Indutrialização da água

4.499 visualizações

Publicada em

Industrialização da água mineral

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indutrialização da água

  1. 1. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DE MATO GROSSO.CAMPUS FRONTEIRA OESTE/PONTES E LACERDA – MT DEPARTAMENTO DE ENSINO. CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO EM QUÍMICA. INDUSTRILIAÇÃO DA ÁGUA MINERAL Professor: Adnaldo Brilhante Disciplina: Tecnologia em Química Orgânica.
  2. 2. Industrialização da Água Mineral ConceitoÁguas Minerais (Lei n.º 7.841/45)  São aquelas provenientes defontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuamcomposição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintasdas águas comuns, com características que lhes confiram uma açãomedicamentosa.
  3. 3. Industrialização da Água Mineral ConceitoÁguas Potáveis de Mesa (Lein.º 7.841/45)  São as águasde composição normal,provenientes de fontes naturaisou de fontes artificialmentecaptadas que preencham tãosomente as condições depotabilidade para a região.Águas Purificadas Adicionadas deSais (Anvisa 309/1999)  São aquelaspreparadas artificialmente a partir dequalquer captação, tratamento eadicionada de sais de uso permitido,podendo ser gaseificada com dióxidode carbono de padrão alimentício.Código de Águas Minerais usa o termosoluções salinas artificiais.
  4. 4. Industrialização da Água MineralO que é preciso para se abrir uma Industria de Água Mineral?
  5. 5. Industrialização da Água Mineral O que é preciso para se abrir uma Industria de Água Mineral?# CONCESSÃO. Como mineral que é, a exploração de uma fonte de água,bem como sua industrialização depende de concessão, essa concessão depesquisa de novas fontes minerais levam 24 meses.# Legislação Específica  Torna-se necessário tomar algumasprovidências, para a abertura do empreendimento, tais como:- Registro na Junta Comercial;- Registro na Secretária da Receita Federal;- Registro na Secretária da Fazenda;- Registro na Prefeitura do Município;- Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma– Receita Federal)- Registro no Sindicato Patronal;
  6. 6. Industrialização da Água MineralO que é preciso para se abrir uma Industria de Água Mineral?O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretendemontar seu empreendimento para obter informações quanto às instalaçõesfísicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará deFuncionamento.Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos àsespecificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE11.09.1990).A produção e a qualidade da água mineral natural no Brasil sãoregulamentadas por leis, portarias, resoluções e normas. Os órgãos maisenvolvidos no regulamento de água mineral natural são:- Ministério das Minas e Energia;- Departamento Nacional de produção Mineral;- Agência Nacional de Vigilância Sanitária;- Associação Brasileira das Indústrias de Água Mineral.
  7. 7. Industrialização da Água Mineral O que é preciso para se abrir uma Industria de Água Mineral?# Registro Especial  Para a aquisição da Concessão exigi-se:- REGISTRO. O registro do subsolo no DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), é aprimeira condição para o funcionamento de uma empresa engarrafadora de água mineral.Roteiro resumido para obtenção do registro:1 - ANALISAR A ÁGUA quanto à potabilidade, o teste de potabilidade só será feito de acordocom o resultado obtido no teste bacteriológico;2 - PLANO DE TRABALHO, elaborar plano de trabalho para pesquisa;3 - AUTORIZAÇÃO PARA PESQUISA, dar entrada, no DNPM, com requerimento paraautorização para pesquisa;4 - RELATÓRIO DE PESQUISA, elaborar relatório de pesquisa e encaminhá-lo ao DNPM;5 - ANÁLISE DA ÁGUA, fazer análise completa da água nos laboratórios do DNPM, no Rio deJaneiro.OBS. Esses trabalhos devem ser executados por profissionais habilitados, (Geólogo) que seencarregará de resolver os trâmites legais junto ao DNPM.- OBTENÇÃO DAS LICENÇAS. Após a entrada da documentação no DNPM, deve-se procurar aSecretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável e preencher o requerimento para obter aslicenças de:1 - Localização – LL2 - Instalação – LI3 - Operação – LO
  8. 8. Industrialização da Água Mineral Classificação Código de Águas Minerais - Decreto - lei 7.841 de 08/08/45. Critérios Básicos:I - Características Permanentes da água (composição química)  Ex.:Iodetada de Pádua, Milneral, Salutaris, Calita, Fênix, Recanto das Águas, Pindó,Caxambu, Raposo, Soledade, Havaí, São Lourenço, etc.II - Características Inerentes às Fontes (gases e temperatura)  Ex.: AsLindóias, Serra dos Órgãos, Passa Três, Poá, Termais de Caldas Novas (GO) ePoços de Caldas (MG), etc.
