Reboco caído nº2 p visualizar

748 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
748
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
432
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reboco caído nº2 p visualizar

  1. 1. quero um lugar o pudor seja execrado onde a beleza não me incomode o mal desmascarado com seus rostos bonitos e os fúteis renegados seus corpos perfeitos vamos para o mundo quero um lugar onde aprecie os defeitos onde todo Clarismundo onde possam os sujeitos não importa se sugismundo cantarem e rodopiarem nos abrace e faça um brinde por todas as praças e campos onde os sábios escrevam errado despidos completamente nus Panda Reis e o esquecido seja lembrado onde os excessos sejam adorados (oligarquia) chega de ser deturpado os certos estejam errados que se crie outro lado e haja um cultos aos depravados e não se tenha mais cuidadoEntrevista com a banda Krias de Kafka e com Panda, baterista da Oligarquia Textos, contos e muito mais O fanzine Reboco Caído é defecado por Fabio da Silva Barbosa
  2. 2. Pag.1 DEZ/2010 Editorial Neste número temos duas entrevistas, minha loucura em forma de letras, espaços e formatos, a loucura de Alexandre amigos que também têm muito o que dizer e todo o desconforto para os acomodados. Loucura? Sim, loucura. Se são, é o que as outras pessoas interpretam em seu cotidiano, prefiro ser enfermo. Bem melhor 0-971 CEP 2402 Contatos: rói, RJ, Brasil, 050, Nite CX POSTAL: 100 fsb1975@yahoo.com.brwww.rebococaido.blogspot.com BALADA 2 FALTA DE ARPor: Fabio da Silva Barbosa Por: Alexandre MendesAndando por aí Você me sufocavejo prédios e paredes encardidas puta que pariuEm becos e vielas me percocomo em um mundo sem rumo fortes dores de cabeçaA vida se refugia em um universo paralelo stressssssNão queremos ser apenas mais um elonessa corrente soturna AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAATenho muito para dizerNão vou gastar meu tempo com refrão AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAADentes podres e pernas feridas ME DEIXA EMEsta é apenas mais uma vidaa dizer adeus. PAZ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!REBOCO CAÍDO Aperiódico
  3. 3. N° 2 Pag.2 Se correr...Por: Fabio da Silva Barbosa Se ficar...- E aí, muleque? - Tá fazendo merda, né?- Fala, Jorginho... - Fiz umas burrices, aí... Acabei devendo um- Fala Jorginho é o caralho... Ô filho da dinheiro...puta... - Não me envolve nos problemas com seu- Que isso Jorginho? irmão.- Que isso é o caralho! Tirou as fraudas - Não tem problema. Fica frio. Só preciso doontem e já qué dá volta na boca? Por isso 38 emprestado.que o pessoal diz que a vida do crime não - Olha lá. Não vai me trazer problema.tem espaço pra aposentadoria. Porque tem .................................................................................................................................................uns comédia igual a você. - Entra!- Pera aí Jorginho... Vamos conversar... - Sou de menor. Você não pode me colocar- Você acha que mandei a rapaziada te trazer junto...até aqui pra conversá? Seu tempo de - Cala boca. Isso a gente vê depois.conversa já passou. Juca entrou com um empurrão. Os presos se- Mas somos irmãos, porra. Temos o levantaram e cercaram o menino. Ele se virou,mesmo sangue. Lembra quando papai procurando o policial que efetuou a prisão,morreu? Ele tinha pedido para você tomar mas este já tinha trancado a porta e sumido.conta de mim... - E aí?- Que se foda... Aquele filho da puta... – - Tentei roubar a lotérica e me fudi.Jorginho andou de um lado para outro. - É de menor mermo?Parou na frente do irmão e olhou bem nos - Sô.olhos dele. – Você tem até a noite pra - Meio cumprido.levantar esse dinheiro. - Eu sei. Uma merda isso.- Mas... - Pera aí... Conheço esse moleque. É o irmão- E nada de vender pó malhado na minha do Jorginho.