!"#$%&'("'&)*+,-#,".'&' 
#,/-(0(1+&.'&'(21&-+3&45(' 
,'",$"'-67,+"'/()'(' 
(*8,97('%,'&-&0+"&2'(' 
/(-#,:#('&#$&0'%&"' 
(2...
?$&"'12&-%,"'/(22,-#,"'
@(-#,:#('
E+"#,)&"' 
• !"#$%#&"'"%'!"()*#+,-./'0.'!"*/+/'"%'1+2&./3' 
4"2(+#0"'%('&"0"'!"(15.6"'"%'%#*&72*"8' 
9'&"0"'+12./.#&+'12"1...
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
F'
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
Essa abordagem vê a organização como 
um sistema unificado e direcionado de 
partes inter-relacionad...
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
HIJH'K'HILB' 
Destaque: Ludwig von Bertalanffy 
Ênfase: no ambiente 
Pressuposto: homem funcional 
F...
='(21&-+3&45('K'"+"#,)&'&*,2#(' 
CONCORRÊNCIA 
MERCADO 
INFLUÊNCIAS AMBIENTAIS GERAIS 
SISTEMA PROCESSADOR 
ENTRADAS SAÍDA...
G+M("'%,'"+"#,)&"'K'/(-"9#$+45(' 
• N6"+/("'($'/(-/2,#("' 
– >%+#0"'!"(1"/&"/'0.' 
.<%*1+(.#&"/3'0.'(+<%*#+2*+'.'0.' 
")$....
G+M("'%,'"+"#,)&"'K'-&#$2,3&' 
• C*/&.(+/'4.!A+0"/' 
C*/&.(+/'<%.'#="'+12./.#&+(' 
*#&.2!D()*"'!"('"'(.*"'+()*.#&.'<%.' 
"...
C21&-+3&45('K'"+"#,)&'&*,2#('
@()M(-,-#,"'%,'$)'"+"#,)&' 
1. Insumos (entradas, inputs) 
2. Processamentos (througputs) 
3. Exsumos (produto, outputs) 
...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Abordagem Dinâmica 
A ênfase da teoria 
moderna é sobre o 
dinâmico processo de 
interação que oc...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Multidimensional e Multinivelada 
=')(%,2-&' 
#,(2+&'/(-"+%,2&' 
&'(21&-+3&45(' 
%('M(-#('%,' 
7+...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Multimotivacional 
As organizações existem 
por que seus participantes 
esperam satisfazer vários...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Descritiva 
Enquanto as teorias 
anteriores eram 
normativas e 
prescritivas, a Teoria 
de Sistem...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Multivariável 
A teoria moderna assume que um evento pode ser 
causado por numerosos fatores que ...
@&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' 
Adaptativa 
Se uma organização pretende permanecer 
viável em seu ambiente, deve continuamente 
a...
S2(/,""('M,0('T$&0'#(%&"'&"'>(2)&"' 
(21&-+3&%&"'#,-%,)'U'%,"(21&-+3&45(.' 
U'%,"+-#,12&45(',.'-('V).'U')(2#,<'
Homeostasia 
S(-#('%,',T$+06*2+('+-#,2-('%,'#(%("'("' 
9M("'%,'"+"#,)&'T$,''#2&*&0W&)'M&2&' 
)&-#,2',"#,',"#&%('%,',T$+06*...
Adaptabilidade 
X$%&-4&'-('"+"#,)&'M&2&'T$,',0,'",' 
&8$"#,'U"'%,)&-%&"'%('&)*+,-#,<' 
!-7(07,')$%&-4&.'+-(7&45(','2$M#$2&...
Morfogênese 
A organização pode modificar sua constituição 
e estrutura, a partir da comparação dos 
resultados obtidos e ...
Resiliência 
As organizações apresentam 
capacidade de enfrentar e 
superar perturbações externas 
provocadas pela socieda...
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
Abordagem 
Clássica: 
1. Reducionismo. 
2. Pensamento 
analítico. 
3. Mecanicismo. 
Abordagem 
Sistê...
