Faculdade Lions
Alunos: Adair Caldeira
Dayane Cristina de Moraes
Valdivino Manoel
Turma: 6º Período de Administração

Guru...
2. Adote a nova filosofia e assuma a sua liderança na empresa.
3. Termine com a dependência da inspeção como via para a qu...
4- Mobilidade da Administração: A mobilidade aniquila o trabalho de equipe, tão
vital para a existência contínua. A tarefa...
Gurus da qualidade edwards deming
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gurus da qualidade edwards deming

770 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gurus da qualidade edwards deming

  1. 1. Faculdade Lions Alunos: Adair Caldeira Dayane Cristina de Moraes Valdivino Manoel Turma: 6º Período de Administração Gurus da Qualidade Dr. William Edward Deming BIOGRAFIA SUCINTA Nasceu em 14 de Outubro de 1900 em Sioux City, Iowa. Em 1921 licenciou-se em Física, na Universidade do Wyoming e, em 1928, doutorou-se em Matemática pela Yale University. Trabalhou no Census Bureau dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial e, em 1950, foi convidado para dirigir ações de formação em estatística e controlo de qualidade no Japão. O impacto das suas ideias foi de tal forma elevada que Deming é, hoje, considerado como o pai do milagre industrial japonês. Com a sua formação como estatístico, foi utilizado, durante a segunda guerra mundial para ajudar os Estados Unidos na melhoria dos seus materiais bélicos. Após a segunda grande guerra, foi convidado pelo Japão, para ajudar a indústria japonesa. A intenção era mudar a percepção de que o Japão somente produzia imitações baratas para uma nação que poderia produzir produtos inovativos e de qualidade. Segundo Deming, se os japoneses seguissem as suas instruções, eles poderiam conseguir os seus objetivos em cinco anos. Poucos acreditaram, mas decidiram aceitar o desafio e, para a surpresa do próprio Deming, conseguiram sucesso em quatro anos. Morreu em 1993, com 93 anos. Os 14 pontos de Deming para a Gestão 1. Crie uma visão consistente para a melhoria de um produto ou serviço objetivando tornar-se competitivo e manter-se em atividade.
  2. 2. 2. Adote a nova filosofia e assuma a sua liderança na empresa. 3. Termine com a dependência da inspeção como via para a qualidade. 4. Minimize os custos com a seleção de um fornecedor preferencial. 5. Melhore de uma forma constante e contínua cada processo. 6. Promova a aprendizagem no terreno (training on the job). 7. Encare a liderança como algo que todos podem aprender. 8. Não lidere com base no medo. Evite usar um estilo autoritário de gestão. 9. Destrua as barreiras entre os departamentos funcionais. 10. Elimine as campanhas ou slogans com base na imposição de metas. 11. Abandone a gestão por objetivos com base em indicadores quantitativos. 12. Não classifique o desempenho dos trabalhadores ordenando-os por ranking. 13. Crie um ambicioso programa de formação para todos os empregadores. 14. Imponha a mudança como sendo uma tarefa de todos os trabalhadores. O que Deming chamou de Doenças Fatais? A administração Norte-Americana, segundo Deming sofre algumas doenças. Para que haja cura exige uma mudança radical no estilo ocidental de administrar. Deming revela sete doenças, somente as cinco primeiras citadas se aplicam ao Brasil. 1- A doença que incapacita falta de constância de propósitos: Nega o 1º ponto "Qualidade, custo, prazo”. A empresa sem constância de propósitos pensa apenas nos dividendos em curto prazo e não tem planos para operar em longo prazo. Não tem continuidade em programas de melhoria. Tem que adotar medidas concretos e muitos empenho para convencer seu empregados para a mudança. 2- Ênfase nos lucros em curto prazo: Tem a ideia de ganhar dinheiro a curtíssimo prazo, não importando com a qualidade. 3- Avaliação do desempenho, avaliação do mérito ou revisão anual: A avaliação de desempenho estimula o desempenho somente em curto prazo, mas desestimulam o risco, promovendo o medo e desavenças entre membros.
  3. 3. 4- Mobilidade da Administração: A mobilidade aniquila o trabalho de equipe, tão vital para a existência contínua. A tarefa dos administradores é inseparável do bem-estar da empresa. 5- Direção da Empresa simplesmente através dos números visíveis: Uma empresa pode parecer bem-sucedida com base nos números visíveis e fracassar pela negligência de seus administradores ao não levar em consideração os números desconhecidos. 6- Custos excessivos com assistência médica 7- Custos excessivos de responsabilidade civis (liability), inchados por advogados que recebem honorários na base de porcentagens. PDCA Além dos princípios e das cinco doenças, Deming foi o principal responsável pela popularização do ciclo PCDCA. Desenvolvido por Walter Shewart, O ciclo consiste em um processo de desenvolvimento de melhorias contínuas. É representado por um círculo onde cada quadrante representa uma atividade gerencial para a busca de melhorias. O primeiro quadrante representa a atividade de planejar (Plan). O segundo a atividade de Fazer (Do); enquanto o terceiro significa verificar (Check) e o quarto representa a ação na correção de eventuais distorções (action). Diante das recomendações de Deming constatamos que a empresa deve estar inserida na nova economia, acordar para os desafios que o mercado está impondo, como as novas tecnologias, onde a empresa deve estar adaptada ao ambiente, objetivando tornar-se competitiva e manter-se em atividade. A empresa deve atender as necessidades e desejos do cliente, para isso deve melhorar de forma contínua seus processos, de modo a favorecer a qualidade e produtividade para atender aos seus clientes. Esta concepção é representada pelo ciclo PDCA: As atividades de planejar, fazer, verificar e agir. Enfatiza o clima organizacional da empresa, onde deixa claro que todos os funcionários devem participar dos desafios que a empresa enfrenta, destruindo as barreiras entre os departamentos, deve-se trabalhar em equipe, pois a transformação da empresa é competência de todos. Sendo assim a empresa deve estar bemestruturada e harmônica para produzir com qualidade.

×