ESPAÇO DIVERSIDADE DA FACULDADE EST – CURSO DE EXTENSÃO      SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO –CANOAS  27ª COORDENADORIA R...
ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL GUAJUVIRAS – CANOAS              PROFESSORA MERY HELENA LIPSKI
BUSCA DAIDENTIDADE
INTRODUÇÃO
A BUSCA DA IDENTIDADE DONEGRO, PARA NÓS PROFESSORES,É EXTREMAMENTE DIFÍCIL, POIS ÉUMA MUDANÇA CULTURAL,VALENDO-SE QUE ESSA...
A CULTURA AFRICANA ORIGINAL,CONSIDERADA POR MUITOS UMAABERRAÇÃO TORNANDO-SE EMMUITAS SITUAÇÕES UMA REJEIÇÃOPOR PARTE DAS D...
ARGUMENTOS ESSES QUE NÃO SÓOS EDUCADORES, MAS TAMBÉM OGOVERNO DEVE LEVAR EMCONSIDERAÇÃO, CABENDO AO PODERPÚBLICO PLANEJAR ...
VALOR A TUDO QUE NOS FOI DEIXADOPELOS NEGROS, SENDO UMCOMPROMISSO NOSSO DE VALORIZAR,RECONHECER, RESPEITAR E BUSCAR AIDENT...
POR COLONIZADORES E PORQUENÃO DIZER AINDA, QUE NÃO SÃOVALORIZADOS POR MUITOS DE NÓS.
OBJETIVOS
OBJETIVO GERAL   PROMOVER EM PARCERIACOM PROFESSORES, ALUNOS E ACOMUNIDADE ESCOLARDISCUSSÕES A RESPEITO DORESGATE DA IDENT...
OS SEGMENTOS DA ESCOLACULMINANDO COMAPRESENTAÇÃO DETRABALHOS RESULTANTES DASPESQUISAS REALIZADAS NODIA EM COMEMORAÇÃO DACO...
OBJETIVOS ESPECÍFICOS•PESQUISAR A CULTURA NEGRA•INTERAGIR COM OS DIVERSOS SEGMENTOS DAESCOLA•REFLETIR SOBRE O SIGNIFICADO ...
JUSTIFICATIVA
TER NA ESCOLA O IDEAL DE SEINOVAR, NUM AMBIENTEDINÂMICO E PARTICIPATIVO, ONDEO INDIVÍDUO É O CENTRO DASATENÇÕES QUE BUSCA ...
ATITUDES E RESPEITO AOSDIFERENTES GRUPOS ÉTNICOS,AQUI MAIS PRECISAMENTE ONEGRO. É O PAPEL DA ESCOLAPROMOVER ESTE INDIVÍDUO...
DE EXERCER A CIDADANIA DEMANEIRA DIGNA.A DIVERSIDADE CULTURAL SEMANIFESTA EM TODOS OSSEGMENTOS DA SOCIEDADE,MOTIVO PELO QU...
BUSCOU-SE DESTA FORMACONHECER A CLIENTELA EMRELAÇÃO A SUA DIVERSIDADE.CONHECIDA A DIVERSIDADE,BUSCOU-SE ENTÃO A TAREFADA H...
NEGRO NO BRASIL COMO:COMIDAS TÍPICAS, RELIGIÃO,MÚSICA, HERANÇACULTURALVOCABULÁRIO EERVAS MEDICINAIS.
RECURSOS MATERIAIS•PAPEL PAINEL•PAPEL OFÍCIO•COMPUTADOR, PROJETOR•JORNAIS, REVISTAS•MÚSICA• TEXTOS REFERENTES AO TEMA•CANE...
RECURSOS HUMANOSDIREÇÃO, VICE-DIREÇÃOSUPERVISÃO ESCOLAR, ORIENTAÇÃOESCOLARPROFESSORES DE TODAS AS SÉRIES,BIBLIOTECÁRIA, CO...
DESENVOLVIMENTOEM TEMPO PREVISTO DE TRINTA DIAS•BUSCAR CONHECIMENTO MAIOR DAHISTÓRIA DO NEGRO NO BRASIL•PESQUISAS EM SITES...
•APRESENTAÇÃO NA ESCOLA, NO DIADA CONSCIÊNCIA NEGRA ATRAVÉS DEPAINÉIS, DANÇAS, MÚSICAS,RELIGIÃO,CUJA EXPLANAÇÃO FICARÁ DER...
