O GOVERNO DE DOM PEDROII TEVE QUE ENFRENTAR UMQUADRO DE TENSÕESRESPONSÁVEL PELA QUEDADA MONARQUIA NO FIM DOSEGUNDO REINADO.
DOM PEDRO II TENTAVACONCILIAR OS INTERESSESDOS DIFERENTES GRUPOSSOCIAIS DO PAÍS, MAS NÃOCONSEGUIA INTERMEDIAROS INTERESSES.
O MAIOR CAMPO DE TENSÃOPOLÍTICO-IDEOLÓGICA ERA AQUESTÃO DA ESCRAVATURA, MUITOSDEFENDIAM A ABOLIÇÃO COMO UMANECESSIDADE PRI...
POR UM LADO, OS FAZENDEIROS DAOLIGARQUIA NORDESTINA ESULISTA FAZIAM OPOSIÇÃO AO FIMDA ESCRAVIDÃO. DE OUTRO, OSCAFEICULTORE...
DURANTE TODO OSEGUNDO REINADO ESSAQUESTÃO FICOU PRESA AODECRETO DE LEIS DEPOUCO EFEITO PRÁTICO.
AS IDEIAS REPUBLICANASGANHARAM ESPAÇO QUANDO OSABOLICIONISTAS, QUE ASSOCIAVAMA ESCRAVIDÃO AO ATRASO DOPAÍS, ACABAVAM POR T...
BRASIL SE TRANSFORMOU NUMPALCO DE UMA GRANDECAMPANHA REPUBLICANAAPOIADA POR DIFERENTESSETORES DA SOCIEDADE. COMISSO, DOM P...
A IGREJA QUE CONTINHA UMAGRANDE INFLUENCIA IDEOLÓGICA,PASSOU A ENGROSSAR A FILADAQUELES QUE MALDIZIAM OPODER IMPERIAL. TUD...
EM 1864, O VATICANO RESOLVEUPROIBIR A EXISTÊNCIA DEPÁROCOS LIGADOS Á MAÇONARIA.DOM PEDRO II, QUE ERA MAÇOM,DESACATOU E REP...
ISSO FEZ COM QUE D. PEDROII FOSSE DECLARADOAUTORITÁRIO E INFIEL AOCRISTIANISMO.
AO MESMO TEMPO, ALGUNSREPRESENTANTES DOPODER MILITAR DO BRASILCOMEÇARAM A GANHARCERTA RELEVÂNCIAPOLÍTICA.
OS OFICIAIS, QUE JÁ SE JULGAVAMUMA CLASSE DESPRESTIGIADA PELOPODER IMPERIAL, COMPREENDIAMQUE O RIGOR E A ORGANIZAÇÃODOS MI...
OS MILITARES PASSARAM A SEOPOR A D. PEDRO II, CHEGANDOA REPUDIAR ORDENSIMPERIAIS E REALIZARCRÍTICAS AO GOVERNO NOSMEIOS DE...
APROXIMANDO-SE DOSMILITARES INSATISFEITOS,OS REPUBLICANOSORGANIZARAM O GOLPE DEESTADO CONTRA AMONARQUIA.
NOS FINS DE 1889, SOB FORTESSUSPEITAS QUE D. PEDRO II IRIARETALIAR OS MILITARES, OMARECHAL DEODORO DAFONSECA MOBILIZOU SUA...
EM 15 DE NOVEMBRODAQUELE ANO, OREPUBLICANO JOSÉ DOPATROCÍNIO OFICIALIZOUA PROCLAMAÇÃO DAREPÚBLICA.
A PRIMEIRA REPÚBLICA, FOIO PERÍODO QUE ABRANGE APROCLAMAÇÃO DAREPÚBLICA ATÉ AREVOLUÇÃO DE 1930.
EM 15 DE NOVEMBRO DE1889, HOUVE UMA REUNIÃOPARA DECIDIR ACERCA DAREPÚBLICA NO BRASILATRAVÉS DO VOTO POPULAR.
ATÉ QUE UM PLEBISCITO FOSSEREALIZADO, A REPÚBLICAPERMANECEU PROVISÓRIA. OGOVERNO PROVISÓRIO FOIINICIALMENTE COMANDADO PORM...
MARECHAL DEODORO DAFONSECA ESTABELECEUALGUMAS MODIFICAÇÕESCOMO A:
- A REFORMA DO CÓDIGO PENAL;- A SEPARAÇÃO DA IGREJA E DOESTADO;- A NATURALIZAÇÃO DOSESTRANGEIROS RESIDENTES NO PAÍS;- A DE...