  9. 9. Industrialização da Água Mineral Classificação CLASSIFICAÇÃO QUANTO À COMPOSIÇÃO QUÍMICA: # OLIGOMINERAL: quando apresentarem apenas uma ação medicamentosa RADÍFERAS: Substâncias radioativas que lhes atribuam radioatividade permanente . # ALCALINA BICARBONATADA : bicarbonato de sódio 0,200g/l. (EX.: Ijuí e Sarandi - RS); # ALCALINO TERROSAS: alcalinos terrosos 0,120g/l. (Ex.: Ouro Fino e Timbú - PR); # ALCALINO TERROSAS CÁLCICAS: cálcio sob a forma de bicarbonato de cálcio 0,048g/l (Ex.: Calita - RJ); # ALCALINO TERROSAS MAGNESIANAS: magnésio sob a forma de bicarbonato de magnésio 0,030g/l (Ex.: Lindágua - RO); # SULFATADAS: sultato de Na ou K ou Mg 0,100g/l; # SULFUROSAS: sulfeto 0,001g/l (Ex.: Araxá - MG); # NITRATADAS: Nitrato de origem mineral 0,100g/l e tiver ação medicamentosa. # CLORETADAS: cloreto de sódio 0,500g/l e tiver ação medicamentosa; # FERRUGINOSAS: ferro 0,500g/l (Ex.: Salutaris - RJ); # RADIOATIVAS: contiverem radônio em dissolução # TORIATIVAS: torônio 2 unidades Mache/l. # CARBOGASOSAS: gás carbônico livre dissolvido 0,200ml/l (Ex.: Caxambu, São Lourenço - MG; Raposo, Soledade e Havaí - RJ); # ELEMENTO PREDOMINANTE: Elemento ou substância raros ou dignos de nota. Iodetada (Pádua - RJ); Litinada (Milneral - RJ); Fluoretada (Fênix - RJ); Brometada (Serra do Segredo - RJ).
  10. 10. Industrialização da Água Mineral ClassificaçãoCLASSIFICAÇÃO QUANTO ÀS CARACTERÍSTICASINERENTES ÀS FONTES: (Apenas para as águas minerais)1. Quanto aos Gases:# FRACAMENTE RADIOATIVAS: teor de radônio entre 5 e10 unidades Mache por litro de gás espontâneo (Ex.: MinalbaLindoya Genuína - SP, Passa Três - RJ);# RADIOATIVAS: teor de radônio entre 10 e 50 unidadesMache por litro de gás espontâneo (Ex.: Diversas Lindóias,Poá, Shangri-lá - SP);# FORTEMENTE RADIOATIVA: teor de radônio superior a50 unidades Mache por litro de gás espontâneo (EX.: Araxá -MG);TORIATIVAS: torônio ? 2 unidades Mache/l. (Ex: não há -não é determinado)# SULFUROSAS: as que possuem na emergênciadesprendimento definido de gás sulfídrico (Ex.: Araxá - MG);2. Quanto a Temperatura:# FONTES FRIAS: temperatura inferior a 25ºC;# FONTES HIPOTERMAIS: temperatura entre 25 e 33ºC(Ex.: Serra dos Órgãos - RJ);# FONTES MESOTERMAIS: temperatura entre 33 e 36ºC(Ex.: York - PI);# FONTES ISOTERMAIS: temperatura entre 36 e 38ºC;# FONTES HIPERTERMAIS: temperatura acima de 38ºC(Ex.: Thermas Antônio Carlos - Poços de Caldas - MG;Caldas Novas - GO).
