Reveladas as 70 Praias Pré-Finalistas                na eleição das 7 Maravilhas – Praias de PortugalLisboa, 27 de Feverei...
Para Francisco Ferreira, vice-presidente da Quercus, “a enorme diversidade e qualidade daspraias portuguesas torna difícil...
Conselho Científico é fundamental neste processo, pois as entidades que o compõemgarantem rigor técnico e transparência a ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reveladas as 70 praias pré finalistas na eleição das 7 Maravilhas - Praias de Portugal

263 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reveladas as 70 praias pré finalistas na eleição das 7 Maravilhas - Praias de Portugal

  1. 1. Reveladas as 70 Praias Pré-Finalistas na eleição das 7 Maravilhas – Praias de PortugalLisboa, 27 de Fevereiro de 2012 – A apresentação das 70 praias pré-finalistas na eleição das 7Maravilhas – Praias de Portugal®, teve lugar hoje no Hotel Vila Galé Ópera, em Lisboa. Parachegar a esta lista das 10 melhores praias por cada uma das 7 categorias as 294 nomeadasforam votadas por um painel de 70 especialistas indicado pelo Conselho Científico do projeto.A região com maior número de pré-finalistas é o Algarve com 13 praias, seguindo-se a regiãode Lisboa e Setúbal com 11 praias, Alentejo com 9, Estremadura e Ribatejo também com 9,Beira Litoral com 7, Açores com 6, Beira Interior com 5 praias, Entre o Douro e o Minho com 4,Madeira e Trás-os-Montes e Alto Douro ambas com 3 praias pré-finalistas cada.“Esta lista de pré-finalistas é o resultado da avaliação mais técnica e científica do processo,após a análise dos 70 especialistas de todo o país que contribuíram e colaboraram com aorganização. Estas 70 praias representam o que o país tem de melhor, de norte a sul, do litoralao interior, e que cabe agora a todos divulgar para preservar”, esclarece Luís Segadães,presidente das 7 Maravilhas.O Conselho Científico na eleição das 7 Maravilhas – Praias de Portugal® é composto por 7entidades: Marinha Portuguesa; Agência Portuguesa do Ambiente; Associação Bandeira Azulda Europa; GEOTA; Liga para a Protecção da Natureza; Quercus; e SOS – Salvem o Surf.Segundo Manuel Valadas Preto, Vice-presidente da SOS – Salvem o Surf, "as praiasPortuguesas nunca mais serão as mesmas depois destas 7 Maravilhas. Nem elas nem o SalvemO Surf. É uma honra pertencer ao Conselho Científico, é extremamente difícil selecionar entretantas maravilhas. Mas a melhor parte vem aí! Os portugueses devem preparar as melhoresarmas de água, bolas de areia, erguer os castelos. Devem preparar-se para ficar molhados,salgados e cobertos de areia a defender as gotas do nosso mar, as nossas ondas favoritas, osgrãos de areia da nossa infância, porque estar entre as 7 Maravilhas não é sorte, é vencer umabatalha."
  2. 2. Para Francisco Ferreira, vice-presidente da Quercus, “a enorme diversidade e qualidade daspraias portuguesas torna difícil a escolha daquelas que sucessivamente vão permanecendo atéà seleção final pelos portugueses. Garantir que as praias a serem escolhidas preenchemrequisitos de qualidade para poderem ser frequentadas, preservando-as como recursosnaturais, mas também muitas vezes culturais, é um papel fundamental do ConselhoCientífico.”"A LPN congratula-se com o consenso atingido sobre a escolha das praias candidatas a 7Maravilhas. Não foi fácil decidir perante a enorme lista apresentada, em que a LPN ficou aindacom mais certeza de que as praias portuguesas são muito importantes para a identidade edesenvolvimento económico de Portugal. A LPN espera que este concurso contribua parareunir esforços para a preservação deste importante património!”, afirma Rita Abecassis,membro da Direção Nacional da LPN.Para João Joanaz de Melo, Presidente do GEOTA, “Em Portugal temos muitas praiasfantásticas, mas também muitas (às vezes as mesmas) fortemente ameaçadas por factoresvários de degradação, p.e. construção excessiva, erosão, poluição, pisoteio de dunas. Aselecção das praias nesta fase deve permitir a exclusão daquelas em que a má gestão do litoralé gritante, privilegiando situações em que o ordenamento e as medidas de gestão em vigor sãoapropriados à capacidade e à sensibilidade da praia e do espaço envolvente.”“O concurso das 7 Maravilhas, mais do que nos ajudar a olhar com mais atenção para sítiosfantásticos que temos espalhados pelo nosso território, revela-nos a forma como essesespaços devem ser olhados, visitados e vividos, como elementos determinantes do nossodesenvolvimento sustentável e de uma nova imagem de Portugal. Esta fase de selecção comuma dispersão geográfica alargada estende esta realidade a todos os cantos”, explica JoséArcher, Presidente da Associação Bandeira Azul da Europa.Manuel Lacerda, Subdiretor Geral da Agência Portuguesa do Ambiente, afirma que “apromoção e divulgação das praias do nosso país é fundamental para a preservação ambiental esensibilização do público relativamente a um conjunto muito vasto de matérias relacionadascom o respectivo usufruto de acordo com padrões de elevada qualidade e de segurança. Esteprojecto permite um olhar atento sobre as nossas praias e a lista de 70 pré-finalistas agoraapresentada é representativa do excepcional património balnear nacional. O papel do
  3. 3. Conselho Científico é fundamental neste processo, pois as entidades que o compõemgarantem rigor técnico e transparência a todo o processo. Tem sido um prazer para nóscolaborar com a organização e continuaremos a contribuir para este projecto de inegávelinteresse nacional”.Segundo o Comandante Costa Andrade, Diretor do Instituto de Socorros a Náufragos, “aMarinha tem o maior prazer em estar associada à iniciativa 7Maravilhas – Praias de Portugal,integrando o Conselho Científico, entidade responsável por apreciar as setenta praias pré-finalistas que hoje aqui revelámos. No processo de seleção que se segue, seremos uma vozque dará a necessária relevância à consolidação de uma cultura de segurança balnear e àimplementação de adequadas estruturas de assistência balnear, valorando os aspetos que têmpermitido os elevados padrões de segurança que são apanágio das praias portuguesas.”Na próxima fase do projeto um painel de 21 personalidades notáveis vai selecionar uma shortlist de 21 Finalistas para votação pública. A representatividade geográfica é assegurada atravésda presença no mínimo de um finalista de cada uma das 10 regiões do país e todo o processode seleção e votação é auditado pela PricewaterhouseCoopers & Associados - S.R.O.C. Lda.A Declaração Oficial das 7 Maravilhas – Praias de Portugal® vai ser transmitida em direto naRTP, a partir da Costa Alentejana.Contactos com a imprensa:Eva MotaTlm: 932058352

×