Ondas

249 visualizações

Publicada em

aula sobre ondas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ondas

  1. 1. ONDAS CARCTERÍSTICAS GERAIS
  2. 2. ONDAS SÃO PERTURBAÇÕES QUE SE PROPAGAM MAS QUE NÃO TRANSPORTAM MATÉRIA APENAS ENERGIA
  3. 3. EXISTEM DOIS TIPOS DE ONDAS QUANTO A NATUREZA ONDAS MECÂNICAS Precisam de um meio material para se propagar. É o caso do som, das ondas na superfície de um lago, em uma corda, ondas sísmicas de um terremoto. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Não precisam de um meio material para se propagar, conseguem se propagar no vácuo. É o caso da luz, dos raios UV, das micro-ondas.
  4. 4. Características AMPLITUDE COMPRIMENTO DA ONDA
  5. 5. PERÍODO Intervalo de tempo necessário para realizar um ciclo completo (T) FREQUÊNCIA Número de oscilações completas em um intervalo de tempo.
  6. 6. QUANTO MAIS ALTA A FREQUÊNCIA MAIOR A ENERGIA
  7. 7. ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
  8. 8. O fóton é a partícula elementar mediadora da força eletromagnética. O fóton também é o quantum da radiação eletromagnética (incluindo a luz).
  9. 9. ONDAS DE RÁDIO Logo no início do espectro temos as importantes ondas de rádio que são amplamente utilizadas em telecomunicações, por ex.: na transmissão de sinais de televisão, na radionavegação, pela polícia, etc. Essas são as ondas com maiores comprimentos do espectro e por isso têm capacidade de alcançar maiores distâncias, o que as faz ideais para comunicação. Do ponto de vista real, as ondas de rádio podem ter o comprimento equivalente à altura de um prédio...
  10. 10. Recebendo ondas de rádio e tv
  11. 11. Micro-ondas 2) Na sequência temos as micro-ondas que também são amplamente utilizadas em telecomunicações, principalmente na comunicação entre locais que possuem linha de visada (sem obstrução). Como essas ondas são refletidas pela ionosfera terrestre, então são utilizadas estações repetidoras do sinal (terrestres ou satélites espaciais) para cobrir grandes distâncias.
  12. 12. Sua refeição, ao simples apertar de um botão Gerador de ondas eletromagnéticas, acoplado a um ventilador, é a peça -chave do aparelho O magnetron gera ondas de alta freqüência, que são espalhadas dentro do forno por um ventilador Grades na porta e paredes de aço impedem o vazamento das microondas As microondas são refletidas pelas paredes de metal, envolvendo o alimento. Além de fornos e radares, as microondas são usadas também em sistemas de telecomunicações, como nas transmissões por satélite e na telefonia celular.
  13. 13. Por que o celular interfere nas caixas de som do computador? Porque, quando o aparelho está prestes a receber uma chamada, ele emite e recebe ondas eletromagnéticas com uma potência maior. Isso acontece para o celular enviar informações para a estação base, como localização e número (e completar a ligação ou não). Esses sinais atingem o circuito eletrônico da caixa de som, causando uma interferência no alto-falante, onde existe uma membrana que vibra de acordo com a corrente elétrica recebida. É isso que origina os ruídos se o celular estiver perto das caixas.
  14. 14. INFRAVERMELHO 3) Antes da luz visível temos o infravermelho, uma luz invisível tipicamente utilizada para troca de informação entre os controles remotos e televisores (ou outros eletrônicos), já que essas ondas têm apenas curto alcance. No contexto da nossa percepção humana, o infravermelho está presente no calor emitido na natureza.
  15. 15. Como funciona o controle remoto? Ele envia mensagens codificadas por meio da luz infravermelha - invisível ao olho humano - para o aparelho controlado. Quando apertamos o botão do controle, fazemos essa luz piscar, emitindo pulsos longos e curtos que compõem um código binário, convertido em comandos pelo aparelho ao qual se destina. A cada botão do controle remoto corresponde um código específico, gerado por um microprocessador, que, por sua vez, aciona um gerador de frequências que envia os sinais para o equipamento controlado. Esse equipamento contém outro microprocessador, que trata de receber os sinais e identificar o código enviado. Para evitar interferências no aparelho errado, três códigos binários são enviados simultaneamente: o código da tecla em questão; esse mesmo código, invertido; e, finalmente, o código do fabricante do aparelho.