EM 21 DE DEZEMBRO, A JUNTAMILITAR REUNIU-SE NAASSEMBLEIA CONSTITUINTE PARADISCUTIR ACERCA DE UMA NOVACONSTITUIÇÃO QUE MARC...
EM 24 DE FEVEREIRO DE1891, OCORREU APROMULGAÇÃO DAPRIMEIRA CONSTITUIÇÃO DAREPÚBLICA DO BRASIL.
ESSA CONSTITUIÇÃO FOIINSPIRADA NA CONSTITUIÇÃODOS ESTADOS UNIDOS QUE SEFUNDAMENTA NADESCENTRALIZAÇÃO DO PODERQUE ERA DIVID...
A CONSTITUIÇÃO DO BRASILESTABELECEU A FEDERAÇÃO DOSESTADOS, O SISTEMA PRESIDENCIAL, OCASAMENTO CIVIL, A SEPARAÇÃO DOPODER ...
ESSE REGIME RECEBEU O NOME DEREPÚBLICA DA ESPADA. TALDENOMINAÇÃO SE DEU PELA CONDIÇÃOMILITAR DOS DOIS PRIMEIROSPRESIDENTES...
EM 23 DE NOVEMBRO DE 1891, DEODORODA FONSECA RENUNCIOU A PRESIDÊNCIAPOR TER TOMADO PROVIDÊNCIAS PARAFECHAR O CONGRESSO, FA...
FLORIANO PEIXOTO, ATÉ ENTÃO VICE-PRESIDENTE, ASSUMIU O CARGOMÁXIMO EXECUTIVO. EM OPOSIÇÃO AOQUE DIZIA A CONSTITUIÇÃO, FLOR...
EM 1893, INICIA-SE ASEGUNDA REVOLTA ARMADA.DIANTE DO FATO, FLORIANODOMINA A REVOLTABOMBARDEANDO A CAPITALDO PAÍS.
APÓS A SAÍDA DE FLORIANOPEIXOTO, A ARISTOCRACIACAFEEIRA QUE JÁ DOMINAVA ASUPREMACIA ECONÔMICAPASSOU A DOMINAR TAMBÉM ASUPR...
A REPÚBLICA OLIGÁRQUICA SEFORTALECEU COM A CHEGADADE PRUDENTE DE MORAIS NAPRESIDÊNCIA, POIS ELE APOIOUAS OLIGARQUIAS AGRÁR...
BIBLIOGRAFIAHTTP://WWW.MUNDOEDUCACAO.COM.BR/HISTORIADOBRASIL/PROCLAMACAO-REPUBLICA.HTMHTTP://WWW.BRASILESCOLA.COM/HISTORIA...
ESCOLA ESTADUAL CARLOS IRIGARAY FILHOALUNOS: ALEXIA , AMANDA, LUCAS, PATRICK,SILVANA .PROFESSORA: LUCIENNESÉRIE: 2° ANO AT...
Proclamação da República e Primeira República
Proclamação da República e Primeira República
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proclamação da República e Primeira República

1.002 visualizações

Publicada em

Slide sobre a Proclamação da Reúplica e a Primeira República, feito por alunos Alexia, Amanda, Lucas, Patrick e Silvana da Escola Estadual Carlos Irigaray Filho.

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proclamação da República e Primeira República

  1. 1. O GOVERNO DE DOM PEDROII TEVE QUE ENFRENTAR UMQUADRO DE TENSÕESRESPONSÁVEL PELA QUEDADA MONARQUIA NO FIM DOSEGUNDO REINADO.
  2. 2. DOM PEDRO II TENTAVACONCILIAR OS INTERESSESDOS DIFERENTES GRUPOSSOCIAIS DO PAÍS, MAS NÃOCONSEGUIA INTERMEDIAROS INTERESSES.
  3. 3. O MAIOR CAMPO DE TENSÃOPOLÍTICO-IDEOLÓGICA ERA AQUESTÃO DA ESCRAVATURA, MUITOSDEFENDIAM A ABOLIÇÃO COMO UMANECESSIDADE PRIMORDIAL DENTRODO PROCESSO DE MODERNIZAÇÃODO PAÍS.