Estudo filosófico dos fins 
propósito 
finalidade 
objetivo
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
Y+)+#&4;,"','/269/&"' 
Não oferece direcionamento acerca das 
funções e práticas concretas gerenciai...
G,(2+&'%("'"+"#,)&"' 
Y+)+#&4;,"','/269/&"' 
Baseia-se em conceitos da Biologia que 
nem sempre levam em consideração a 
c...
G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' 
Administração Científica 
Teoria Clássica 
Teoria da Burocracia 
Escola Relações Humanas 
Escola C...
G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' 
Destaques: Paul Lawrence e Jay Lorsch 
Pressuposto: homem digital 
Ênfase: no ambiente e na tecnol...
[&2+Q7,+"'*Q"+/&"'%&'=%)<' 
@()M,997+%&%,' 
G,/-(0(1+&' S,""(&"' 
ORGANIZAÇÃO' 
!"#2$#$2&' =)*+,-#,' 
G&2,>&"'
G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' 
Y+)+#&4;,"','/269/&"' 
A teoria organizacional cai em certo relativismo, 
uma vez que “tudo depend...
G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' 
Y+)+#&4;,"','/269/&"' 
A pesquisa sobre contingências ainda não identificadas 
que podem influenci...
ÊNFASE TEORIAS 
ADMINISTRATIVAS PRINCIPAIS ENFOQUES 
Tarefas Administração Científica Racionalização do trabalho no nível ...
G2Z"'/(22,-#,"' 
Teoria dos custos de 
transação 
Teoria institucional 
Teoria da ecologia 
populacional
@(-#,:#(' 
Pós-modernismo 
Mudanças na ordem econômica, 
cultural, demográfica e social
@(-#,:#(' 
Pluralismo paradigmático de ideias 
Muitiplas alternativas à visão funcional dominante até então.
G,(2+&'%("'/$"#("'%,'#2&-"&45(' 
Destaque: Oliver Eaton Williamson 
Ênfase: custo em dinheiro ou tempo perdido. 
Pressupos...
G,(2+&'%&',/(0(1+&'M(M$0&/+(-&0' 
($'G,(2+&'%&'",0,45('-&#$2&0' 
• utilização mais extrema do ponto de vista 
ambiental pa...
G,(2+&'%&',/(0(1+&'M(M$0&/+(-&0' 
N&","'%('M2(/,""('%,'",0,45('-&#$2&0' 
a) ocorrência de variações nas formas 
organizaci...
G,(2+&'+-"9#$/+(-&0' 
• Conjunto de teorias e pesquisas 
empíricas que busca explicar 
porque as organizações assumem 
for...
@&2&/#,26"9/&' 
Os estudos administrativos e organizacionais abrem-se para as 
influências da economia, sociologia, psicol...
@&2&/#,26"9/&' 
Uma das principais tendências contemporâneas em Administração
@&2&/#,26"9/&' 
Isomorfismo
HIH]'K'HI^B' 
Destaque: Alberto Guerreiro Ramos 
Ênfase: abertura e pluralismo teórico e empírico. 
Pressuposto: homem crí...
“Embora a deslocação de conceitos possa 
constituir um meio valioso, profícuo e 
legítimo de formulação teórica, pode 
mui...