área. Se assaltá aqui na favela, tá ligado - Aaaaaaaaaaaaaa éééeéé... Quer dizer queque não vai passá bem na minha mão. você é o irmão daquele vacilão?- Mas... Juca engoliu em seco. Viu algo brilhando- Se tentá fugi é melhó rezá pra nunca mais passar pelas mãos dos detentos. Sentiu umte encontrar. pano envolver seu pescoço. Quando tentou- Mas... se mexer, foi rapidamente imobilizado. Um- Agora vai! Vai, antes que me arrependa e pedaço pontiagudo de metal entrou em suate passe agora. Anda muleque! Rala! barriga. O sangue escorreu. Juca caiu semJuca desceu as vielas apressado. Tinha vida. No morro, Jorginho esperava por seude levantar o dinheiro. Passou na casa de irmão.Ortaleistro. - Deixa aquele porra aparecer por aqui só para- Fala, Orta. Tô precisando de ajuda. ver um negócio. - O pessoal tava te procurando aí. ffffffffffffffffffuuuuuuuuuuuuuuuuuunnnn- Já encontrei. Olha só... Tô precisando nnnnnnnnnnnnnnnnnnnngggggggaaaaaaalevantar uma grana até a noite. aaaaaaREBOCO CAÍDO Aperiódico
  4. 4. Pag. 3 DEZ/2010 Entrevista Krias de kafka Por: Fabio da Silva Barbosa André Linardi e Mateus Novaes, da banda Krias de Kafka, de Santo André (SP), falam sobre som, vida e atitude. Se você ainda não curtiu essa bagaça, dá uma olhadinha no myspace dos caras (www.my space.com/krias dekafka). Vale a pena conferir O que é o Krias de Kafka? dos. Se o cenário não tiver condições deÉ uma fenda no espaço-tempo, onde cinco existir por si só é que algo está muito er-caras representam o encontro fictício rado com ele. É porque deixou de serentre Iggy Pop e Carlos Drummond de artístico e se tornou uma estrutura sócio-Andrade. cultural corrompida. Durante o processo de criação, existe Além da persistência, o que uma bandaalgum caminho que vocês buscam seguir? iniciante deve ter para garantir sua Buscamos identidade no sentido longevidade?aclássico da palavra. Bom/ruim, Depende do tipo de longevidade que você quer. Em nosso caso, deve ser o desesperofeio/bonito, certo/errado são con- que nos leva adiante. Nada nunca parececeitos que não nos interessam. Es- pronto aos nossos olhos. O negócio é tentartamos além das sete notas e nosso se manter fiel a idéia inicial que você teve,inimigo é o tédio. até quando seu juízo aguentar. Qual o principal canal para quem tem um gostoO que foi determinante para a banda ser diferenciado e quer algo a mais do que écomo é? oferecido pela mídia convencional? Orgulho e malcriação. Hoje em dia, tanto na mídia convencional quanto na mídia não-convencional, vocêA principal importância do cenário inde- precisa de bom senso pra achar esse algo apendente e o que aconteceria se a falta de mais. Precisa confiar na sua percepção e nãoapoio derrubasse de vez este movimento? ficar intelectualizando ou premeditando o Apoio? Não consigo nos imaginar com que você consome.menos apoio do que já temos. Por isso As coisas são.não sentimos que podemos ser derruba-REBOCO CAÍDO Aperiódico
  5. 5. N° 2 Pag.4Melhores sons do momento? ”The Eternal”, último disco do Sonic hahahhauuuuaaaahahahaYouth. Esse álbum é do ano passado, mas Por: Fabio da Silva Barbosatá valendo. Eles conseguiram chegar aquase 30 anos de banda fazendo seu andando pela madrugadamelhor cd. E ainda acho que fizeram de escorro pela escuridãopropósito. Já devia estar combinado completamente a vontadedesde 80 e pouco. Não se pode duvidar livre de qualquer certezada visão desses caras. ou convicçãoSons eternos as ruas me caem bemAquilo que cada um de nós ouviu lá pelos apreciando do concreto ao valão13, 14 anos. Muito stooges-joydivision- despido de conceitos inúteisnirvana. que acorrentam o fraco e ficam mais fortes a cada geraçãoLivros, filmes e arte de uma forma geralTudo que insiste em ser inconveniente. a vida não é nadaArte não é lugar de conforto. parecido com o que pensam não passa perto do que dizemO ser humano que pregam ou impõemBicho