O Flamingo 
e os Pombos 
De Beatriz Tanese Seffrin 
e Adriana Tanese Nogueira
Eu estava feliz. Sim, estava muito 
feliz. Deitada na cama, fiquei me 
remexendo de um lado para o outro. 
Quase caí. 
Eu ...
Todas as cabeças se viraram quando entrei na sala, como 
sempre eu estava atrasada. Ouvi sussurros, olhei à minha volta 
e...
Só tive o prazer de 
perceber a real 
personalidade de 
muitos da minha classe 
umas semanas mais 
tarde.
Sentia-me tão terrivelmente 
fora de lugar. Como uma peça 
redonda que não cabia no 
quebra-cabeça do mural da 
classe. Um...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O flamingo e os pombos apresentação

423 visualizações

Publicada em

Esta história trata de uma menina que queria ter muitos amigos, mas cuja inteligência e sensibilidade foram vistas pelos seus colegas como características fora de moda, esquisitas e estranhas. Este é um livro que valoriza a individualidade, a liberdade de ser e o gosto pelo saber. Seja você! Tenha coragem de ser! A vida fica mais colorida assim.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
423
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
118
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O flamingo e os pombos apresentação

  1. 1. O Flamingo e os Pombos De Beatriz Tanese Seffrin e Adriana Tanese Nogueira
  2. 2. Eu estava feliz. Sim, estava muito feliz. Deitada na cama, fiquei me remexendo de um lado para o outro. Quase caí. Eu ia começar a quinta série daqui a somente 12 horas. Contava, excitada, as horas que faltavam.
  3. 3. Todas as cabeças se viraram quando entrei na sala, como sempre eu estava atrasada. Ouvi sussurros, olhei à minha volta e, então, a vi. Oh não, pensei, Nicole. A mesma Nicole que me fez chorar na quarta série. A mesma Nicole que fofocou sobre mim. A mesma Nicole que literalmente me afastou com suas mãos pequeninas quando eu estava conversando com alguém. A mesma Nicole que, repetidamente, me disse para calar a boca quando eu estava falando. Aquela Nicole.
  4. 4. Só tive o prazer de perceber a real personalidade de muitos da minha classe umas semanas mais tarde.
  5. 5. Sentia-me tão terrivelmente fora de lugar. Como uma peça redonda que não cabia no quebra-cabeça do mural da classe. Uma peça redonda e não um fragmento, uma parte. Eu era um quebra-cabeça completo em mim mesma.

×