Capítulo 2   parte 3 - Escola Contingencial
Capítulo 2   parte 3 - Escola Contingencial
Capítulo 2   parte 3 - Escola Contingencial
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Capítulo 2 parte 3 - Escola Contingencial

494 visualizações

Publicada em

Escola Contingencial e Teorias organizacionais contemporâneas

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
494
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo 2 parte 3 - Escola Contingencial

  1. 1. !"#$%&'("'&)*+,-#,".'&' #,/-(0(1+&.'&'(21&-+3&45(' ,'",$"'-67,+"'/()'(' (*8,97('%,'&-&0+"&2'(' /(-#,:#('&#$&0'%&"' (21&-+3&4;,"','&' +-#,2&45('%('&)*+,-#,' /()',0&"<'' =)*+,-#,'1,2&0' =)*+,-#,'%,'#&2,>&'
  2. 2. ?$&"'12&-%,"'/(22,-#,"'
  3. 3. @(-#,:#('
  4. 4. E+"#,)&"' • !"#$%#&"'"%'!"()*#+,-./'0.'!"*/+/'"%'1+2&./3' 4"2(+#0"'%('&"0"'!"(15.6"'"%'%#*&72*"8' 9'&"0"'+12./.#&+'12"12*.0+0./'.' !+2+!&.2:/;!+/'<%.'#="'.6*/&.('' .('/.%/'.5.(.#&"/'.('1+2;!%5+28' AB','C''''D'
  5. 5. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' F'
  6. 6. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' Essa abordagem vê a organização como um sistema unificado e direcionado de partes inter-relacionadas.
  7. 7. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' HIJH'K'HILB' Destaque: Ludwig von Bertalanffy Ênfase: no ambiente Pressuposto: homem funcional Foco: na organização, seus subsistemas e na interação com o meio ambiente. Conceitos-chave: • a organização é um sistema aberto, composto de partes independentes entre si; • a organização está em contínua interação com o ambiente em que se insere.
  8. 8. ='(21&-+3&45('K'"+"#,)&'&*,2#(' CONCORRÊNCIA MERCADO INFLUÊNCIAS AMBIENTAIS GERAIS SISTEMA PROCESSADOR ENTRADAS SAÍDAS Rec. Financ Rec. Humanos Rec. Materiais Tecnologia 4 Pês PEDIDOS RECURSOS Informações Processos Sistemas Políticas Logística Cultura Clima
  9. 9. G+M("'%,'"+"#,)&"'K'/(-"9#$+45(' • N6"+/("'($'/(-/2,#("' – >%+#0"'!"(1"/&"/'0.' .<%*1+(.#&"/3'0.'(+<%*#+2*+'.'0.' ")$.&"/'.'!"*/+/'2.+*/?' ' • =*"#2&#("'($'/(-/,+#$&+"' – >%+#0"'!"(1"/&"/'0.'!"#!.*&"/3' @5"/"@+/3'15+#"/3'A*1B&././'.' *0.*+/8' A=O?P=O!' ECNGP=O!'
  10. 10. G+M("'%,'"+"#,)&"'K'-&#$2,3&' • C*/&.(+/'4.!A+0"/' C*/&.(+/'<%.'#="'+12./.#&+(' *#&.2!D()*"'!"('"'(.*"'+()*.#&.'<%.' "/'!*2!%#0+3'1"*/'/="'A.2(E;!"/'+' <%+5<%.2'*#F%G#!*+'+()*.#&+58' • C*/&.(+/'+).2&"/' C*/&.(+/'<%.'+12./.#&+('*#&.2!D()*"' !"('"'+()*.#&.'+&2+HE/'0.'.#&2+0+/'.' /+:0+/8'9/'/*/&.(+/'+).2&"/'&2"!+(' (+&E2*+'.'.#.2I*+'!"('"'(.*"'+()*.#&.8'
  11. 11. C21&-+3&45('K'"+"#,)&'&*,2#('
  12. 12. @()M(-,-#,"'%,'$)'"+"#,)&' 1. Insumos (entradas, inputs) 2. Processamentos (througputs) 3. Exsumos (produto, outputs) 4. Entropia 5. Homeostase (entropia negativa) 6. Retroalimentação (feedback) 7. Decomposição do sistema em subsistemas
  13. 13. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Abordagem Dinâmica A ênfase da teoria moderna é sobre o dinâmico processo de interação que ocorre dentro da estrutura de uma organização em contraste com a visão clássica que enfatiza a estrutura estática.
  14. 14. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Multidimensional e Multinivelada =')(%,2-&' #,(2+&'/(-"+%,2&' &'(21&-+3&45(' %('M(-#('%,' 7+"#&')+/2(',' )&/2("/RM+/(<'
  15. 15. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Multimotivacional As organizações existem por que seus participantes esperam satisfazer vários objetivos através delas. Esses objetivos não podem ser reduzidos a um objetivo único, como o lucro. A gente não quer Só dinheiro A gente quer dinheiro E felicidade A gente não quer Só dinheiro A gente quer inteiro E não pela metade...