complicado. essas pessoas sem imaginaçãoA sociedade o corpo não é santoColeção de bichos complicados. e a vida também não fazemos por fazerA sociedade ideal por prazerSem bichos complicados. não esperarmos sua compreensão Qualquer coisaPor Fabio da Silva Barbosa Desprezo total pelo que você diz que éMais Uma vez me iludi belo.que a felicidade poderia abrir suas asas O instinto e a intuição,sobre nós. esse é o elo.Parece que por mais que o tempo passe Conceitos ultrapassadosa esperança sempre consegue segar, Vidas dedicadas a ser como os outrosnos deixando por fim Frustraçãoencolhidos como aberrações Essa é a sua colheita malditaem um canto imundo Cada vez me fecho mais em mimcom as palmas estendidas para o ar. e vou me matando pouco a poucoSigo nessa luta inglória, Só quando me tornar inteligívelsem esperar por nenhuma vitória. e sem sentido para todosCombatendo o pseudo intelectualismo conseguirei erguer meu troféu de lata dee a terrível ditadura do correto. novoREBOCO CAÍDO Aperiódico
  6. 6. Pag.5 DEZ/2010 Um novo olhar é preciso Por: Fabio da Silva Barbosa acrescentam ou modificam nada, têm muito Índios sendo massacrados pelo mais visualização que os esclarecedores e deBrasil a fora, desabrigados das chuvas conteúdo reflexivo. Os números estão lá. Éque aconteceram em Niterói continuam muito fácil constatar. Compare qualquersem solução para seus problemas, a vio- besteirol com produções como “Ilha daslência se impõe através do medo e da Flores”, “Ponto de Mutação”, “A História dasmorte, a maior parte da população está Coisas.”, “A Carne é Fraca”, “História de umaprivada dos seus direitos básicos, desi- Guerra Particular”, “Ocupation” e tantosgualdade e abuso em toda parte, guerras, outros que deveriam ser vistos por pessoastorturas, desrespeito... São diversas maze- que se julguem dispostas a pensar. Qualquerlas passadas pelas pessoas, não só no idiotice tem seus números crescendo muitoBrasil, mas em todo o mundo. Enquanto mais rápido do que os chamados de formaisso, um culto a ignorância, ao fútil, a pejorativa como filmes cabeça. Por que colabo-boçalidade e a alienação anestesia a ju- rar com o processo de emburrecimento que jáventude e demais poderes modificadores nos é empurrado garganta abaixo por ondeque sempre trouxeram grandes contribui- quer que passemos?ções para o mundo. O egoísmo e a corru- Dê um passeio pela banca de jornal epção anulam ferramentas que deveriam analise as primeiras páginas dos periódicospossibilitar melhorias para todos. Traba- que você poderá constatar o nível das informa-lhadores e artistas estão cada vez mais ções que nos são oferecidas. E a Tv? Puts...desamparados e desmobilizados. Tudo Só besteirol. A realidade está gritando. Atédescendo pelo ralo. quem não quer ver, não tem como continuar Muitos ainda não sabem como re- vivendo em seu mundo de faz de conta. O tem-verter esta situação, mas poderíamos po está passando e a cada minuto a mais quecomeçar exercitando um novo olhar sobre passamos jogando nossa vida na privada, tor-o mundo. Assim, uma nova concepção namos a situação mais crítica. A responsabi-seria criada. É fato que em ferramentas lidade é nossa. Um novo olhar sobre o mundocomo o youtube, vídeos idiotas, que não é preciso. Não percamos mais tempo. Rebocão o pudor seja execrado da Silva Barbosa Por: Fabioquero um lugaronde a beleza não me incomode o mal desmascaradocom seus rostos bonitos e os fúteis renegadosseus corpos perfeitos vamos para o mundoquero um lugar onde aprecie os defeitos onde todo Clarismundoonde possam os sujeitos não importa se sugismundocantarem e rodopiarem nos abrace e faça um brindepor todas as praças e campos onde os sábios escrevam erradodespidos completamente nus e o esquecido seja lembradoonde os excessos sejam adorados chega de ser deturpadoos certos estejam errados que se crie outro ladoe haja um cultos aos depravados e não se tenha mais cuidado REBOCO CAÍDO Aperiódico
