioglicólico • Possui específica afinidade pela hemossiderina com rápida solubilização. Há uma capacidade de depletar o ferroesplênico por possuir o grupo tioácido (-SH) atividade antioxidante, este fato é demonstrado pois o principal metabólico da carboximetlicisteína é o próprio ácido mercaptoacético. • O uso do ácido mercaptoacético se propõem a remover o pigmento de hemossiderina e melânica, o seu uso tópico não determina eritema forte, com uma leve transitória esfoliação e pouca sensibilização.
  44. 44. Liodermia- Bel Col 1) Higienização: com algodão umedecido em água e leite de limpeza Hidraclean, limpar as pálpebras com suaves movimentos circulares. Remover cuidadosamente com soro fisiológico. Em caso de maquiagem repetir o processo de higienização até completa remoção da mesma. 2) DLM: promover drenagem linfática manual específica para a região de pálpebras. 3) Compressa: em cima de cada olho acomodar o pad para a área dos olhos Sensorialle. Deixar o produto agir por aproximadamente 10 minutos e remover. Obs: Aplicar os pads preferencialmente gelados. 4) Bioestimulação Celular: mesclar em uma cubeta três Liodermia - Tratamento da área dos olhos gotas de ácido hialurônico Hialuderme com três gotas do fluido de vitamina C Bio C Profissional, aplicar com o auxílio de pincel especifico e trabalhar com microcorrentes primeiro nas pálpebras inferiores e depois nas superiores por aproximadamente cinco minutos cada pálpebra. 5) Massagem Corretiva: aplicar nas pálpebras uma pequena porção do creme concentrado para a área dos olhos Ilumineé com manobras disciplinadoras até sua completa absorção. 6) Máscara: aplicar máscara para peles com acne Belmask com pincel específico. Deixar agir por 15 minutos e retirar com água. 7) Fotoproteção: aplicar bloqueador solar Solectiv FPS 30.
  45. 45. TRATAMENTOPARAÁREADOSOLHOS-BOLSASEOLHEIRAS ADCOS • PROTOCOLO • 1. Higienize a pele da face com Clean Solution Gel de Limpeza Purificante. Remova com água. • Opcional: Aplique LED Azul e em seguida LASER Vermelho nas rugas e linhas de expressão. • 2. Aplique em toda a face Neoderm Complex Sabonete Glico-Ativo e deixe agir por 1 a 3 minutos. A seguir realize movimentos circulares com esponja de gaze. Remova com água. • 3. Aplique na região dos olhos Derma Complex Vitamina C Área Olhos até total absorção com manobras de massagens. • 4. Aplique a Máscara de Massagem de Vitamina C e realize a massagem facial com manobras ativadoras. Não remova. • 5. Dilua Cromoalgas Azul em água filtrada até obter consistência desejada. Aplique sobre a área dos olhos, sempre de dentro para fora, até contornar toda a região. Deixe secar e remova. • Opcional: Após a remoção da Cromoalgas Azul aplique LASER INFRAVERMELHO. • 6. Finalize com Derma Complex Vitamina C Área Olhos. Aplique sempre do canto externo para o interno do olho e espalhe até total absorção. •
  46. 46. Light Eye Cosmobeaty1-) Light Eye@ Exfoliant: É um esfoliante para a massagem facial que remove as impurezas e as células mortas enquanto promove um aumento da circulação local devido aos movimentos de massagem. Contém Legactif (potente ação anti-edema, descongestionante e ativador da circulação) e Água de Camomila (revitalizante e calmante). 2-) Light Eye@ Peel: É um peeling químico composto de Ácido Mandélico e Ácido Lático. Atua na renovação celular e auxilia na renovação do tom de pele. 3-) Light Eye@ Supreme: Sérum iluminador para a área dos olhos, que auxilia na melhora da circulação da região, permitindo uma melhor permeação dos ativos da etapa seguinte do procedimento. Contém Vitamina C, Cafeína e Água de Camomila. 4-) Light Eye@ Finalize: Sérum finalizador que atua na melhora progressiva da região periorbital. Seu uso auxilia no clareamento das olheiras e na diminuição das bolsas ao redor dos olhos. Melhora integralmente a pele. Contém: Água de Camomila, Eyeliss (reduz a permeabilidade circular, aumenta a circulação linfática, melhora a firmeza e a elasticidade, reduz possíveis respostas inflamatórias), Haloxyl (reforça a firmeza e o tônus na área dos olhos, auxilia no clareamento), Legactif. 5-) Mask Drenyl: A Cosmobeauty desenvolveu a exclusiva máscara Mask Drenyl para os olhos. Possui um mecanismo de massagem rotacional com uma rotação de 8500 rpm, auxiliando na drenagem dos líquidos e no clareamento da região periorbital. Proporciona sensação de relaxamento e bem-estar.
  47. 47. Técnicas invasivas/ablativas • Preechimento com acido hialurônico É aplicado para preencher as olheiras, afastando a pele dos vasos sanguíneos e diminuindo o aspecto escuro • Laser CO2 fracionado As ondas do laser aquecem rapidamente as camadas mais profundas da pele, causando microperfurações que estimulam a reestruturação da camada mais superficial da pele • Cirurgia Plástica Trabalhamos o pré e pós operatório
  48. 48. Referencias Bibliográficas • AZULAY, D. R. Dermatologia. 3ªed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. • LEDUC, Albert.; LEDUC, Olivier. Drenagem linfática: teoria e prática. 2 ed. Barueri, SP: Manole, 2000. • GUIRRO, E.; GUIRRO,R. Fisioterapia Dermato-Funcional – Fundamentos, Recursos e Patologias. 3.ed.São Paulo: Manole, 2004. • GUIRRO, E.; GUIRRO, R. Fisioterapia em Estética – Fundamentos, Recursos e Patologias. 2 ed. São Paulo:MIR. Assessoria Editorial Ltda. • BORGES, F. S. Modalidades Terapêuticas nas Disfunções Estéticas. São Paulo:Editora Phorte, 2006. • COSTA et al. Peeling de gel de ácido tioglicólico 10%:opção segura e eficiente na pigmentação infraorbicular constitucional. Surg Cosmet Dermatol. 2010;2(1):29-33 • Bogdana KADUNC, B., ADDOR, F., MATTO, R. Tratado de Cirurgia Dermatologica, Cosmiatria e Laser – 2013 ;3: 411-416
  49. 49. Contato Email:treinamento1@casadaestetica.com.br Site: casadaestetica.com.br Blog :blogcasadaestetica.com.br Amanda Hamaue

×