•MATEMÁTICA E CIÊNCIAS:BUSCA EMJORNAIS, INTERNET SOBRE ASITUAÇÃO RACIAL NO BRASIL ESTUDOSOBRE COTAS, SAÚDE E EMPREGO
•PORTUGUÊS E INGLÊS:INTERPRETAÇÃO E PRODUÇÃO DETEXTOS, LEITURA DA POESIASESCRITAS POR NEGROS,INTERPRETAÇÃO DE LETRAS DEMÚS...
•GEOGRAFIA E HISTÓRIA:DEBATES SOBRE O RACISMO NOBRASIL, A DIVERSIDADE DASCULTURAS, LOCAL DE MAIORCONCENTRAÇÃO DE NEGROS,ÁR...
•EDUCAÇÃO ARTÍSTICA E EDUCAÇÃOFÍSICA:CONFECCIONAR PAINEIS ELUCIDANDO ACULTURA NEGRA NAS ARTES, CITANDOCOMO EXEMPLO ALEIJAD...
AVALIAÇÃO  A AVALIAÇÃO ACONTECERÁ EM TODO OPROCESSO EDUCATIVO, CRIANDO NOVASPOSSIBILIDADES PARA ESTIMULAR OS ALUNOS ADESEN...
CONSIDERAÇÕES FINAIS     COM A APLICAÇÃO DESTE PROJETOESPERAMOS QUE TODOS OS PARTICIPANTESSEJAM CONHECEDORES DOS MALEFÍCIO...
SEGUNDO O PROJETO PEDAGÓGICO DAESCOLA O HOMEM É UM PRODUTO DO MEIO EO ALUNO É SUJEITO A MUDANÇA E ELE PODEMUDAR ESTE MEIO,...
APRESENTAÇÕES
HISTÓRIA DAS MÁSCARAS
COMIDAS TÍPICAS
PAINÉIS E POSTERS
BIBLIOGRAFIA•BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação dasrelações Étnico– Raciais e para o Ensino de Hist...
IdentidadeJorge AragãoElevador é quase um temploExemplo pra minar teu sonoSai desse compromissoNão vai no de serviçoSe o s...
Quem cede a vez não quer vitóriaSomos herança da memóriaTemos a cor da noiteFilhos de todo açoiteFato real de nossa histór...
OBRIGADA PELA ATENÇÃOmery.helena@terra.com.br
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky

771 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado no Seminário Educação, Diversidade e Relações Interculturais

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
771
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
202
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Busca da Identidade - Prof. Mery Helena Lipsky

  1. 1. ESPAÇO DIVERSIDADE DA FACULDADE EST – CURSO DE EXTENSÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO –CANOAS 27ª COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO – CANOAS CANOAS, MAIO 2012
  2. 2. ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL GUAJUVIRAS – CANOAS PROFESSORA MERY HELENA LIPSKI
  3. 3. BUSCA DAIDENTIDADE
  4. 4. INTRODUÇÃO
  5. 5. A BUSCA DA IDENTIDADE DONEGRO, PARA NÓS PROFESSORES,É EXTREMAMENTE DIFÍCIL, POIS ÉUMA MUDANÇA CULTURAL,VALENDO-SE QUE ESSA CULTURAFOI MASSACRADA E REDUZIDA AOQUASE NADA.
  6. 6. A CULTURA AFRICANA ORIGINAL,CONSIDERADA POR MUITOS UMAABERRAÇÃO TORNANDO-SE EMMUITAS SITUAÇÕES UMA REJEIÇÃOPOR PARTE DAS DEMAIS CULTURASAQUI EXISTENTES. TEMOS NOÇÃODE QUE NÓS SOMOS UM POVOMESTIÇO.
  7. 7. ARGUMENTOS ESSES QUE NÃO SÓOS EDUCADORES, MAS TAMBÉM OGOVERNO DEVE LEVAR EMCONSIDERAÇÃO, CABENDO AO PODERPÚBLICO PLANEJAR E EXECUTARPOLÍTICAS PÚBLICAS QUE TENHAM OCOMPROMETIMENTO DE DAR
  8. 8. VALOR A TUDO QUE NOS FOI DEIXADOPELOS NEGROS, SENDO UMCOMPROMISSO NOSSO DE VALORIZAR,RECONHECER, RESPEITAR E BUSCAR AIDENTIDADE DESTE POVO QUE FOIHUMILHADO,DESRESPEITADO
  9. 9. POR COLONIZADORES E PORQUENÃO DIZER AINDA, QUE NÃO SÃOVALORIZADOS POR MUITOS DE NÓS.