  16. 16. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Descritiva Enquanto as teorias anteriores eram normativas e prescritivas, a Teoria de Sistemas descreve as características das organizações e da administração.
  17. 17. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Multivariável A teoria moderna assume que um evento pode ser causado por numerosos fatores que são inter-relacionados e interdependentes enquanto que as teorias antigas pressupunham causas simples e de fator único.
  18. 18. @&2&/#,26"9/&"'*Q"+/&"' Adaptativa Se uma organização pretende permanecer viável em seu ambiente, deve continuamente adaptar-se aos requisitos desse ambiente.
  19. 19. S2(/,""('M,0('T$&0'#(%&"'&"'>(2)&"' (21&-+3&%&"'#,-%,)'U'%,"(21&-+3&45(.' U'%,"+-#,12&45(',.'-('V).'U')(2#,<'
  20. 20. Homeostasia S(-#('%,',T$+06*2+('+-#,2-('%,'#(%("'("' 9M("'%,'"+"#,)&'T$,''#2&*&0W&)'M&2&' )&-#,2',"#,',"#&%('%,',T$+06*2+(<'
  21. 21. Adaptabilidade X$%&-4&'-('"+"#,)&'M&2&'T$,',0,'",' &8$"#,'U"'%,)&-%&"'%('&)*+,-#,<' !-7(07,')$%&-4&.'+-(7&45(','2$M#$2&<''
  22. 22. Morfogênese A organização pode modificar sua constituição e estrutura, a partir da comparação dos resultados obtidos e os desejados, quando são detectados erros que devem ser corrigidos para modificar a situação.
  23. 23. Resiliência As organizações apresentam capacidade de enfrentar e superar perturbações externas provocadas pela sociedade sem que desapareça seu potencial de auto-organização.
  24. 24. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' Abordagem Clássica: 1. Reducionismo. 2. Pensamento analítico. 3. Mecanicismo. Abordagem Sistêmica: 1. Expansionismo. 2. Pensamento sintético. 3. Teleologia.
  25. 25. Estudo filosófico dos fins propósito finalidade objetivo
  26. 26. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' Y+)+#&4;,"','/269/&"' Não oferece direcionamento acerca das funções e práticas concretas gerenciais.
  27. 27. G,(2+&'%("'"+"#,)&"' Y+)+#&4;,"','/269/&"' Baseia-se em conceitos da Biologia que nem sempre levam em consideração a complexidade e a unicidade da vida social.
  28. 28. G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' Administração Científica Teoria Clássica Teoria da Burocracia Escola Relações Humanas Escola Comportamental Teoria dos Sistemas Teoria da Contingência
  29. 29. G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' Destaques: Paul Lawrence e Jay Lorsch Pressuposto: homem digital Ênfase: no ambiente e na tecnologia Foco: na organização, seus subsistemas e na interação com o meio ambiente. Conceitos-chave: Jay Lorsch 1932 - • não existe uma única maneira de se administrar; • existem vários caminhos para atingir os objetivos; • identificação de contingência: tarefa, tamanho, tecnologia e ambiente. P. R. Lawrence 1922 -
  30. 30. [&2+Q7,+"'*Q"+/&"'%&'=%)<' @()M,997+%&%,' G,/-(0(1+&' S,""(&"' ORGANIZAÇÃO' !"#2$#$2&' =)*+,-#,' G&2,>&"'
  31. 31. G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' Y+)+#&4;,"','/269/&"' A teoria organizacional cai em certo relativismo, uma vez que “tudo depende” do contexto.
  32. 32. G,(2+&'%&'/(-9-1Z-/+&' Y+)+#&4;,"','/269/&"' A pesquisa sobre contingências ainda não identificadas que podem influenciar a organização é inesgotável.
