Microscopia
Ultravioleta
e
Microscopia de
Fluorescência
Alunas: Alessandra, Aline, Isabele, Sara
O que é um microscópio?
É uma ferramenta de laboratório, que permite a
visualização de estruturas imperceptíveis ao olho
h...
Microscopia Óptica
A microscopia óptica, ou de luz,
possibilita a visualização de
estruturas, através da incidência de
luz...
Microscopia ultravioleta
e fluorescência
Nestes dois tipos de microscopia de luz, utiliza se a luz
ultravioleta ao invés d...
Estrutura do Microscópio
Ultravioleta e Fluorescência
 A estrutura do microscópio ultravioleta e
fluorescencia é constitu...
Luz Ultravioleta
A luz ultravioleta é invisível ao olho
humano, não pode ser captada pela
retina e é prejudicial; impossib...
Princípio físico da Microscopia de
Fluorescência
. Excitação Eletrônica
Trajetória da luz ultravioleta no
microscópio
O mercúrio quando recebe uma descarga
elétrica emite luz ultravioleta (UV),e...
Fluoróforos
São corantes fluorescentes que quando entram em
Contato com a amostra, e acoplam se nas estruturas
existentes ...
Pra que serve esses fluoróforos?
. Os fluoroforos tornam possível a visualização de
pontos específicos da célula
Núcleos c...
Como isso ocorre?
Essa técnica de fluorescência
funciona da seguinte maneira, aplica
se fluoróforos na amostra, e estes
li...
Fluorescência Múltipla
Nesta técnica aplica-se tipos diferentes de
fluoróforos separadamente numa mesma amostra
capturando...
Exemplo:
Imagem epifluorescente de
três componentes em uma
divisão de uma célula
cancerosa humana. O DNA está
manchado de ...
Fluorescência natural
A Fluorescência natural ocorre quando a amostra
não necessita de corante para emitir luz após ser
ex...
Aplicações da Microscopia
ultravioleta e Fluorescencia
• É utilizado na investigação científica, para estudo de
evidências...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Microscopia de ultravioleta e fluorescência

1.669 visualizações

Publicada em

Slide sobre Microscopia de luz ultravioleta e fluorescência

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.669
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microscopia de ultravioleta e fluorescência

  1. 1. Microscopia Ultravioleta e Microscopia de Fluorescência Alunas: Alessandra, Aline, Isabele, Sara
  2. 2. O que é um microscópio? É uma ferramenta de laboratório, que permite a visualização de estruturas imperceptíveis ao olho humano. O tipo de microscopia mais comum é a óptica ou microscopia de luz.
  3. 3. Microscopia Óptica A microscopia óptica, ou de luz, possibilita a visualização de estruturas, através da incidência de luz sobre a amostra e da ampliação de lentes: objetivas e oculares. Os tipos de microscopios ópticos podem ser: Simples (lupa) e Composto (campo claro, ultravioleta, fluorescência, campo escuro, polarização e contraste de fase).
  4. 4. Microscopia ultravioleta e fluorescência Nestes dois tipos de microscopia de luz, utiliza se a luz ultravioleta ao invés de luz branca comum, como fonte de luz. A luz ultravioleta possui um comprimento de onda muito menor que a luz branca, o que permite uma resolução duas vezes melhor que a microscopia comum de campo claro.
  5. 5. Estrutura do Microscópio Ultravioleta e Fluorescência  A estrutura do microscópio ultravioleta e fluorescencia é constituida por: • Fonte de luz ultravioleta, proveniente da vaporização do Mercúrio • Filtros (excitação/ barreira) • Espelhos dicróicos aluminizados • Condensador • Diafragma • Lentes objetivas e oculares feitas de quartzo; • Tubo conversor de imagem, • Camera fotográfica, • e Botões de focalização: macro e micrométricos.
  6. 6. Luz Ultravioleta A luz ultravioleta é invisível ao olho humano, não pode ser captada pela retina e é prejudicial; impossibilitando-a de ser observada diretamente, no entanto existe um processo chamado fotográfia de fluorescência, no qual a luz ultravioleta é absorvida pela amostra, e em seguida filtrada e convertida, chegando na câmera fotográfica como luz comum (visível aos olhos humanos) após isto a imagem é transmitida para um computador
  7. 7. Princípio físico da Microscopia de Fluorescência . Excitação Eletrônica
  8. 8. Trajetória da luz ultravioleta no microscópio O mercúrio quando recebe uma descarga elétrica emite luz ultravioleta (UV),essa luz passa sobre um filtro de excitação e depois incide sobre um espelho dicróico que reflete a luz ultravioleta (luz azul) até a amostra, quando chega ate as moleculas da amostra, a luz ultravioleta excita os elétrons do material tornando-o luminoso, em seguida esta luminosidade é coletada pela objetiva e volta com o comprimento de onda maior e menos energético,ou seja como luz visível (verde), passando pelo espelho dicróico e pelo filtro de barreira (capaz de eliminar outros comprimentos de onda de luminosidade prejudiciais ao olho humano) formando assim a imagem.
  9. 9. Fluoróforos São corantes fluorescentes que quando entram em Contato com a amostra, e acoplam se nas estruturas existentes no interior da célula, e emitindo luz visível quando expostas à luz ultravioleta.
  10. 10. Pra que serve esses fluoróforos? . Os fluoroforos tornam possível a visualização de pontos específicos da célula Núcleos corados com reddot (fluoróforo)
  11. 11. Como isso ocorre? Essa técnica de fluorescência funciona da seguinte maneira, aplica se fluoróforos na amostra, e estes ligam se a estruturas presentes no interior da celula. Quando a amostra absorve luz ultravioleta os elétrons destes fluoróforos excitam se, emitindo fluorescencia (luminosidade), permitindo assim a visualização das estruturas desejadas. Núcleo de linfócitos humanos coloridos com DAPI com o cromossoma 13 (verde) e 21 (vermelho)
  12. 12. Fluorescência Múltipla Nesta técnica aplica-se tipos diferentes de fluoróforos separadamente numa mesma amostra capturando as imagens de forma sequencial, e ao final deste processo é feita a junção das imagens através de recursos computadorizados. Utiliza se fluoróforos específicos para estruturas especificas da célula, e feixes de luz adequados a fluoróforos específicos, previamente selecionados no filtro de excitação
  13. 13. Exemplo: Imagem epifluorescente de três componentes em uma divisão de uma célula cancerosa humana. O DNA está manchado de azul, uma proteína chamada INCENP aparece em verde, os microtúbulos são vermelhos. E a imagem final dos três componentes juntos.
  14. 14. Fluorescência natural A Fluorescência natural ocorre quando a amostra não necessita de corante para emitir luz após ser exposta a luz UV. Exemplo: clorofila
  15. 15. Aplicações da Microscopia ultravioleta e Fluorescencia • É utilizado na investigação científica, para estudo de evidências. • Utilizado também no estudo de organelas e estruturas celulares, reações enzimáticas, eventos fisiológicos e bioquímicos nas células vivas, análise de viabilidade celular, de função celular. • E na imunofluorescência, como a reação de antígenos no interior celular dentre outros estudos. •A existência de múltiplos indicadores fluorescentes contribui para o estudo de uma multiplicidade de produtos químicos fisiologicamente importantes como DNA, cálcio, magnésio, sódio, pH e enzimas.

×