  16. 16. LUZ VISÍVEL 4) No centro do espectro está uma faixa de frequências que é de suma importância para nós seres humanos: a luz visível que varia do vermelho ao violeta (as cores do arco-íris). Essas ondas têm tamanho da ordem de uma bactéria e os nossos olhos são sensores ópticos que possuem células fotossensíveis PERFEITAMENTE calibradas para perceber essas frequências, assim enxergamos! Por isso nem tudo que percebemos é tudo que existe, é apenas TUDO que PERCEBEMOS! A nossa percepção do mundo não representa a sua totalidade, mas apenas uma experiência...
  17. 17. Afinal, a luz é uma onda ou uma partícula? A física abraçou o mistério. "Quem disser que ela é onda está certo e quem disser que ela é partícula também está”. A luz apresenta características de uma ou de outra. Não precisamos resolver o enigma. A luz funciona com uma lógica própria, diferente da que estamos acostumados, diz Amir Caldeira, físico, da Universidade Estadual de Campinas
  18. 18. ULTRAVIOLETA 5) O Sol é o maior emissor da radiação ultravioleta e é graças à camada de ozônio que circunda nosso planeta que a maior parte dessa radiação ionizante perde intensidade ao atravessá-la e chega até nós como radiação não-ionizante. Apesar dessa boa notícia, a má notícia é que a nossa camada de ozônio está repleta de buracos decorrentes do efeito estufa, como todos já devem bem saber! Ao se expor ao sol usem o protetor solar! A radiação ultravioleta (UV) é a radiação eletromagnética ou os raios ultravioleta com um comprimento de onda menor que a da luz visível e maior que a dos raios X, de 380 nm a 1 nm. O nome significa mais alta que (além do) violeta (do latim ultra), pelo fato de que o violeta é a cor visível com comprimento de onda mais curto e maior frequência.
  19. 19. RAIOS-X A produção de raios X se deve principalmente devido à transições de elétrons nos átomos, ou da desaceleração de partículas energéticas carregadas. Como toda energia eletromagnética de natureza ondulatória, os raios X sofrem interferência, polarização, refração, difração, reflexão, entre outros efeitos. Embora de comprimento de onda muito menor, sua natureza eletromagnética é idêntica à da luz. 6) O Raio-X é bastante conhecido de todos porque é utilizado nas radiografias para fotografar os nossos ossos. Essa radiação atravessa os tecidos macios (baixa densidade) com facilidade, mas não os nossos ossos. É por isso que nas radiografias os ossos saem contrastado e de fácil visualização. Essa radiação também é prejudicial à saúde, por isso a exposição à sua emissão tem que ser rigorosamente controlada.
  20. 20. Nasa encontra sinais misteriosos de raios X em outra galáxia EM 27/06/2014 Pesquisadores detectaram algo misterioso no aglomerado da galáxia de Perseu a 240 milhões de anos-luz da Terra. Os cientistas acham que os raios X podem ter sido produzidos pela decomposição de neutrinos estéreis, um tipo de partícula que tem sido proposto como candidato para a matéria escura. A descoberta foi feita pelo observatório Chandra, um telescópio espacial enviado pela Nasa em 1999 com o objetivo de observar luz visível, raios gama, raios X e infravermelho.
  21. 21. RAIOS GAMA 7) O extremo final do espectro contempla os chamados Raios Gama. Essa radiação possui baixíssimo comprimento de onda (menores que os átomos) e muita intensidade. Essa radiação é liberada em explosões atômicas e emitida por elementos radioativos, sendo portanto altamente nociva para nossa saúde.
  22. 22. A Radiação gama, proveniente dos raios gama (γ), é um tipo de radiação eletromagnética produzida geralmente por elementos radioativos. Os raios gama, devido à alta energia que possuem, são capazes de penetrar na matéria mais profundamente que a radiação alfa ou beta. O processo de irradiação de diferentes produtos com raios gama cresce significativamente no mundo. Devido à sua elevada energia, podem causar danos no núcleo das células, por isso são usados para esterilizar equipamentos médicos, alimentos e diversos outros produtos.
  23. 23. RAIOS GAMA No espaço, as explosões cósmicas de raios gama são os fenômenos que emitem a maior quantidade de energia por unidade de tempo no universo. Uma única explosão, com uma duração típica de alguns segundos, emite tanta energia em raios gama quanto o Sol vai emitir durante toda a sua vida (estimada em 10 bilhões de anos).

×