  4. 4. POR UM LADO, OS FAZENDEIROS DAOLIGARQUIA NORDESTINA ESULISTA FAZIAM OPOSIÇÃO AO FIMDA ESCRAVIDÃO. DE OUTRO, OSCAFEICULTORES DO OESTEPAULISTA APOIAVAM A MÃO-DE-OBRA ASSALARIADA NO BRASIL.
  5. 5. DURANTE TODO OSEGUNDO REINADO ESSAQUESTÃO FICOU PRESA AODECRETO DE LEIS DEPOUCO EFEITO PRÁTICO.
  6. 6. AS IDEIAS REPUBLICANASGANHARAM ESPAÇO QUANDO OSABOLICIONISTAS, QUE ASSOCIAVAMA ESCRAVIDÃO AO ATRASO DOPAÍS, ACABAVAM POR TAMBÉMCOLOCAR O REGIME MONÁRQUICOJUNTO A ESSA MESMA IDEIA.
  7. 7. BRASIL SE TRANSFORMOU NUMPALCO DE UMA GRANDECAMPANHA REPUBLICANAAPOIADA POR DIFERENTESSETORES DA SOCIEDADE. COMISSO, DOM PEDRO II ACABAPERDENDO SUAS BASES POLÍTICAS.
  8. 8. A IGREJA QUE CONTINHA UMAGRANDE INFLUENCIA IDEOLÓGICA,PASSOU A ENGROSSAR A FILADAQUELES QUE MALDIZIAM OPODER IMPERIAL. TUDO ISSODEVIDO Á CRISE ENTRE CLÉRIGOS EDOM PEDRO II.
  9. 9. EM 1864, O VATICANO RESOLVEUPROIBIR A EXISTÊNCIA DEPÁROCOS LIGADOS Á MAÇONARIA.DOM PEDRO II, QUE ERA MAÇOM,DESACATOU E REPUDIOU AQUELESQUE SEGUIRAM AS ORDENS DOPAPA PIO IX.
  10. 10. ISSO FEZ COM QUE D. PEDROII FOSSE DECLARADOAUTORITÁRIO E INFIEL AOCRISTIANISMO.
  11. 11. AO MESMO TEMPO, ALGUNSREPRESENTANTES DOPODER MILITAR DO BRASILCOMEÇARAM A GANHARCERTA RELEVÂNCIAPOLÍTICA.
  12. 12. OS OFICIAIS, QUE JÁ SE JULGAVAMUMA CLASSE DESPRESTIGIADA PELOPODER IMPERIAL, COMPREENDIAMQUE O RIGOR E A ORGANIZAÇÃODOS MILITARES PODERIAM SERÚTEIS NA RESOLUÇÃO DOSPROBLEMAS DO PAÍS.
  13. 13. OS MILITARES PASSARAM A SEOPOR A D. PEDRO II, CHEGANDOA REPUDIAR ORDENSIMPERIAIS E REALIZARCRÍTICAS AO GOVERNO NOSMEIOS DE COMUNICAÇÃO.
  14. 14. APROXIMANDO-SE DOSMILITARES INSATISFEITOS,OS REPUBLICANOSORGANIZARAM O GOLPE DEESTADO CONTRA AMONARQUIA.
  15. 15. NOS FINS DE 1889, SOB FORTESSUSPEITAS QUE D. PEDRO II IRIARETALIAR OS MILITARES, OMARECHAL DEODORO DAFONSECA MOBILIZOU SUASTROPAS E EXIGIU A DEPOSIÇÃODO REI.
  16. 16. EM 15 DE NOVEMBRODAQUELE ANO, OREPUBLICANO JOSÉ DOPATROCÍNIO OFICIALIZOUA PROCLAMAÇÃO DAREPÚBLICA.
  17. 17. A PRIMEIRA REPÚBLICA, FOIO PERÍODO QUE ABRANGE APROCLAMAÇÃO DAREPÚBLICA ATÉ AREVOLUÇÃO DE 1930.
  18. 18. EM 15 DE NOVEMBRO DE1889, HOUVE UMA REUNIÃOPARA DECIDIR ACERCA DAREPÚBLICA NO BRASILATRAVÉS DO VOTO POPULAR.
  19. 19. ATÉ QUE UM PLEBISCITO FOSSEREALIZADO, A REPÚBLICAPERMANECEU PROVISÓRIA. OGOVERNO PROVISÓRIO FOIINICIALMENTE COMANDADO PORMARECHAL DEODORO DAFONSECA.