  10. 10. OBJETIVOS
  11. 11. OBJETIVO GERAL PROMOVER EM PARCERIACOM PROFESSORES, ALUNOS E ACOMUNIDADE ESCOLARDISCUSSÕES A RESPEITO DORESGATE DA IDENTIDADE DONEGRO, PROPORCIONANDO DESTAFORMA A INTERAÇÃO DE TODOS
  12. 12. OS SEGMENTOS DA ESCOLACULMINANDO COMAPRESENTAÇÃO DETRABALHOS RESULTANTES DASPESQUISAS REALIZADAS NODIA EM COMEMORAÇÃO DACONSCIÊNCIA NEGRA.
  13. 13. OBJETIVOS ESPECÍFICOS•PESQUISAR A CULTURA NEGRA•INTERAGIR COM OS DIVERSOS SEGMENTOS DAESCOLA•REFLETIR SOBRE O SIGNIFICADO DE IDENTIDADE•EVITAR O SENTIMENTO RACISTA•BUSCAR A IGUALDADE DE RAÇAS NA ESCOLA ENA COMUNIDADE•AMPLIAR TODO TIPO DE TRABALHO QUE LEVEMOS ALUNOS A COMPREENDER A ACEITAR A RAÇANEGRA
  14. 14. JUSTIFICATIVA
  15. 15. TER NA ESCOLA O IDEAL DE SEINOVAR, NUM AMBIENTEDINÂMICO E PARTICIPATIVO, ONDEO INDIVÍDUO É O CENTRO DASATENÇÕES QUE BUSCA A SUATRANSFORMAÇÃO, ESTIMULANDOA CONCEPÇÃO DE VALORES, DE
  16. 16. ATITUDES E RESPEITO AOSDIFERENTES GRUPOS ÉTNICOS,AQUI MAIS PRECISAMENTE ONEGRO. É O PAPEL DA ESCOLAPROMOVER ESTE INDIVÍDUO,CONSTRUINDO ENTÃO, DESTAFORMA, O SEU DIREITO DE
  17. 17. DE EXERCER A CIDADANIA DEMANEIRA DIGNA.A DIVERSIDADE CULTURAL SEMANIFESTA EM TODOS OSSEGMENTOS DA SOCIEDADE,MOTIVO PELO QUAL SE OPTOU EMTRABALHAR A INFLUÊNCIA DONEGRO NO BRASIL.
  18. 18. BUSCOU-SE DESTA FORMACONHECER A CLIENTELA EMRELAÇÃO A SUA DIVERSIDADE.CONHECIDA A DIVERSIDADE,BUSCOU-SE ENTÃO A TAREFADA HERANÇA CULTURAL, DO
  19. 19. NEGRO NO BRASIL COMO:COMIDAS TÍPICAS, RELIGIÃO,MÚSICA, HERANÇACULTURALVOCABULÁRIO EERVAS MEDICINAIS.
  20. 20. RECURSOS MATERIAIS•PAPEL PAINEL•PAPEL OFÍCIO•COMPUTADOR, PROJETOR•JORNAIS, REVISTAS•MÚSICA• TEXTOS REFERENTES AO TEMA•CANETAS
  21. 21. RECURSOS HUMANOSDIREÇÃO, VICE-DIREÇÃOSUPERVISÃO ESCOLAR, ORIENTAÇÃOESCOLARPROFESSORES DE TODAS AS SÉRIES,BIBLIOTECÁRIA, COORDENADORA DOLABORATÓRIO DE INFORMÁTICA,COLABORADORES DO MAIS EDUCAÇÃOMEMBROS DA COMUNIDADE ESCOLAR
  22. 22. DESENVOLVIMENTOEM TEMPO PREVISTO DE TRINTA DIAS•BUSCAR CONHECIMENTO MAIOR DAHISTÓRIA DO NEGRO NO BRASIL•PESQUISAS EM SITES CONFIÁVEIS DAHISTÓRIA DO NEGRO NO BRASIL
  23. 23. •APRESENTAÇÃO NA ESCOLA, NO DIADA CONSCIÊNCIA NEGRA ATRAVÉS DEPAINÉIS, DANÇAS, MÚSICAS,RELIGIÃO,CUJA EXPLANAÇÃO FICARÁ DERESPONSABILIDADE DE CADA GRUPO.