  33. 33. ÊNFASE TEORIAS ADMINISTRATIVAS PRINCIPAIS ENFOQUES Tarefas Administração Científica Racionalização do trabalho no nível operacional. Estrutura Teoria Clássica Organização formal. Teoria Neoclássica Princípios gerais da Administração. Funções do administrador. Estrutura Teoria da Burocracia Organização formal burocrática. Racionalidade organizacional. Estrutura Teoria Estruturalista Múltipla abordagem: Organização formal e informal. Análise intra-organizacional e interorganizacional. Pessoas Teoria das Relações Humanas Organização informal. Motivação, liderança, comunicações e dinâmica de grupo. Pessoas Teoria do Comportamento Organizacional Estilos de Administração. Teoria das Decisões. Integração dos objetivos organizacionais e individuais Pessoas Teoria do Desenvolvimento Organizacional Mudança organizacional planejada. Abordagem de sistema aberto. Ambiente Teoria da Contingência Análise ambiental (imperativo ambiental). Abordagem de sistema aberto. Tecnologia Teoria dos Sistemas Administração da tecnologia (imperativo tecnológico)
  34. 34. G2Z"'/(22,-#,"' Teoria dos custos de transação Teoria institucional Teoria da ecologia populacional
  35. 35. @(-#,:#(' Pós-modernismo Mudanças na ordem econômica, cultural, demográfica e social
  36. 36. @(-#,:#(' Pluralismo paradigmático de ideias Muitiplas alternativas à visão funcional dominante até então.
  37. 37. G,(2+&'%("'/$"#("'%,'#2&-"&45(' Destaque: Oliver Eaton Williamson Ênfase: custo em dinheiro ou tempo perdido. Pressuposto: homem racional Foco: nas populações organizacionais. HIB'K' Conceito-chave: • Os custos de transação causam impacto sobre a oferta e demanda de um mercado e prejudicam realizações de negócios de transações, empobrecendo a sociedade.
  38. 38. G,(2+&'%&',/(0(1+&'M(M$0&/+(-&0' ($'G,(2+&'%&'",0,45('-&#$2&0' • utilização mais extrema do ponto de vista ambiental para explicar os fenômenos organizacionais; • prevalece a visão determinista, que interpreta o ambiente como grande determinante do sucesso e da sobrevivência organizacional, retirando da organização a capacidade de escolha de estratégias.
  39. 39. G,(2+&'%&',/(0(1+&'M(M$0&/+(-&0' N&","'%('M2(/,""('%,'",0,45('-&#$2&0' a) ocorrência de variações nas formas organizacionais; b) seleção das formas organizacionais mais adaptadas ao ambiente; c) retenção, que tem a ver com preservação, difusão ou reprodução das formas organizacionais.
  40. 40. G,(2+&'+-"9#$/+(-&0' • Conjunto de teorias e pesquisas empíricas que busca explicar porque as organizações assumem formas com relativa semelhança.
  41. 41. @&2&/#,26"9/&' Os estudos administrativos e organizacionais abrem-se para as influências da economia, sociologia, psicologia, biologia etc.
  42. 42. @&2&/#,26"9/&' Uma das principais tendências contemporâneas em Administração
  43. 43. @&2&/#,26"9/&' Isomorfismo
  44. 44. HIH]'K'HI^B' Destaque: Alberto Guerreiro Ramos Ênfase: abertura e pluralismo teórico e empírico. Pressuposto: homem crítico Foco: atores historicamente excluídos. Conceito-chave: • processo reverso daquele que se deu nos primeiros anos de desenvolvimento do campo da administração: em vez de buscar a delimitação de fronteiras que os separe de outras disciplinas, os estudos administrativos e organizacionais abrem-se para a influência delas.
  45. 45. “Embora a deslocação de conceitos possa constituir um meio valioso, profícuo e legítimo de formulação teórica, pode muito facilmente degenerar numa colocação inapropriada de conceitos. A colocação inapropriada de conceitos contamina, presentemente, o campo da teoria organizacional”.

×