  11. 11. Industrialização da Água Mineral Contaminantes
  12. 12. Industrialização da Água MineralProcesso de produção da água mineral
  13. 13. Industrialização da Água Mineral Processo de produção da água mineralCaptação  É o conjunto de instalações, construções e operaçõesnecessárias à exploração da água mineral ou potável de mesa de umaquífero, sem alterar as propriedades naturais e a pureza da água mineralou potável de mesa. Ela se faz através de fontes naturais ou por poçosartesianos. A água é transferida para os reservatórios por meio de bombas.
  14. 14. Industrialização da Água Mineral Processo de produção da água mineral Reservatório  São locais de armazenamento de água proveniente exclusivamente da captação para acumulação e/ou regulação de fluxo de água. Estes devem ser constituídos de material inerte (alvenaria ou aço inox), sendo que o armazenamento não exceda 3 dias. A limpeza deve ser feita periodicamente com substancias que não interfiram na qualidade da água.Filtração  É uma operação de retenção departículas sólidas por meio de material filtranteque não altera as características químicas efísico-químicas da água. Esta operação nãopretende melhorar a qualidade bacteriológica daágua, o seu objetivo é a eliminação de elementosinstáveis e em alguns casos, é feita a microfiltra-ção através de membranas para retermicrorganis-mos.
  15. 15. Industrialização da Água Mineral Processo de produção da água mineralGaseificação  A gaseificação é a adição artificial de dióxido de carbono duranteo processo de envasamento. A carbonatação é útil para reduzir a quantidade demicrorganismos e prevenir seu posterior crescimento, porém não se deveconsiderar como um meio para desinfectar a água vinda de uma fontemicrobiológica insegura. Envasamento  É uma operação de introdução de água proveniente da captação e/ou dos reservatórios nas embalagens, até o seu fechamento. O envasamento e o fechamento das embalagens devem ser efetuados por máquinas automáticas, sendo proibido o processo manual. As máquinas devem estar dispostas de modo que haja um processamento contínuo, desde a lavagem até o fechamento.
  16. 16. Industrialização da Água Mineral Processo de produção da água mineralRotulagem  É a identificação de cada vasilhame de produto, permitindoque este seja rastreado da fábrica até o consumidor. Ela deve ser feitafora da sala de envasamento. Após a rotulagem o produto final passa poruma verificação visual, isto é feito para detectar perigos físicos, ou seja,sujidades mais grossas, partículas suspensas, plásticos e outros.
  17. 17. Industrialização da Água Mineral Processo de produção da água mineralEstocagem  Os produtos envasados devem ficar estocados em locais afastadosdas instalações industriais. Eles devem permanecer em estrados, para que asembalagens não entrem em contato diretamente com o piso.
  18. 18. Industrialização da Água Mineral Processos de Esterilização da água mineralOzônio  Gás instável, produzido através de uma descarga elétrica emcontato com ar atmosférico ou oxigênio. Isto resulta em uma moléculacomposta de três átomos de oxigênio. O valor de sua meia vida, quandodissolvido em água, é de 1,25 minuto a 26ºC (depende da concentração deozônio e de outras substâncias contidas na água), de modo que seu odor epaladar característicos desaparecem rapidamente. O emprego do ozôniono tratamento da água é mais previsto para a dissociação de substânciassolubilizadas e particulares da água. Com isto estão, principalmente, aextinção e a inativação de bactérias e vírus em primeiro plano.