  7. 7. N° 2 Pag 6 ... NEMPor: Murilo Pereira Dias (Murilouco) Por: Fabio da Silva Barbosa IIII .Panelas voadoras III e crises de choro III desfecham I o rompimento com o vínculo criador I com a perversidade do nosso senhor I Nem escravo Nem patrãoDESENCORPORADA FICA BRANDA A Nem circo ALMA Nem pão CONFLITOS DE CONTRASTES Alimento para alma e mente TORNA-SE A ORIGEM DA Nocivo tudo éHARMONIA E O INICIO DO FIM Razão O REAL TRANSTORNO E depende de quem vêDESEQUILIBRIO e de que lado estáNÃO HAVERÁ MAIS TREVAS De que lado você está?E MUITOS NÃO PODERÃO RESISTIR A Em estado de sítio ISSO ou completamente sem compaixão OU NEM SEI Completamente sem paixãoQUEm PODERIA ESTAR FALANDO eu nunca quero estar SEI QUE Extasiado VEJO APENAS AS TECLAS pelos ecos das vozes AFUNDANDO SEM que EU queira que teimam em berrarMANIPULAR apesar de todo discurso O BRILHO BRANCO e toda teoriaILUMINADO que insiste em nos manter OFUSCANDO AS IDEIAS no mesmo lugar SEM SAÍDA!!!!!! OS CANTOS VASCULHADOS AS SAÍDAS NÃO ENCONTRADAS NESSEMOMENTO...DEVEM ESTAR DE VOLTAMAIS TARDEELAS SEMPRE VOLTAMBhagwan Shree Rajneesh / Osho .... um certo caráter em você, porque todo“Esta é uma das mais belas declarações: caráter é uma bela cela de uma prisão. Ele‘Olhe para seu coração. Siga a sua natureza’. não está dando a você um certo caminhoBuda não está dizendo, siga as escrituras. para viver. Ao invés disso, ele está lheEle não está dizendo, siga-me. Ele não está dando coragem para seguir a sua própriadizendo, siga certas regras de conduta. Ele natureza. Ele quer que você seja corajosonão está ensinando a você qualquer o bastante para ouvir o seu própriomoralidade. Ele não está tentando criar coração e seguir, de acordo com ele.”REBOCO CAÍDO Aperiódico
  8. 8. Pag. 7 DEZ2010 Entrevista Panda ReisPor: Fabio da Silva Barbosa tocando aqui, pelo sudeste). Tem umO som entrando em sua vida. novo projeto com uns amigos, o Funk´sChegou, praticamente, junto com a minha Not Dead. Cada um tem uma ca-vida, pois sou filho e neto de músicos e, racterística diferente e estilos bemgraças a isso, sempre se ouviu música em definidos e heterogêneos entre si. Acasa. Convivi com musicas de vários tipos. Oligarquia é death metal raiz, old schoolNasci na periferia de São Paulo, onde se es- mesmo, sem espaço para experimentaçõescuta música o tempo todo. Sempre tinha uma e está lançando o cd novo (no final doBrasília velha rolando a trilha sonora das ano ou começo de 2011); o Heresia 666peladas nas ruas de terra. No barraco ao é hard core com fortes influências d-beatlado, sempre tinha uma caixa CCE rolando e o Funk´s Not Dead é um projeto comas novidades. Com o tempo, aprendi a pe- amigos que tocam soul music , Blackneirar os vinis do meu Pai e a encontrar music , rap , funk (nem preciso explicarcoisas que me agradavam. Passava as tardes que me refiro ao funk de verdade, né !??)fingindo tocar aquelas músicas. Depois, a e resolvemos tocar uma mescla dessesgente vai buscar fora o som, entrando assim, estilos que ouvia quando era criança,os amigos e conhecidos. É impressionante no final dos anos 70, começo dos 80 (Ver-como certas coisas são determinantes. sões diferentes, adaptações, criandoLembro da primeira festa que fui na casa de algumas musicas, mesclando essasum amigo da escola. Estava perdido no influências e ainda jogando um poucocanto do quintal e rolava aquele rock de rock e hard core no molho). Tem sidonacional do começo dos anos 80... Até que muito divertido e nem sei se um dia iremosalgum filho da puta solta um Sex Pistols, um gravar alguma coisa. A idéia é deses-Ramones... Aí fudeu tudo !! (rs) tressar, tocar durante a semana, a noite, tomar uma gelada, conversar com os Fale sobre suas bandas. Passado, presente amigos e fazer uma fumaça. Eu escrevo ee futuro. componho demais. Sempre