Hipertensão ArterialDanos em órgãos-alvoTatimar Valim Pinto
Principais danos Insuficiência cardíaca Angina Doença cerebrovascular Nefropatia Doença arterial periférica Retinopa...
Insuficiência Cardíaca O tratamento da hipertensão, com focona pressão sistólica, reduz a incidênciada insuficiência card...
Insuficiência Cardíaca A Hipertensão freqüentemente é tomada comoa pós-carga, mas a medida mais precisa dapós-carga é def...
Angina Pacientes com ventrículo aumentadodevido à Hipertensão têm aumentosacentuados na demanda miocárdica deoxigênio dev...
Doença cerebrovascular A Hipertensão é o fator de risco maisimportante para AVC isquêmico ehemorrágico (derrames). A Hip...
Doença cerebrovascular O objetivo é reduzir a pressão arterialsistólica para menos de 140mmHg e apressão diastólica para ...
Nefropatia Dois terços dos casos incidentes resultam deDiabetes ou de Hipertensão. Há evidências de que a propensão aode...
Nefropatia Cerca de 50 milhões de norte-americanosapresentam Hipertensão, mas somente 20.000desenvolvem Insuficiência Ren...
Doença arterial periférica O risco de doença arterial periférica é o dobrodo que ocorre na população geral. Outros fator...
Retinopatia Este distúrbio ocorre quando a pressão arterialtorna-se extremamente elevada, como nahipertensão grave. À me...
Retinopatia Essas alterações comprometem a visão dopaciente e exigem um tratamento de urgência.O objetivo do tratamento c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hipertensão arterial danos em orgãos-alvo

854 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
854
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipertensão arterial danos em orgãos-alvo

  1. 1. Hipertensão ArterialDanos em órgãos-alvoTatimar Valim Pinto
  2. 2. Principais danos Insuficiência cardíaca Angina Doença cerebrovascular Nefropatia Doença arterial periférica Retinopatia
  3. 3. Insuficiência Cardíaca O tratamento da hipertensão, com focona pressão sistólica, reduz a incidênciada insuficiência cardíaca em 50%.
  4. 4. Insuficiência Cardíaca A Hipertensão freqüentemente é tomada comoa pós-carga, mas a medida mais precisa dapós-carga é definida por:(pressão X raio do ventrículo esquerdo)(2 X espessura do ventrículo esquerdo) Portanto, a pós-carga aumentada tem umefeito similar ao da contratilidade deprimida,de modo que a redução da pós-carga(Hipertensão) pode melhorar o desempenhodo coração.
  5. 5. Angina Pacientes com ventrículo aumentadodevido à Hipertensão têm aumentosacentuados na demanda miocárdica deoxigênio devido à hipertrofia miocárdica(aumento de demanda).
  6. 6. Doença cerebrovascular A Hipertensão é o fator de risco maisimportante para AVC isquêmico ehemorrágico (derrames). A Hipertensão aumenta o risco de AVCsem 4 vezes. O controle da HAS pode prevenir AVCs.
  7. 7. Doença cerebrovascular O objetivo é reduzir a pressão arterialsistólica para menos de 140mmHg e apressão diastólica para menos de90mmHg. A terapia anti-hipertensiva deve serindividualizada.
  8. 8. Nefropatia Dois terços dos casos incidentes resultam deDiabetes ou de Hipertensão. Há evidências de que a propensão aodesenvolvimento de doença renal seja deorigem genética. Diabéticos com Hipertensão e/oumicroabuminúria devem receber tratamentocom inibidor da ECA.
  9. 9. Nefropatia Cerca de 50 milhões de norte-americanosapresentam Hipertensão, mas somente 20.000desenvolvem Insuficiência Renal Crônicaterminal devido à ocorrência de nefroesclerosehipertensiva. A microalbuminúria pronuncia odesenvolvimento de nefroesclerosehipertensiva e a progressão para proteinúriafranca pode ser evitada por alguns agentesanti-hipertensivos (IECA).
  10. 10. Doença arterial periférica O risco de doença arterial periférica é o dobrodo que ocorre na população geral. Outros fatores de risco cardíacos comoaumento do colesterol-LDL, diminuição decolesterol-HDL e tabagismo tambémaumentam o risco de doença arterial periférica.
  11. 11. Retinopatia Este distúrbio ocorre quando a pressão arterialtorna-se extremamente elevada, como nahipertensão grave. À medida que a doença evolui, ocorre umextravasamento de sangue na retina. Áreas daretina são lesadas porque o suprimentosangüíneo é inadequado e, no decorrer dotempo, ocorre um acúmulo de gordura na retina.
  12. 12. Retinopatia Essas alterações comprometem a visão dopaciente e exigem um tratamento de urgência.O objetivo do tratamento consiste em reduzir apressão arterial elevada, que é a causa doproblema.

×