O Sexto Sentido define nossas preferencias alimentares e não nos deixa emagrecer

482 visualizações

Publicada em

Ate agora não se conhecia o Sexto Sentido que nos faz preferir Caloias Vazias, impidindo-nos emagrecer

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
482
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Sexto Sentido define nossas preferencias alimentares e não nos deixa emagrecer

  1. 1. Descobrimos o Sexto Sentido que nos faz preferir um em detrimento de outro alimento quando estamos com fome Na alimentação moderna o Sexto Sentido nos fez substituir as frutas por alimentos ricos em amido e açúcar. Este é um dos responsáveis pelo sobre peso e doenças relacionadas com o síndrome metabólico Por Alberto Nilson
  2. 2. Porque preferimos farináceos e não frutas como fonte de carboidratos Brasileiro Argentino Chileno Norte-americano
  3. 3. Tenho feito esta pergunta a umas 300 pessoas e a resposta sempre incluiu: Sabor Aroma Textura Aparência (forma, cor) Influenciados por: Cultura Hábitos Religião Preço Disponibilidade (estação, região) Totalmente em linha com o que aprendi em Engenharia de Alimentos
  4. 4. Já experimentou arroz branco cozido em água, sem qualquer tempero? Todos concordam que não tem sabor nem aroma, com apenas um ligeiro cheiro farináceos que ninguém gosta. Em vez disso, as frutas maduros são cheios de sabor e aroma, com cor e textura agradável e, ainda assim, não as preferimos. Então, porquê preferimos o arroz?
  5. 5. Apenas três das cerca de 300 pessoas me responderam corretamente Os preferimos pelo prazer (sensação de bem estar e felicidade) que sentimos depois de comer.
  6. 6. As preferências começam a se desenvolver durante a infância, quando a mãe dá-nos novos alimentos para experimentar
  7. 7. Cérebro grava a imagem Glicose e Serotonina aumentam Sensação de agrado e bem-estar Primeira mordida Serotonina O prazer na primeira mordida Quando experimentamos um alimento pela primeira vez, junto com desfrutar seu sabor, aroma e textura, nosso cérebro registra a sensação de prazer e bem-estar que sentimos depois de comer
  8. 8. Com fome e glicose baixa Ver o mesmo alimento Dopamina faz com que desejemos comê-lo Dopamina Prazer a vista Estando com fome basta ver a comida que a dopamina faz-nos recordar o sentimento de felicidade para querer comê-lo novamente.
  9. 9. O Sexto Sentido O amido aumenta mais rápido que uma fruta o nível de glicose (e serotonina) no sangre O cérebro percebe esta diferença, de modo que ao vê-los novamente, prefere aquele que produziu a sensação de prazer mais rápido. Neste exemplo, o arroz
  10. 10. Importante Se a quantidade de Equivalentes de Glicose de uma porção de um alimento farináceos e uma fruta é a mesma, depois de terminar de comer vamos ter a mesma sensação de prazer A diferença é que com os alimentos farináceos a sensação de prazer é atingida apenas alguns minutos antes, fazendo com que o cérebro os prefira
  11. 11. Sexto Sentido em nossos Orígenes Em nossos Orígenes as frutas eram a única fonte de carboidratos O Sexto Sentido é tão fino que identifica pequenas diferenças, preferindo aqueles que aumentam mais rápido o nível de glicose e serotonina no sangue Preferência Escala figurativa
  12. 12. O Sexto Sentido ajudou durante milhões de anos a encontrar os alimentos que nos fazem sentir melhor, dando-nos mais energia e nutrientes
  13. 13. E tudo mudou O domínio do fogo, há só 150 mil anos, seguido pelas revoluções agrícola e industrial, permitiu introduzir alimentos farináceos, substituindo as frutas
  14. 14. Sexto Sentido hoje Os alimentos farináceos deslocaram as frutas e verduras Escala figurativa Preferência
  15. 15. Interessante Nenhum mamífero (incluindo seres humanos) pode consumir amido cru Durante milhões de anos, frutas e alguns vegetais, em menor medida, eram a única fonte de hidratos de carbono Não estamos preparados geneticamente para consumir farináceos
  16. 16. O alto consumo de calorias vazias (alimentos ricos em amido, açúcar refinado, óleos refinados e bebidas destiladas) é o principal responsável pela epidemia de sobre peso e doenças não transmissíveis (câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, entre muitos outros)
  17. 17. O que fazer? Aproximar a alimentação o mais possível para a dos nossos Orígenes, rica em frutas
  18. 18. Para saber mais: “A Maravilhosa Alimentação dos Nossos Orígenes” NutriOptimus.com

×