estou pen-No momento, estou apenas com três bandas. sando em letras , musicas , melodias ...Sempre gostei de trabalhar com várias Mesmo estando de saco cheio da cenabandas, de estilos diferentes. Sou hiperativo. musical, ainda não consegui parar deDesde moleque, nunca consegui ficar quieto, criar. Quando conseguir parar de criarconformado apenas com uma situação. e compor, tenho certeza que sairei daQuando comecei a tocar, foi natural me cena.envolver em mais de uma banda. O foda, éque com a idade vem a limitação física, a De todas as formações do Oligarquia,falta de saco pra passar tanto tempo em qual a melhor fase e por quê?estúdio, estrada, família, filhos... Aí se Aí depende de cada um. Estou nessadiminui o ritmo. Hoje estou com a Oli- banda desde o início. Criei a banda,garquia, que é a principal, saca !? Estou chamei os caras para tocarem e aindacom a Heresia, que já tem uns 10 anos, estou nela, passados mais de 18 anos!!!!lançou algumas coisas na Europa e USA Lembro do primeiro ensaio, do começo(Estamos preparando disco novo e estamos de tudo. Cada sensação, cada desânimoREBOCO CAÍDO Aperiódico
  9. 9. N° 2 Pag. 8e decepção. Cada conquista e alegria... Ti- A responsabilidade existe, mas a grandevemos vários momentos legais, mas a maioria não se dá conta disso e a outramelhor fase eu diria que é agora, nesse parte que tem noção disso não tem noçãomomento... Porque estamos vivos. Apesar ampla do que é o nosso mundo, nossa civi-de tudo, estamos aqui, criando, prestes a lização e humanidade. Perdem muitolançar um novo cd... Para estar aqui, tempo se apegando a dogmas e ideologiasdepois de tanto tempo, tem de ser a melhor massificadas ao criticar algum assunto.fase. Se não, não estaria dando esta Não fazem de uma maneira racionalmen-entrevista (rs). Do ponto de vista musical, te contundente. Vejamos o exemplo das crí-e não ideológico ou metafísico, temos o ticas a regimes ultrapassados e ideologi-melhor vocal que a banda já teve e o camente massificados, como a religião. Semelhor guitarrista que já passou pela apossam do discurso satanista ou agnós-banda. Os caras tocam mesmo. São mais tico para esse ataque, mas porra ... É ajovens e tem uma visão mais moderna e mesma merda !!! Cultuar o Diabo é prati-evolutiva da música, o que nos mantém camente aceitar a existência de Deus.vivos.Se dependesse dos dois dinossauros, Alguns o fazem apenas por saber que osa banda tava fudida !!! hahahahaha!!! A cristãos abominam, morrem de medo, domelhor fase é agora. lado negro do Deus deles. Não seria mais inteligente negar tudo que venha da SantaVocês estão em ritmo de show. Me conta Igreja e seu Santo Papa?? Não seria maisisso. coerente negar a cristandade por inteiroEstamos tocando bastante esse ano. Nem (Negar seus santos e demônios)?? A mes-queria tocar tanto, antes do cd sair. Foi ma falha ocorre com as bandas de cunhorolando, acontecendo... Ainda é muito político. Ofendem, criticam, mas semdivertido tocar, viajar e se divertir com fundamento histórico. Apenas criticam,esses caras. Começamos a tocar no final repetindo formulas antigas. Não estamosde 2008, quando mudamos a formação. mais na guerra fria, não estamos mais noComo iríamos gravar disco novo, era ne- século XX... Hoje, o imperialismo é dife-cessário que a banda estivesse entrosada, rente do que era quando as primeirasnão somente em estúdio, mas no palco, que bandas começaram a criticá-lo. A res-é o nosso lugar. Então, caímos na estrada. ponsabilidade em difundir um pensamentoAos poucos fomos colocando sons novos existe se você realmente compactua comno set, o que transformou esses shows em esse pensamento e se você realmente o co-shows do novo cd. Vai ser engraçado loca em prática. É muito fácil falar emquando o cd sair, pois não teremos músicas matar o presidente, sendo que você nunca“novas” para tocar. hahaha!!! Acho que faria