As Escolas Realistas & o Parnasianismo

2.296 visualizações

Publicada em

Esse é um trabalho de literatura apresentado no dia 30 de outubro de 2014 no 2º Ano "B" do ensino médio da Escola Estadual Antônio Valadares em Terenos-MS. Esse trabalho fala da Escolas Realista, em especial do Panasianismo.

Foi realizado pelos alunos: Luciano, Helen Jeisse, Edevania, Crisman, Fábio e Alice.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.296
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As Escolas Realistas & o Parnasianismo

  1. 1. Escolas Realista s
  2. 2. As escolas realistas surgem na França, diversificando-se em três estilos que se desenvolvem simultaneamente: o Realismo (propriamente dito), o Naturalismo e o Parnasianismo.
  3. 3. O Realismo: O realismo foi um movimento artístico e cultural que se desenvolveu na segunda metade do século XIX. A característica principal deste movimento foi a abordagem de temas sociais e um tratamento objetivo da realidade do ser humano. Esse movimento envolvia Artes Plásticas, Literatura e Teatro. Gustave Flaubert (1821 – 1880)
  4. 4. O Naturalismo O Naturalismo foi um movimento cultural relacionado às artes plásticas, literatura e teatro. Surgiu na França, na segunda metade do século XIX. Este movimento foi uma radicalização do Realismo. Émile Zola (1840 – 1902)
  5. 5. Características do Naturalismo • O mundo pode ser explicado através das forças da natureza; • O ser humano está condicionado às suas características biológicas (hereditariedade) e ao meio social em que vive; • Forte influência do evolucionismo de Charles Darwin; • A realidade é mostrada através de uma forma científica (influência do positivismo); • Nas artes plásticas, por exemplo, os pintores enfatizam cenas do mundo real em suas obras. Pintavam aquilo que observavam; • Na literatura, ocorre muito o uso de descrições de ambientes e de pessoas; • Ainda na literatura, a linguagem é coloquial; • Os principais temas abordados nas obras literárias naturalistas são: desejos humanos, instintos, loucura, violência, traição, miséria, exploração social, etc.
  6. 6. O Parnasianismo foi um movimento literário que surgiu na França, na metade do século XIX e se desenvolveu na literatura europeia, chegando ao Brasil. Esta escola literária foi uma oposição ao romantismo, pois representou a valorização da ciência e do positivismo.
  7. 7. O nome parnasianismo surgiu na França e deriva do termo "Parnaso", que na mitologia grega era o monte do deus Apólo e das musas da poesia. Na França, os poetas parnasianos que mais se destacaram foram: Théophile Gautier, Leconte de Lisle, Théodore de Banville e José Maria de Heredia.
  8. 8. Características do Parnasianismo • Objetividade no tratamento dos temas abordados. O escritor parnasiano trata os temas baseando na realidade, deixando de lado o subjetivismo e a emoção; • Impessoalidade: a visão do escritor não interfere na abordagem dos fatos; • Valorização da estética e busca da perfeição. A poesia é valorizada por sua beleza em sí e, portanto, deve ser perfeita do ponto de vista estético; • O poeta evita a utilização de palavras da mesma classe gramatical em suas poesias, buscando tornar as rimas esteticamente ricas; • Uso de linguagem rebuscada e vocabulário culto; • Temas da mitologia grega e da cultura clássica são muito frequentes nas poesias parnasianas; • Preferência pelos sonetos; • Valorização da metrificação: o mesmo número de sílabas poéticas é usado em cada verso; • Uso e valorização da descrição das cenas e objetos.
  9. 9. Parnasianismo no Brasil • No Brasil, o parnasianismo chegou na segunda metade do século XIX e teve força até o movimento modernista (Semana de Arte Moderna de 1922).
  10. 10. Os principais representantes do parnasianismo brasileiro • Alberto de Oliveira - Obras principais: Meridionais (1884), Versos e Rimas (1895), Poesias (1900), Céu, Terra e Mar (1914), O Culto da Forma na Poesia Brasileira (1916); • Raimundo Correia - Obras principais: Primeiros Sonhos (1879), Sinfonias(1883), Versos e Versões(1887), Aleluias(1891), Poesias(1898); • Olavo Bilac - Obras principais: Poesias (1888), Crônicas e novelas (1894), Crítica e fantasia (1904), Conferências literárias (1906), Dicionário de rimas (1913), Tratado de versificação (1910), Ironia e piedade, crônicas (1916), Tarde (1919); • Francisca Júlia - Obras principais: Mármores (1895), Livro da Infância (1899), Esfínges (1903), Alma Infantil (1912); • Vicente de Carvalho - Obras principais: Ardentias (1885), Relicário (1888), Rosa, rosa de amor (1902), Poemas e canções, (1908), Versos da mocidade (1909), Páginas soltas (1911), A voz dos sinos, (1916); • Alberto de Oliveira, Raimundo Correia e Olavo Bilac formaram a chamada "Tríade Parnasiana".
  11. 11. Tríade Parnasiana Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac (1865 – 1918) Raimundo da Mota de Azevedo Correia (1859 – 1911) Raimundo Correia Alberto Antônio Mariano de Oliveira (1857 – 1937) de Oliveira Olavo Bilac

×