  20. 20. MARECHAL DEODORO DAFONSECA ESTABELECEUALGUMAS MODIFICAÇÕESCOMO A:
  21. 21. - A REFORMA DO CÓDIGO PENAL;- A SEPARAÇÃO DA IGREJA E DOESTADO;- A NATURALIZAÇÃO DOSESTRANGEIROS RESIDENTES NO PAÍS;- A DESTRUIÇÃO DO CONSELHO;- A ANULAÇÃO DO SENADO VITALÍCIOENTRE OUTRAS.
  22. 22. EM 21 DE DEZEMBRO, A JUNTAMILITAR REUNIU-SE NAASSEMBLEIA CONSTITUINTE PARADISCUTIR ACERCA DE UMA NOVACONSTITUIÇÃO QUE MARCARIA OINÍCIO DA REPÚBLICA.
  23. 23. EM 24 DE FEVEREIRO DE1891, OCORREU APROMULGAÇÃO DAPRIMEIRA CONSTITUIÇÃO DAREPÚBLICA DO BRASIL.
  24. 24. ESSA CONSTITUIÇÃO FOIINSPIRADA NA CONSTITUIÇÃODOS ESTADOS UNIDOS QUE SEFUNDAMENTA NADESCENTRALIZAÇÃO DO PODERQUE ERA DIVIDIDO ENTRE OSESTADOS.
  25. 25. A CONSTITUIÇÃO DO BRASILESTABELECEU A FEDERAÇÃO DOSESTADOS, O SISTEMA PRESIDENCIAL, OCASAMENTO CIVIL, A SEPARAÇÃO DOPODER CRIANDO OS PODERESEXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO,AUTONOMIA DOS ESTADOS EMUNICÍPIOS.
  26. 26. ESSE REGIME RECEBEU O NOME DEREPÚBLICA DA ESPADA. TALDENOMINAÇÃO SE DEU PELA CONDIÇÃOMILITAR DOS DOIS PRIMEIROSPRESIDENTES DO BRASIL. APESAR DERECONHECIDA, A REPÚBLICA SOFREUGRANDES DIFICULDADES, POIS HOUVEREVOLTAS QUE A COLOCARAM EM PERIGO.
  27. 27. EM 23 DE NOVEMBRO DE 1891, DEODORODA FONSECA RENUNCIOU A PRESIDÊNCIAPOR TER TOMADO PROVIDÊNCIAS PARAFECHAR O CONGRESSO, FATO QUE GEROUA PRIMEIRA REVOLTA ARMADA E PORESTE PRINCIPAL MOTIVO DEODORODEIXOU O PODER PARA EVITAR ODESENROLAR DA REVOLTA.
  28. 28. FLORIANO PEIXOTO, ATÉ ENTÃO VICE-PRESIDENTE, ASSUMIU O CARGOMÁXIMO EXECUTIVO. EM OPOSIÇÃO AOQUE DIZIA A CONSTITUIÇÃO, FLORIANOPEIXOTO IMPEDIU QUE UMA NOVAELEIÇÃO FOSSE FEITA GERANDOGRANDE OPOSIÇÃO, POIS FOI TAXADOCOMO “DITADOR”.
  29. 29. EM 1893, INICIA-SE ASEGUNDA REVOLTA ARMADA.DIANTE DO FATO, FLORIANODOMINA A REVOLTABOMBARDEANDO A CAPITALDO PAÍS.
  30. 30. APÓS A SAÍDA DE FLORIANOPEIXOTO, A ARISTOCRACIACAFEEIRA QUE JÁ DOMINAVA ASUPREMACIA ECONÔMICAPASSOU A DOMINAR TAMBÉM ASUPREMACIA POLÍTICA.
  31. 31. A REPÚBLICA OLIGÁRQUICA SEFORTALECEU COM A CHEGADADE PRUDENTE DE MORAIS NAPRESIDÊNCIA, POIS ELE APOIOUAS OLIGARQUIAS AGRÁRIAS.
  32. 32. BIBLIOGRAFIAHTTP://WWW.MUNDOEDUCACAO.COM.BR/HISTORIADOBRASIL/PROCLAMACAO-REPUBLICA.HTMHTTP://WWW.BRASILESCOLA.COM/HISTORIAB/PRIMEIRA-REPUBLICA.HTM
  33. 33. ESCOLA ESTADUAL CARLOS IRIGARAY FILHOALUNOS: ALEXIA , AMANDA, LUCAS, PATRICK,SILVANA .PROFESSORA: LUCIENNESÉRIE: 2° ANO ATURNO: MATUTINO

×