isso se tivesse oportunidade. São ra-já tá na hora de começar a compor um novo ras as pessoas que pegaram a música co-disco, antes mesmo de sair esse. Temos da- mo ferramenta de protesto e conscienti-tas marcadas até o fim de novembro, quan- zação. É preciso daquela velha utopia dedo encerramos o ano com um show aqui, querer mudança, pois só isso faz o mole-na capital de São Paulo. que ler e tentar interpretar com sua cabe- ça, mesmo que influenciado por idéias vi-Qual a maior responsabilidade em ter uma ciadas de décadas atrás. Hoje, quem fazbanda e poder difundir um pensamento? uma banda quer tudo, menos ter responsa-REBOCO CAÍDO Aperiódico
  10. 10. Pag 9 DEZ/2010bilidade com algo que não seja o prazer. Acho que é uma extensão do feudalismo.A razão perdeu a razão, meu parceiro... Se você não for capitalista, nem comunista, é uma aberração. O mundo, hoje, é se en-O Metal vai além da música? quadrar na globalização. Sair disso é in-Para alguns, sim!!! Mas, para a grande concebível do ponto de vista mundial, as-maioria, vai até o bar da esquina. sim como no passado estava preso a temá-Hahahaha!! Isso é uma pena, pois pode- tica mercantilista e antes presos ao feuda-ríamos formar gerações pensantes. lismo... Uma versão moderna do passado.Lembro-me que ficava irritado, quandopassava pela galeria ou por shows e via Como mudar?aquela massa acéfala, sem produzir nada Revolução. Mas, dessa vez, não teria nadarealmente relevante para o mundo!! A a ver com a revolução Russa, Cubana,prova maior disso foi quando eu e você Mexicana, ou seja, lá qual for. Seria atentamos conscientizar o pessoal do que verdadeira revolução. Aquela que deveriaestava acontecendo à população indí- ter sido feita lá na França, no século XIX.gena. Quem apoiou?? Quem pegou um dos Certa vez, um amigo, professor de Históriapanfletos e levou para casa e discutiu com Moderna e Contemporânea, me disse queparentes e amigos?? Quem chegou e bus- aquela revolução (1870 - Revol. Francesa)cou maiores informações?? Não sei se to- não teria acabado... Essa revolução ain-do Metal vai além da música, mas para a da se encontra no campo das idéias. Al-grande maioria não passa disso. Apenas guns intelectuais são contrários a essamúsica... Não vejo isso como de todo ruim. farsa de esquerda e direita, a essaExiste espaço para todos. Apenas não escravidão que se chama globalização eentendo por que o foco deles ainda não é universalização de um padrão mundial ea realidade em que vivemos. Tem até gente cultural, que foi constituída para manterexaltando o NS ou culturas Nórdicas e o equilíbrio do sistema (como Deus eEscandinavas. Chega a ser engraçado ver Lucifer foram criados para manter oum latino americano declarar amor a equilíbrio do cristianismo). As massas nãoOdin!!! Hahaha!! É espiritualidade muito conseguem ver sobre o manto chamadoparecida, na verdade ancestral, ao “Civilização Humana”.judaico-cristianismo. Os povos do Nortetêm motivos sociais, culturais e políticos Um símbolo de resistência:para lembrar de seus antigos deuses ances- Os índios Guaicurus foram um exemplo detrais. Mesmo assim, me parece perda de resistência em seu tempo. Maio de 68 étempo para eles que tem motivos mais outro exemplo de resistência... Atualmente,coerentes para lembrar e exaltar sua an- todos traíram, mudaram de lado, abriramtiga cultura. Imagina para nós. concessões... Um símbolo de resistência, hoje em dia, é muito difícil de achar. A O mundo hoje: resistência agora é individual.É exatamente o que construímos. Estáexatamente no lugar onde o trouxemos. CONTATOS: www.oligarquiadeath.com.brDurante séculos, fomos criando condições www.myspace.com/oligarquiadeathsociais, políticas, culturais e religiosas www.twitter.com/oligarquiapara a humanidade estar exatamente as- pandadrums@hotmail.comsim. Os neoliberais chamam de evolução... oligarquia@oligarquiadeath.com.brREBOCO CAÍDO Aperiódico