  24. 24. •MATEMÁTICA E CIÊNCIAS:BUSCA EMJORNAIS, INTERNET SOBRE ASITUAÇÃO RACIAL NO BRASIL ESTUDOSOBRE COTAS, SAÚDE E EMPREGO
  25. 25. •PORTUGUÊS E INGLÊS:INTERPRETAÇÃO E PRODUÇÃO DETEXTOS, LEITURA DA POESIASESCRITAS POR NEGROS,INTERPRETAÇÃO DE LETRAS DEMÚSICAS DOS DIVERSOS GÊNEROSMUSICAIS
  26. 26. •GEOGRAFIA E HISTÓRIA:DEBATES SOBRE O RACISMO NOBRASIL, A DIVERSIDADE DASCULTURAS, LOCAL DE MAIORCONCENTRAÇÃO DE NEGROS,ÁREAS DE QUILOMBOS
  27. 27. •EDUCAÇÃO ARTÍSTICA E EDUCAÇÃOFÍSICA:CONFECCIONAR PAINEIS ELUCIDANDO ACULTURA NEGRA NAS ARTES, CITANDOCOMO EXEMPLO ALEIJADINHO EAPRESENTAÇÃO DE DANÇAS DE ORIGEMNEGRA•ENSINO RELIGIOSO:BUSCAR TEXTOS QUETRABALHEM A QUESTÃO DOPRECONCEITO, CONSCIENTIZAÇÃO DORESPEITO E DIREITO À IGUALDADE RACIAL.
  28. 28. AVALIAÇÃO A AVALIAÇÃO ACONTECERÁ EM TODO OPROCESSO EDUCATIVO, CRIANDO NOVASPOSSIBILIDADES PARA ESTIMULAR OS ALUNOS ADESENVOLVEREM SUAS POTENCIALIDADESLEVANDO EM CONTA, PRINCIPALMENTE, OSAVANÇOS INDIVIDUAIS DENTRO DACOLETIVIDADE E A PARTICIPAÇÃO NODESENVOLVIMENTO DE TODAS AS ATIVIDADES(DE ACORDO COM AS PECULIARIDADES DE CADAALUNO) NO DECORRER DO PROJETO
  29. 29. CONSIDERAÇÕES FINAIS COM A APLICAÇÃO DESTE PROJETOESPERAMOS QUE TODOS OS PARTICIPANTESSEJAM CONHECEDORES DOS MALEFÍCIOS DADISCRIMINAÇÃO, QUE SAIBAM PROCURARSITUAÇÕES FAVORÁVEIS PARA MELHORAR ASUA QUALIDADE DE VIDA, SENDO ADULTOSRESPONSÁVEIS. IMPORTANTE TRABALHAR OASSUNTO NA ESCOLA, POIS É ALI QUE OSALUNOS PASSAM O MAIOR TEMPO,ADQUIRINDO VALORES CONHECIMENTO E ASOCIALIZAÇÃO.
  30. 30. SEGUNDO O PROJETO PEDAGÓGICO DAESCOLA O HOMEM É UM PRODUTO DO MEIO EO ALUNO É SUJEITO A MUDANÇA E ELE PODEMUDAR ESTE MEIO, DESDE QUE BEMPREPARADO PARA ISSO, CABENDO ENTÃO AOSEDUCADORES CONTRIBUÍREM PARA ESTAMUDANÇA.
  31. 31. APRESENTAÇÕES
  32. 32. HISTÓRIA DAS MÁSCARAS
  33. 33. COMIDAS TÍPICAS
  34. 34. PAINÉIS E POSTERS
  35. 35. BIBLIOGRAFIA•BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação dasrelações Étnico– Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Secretaria Especial de Políticas de Promoçãoda Igualdade Racial. Brasília: MEC, 2005. 35p.•http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/04raca/raca01.htm•http:/www.brasil.gov.br/sobre/cultura/culturabrasileira/culturaafro-brasileira
  36. 36. IdentidadeJorge AragãoElevador é quase um temploExemplo pra minar teu sonoSai desse compromissoNão vai no de serviçoSe o social tem dono, não vai...Quem cede a vez não quer vitóriaSomos herança da memóriaTemos a cor da noiteFilhos de todo açoiteFato real de nossa história(2x)Se o preto de alma branca pra vocêÉ o exemplo da dignidadeNão nos ajuda, só nos faz sofrerNem resgata nossa identidadeElevador é quase um temploExemplo pra minar teu sonoSai desse compromissoNão vai no de serviçoSe o social tem dono, não vai...
  37. 37. Quem cede a vez não quer vitóriaSomos herança da memóriaTemos a cor da noiteFilhos de todo açoiteFato real de nossa história(2x)Se o preto de alma branca pra vocêÉ o exemplo da dignidadeNão nos ajuda, só nos faz sofrerNem resgata nossa identidadeElevador é quase um temploExemplo pra minar teu sonoSai desse compromissoNão vai no de serviçoSe o social tem dono, não vai...Quem cede a vez não quer vitóriaSomos herança da memóriaTemos a cor da noiteFilhos de todo açoiteFato real de nossa história
  38. 38. OBRIGADA PELA ATENÇÃOmery.helena@terra.com.br

×