Teoria da contabilidade aula 1 - 2011.1 s

1.606 visualizações

Publicada em

Contabilidade

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.606
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria da contabilidade aula 1 - 2011.1 s

  1. 1. TEORIA DA CONTABILIDADE Aula 1
  2. 2. Introdução CCoonnttaabbiilliiddaaddee AArrttee,, CCiiêênncciiaa oouu TTééccnniiccaa??
  3. 3. Arte, Ciência ou Técnica? Arte: “Manifestação do belo, produto de intensas emoções estéticas do artista, ligada a condições diversas da época, do povo, da cultura. Tem o objetivo de exprimir a beleza, e não em formular a verdade.” (Tesche, Carlos Henrique. Contabilidade: Arte, Ciência ou Técnica? RBC). Contabilidade elementos lógicos e racionais conjugados. não se manifesta pelo espírito criador do belo artístico. Contabilidade é arte? Não.
  4. 4. Arte, Ciência ou Técnica? Técnica: “Processo ordenado, segundo regras, de qualquer atividade humana, denotando habilidade ou destreza tanto para o necessário (produzir coisas) quanto para o belo (tornar visível uma idéia).” Indica o formal, o como fazer. (Schmidt, Paulo. Fundamentos da Teoria da Contabilidade). Contabilidade há uma técnica intrínseca ao seu processamento. deve constantemente adequar-se às mudanças do meio econômico. Contabilidade é uma técnica? Não, mas faz uso de aspectos técnicos. Aspectos Técnicos Contábeis: Escrituração, Demonstrações, Auditoria e Análise.
  5. 5. Arte, Ciência ou Técnica? Ciência: “Conjunto de atitudes e atividades racionais, dirigidos ao sistemático conhecimento com objetivo limitado, capaz de ser submetido à verificação.” “Permanente construção de hipóteses e cotejo com a realidade.” Contempla aspectos de conteúdo e operacionais. (Trujillo Ferrari, A.. A metodologia da pesquisa científica). possui objetivo, objeto e se inter-relaciona com Contabilidade Economia e Administração. muda ao longo da história → result. de investigações. Contabilidade é uma ciência? Sim. Ciência Factual Social.
  6. 6. OBJETIVO E METODOLOGIA DA CONTABILIDADE O ponto de partida para o estudo da teoria de uma ciência social como a Contabilidade é estabelecer seus objetivos.
  7. 7. Sergio de Iudícibus Livro Teoria da Contabilidade - Atlas OBJETIVO DA CONTABILIDADE O objetivo principal da Contabilidade é fornecer informação econômica, física, de produtividade e social relevante para que cada usuário possa tomar suas decisões e realizar seus julgamentos com segurança.
  8. 8. O que é Contabilidade? Segundo a AAA - American Accounting Association: “É o processo de identificar, mensurar e comunicar informações econômicas para permitir julgamentos e decisões fundamentais para os usuários da informação, independentemente da classificação da natureza contábil.” Segundo o CAP -Commitee on Accounting Procedure - Accounting Terminology Bulletin: “É a arte de registrar, classificar e sumariar de uma maneira significativa e em termos de moeda as transações e eventos que possuem, pelo menos em parte, características financeiras, além de interpretar seus resultados.”
  9. 9. O que é Contabilidade? IBRACON: “sistema de informação e avaliação destinado a prover seus usuários de demonstrações e análises de natureza econômica, financeira, física e de produtividade, com relação à entidade objeto de contabilização.” CFC – NBC T 1: “A Contabilidade, na sua condição de ciência social, cujo objeto é o patrimônio, busca, por meio da apreensão, da quantificação, da classificação, do registro, da eventual sumarização, da demonstração, da análise e relato das mutações sofridas pelo patrimônio da entidade particularizada, a geração de informações quantitativas e qualitativas sobre ela, expressas tanto em termos físicos, quanto monetários.” Inexistência de unanimidade a respeito da natureza teórica da contabilidade.
  10. 10. Desafios da Ciência Contábil: • Reconhecimento → O que tem que ser registrado e quando (oportunidade); • Mensuração → Qualificação do que deve ser registrado (Qualitativa) e atribuição do valor (Quantitativa).; • Evidenciação → Como se deve demonstrar. Pode-se registrar contabilmente um elemento sem lhe atribuir valor? Ex.: Fenômeno da depreciação. • Como e quando reconhecer? • Qual valor atribuir? Qual método usar? Quotas constantes? Soma dos dígitos? • Como evidenciar ao público?
  11. 11. Principais Entidades Normativas Internacionais IFAC – International Federation Of Accountants Organização de abrangência global com foco na profissão contábil. Edita normas contábeis referentes aos padrões éticos da profissão, ao setor público (IPSAS), à qualidade, à auditoria e à formação educacional; Representantes do Brasil: CFC e IBRACON; Website: http://www.ifac.org/ IASB – International Accounting Standard Board (Ex-IASC) Organização privada independente, sem fins lucrativos, que edita padrões contábeis (IAS/IFRS) aplicados ao mercado de capitais e ao setor privado; Representantes do Brasil (2010): CFC Website: http://www.iasb.org
  12. 12. Principais Entidades Normativas Internacionais FASB – Financial Accounting Standards Board Organização de origem americana que estabelece padrões contábeis de contabilidade e relatórios financeiros; Website: http://www.fasb.org/ Cenário Internacional Atual: Convergência entre IASB e FASB. Características: • Convergência entre os US GAAP com as IFRS; • Normas globais únicas, que permitam a comparabilidade da situação financeira de dois entes quaisquer; • Reticência internacional em subordinar-se a princípios contabilísticos de um país específico (US GAAP)
  13. 13. Principais Entidades Normativas Nacionais STN – Secretaria do Tesouro Nacional Órgão vinculado ao MF, normatiza através do MCASP, Portarias e Notas Técnicas, as práticas contábeis do setor público da Federação Brasileira. Website: http://www.tesouro.fazenda.gov.br BCB – Banco Central do Brasil Autarquia vinculada ao MF, normatiza e fiscaliza o setor financeiro brasileiro, sendo integrante do Sistema Financeiro Nacional e responsável pela política monetária brasileira. Website: http://www.bcb.gov.br
  14. 14. Principais Entidades Normativas Nacionais CFC – Conselho Federal de Contabilidade Órgão de representação da classe contábil no Brasil. Edita Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao exercício da profissão (perícia, educação, etc.) e às áreas de atuação do profissional (setor público, auditoria, etc.). Website: http://www.cfc.org.br IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil Organização de abrangência nacional que concentra auditores, contadores e estudantes de ciências contábeis, e edita e/ou recepciona normas referentes à atuação destes profissionais junto a institutos de previdência, seguradoras e instituições financeiras. Website: http://www.ibracon.com.br
  15. 15. Principais Entidades Normativas Nacionais CPC – Comitê de Pronunciamentos Contábeis Organização com o objetivo de estudar, preparar e emitir Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos de Contabilidade e a divulgação de informações contábeis. Website: http://www.cpc.org.br CVM – Comissão de Valores Mobiliários Autarquia federal responsável por fiscalizar, normatizar, disciplinar e desenvolver o mercado de capitais brasileiro. Website: http://www.cvm.org.br Outras – (SUSEP, MPS, SPC/PREVIC, RFB, etc.)

×