  11. 11. N° 2 Pag 10 A BIZARRA FAUNA HUMANA – 2ª partePor: Fabio da Silva BarbosaPara quem acompanha nosso blog e apreciou a primeira parte desse impressionante estudo,meus pêsames, pois ainda há muitas modalidades do asqueroso ser para serem analisadas.Sei que você deve estar se tremendo todo. Os arrepios de nojo devem estar subindo pelassuas costas. Mas, não temam. Um pesquisador tem de ter estômago forte e nervos de aço.Vamos respirar fundo, colocar algo bem leve na vitrola e fazer essa leitura em jejum paranão darmos um nó nas tripas logo de arrancada. Preparados? Então vamos.- Conformistas:O grupo dos conformistas é composto por um tipo muito peculiar de ser humano. Ele achaque tudo é assim mesmo. Presa fácil para qualquer outro grupo humano que tenha omínimo de inteligência e disposição.Doutrina: “O que posso fazer? Tenho de aceitar.”Vida em grupo: Estudo ainda em andamento.- Egocêntricos:Esse está entre os mais asquerosos tipos de humanos. Ninguém pode com ele. Ninguémfaz, o que ele faz, tão bem quanto ele. O cara é o máximo... Ou, pelo menos, é assim que ele“pensa”.Doutrina: “Eu sou o cara!”Vida em grupo: Seu grupo é formado por ele mesmo e por quem quiser puxar seu saco. Aprimeira vista pode parecer impossível ter alguma criatura que aprecie viver como capacho,mas tem. É nosso próximo grupo estudado.- Baba Ovo:Adoram dar uma puxada no saco e viver na submissão. Assim como o peixe piloto serelaciona com o tubarão, o Baba Ovo se relaciona com outros tipos de seres humanos.Todo egocêntrico de respeito tem de ter um ao seu lado.Doutrina: “Você é o cara!”Vida em grupo: Normalmente não gostam de viver em grandes grupos, pois existe certadisputa entre eles para ser o mais submisso diante de seu ícone.- Modistas:Esse grupo é da pesada. Não perde uma. Se a moda é peitinho entra na faca e diminui ospeitos, mas se a moda é peitão, silicone nele... Desde a cueca (ou a calcinha) até o corte decabelo, o negócio é estar igual ao ídolo do momento. E vamos que vamos.Doutrina: “A TV é meu pastor e nada me faltará!”Vida em grupo: Passeios por lojas e centros de consumo são o auge da vida em grupo.Costumam acasalar e praticar as demais atividades só entre eles. É um subgrupo derivadodos Alienados e dos Egocêntricos, misturados com os Competidores e Acumuladores. Emsuma: Merda para mais de baldeREBOCO CAÍDO Aperiódico
  12. 12. Cristine CistitePor: Fabio da Silva Barbosa Por: Fabio da Silva Barbosadizer que não se importa é mais fácil que lutar Levantartrancar-se na própria jaula não vai aliviar Trabalharmesmo quando as grades são de ouro Obedecerestamos presos Deitaras barras estão cada vez mais pesadasindependente do seu esforço para não ajudar em nada Levantarolhar para trás traz sempre conforto Trabalhara ilusão é sempre a pior aliada Obedecertantas mentes atrasadas Deitartransformando esse mundo em um mar de nadao oposto anda sempre entrelaçado Levantarassim como o acaso da vida e um simples acaso Trabalharafirmar incertezas também pode ser um grande antídoto Obedecermas quando vem a ressaca Deitarvocê sente que não é nada daquiloquanto piolho e lêndea nessa cabeça careca Levantarquantas voltas e piruetas se estabelecem como meta Trabalharaté lugar nenhum Obedecernunca mais Deitarfim BICHO PAPÃO FICOU OBSOLETOPor Winter Bastos para o filho:Hoje vi uma cena curiosa. “Olha a polícia chegando aí”.Uma criança sentada na calçada fazia O menininho - mais que depressa p a r o upirraça. a birra, levantou-se e seguiu a mãeA mãe, ao ver um carro estacionar, disse assustado. LIVROS - LIVROS - LIVROS - LIVROS - LIVROS - LIVROS - A SAGA DO UM ANO DE BERRO JORNALISMO LIVRE 365 dias de fúriaESCRITOS DESORGANIZADOS Para adquirir o seu exemplar, basta DOWNLOAD GRATUITO NO SITE: acessar o site da Editora Independente: www.koosb.com/home.php www.editoraindependente.com.br

×