  19. 19. Industrialização da Água MineralProcessos de Esterilização da água mineral
  20. 20. Industrialização da Água Mineral Processos de Esterilização da água mineralMicrofiltração da água  A filtração da água é definida como uma operação que produz águaestéril, ou seja, sem contaminação, pronta para o envasamento. Vários tipos de filtros sãoapropriados para tal fim como filtro de placas, filtro de membrana, vela cerâmica e filtrocartucho. O tipo de filtro selecionado para a esterilização da água vai depender de diversosparâmetros, como a vazão, facilidade de manutenção, limpeza e esterilização.A esterilização da água por ultravioleta (comprimento de onda entre 200 e 300 nm), é umaalternativa que permite eliminar os microrganismos presentes na mesma, sem alterar as suascaracterísticas físico-química e sensoriais. Além disso, a sua utilização não afeta o meioambiente. A esterilização dá-se a um curto período de tempo, onde a incidência da radiaçãoluminosa é de 3 a 5 segundos. Ela atua na precipitação e oxidação dos sólidos dissolvidos, nadestruição de hidrocarbonetos, na mineralização de compostos orgânicos e auxilia naeliminação da turbidez.
  21. 21. Industrialização da Água Mineral EmbalagemA embalagem deve apresentar características , as quais evite que elementosexternos à água interagem com a mesma, ou que haja vazamentos, mas devetambém, apresentar uma boa imagem do produto junto ao consumidor. Adiversidade de embalagens plásticas é grande, podendo citar o polietileno(PE), polipropileno (PP), polietileno tereftalato (PET) e policarbonato de vinila(PVC). Estas embalagens apresentam baixo custo, evitam ferrugens, possuemleveza, facilidade no manuseio e transporte, reciclabilidade e praticidade.
  22. 22. Industrialização da Água Mineral RotuloO rotulo não pode apenas ser uma logo tipo do produto ele deve apresentar asseguinte informações: Nome da fonte;Marca da água;Local da fonte, município e estado;Classificação da água;Composição química, expressa em mg/L, contendo, no mínimo, oito elementospredominantes, sob forma iônica;Características físico-químicas na surgências;Nome do laboratório, número e data da análise da água;Volume expresso em litros ou mililitros;Número e data da concessão da lavra;Nome da empresa concessionária e/ou arrendatária, se for o caso, com o númerode inscrição no Cadastro Geral do Contribuinte do Ministério da Fazenda;Duração, em meses, do produto, destacando por meio de impressão naembalagem, no rótulo ou na tampa, a data de fabricação do mesmo;v Se a água for adicionada ao gás carbônico, declarar “gaseificadaartificialmente”;Indústria Brasileira.
  23. 23. Industrialização da Água Mineral Rotulo
  24. 24. Industrialização da Água Mineral O mercado A preocupação com saúde faz com que a água ganhe mercado de refrigerantes e cervejas, o que permitiu fazer uma previsão de que os brasileiros consumiram perto de três bilhões de litros de água mineral em 2000, o que corresponde a um crescimento de 20% (vinte por cento) em relação ao recorde de 1999 de 2,5 bilhões. Estima-se que, em 8 anos, o consumo passe dos atuais 15,8 litros per capita para 50 litros per capita. No Brasil a produção de água mineral, está assim distribuída: Região Sudeste, responsável pela produção de aproximadamente 55%, onde São Paulo contribui com 39%, Minas Gerais com 8,8% e Rio de Janeiro com 5%; Região Nordeste com 24%, sendo que, Pernambuco contribui com 10% e Ceará com 4,9%; Região Sul contribui com 11%, o Estado do Paraná contribui com 4,7%, Rio Grande do Sul com 4%, são os maiores produtores; Região Centro- Oeste com 5,5%, sendo o Mato Grosso com 2,4% e Goiás com 1,8%; Região Norte contribui com 4,5% sendo que, o Pará contribui 2,4% e Rondônia com 1,2%.
  25. 25. Industrialização da Água Mineral O mercado
  26. 26. Industrialização da Água Mineral O mercadoPor que o mercado de água mineral nacional não é mais efetivo? Custo do empresário que é repassado ao consumidor (leis comerciais eambientais), As camadas mais populares acharem o seu consumo “dispensável”. Falta de incentivo do poder publico.
  27. 27. FIM

×